segunda-feira, 30 de abril de 2012

Timo – a chave da energia

No meio do peito, bem atrás do osso onde a gente toca quando diz "eu", fica uma pequena glândula chamada timo.
Seu nome em grego, thýmos, significa energia vital. Precisa dizer mais?


Precisa, porque o timo continua sendo um ilustre desconhecido. Ele cresce quando estamos contentes, encolhe pela metade quando estressamos e mais ainda quando adoecemos.
Essa característica iludiu durante muito tempo a medicina, que só conhecia através de autópsias e sempre o encontrava encolhidinho.

Supunha-se que atrofiava e parava de trabalhar na adolescência, tanto que durante décadas os médicos americanos bombardeavam timos adultos perfeitamente saudáveis com megadoses de raios X achando que seu "tamanho anormal" poderiam causar problemas.
Mais tarde a ciência demonstrou que, mesmo encolhendo após a infância, continua totalmente ativo - é um dos pilares do sistema imunológico, junto com as glândulas adrenais e a espinha dorsal, e está diretamente ligado aos sentidos, à consciência e à linguagem. Como uma central telefônica por onde passam todas as ligações, faz conexões para fora e para dentro.

Se somos invadidos por micróbios ou toxinas, reage produzindo células de defesa na mesma hora.Mas também é muito sensível a imagens, cores, luzes, cheiros, sabores, gestos, toques, sons, palavras, pensamentos.
Amor e ódio o afetam profundamente.


Idéias negativas têm mais poder sobre ele do que vírus ou bactérias.

Já que não existem em forma concreta, o timo fica tentando reagir e enfraquece, abrindo brechas para sintomas de baixa imunidade, como herpes.
Em compensação, idéias positivas conseguem dele uma ativação geral em todos os poderes, lembrando a fé que remove montanhas.

O teste do pensamento
Um teste simples pode demonstrar essa conexão.
Feche os dedos polegar e indicador na posição de o.k, aperte com força e peça para alguém tentar abrí-los enquanto você pensa " estou feliz".
Depois repita pensando " estou infeliz".

A maioria das pessoas conserva a força nos dedos com a ideia feliz e enfraquece quando pensa infeliz. (Substitua os pensamentos por uma bela sopa de legumes ou um lindo sorvete de chocolate para ver o que acontece...)
Esse mesmo teste serve para lidar com situações bem mais complexas.

Por exemplo, quando o médico precisa de um diagnóstico diferencial, seu paciente tem sintomas no fígado que tanto podem significar câncer quanto abcessos causados por amebas. Usando lâminas com amostras, ou mesmo representações gráficas de uma e outra hipótese, testa a força muscular do paciente quando em contato com elas e chega ao resultado.


As reações são consideradas respostas do timo e o método, que tem sido demonstrado em congressos científicos ao redor do mundo, já é ensinado na Universidade de São Paulo (USP) a médicos acupunturistas.
O detalhe curioso é que o timo fica encostadinho no coração, que acaba ganhando todos os créditos em relação a sentimentos, emoções, decisões, jeito de falar, jeito de escutar, estado de espírito..."

Fiquei de coração “apertadinho”, por exemplo, revela uma situação real do timo, que só por reflexo envolve o coração.
O próprio chacra cardíaco, fonte energética de união e compaixão, tem mais a ver com o timo do que com o coração - e é nesse chacra que, segundo os ensinamentos budistas, se dá a passagem do estágio animal para o estágio humano.

Lindo! Você pode estar pensando, mas e daí?
Daí que, se você quiser, pode exercitar o timo para aumentar sua produção de bem estar e felicidade. Como? Pela manhã, ao levantar, ou à noite, antes de dormir.
Fique de pé, os joelhos levemente dobrados. A distância entre os pés deve ser a mesma dos ombros. Ponha o peso do corpo sobre os dedos e não sobre o calcanhar, e mantenha toda a musculatura bem relaxada.

Feche qualquer uma das mãos e comece a dar pancadinhas contínuas com os nós dos dedos no centro do peito, marcando o ritmo assim: uma forte e duas fracas.
Continue entre três e cinco minutos, respirando calmamente, enquanto observa a vibração produzida em toda a região torácica.


O exercício estará atraindo sangue e energia para o timo, fazendo-o crescer em vitalidade e beneficiando também pulmões, coração, brônquios e garganta.
Ou seja, enchendo o peito de algo que já era seu e só estava esperando um olhar de reconhecimento para se transformar em coragem, calma, nutrição emocional, abraço. Ótimo, íntimo, cheio de estímulo.

Créditos: Sonia Hirsch - Jornalista e pesquisadora naturista
Enviado por e-mail (Estela Fernanda)
Imagem: guia.heu.nom.br

sexta-feira, 27 de abril de 2012

Os gatos e nós

Naquela manhã, como todas as outras, me espreguiçava diante da doce aurora que despertava para mais um dia. 

Desci as escadas e do lado de um vaso no quintal, me deparei com uma linda gatinha de olhos azuis encantadores, pelo branco e dona de uma elegância a toda a prova. Naquele instante, observei-a por alguns minutos - permaneci ali, inerte... Ela me fitava com os seus olhos de cristal, com estranha insistência, como se ali quisesse permanecer.

Continuei caminhando lentamente, passo a passo até que por fim, consegui passar a mão em seu pelo farto e macio.
Estaria perdida? Seria de alguém?

Não importava, naquele momento precisava do contato, daquela sinergia. Enquanto a olhava e contemplava, minha face reluzia ante a assimilação da harmonia!
Cativou-me o momento, a carência, o silêncio.
Este encontro aconteceu há cinco anos. Por fim, a experiência com ela (Miáh) é tão edificante que há três anos, adotei um gatinho preto (Tigre) num Pet Shop e lá disseram que o encontraram abandonado numa lixeira da cidade.

A seguir, um texto (desconheço o autor) que recebi por e-mail, sobre a vida secreta dos gatos.

A maioria das pessoas acha que os gatos não fazem nada, são preguiçosos e tudo o que fazem é comer e dormir. Não é bem assim!
Você sabia que os gatos têm uma missão espiritual em nossa vida?


Já pensou porque tantas pessoas têm gato na sua casa? Mais do que o número de pessoas que tem cães?
Todos os gatos têm o poder de, diariamente, remover energia negativa acumulada no nosso corpo. Enquanto nós dormimos, eles absorvem essa energia. Se há mais do que uma pessoa na família, e apenas um gato, ele pode acumular uma quantidade excessiva de negatividade ao absorver energia de tantas pessoas.

Quando eles dormem, o corpo do gato libera a negatividade que ele removeu de nós. Se estivermos excessivamente estressados, eles podem não ter tempo suficiente para liberar tamanha quantidade de energia negativa, e consequentemente ela se acumula como gordura até que eles possam liberá-la. Portanto eles se tornarão obesos e – você achava que era a comida com que você os alimentava!

É bom ter mais do que um gato em casa para que a carga seja dividida entre eles. Também nos protegem durante a noite para que nenhum espírito indesejável entre em nossa casa ou quarto enquanto dormimos. Por isso eles gostam de dormir na nossa cama. Se eles verificarem que estamos bem, não dormirão conosco. Se houver algo estranho acontecendo ao nosso redor, eles pularão na nossa cama e nos protegerão.

Se uma pessoa vier a nossa casa e os gatos sentirem que essa pessoa está ali para nos prejudicar ou que essa pessoa é do mal, os gatos nos circundarão para nos proteger.
Se você não tem um gato, e um gato vira-latas entra em sua casa adotando-a como lar, é porque você precisa de um gato em casa nessa época em particular.

O gato vira-latas voluntariou-se para ajudar e escolheu você. Agradeça ao gato por escolher a sua casa para esse trabalho. Se você tem outros gatos e não pode ficar com o vira-latas, encontre um lar para ele.
O gato veio a você por um motivo, desconhecido para você a nível físico, mas em sonhos você pode ver a razão para o aparecimento do gato nessa época, se você quiser saber.

Pode acontecer de haver um débito cármico que ele tem que pagar a você. O espírito que o acompanha pode ter feito algum mal a você em outra vida e deve resgatar essa dívida protegendo você nesta vida. Portanto, não afugente o gato. Ele vai ter que voltar de um modo ou de outro para realizar esta obrigação.

Na época da Atlântida, os curandeiros usavam cristais em seus trabalhos. Os cristais eram usados como um canal de cura. Quando os curandeiros visitavam vilas distantes, eles não podiam usar os cristais, pois o povo desconfiava deles achando que usavam magia negra. 

Como eles não podiam usar cristais, os curandeiros levavam gatos que exerciam exatamente a mesma função dos cristais.
O povo não tinha medo dos gatos e permitiam que eles entrassem em suas casas. Desse modo os gatos, têm sido usados inúmeras vezes na arte da cura.

quarta-feira, 25 de abril de 2012

A dieta contra a depressão

Segundo um estudo publicado no Journal of the American Medical Associaton, a dieta mediterrânea, conhecida por prevenir doenças cardíacas, pode também combater a depressão. 

Os cientistas constataram que pessoas que seguem essa dieta – que inclui grãos integrais, hortaliças, oleaginosas, azeitonas, azeite de oliva extravirgem e peixe – têm 30% menos chances de ter depressão. 

Equipes das Universidades de Lãs Palmas e Navarra, na Espanha, monitoraram 10.094 adultos saudáveis por quatro anos. Aqueles que apresentaram maiores índices de adesão à dieta tendiam a ser homens, ex-fumantes, casados e mais velhos. Eles também eram mais ativos fisicamente e apresentavam um consumo total de energia mais elevado. Os pesquisadores concluíram que os que apresentavam maior adesão à dieta tinham 30% menos probabilidade de ter depressão.

Créditos: Revista Vivasaúde

segunda-feira, 23 de abril de 2012

Experiências fora do corpo

"Enquanto o seu corpo físico dorme, você, em espírito, alça voo para outros planos e realidades conscienciais. Ou seja, você dá uma volta em sua casa real, o plano extrafísico, seu lugar de origem antes desta vida atual. 

E aí, você encontra os seus afetos extrafísicos, amigos dessa e de outras jornadas, todos muito vivos, também em espírito. O resultado disso é uma profusão de abraços altamente energéticos, verdadeira festa da vida em outros planos de consciência.

Essa é uma das riquezas das experiências fora do corpo: elas levam o espírito projetado para fora do corpo diretamente ao plano espiritual, sem intermediários, e lhe provam, cabalmente, a existência da consciência além da matéria. O resultado disso é óbvio: desaparece o medo da morte e seu terror, e fica no lugar uma grande alegria, por reconhecer-se como consciência imperecível e participante da existência cósmica." Wagner Borges

Francisco Valdomiro Lorenz foi um grande espiritualista brasileiro, divulgador do Esperanto e autor de várias obras esotéricas importantes como: “O Filho de Zanoni”, “Raios de Luz Espirituais” e o excelente “Lições Práticas de Ocultismo Utilitário” (Editora Pensamento), que contém um ótimo capítulo sobre a projeção, intitulado: “A Projeção do Corpo Astral a Distância”. 

Deste capítulo, extraímos alguns trechos para melhor análise do leitor:
“A projeção do corpo astral, processo a que também se chama “exteriorização da neuricidade” ou “saída em corpo astral” é a operação que provoca a desassociação dos princípios superiores (o corpo mental e o Eu Superior) dos princípios inferiores (corpo físico e corpo vital, como no Hipnotismo, ou por influência própria, o que se consegue por meio do auto-hipnotismo).


De noite, quando dormimos, o corpo astral acha-se sempre fora do corpo físico e pode ser visto por clarividentes como flutuando sobre o corpo físico adormecido. Há, porém, pessoas que viajam no astral durante o sono, com consciência de seu estado; porém, ao acordarem, perdem a recordação do que, durante o sono, se passou.
O que chamamos “sonhos”, são verdadeiras e positivas realidades, porém de ordem suprafisica. 


O nosso espírito deixa o corpo adormecido, anda, vê pessoas e lugares, alguns dos quais nos são conhecidos e outros desconhecidos; mas, ao despertar, a nossa memória retém muito pouco do que foi visto no ´sonho´, e ainda esta pequena parte recordamos confusamente. A causa disso é que a nossa memória do corpo não esta educada suficientemente para encerrar ou conter a memória do espírito.


Se, antes de adormecerdes, fixais no vosso espírito firmemente a ideia de que dentro do corpo físico, possuís o corpo astral e que é possível servir-vos, durante o sono, dos sentidos astrais, chegareis, perseverando nesses exercícios, a tornar-vos consciente do mundo astral, e podereis dirigir-vos, no vosso corpo astral, aonde quiserdes.
Notemos que não se deve empregar tal faculdade para fins egoístas, nem para divertimentos ou para satisfazer a curiosidade, mas sim, para fins úteis à pessoas que sofrem, porque podeis, visitando-as em astral, suavizar-lhes a situação; ou, para fins convenientes ao vosso progresso espiritual.


Eis um dos métodos que servem para projetar o corpo astral:
Deitai-vos (preferivelmente à noite) sobre as costas, fechai os olhos e, conservando-os fechados, movei os globos dos olhos como se quisésseis enxergar a ponta do vosso nariz e o hálito que sai das narinas e pela respiração.


Sugestionai-vos sobre o tempo quando quereis acordar-vos, concentrai-vos firmemente sobre a pessoa que desejais visitar e declarai (mentalmente) que quereis ver a respectiva pessoa. Conservai a vossa mente assim concentrada por alguns minutos; depois imaginais que vedes como vossa respiração emana das vossas narinas, em forma de vapor branco. 

Continuai assim, até que passeis ao sono de transe. Quem desenvolver suficientemente a força de sua vontade e conseguir concentrar firmemente a sua mente sobre o objeto do seu desejo, poderá ver a pessoa que deseja visitar e até tornar-lhe perceptível a sua presença.

O método que apresentamos é um dos mais fáceis. Não vos esqueçais que, antes de começardes a experiência, deveis fazer sincera prece e pôr-vos a serviço das Grandes Inteligências que velam pelo Bem e o Progresso da Humanidade.
Naturalmente, quem já conseguiu tornar-se consciente no mundo astral, não precisa fazer semelhantes exercícios, pois a sua vontade é suficiente para realizar a saída para o astral.”


Texto extraído do livro “Viagem Espiritual II” – Wagner Borges
Créditos:  ippb.org.br (Instituto de Pesquisas Projeciológicas e Bioenergéticas)

sexta-feira, 20 de abril de 2012

Gergelim – a proteção do pequeno poderoso

O valioso grão previne câncer, regulariza o intestino, diminui a acidez do sangue combatendo artrite e reumatismos, fortalece a pele, protege e aumenta a atividade cerebral, retarda o envelhecimento. 

Minúsculo e poderoso. É o gergelim que, na humildade de sua leveza – mil grãos não pesam mais que quatro gramas – é utilizado há milênios para proteger o cérebro, fortalecer o coração, embelezar a pele, fortalecer ossos e muito mais. Seu uso, da medicina à cosmética, é uma herança milenar que ainda surpreende.


Um afresco que se encontra no túmulo de Ramsés III, que viveu no século XIII antes de Cristo, mostra egípcios adicionando gergelim à massa do pão.
Esse conhecimento, contudo, não era privilégio exclusivo dos egípcios. Índia, China e Grécia sempre fizeram uso regular do gergelim e esse bom costume perdura na Europa moderna. A Índia e a China detêm 50% da produção mundial, seguidos do Sudão, Etiópia e Bangladesh. Na América do Norte o produto foi introduzido pelos escravos africanos no século XVII.

Pouco uso no país
No Brasil o gergelim (Sesamum indicum L) existe no Nordeste desde o século XVI, trazido pelos portugueses, onde é cultivado para consumo local. 

No restante do país, as virtudes do gergelim são quase desconhecidas e seu uso pela maioria ainda é pouco mais que enfeite de pãozinho de sanduíche.

Muito além do enfeite culinário, no entanto, o poderoso grão fornece generosamente leite e óleo minerais e oligoelementos. E essas virtudes fazem a diferença na vida de quem o utiliza.

Alimento funcional
O óleo da semente é obtido por prensagem a frio das sementes e contém vitaminas A, B e E. É empregado na hidratação e proteção da pele dos raios solares e dentro da medicina ayurvédica e chinesa para aumento da energia vital, tratamento de fadiga, aumento da tonicidade e firmeza mucular, regulagem das funções intestinais, além de melhorar a circulação.

É considerado um excelente remédio para problemas do cérebro, como má memória e esquecimento, pois age aumentando os glóbulos vermelhos do sangue o que melhora a oxigenação do cérebro. Possui alto teor em vitamina E, considerada agente rejuvenescedor e retardante do envelhecimento. 

Também contém aminoácidos que melhoram a transmissão dos impulsos nervosos, diretamente relacionados à boa memória. Com toda essa riqueza, não admira que o gergelim seja também considerado bom afrodisíaco.

O óleo de sésamo é de cor amarelo-claro é rico nas substâncias sesamina, sesamolina e sesamol que possuem capacidades antioxidantes e previnem o câncer. O coração também é protegido pelo ácido graxo ômega 3 que se encontra no óleo.
E isso não é tudo. O poderoso grão fornece leite e óleo, minerais e oligoelementos.

Cautela com as calorias
Apesar de não conter colesterol, 50% da composição do gergelim é gordura, embora insaturada. Aconselha-se consumir com moderação pois 100g da semente têm cerca de 570 calorias. É boa fonte de manganês, cobre, cálcio, magnésio, ferro, fósforo, vitamina B1, zinco e fibras ricas em lignanas que podem ajudar a prevenir o aumento de colesterol. As sementes ainda são ricas em vitaminas A e E e proteínas.

Há um composto no gergelim, a sesamina, que só encontrado no gergelim e que segundo alguns estudos, tem efeitos antioxidantes podendo ajudar a inibir a absorção de colesterol e a sua produção no fígado. As sementes de cor amarelo-pálido e pretas são as mais facilmente encontradas no Brasil.

Créditos: vidaintegral.com.br
Bambamel Natural

terça-feira, 17 de abril de 2012

Óleo de coco para a demência e Alzheimer

Comentários do Dr. Mercola:
No vídeo da Dra. Mary Newport ela discute sobre corpos cetônicos. Um combustível alternativo que o cérebro faz em seu corpo ao digerir o óleo de coco, e como o óleo de coco pode oferecer benefícios profundos na luta contra a doença de Alzheimer.


Esta notícia é verdadeiramente extraordinária, e eu peço que você assista o vídeo da Dra. Newport, em sua totalidade para obter a sua história completa.
Se a sua teoria estiver exata, isto poderia ser uma das maiores descobertas da saúde natural em um longo tempo.


Tenha em mente, contudo, que ao contrário da Dra. Newport, eu pessoalmente (Mercola) não suporto o uso de drogas para tratar a doença de Alzheimer.
Dito isto, acredito que a Dra. Newport pode ter tropeçado em uma poderosa estratégia natural para ajudar a prevenir e tratar a doença de Alzheimer.


"A fome do cérebro" é uma característica da doença de Alzheimer.
Um dos combustíveis primários do seu cérebro precisa é de glicose, que é convertida em energia.


O mecanismo de captação de glicose em seu cérebro só recentemente começou a ser estudado, e o que foi aprendido é que seu cérebro realmente fabrica sua própria insulina para converter a glicose em sangue para os alimentos de que necessita para sobreviver.


Como você já deve saber, o diabetes é a condição em que a resposta do seu organismo à insulina está enfraquecida até que seu corpo finalmente pára de produzir a insulina necessária para regular o açúcar no sangue, e a capacidade do seu organismo para regular o processo de açúcar no sangue em energia, torna-se essencialmente quebrado.


Agora, quando a produção do seu cérebro de insulina diminui, seu cérebro literalmente começa a passar fome, já que é desprovido da energia convertida em glicose que necessita para funcionar normalmente.

Isso é o que acontece com pacientes de Alzheimer - partes de seu cérebro começam a atrofiar, ou morrer de fome, levando à insuficiência funcionamento e eventual perda de memória, fala, movimento e personalidade.


Com efeito, o seu cérebro pode começar a atrofiar de fome, se tornar resistente à insulina e perder sua capacidade de converter a glicose em energia.


Agora também sabemos que os diabéticos têm um risco aumentado em 65% de  ser diagnosticado a doença de Alzheimer. Parece haver uma forte ligação entre as duas doenças, embora os mecanismos exatos ainda não foram determinados.


Felizmente, seu cérebro é capaz de encontrar mais de um tipo de fonte de energia, e é aí que entra o óleo de coco, outra substância que possa alimentar o seu cérebro e prevenir a atrofia. Pode até restaurar e renovar o neurônio em função do nervo no cérebro após lesão.


A substância em questão é chamado de corpos cetônicos, ou cetoácidos.
As cetonas são o que seu corpo produz quando se converte a gordura (em oposição à glicose) em energia. E uma das principais fontes de corpos cetônicossão os triglicerídeos de cadeia média (TCM) encontrados no óleo de coco!


O óleo de coco contém cerca de 66% (TCM)
Os benefícios dos corpos cetônicos também pode se estender a uma série de outras condições de saúde, de acordo com a Dra. Newport.



"Além disso, este é um tratamento potencial para a doença de Parkinson, doença de Huntington, esclerose múltipla e esclerose lateral amiotrófica (ELA ou doença de Lou Gehrig), epilepsia resistente aos medicamentos, tipo frágil I, diabetes e diabetes tipo II, onde há resistência à insulina.


Os corpos cetônicos podem ajudar o cérebro a se recuperar depois de uma perda de oxigênio em recém-nascidos até adultos, pode ajudar o coração a se recuperar após um ataque agudo, e pode reduzir tumores cancerígenos."


Mas triglicérides de cadeia média ir diretamente para o fígado, o que naturalmente converte o óleo em cetonas, ignorando totalmente a bílis. Seu fígado, em seguida, libera imediatamente as cetonas em sua corrente sanguínea, onde são transportados para o cérebro para serem usados como combustível.


Na verdade, cetonas parece ser a principal fonte de alimento do cérebro em pacientes portadores de diabetes ou Alzheimer.

"Na doença de Alzheimer, os neurônios em certas áreas do cérebro são incapazes de tomar glicose, devido à resistência à insulina e morrem lentamente. 

Um processo que parece ocorrer uma ou mais décadas antes que os sintomas se tornam evidentes", Dra. Newport afirma em seu artigo, que outra forma de aumentar a produção de cetonas em seu corpo é através da restrição de carboidratos.


Isto é o que acontece quando você tem um alto teor de proteína, gordura, dieta de baixo carboidrato - seu corpo começa a funcionar em gorduras, em vez de hidratos de carbono, e o nome para isso é a cetose.


É também por isso que você não morre de fome quando restringe alimentos durante semanas de cada vez, porque o seu corpo é capaz de transformar gordura armazenada em cetonas, que são utilizados como combustível em vez de glicose.


O consumo de triglicérides de cadeia média, tais como óleo de coco é uma opção melhor, no entanto, porque as cetonas produzidas por cetose não se concentram em sua corrente sanguínea, mas são excretados principalmente na urina.

TCM e Pesquisa de Alzheimer
Os níveis terapêuticos de TCMs têm sido estudadas em 20 gramas por dia. Segundo a
Dra.
Newport, pouco mais de duas colheres de sopa de óleo de coco (cerca de 35 ml ou 7 colheres de chá) iria fornecer-lhe o equivalente a 20 gramas do TCM, que é indicada como medida preventiva ou uma contra doenças neurológicas degenerativas, ou como um tratamento para um caso já estabelecido.


Lembre-se porém, que as pessoas toleram o óleo de coco de maneira diferente, e você pode ter que começar devagar e construir a estes níveis terapêuticos.


Minha recomendação é começar com uma colher de chá, tomado com alimentos no período da manhã. Aos poucos, adicione mais óleo de coco todos os dias até que sejam capazes de tolerar a quatro colheres de sopa.

É melhor tomar o óleo de coco com alimentos, para evitar perturbar o seu estômago.
Você também precisa de dieta B12 para a saúde do cérebro.
Os adoçantes artificiais - o aspartame, por exemplo, é um excitotoxina que pode literalmente destruir as células do cérebro.


Existem muitos estudos mostrando os perigos do aspartame. Por exemplo, um estudo publicado em 2000 concluiu que o aspartame reduz o tempo de resposta de memória, prejudica a retenção da memória e danifica os neurônios do hipotálamo em camundongos. 

A revista Nature sugere que o aspartame pode causar retardo mental.
Claramente, o mais conhecido "tratamento" para a doença de Alzheimer é a prevenção e não drogas.

Algumas diretrizes podem ajudar ainda mais na prevenção da doença de Alzheimer e manter sua mente afiada como a idade e uma delas é otimizar a vitamina D através da exposição solar em níveis de segurança , uma cama de bronzeamento seguro para não ficar exposto a queimaduras.


Exercício é fundamental. Você provavelmente sabe que o exercício é bom para o sistema cardiovascular, mas os estudos encontraram que o exercício também pode proteger o cérebro, e assim afastar o Alzheimer e outras formas de demência.


De acordo com um estudo, as chances de desenvolver Alzheimer quase quadruplicou em pessoas que são menos ativas durante seu tempo de lazer, entre as idades de 20 e 60, em comparação com seus pares.

Semelhante a uma dieta saudável, atividade física regular é uma das ações que podem melhorar significativamente a muitos aspectos de sua saúde física e emocional.


Para os idosos, atividades simples, como caminhar e treinamento leve provavelmente proporciona benefícios. Para aqueles que são mais jovens, o mais extenuante exercício vai melhorar radicalmente em benefícios.


Evite o uso de drogas anticolinérgicas. Fármacos que bloqueam a acetilcolina, um neuro transmissor no sistema nervoso, que tem sido barrado o que aumenta o seu risco de demência.


Estas drogas incluem certo tempo os apaziguadores noturnos, anti-histamínicos, sedativos, certos antidepressivos, medicamentos para controlar a incontinência, e alguns analgésicos narcóticos.


Um estudo recente descobriu que aqueles que tomaram uma droga classificada como uma "anticolinérgicos" tinham quatro vezes maior incidência de disfunção cognitiva.
Regularmente, tendo duas destas drogas aumentou ainda mais o risco de prejuízo cognitivo.

Os danos causados ao cérebro a partir dos alimentos errados e de insulina e os níveis de leptina desequilibrada realmente começa décadas antes de apresentar qualquer dos sinais indicadores da doença de Alzheimer.

Dr. Joseph Mercola, fez vários marcos significativos na sua missão de trazer às pessoas soluções práticas para seus problemas de saúde. Tem sido destaque em revista TIME, LA Times, CNN, Fox News, ABC News, The Today Show, da CBS e outros importantes recursos da mídia.
(Artigo completo acessar Clinica Dr. Luciano Stancka - Artigos e Matérias)
Bambamel Natural

sexta-feira, 13 de abril de 2012

Coragem! Coragem!

Uma linda história contada por Osho, sobre a coragem.


Um homem com pouca confiança só pode duvidar um pouco. Um homem sem confiança só pode fingir que dúvida. Ele não pode indagar profundamente. 

A profundidade vem pela dúvida. E é um risco. A dúvida exigirá confiança, pois você estará explorando o desconhecido. Você estará se afastando da multidão. Você estará entrando em mar aberto, sem saber se a outra costa existe de fato.

Há uma antiga história oriental:
Dois mendigos moravam nos arredores de uma aldeia. Um era cego e o outro aleijado. Um dia, a floresta onde os mendigos costumavam viver, pegou fogo. Eles eram concorrentes, é claro. 

Exerciam a mesma profissão, pedindo esmolas para as mesmas pessoas, e estavam sempre com raiva um do outro. Eram inimigos...
Pessoas da mesma profissão não podem ser amigas. É muito difícil, é uma questão de concorrência, de freguesia – um toma os fregueses do outro.
Os mendigos marcavam seus clientes: “lembre-se que este homem é meu, não o incomode”.

Você não sabe a que mendigo você pertence, de que mendigo você é simples posse, mas algum mendigo na rua tem posse sobre você. Ele pode ter brigado e vencido a batalha e agora você pertence a ele...

Então, quando a floresta estava em chamas, esses dois mendigos pensaram por um instante. Eles eram inimigos, nem sequer se falavam, mas tratava-se de uma emergência. O homem cego disse para o outro aleijado:

Agora, o único jeito de escaparmos é você sentar nos meus ombros. Você usa minhas pernas e eu uso os seus olhos. Esse é o único jeito de podermos nos salvar. Imediatamente isso foi acertado. Não houve nenhum problema.

O aleijado não conseguiria sair dali, era impossível cruzar a floresta – estava tudo em chamas. Ele poderia se locomover um pouco, mas isso não ajudaria em nada. Era preciso uma saída, e uma saída rápida.

O homem cego também estava certo de que não conseguiria sair dali. Ele não sabia de onde vinha o fogo, para que lado era a estrada e onde as árvores estavam queimando e onde não estavam. Um homem cego... Ele ficaria perdido.
Mas ambos eram inteligentes, deixaram de lado a inimizade, ficaram amigos e salvaram a pele um do outro.

Essa é uma fábula oriental. E também uma fábula sobre o intelecto e o coração. Não tem nada a ver com mendigos, tem algo a ver com você. 

Não tem nada a ver com florestas em chamas, tem algo a ver com você – porque você está em chamas.

A todo o momento você está queimando, sofrendo, angustiado, aflito. Sozinho, seu intelecto é cego. Tem pernas, pode correr depressa, pode se mover rápido, mas porque é cego, não consegue saber qual a direção certa a seguir. 

E está fadado a ficar o tempo todo tropeçando, caindo, machucando-se e achando que a vida não tem sentido. É isto que os intelectos do mundo inteiro estão dizendo:
“A vida não tem sentido”.

A vida parece não ter sentido porque o intelecto cego está tentando ver a luz. Isso é impossível. Existe um coração dentro de você, que vê, que sente, mas não tem pernas, não pode correr. Ele fica ali onde está, batendo, esperando... Um dia o intelecto entenderá isso e será capaz de usar os olhos do coração.

Quando menciono a palavra confiança, quero dizer olhos do coração. E quando digo dúvida, quero dizer as pernas do intelecto.

Os dois juntos podem escapar do fogo, isso não será problema. Mas lembre-se, o intelecto tem que aceitar o coração sobre seus ombros. O coração não tem pernas, só olhos, o intelecto tem que ouvir o coração e seguir as instruções.

Nas mãos do coração, o intelecto fica inteligente. Trata-se de uma transformação total de energia. A sabedoria surge do encontro do coração e do intelecto. E, depois que você aprender a arte de como criar uma sincronicidade entre as batidas do seu coração e os mecanismos do seu intelecto, você tem todo o segredo nas mãos, tem a chave mestra para desvendar todos os mistérios.

Dica de leitura:
Coragem, o prazer de viver perigosamente de Osho.

Créditos: karinizumi.wordpress.com
Bambamel Natural

quarta-feira, 11 de abril de 2012

Suco de laranja


A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda que todas as pessoas devem ingerir mais de 400 gramas de frutas, verduras e legumes diariamente.

A ingestão de frutas está fortemente relacionada à redução do risco de doenças crônicas, principalmente cardiovasculares, e o suco de laranja contém as substâncias da fruta que são benéficas à saúde.

O consumo de suco de laranja não dispensa tratamentos médicos e a adoção de uma dieta equilibrada. Entretanto, o suco de laranja é rico em vitamina C, duas vitaminas do complexo B (folato ou ácido fólico e tiamina), beta-caroteno, fibras, potássio e flavonóides.

Vitamina C
A vitamina C torna o organismo mais resistente às infecções, possui propriedades cicatrizantes, auxilia o organismo a absorver o ferro de outros alimentos, combater estresses e alergias, diminuir as taxas de colesterol e o risco de alguns tipos de câncer.

Flavonóides
Os flavonóides são substâncias atuam como anti-oxidantes e podem diminuir o LDL (colesterol ruim) e aumentar o HDL (colesterol bom). Além disso, pesquisas recentes mostraram influência positiva dos flavonóides no metabolismo de lipídios.

Beta-caroteno
O beta-caroteno, por sua vez, possui alto poder antioxidante e contribui para a prevenção de câncer, infarto e outras doenças.


Potássio 
O potássio é importante para o funcionamento dos nervos e alguns estudos mostram que ajuda a reduzir o risco de hipertensão.

Fibras
A ingestão de fibras proporciona diversos benefícios, entre eles a redução do colesterol total e triglicerídeos, aumento da sensação de saciedade, melhora no funcionamento intestinal e prevenção de doenças como diverticulite e câncer de cólon.

Prevenção de cálculos renais
Segundo pesquisadores do UT Southwestern Medical Center, a ingestão diária de um copo de suco de laranja pode prevenir a recorrência de cálculos renais de maneira mais efetiva que outros sucos de frutas cítricas. Esse estudo foi publicado no Clinical Journal of the American Society of Nephrology, e mostrou que nem todos os sucos de frutas cítricas ajudam a prevenir a formação de cálculos renais da mesma forma.

O citrato de potássio é um dos medicamentos indicados para o tratamento, entretanto alguns pacientes podem não tolerar os efeitos colaterais do mesmo, e nesse caso é recomendado incluir na dieta alimentos ricos em citrato, como o suco de laranja.

Exercícios físicos e suco de laranja
A pesquisadora Nancy Preising Bonifácio, em suas teses de mestrado e doutorado realizadas na Faculdade de Ciências Farmacêuticas da UNESP-Araraquara (SP) sob orientação da Profa Dra. Thais Borges César, concluiu que o suco de laranja associado a exercícios físicos pode ser aliado na prevenção de doenças cardiovasculares, entre outros benefícios.

A pesquisa de mestrado mostrou que mulheres que ingeriram 500ml de suco de laranja antes dos exercícios tiveram uma menor concentração de ácido lático no sangue comparado ao grupo que não ingeriu o suco. Isso significa que o grupo que ingeriu suco apresentou menor fadiga corporal. Além disso, essas mulheres tiveram um aumento de 18% no colesterol bom e redução de 15% no colesterol ruim.

No caso dos homens, a pesquisa de doutorado mostrou que também houve redução nos níveis de colesterol total e LDL (o colesterol ruim).
Estudos realizados na Universidade de Harvard também mostraram que o consumo de um copo diário de suco de laranja favorece a redução do mau colesterol e aumento do bom.

Suco de laranja especial
2 laranjas
1 limão (polpa e casca)
2 cenouras
1 xícara de folhas de hortelã
1 inhame médio

Após passar na centrífuga as laranjas, o limão e as cenouras, junte o hortelã batido com o inhame cru e sirva imediatamente.

O inhame é um alimento que retira impurezas do sangue através da pele, rins e intestinos.

Créditos: citrusbr.com.br 
mtrucom@docelimao.com.br

segunda-feira, 9 de abril de 2012

A causa primária do câncer

Sabia que no ano de 1931 um cientista recebeu o prêmio Nobel por descobrir a causa primária do câncer?
Mas, se a causa foi descoberta, por que ainda não descobriram a cura? 

Otto Heinrich Warburg (1883-1970), prêmio Nobel em 1931 por sua tese "a causa primária e a prevenção do câncer.”


Segundo este cientista, o câncer é a consequência de uma alimentação antifisiológica e um estilo de vida antifisiológico.
Por quê? Porque uma alimentação antifisiológica - dieta baseada em alimentos acidificantes + sedentarismo, cria em nosso organismo um ambiente de acidez.
A acidez por sua vez, expulsa o oxigênio das células!

Ele afirmou: "a falta de oxigênio e a acidez são as duas caras de uma mesma moeda: quando você tem um, você tem o outro."
Ou seja, se você tem excesso de acidez, então automaticamente falta oxigênio em seu organismo! Outra afirmação interessante: "as substâncias ácidas repelem o oxigênio; em oposto, as substâncias alcalinas atraem o oxigênio”. Assim, um ambiente ácido, é um ambiente sem oxigênio. E ele afirmava que: "privar uma célula de 35% de seu oxigênio durante 48 horas, pode convertê-la em cancerígena."


Ainda segundo Warburg: "todas as células normais tem como requisito absoluto o oxigênio,  porém as células cancerosas podem viver sem oxigênio - uma regra sem exceção." E também: "os tecidos cancerosos são tecidos ácidos, enquanto que os saudáveis são tecidos alcalinos." Em sua obra "o metabolismo dos tumores", Warburg demonstrou que todas as formas de câncer se caracterizam por duas condições básicas: a acidose (acidez do sangue) e a hipoxia (falta de oxigênio).

Também descobriu que as células cancerosas são anaeróbias (não respiram oxigênio) e não podem sobreviver na presença de altos níveis de oxigênio; em troca, sobrevivem graças a  glicose, sempre que o ambiente está livre de oxigênio... Portanto, o câncer não seria nada mais que um mecanismo de defesa que tem certas células do organismo para continuar com vida em um ambiente ácido e carente de oxigênio.
Resumindo:   
Células sadias vivem em um ambiente alcalino e oxigenado, o qual permite seu normal funcionamento.
 

Células cancerosas vivem em um ambiente extremamente ácido e carente de oxigênio. 
Importante:
Uma vez finalizado o processo da digestão, os alimentos de acordo com a qualidade de proteína, hidrato de carbono, gordura, minerais e vitaminas que fornecem, gerarão uma condição de acidez ou alcalinidade no organismo. Ou seja, depende unicamente do que você come!


O resultado acidificante ou alcalinizante se mede através de uma escala chamada pH, cujos valores se encontram em um nível de 0 a 14, sendo pH 7, um pH neutro.

É importante saber como os alimentos ácidos e alcalinos afetam a saúde, já que para que as células funcionem de forma correta e adequada, seu pH deve ser ligeiramente alcalino. Em uma pessoa saudável, o pH do sangue se encontra entre 7,40 e 7,45. Leve em conta que se o pH sanguíneo caísse abaixo de 7, entraríamos em estado de coma, próximo a morte.
Então, o que temos a ver com tudo isto? Vamos ao que interessa!

Alimentos que acidificam o organismo:
- açúcar refinado e todos os seus subprodutos - o pior de tudo: não tem proteínas, nem gorduras, nem minerais, nem vitaminas, só hidrato de carbono refinado, que pressiona o pâncreas. Seu pH é 2.1, é altamente acidificante
- carnes - todas
- leite de vaca e todos os seus derivados - queijos, requeijão, iogurtes.
- sal refinado
- farinha refinada e todos os seus derivados - massas, bolos, biscoitos. 
- produtos de padaria - a maioria contém gordura saturada, margarina, sal, açúcar e conservantes
- margarinas
- refrigerantes
- cafeína - café, chás pretos, chocolate
- álcool
- tabaco
- remédios, antibióticos
- qualquer alimento cozido - o cozimento elimina o oxigênio e o transforma em ácido  inclusive as verduras cozidas.
- tudo que contenha conservantes, corantes, aromatizantes, estabilizantes,  enfim: todos os alimentos enlatados e industrializados.

Constantemente o sangue se encontra autorregulando-se para não cair em acidez metabólica, desta forma garantindo o bom funcionamento celular, otimizando o metabolismo. O organismo deveria obter dos alimentos, as bases (minerais) para neutralizar a acidez do sangue na metabolização, porém todos os alimentos já citados contribuem muito pouco, e em contrapartida, desmineralizam o organismo (sobretudo os refinados). Há que se levar em conta que no estilo de vida moderno, estes alimentos são consumidos pelo menos 3 vezes por dia, os 365 dias do ano! Curiosamente, todos estes alimentos citados, são antifisiológicos.
 

Alimentos alcalinizantes:
- todas as verduras cruas (algumas são ácidas ao paladar, porém dentro do organismo tem reação alcalinizante, outras são levemente acidificantes porém trazem consigo as bases necessárias para seu correto equilíbrio);  cruas produzem oxigênio, cozidas não.  
- frutas, igualmente as verduras. Por exemplo: o limão tem um pH aproximado de 2.2, porém dentro do organismo tem um efeito altamente alcalinizante (quem sabe o mais poderoso de todos). Não se deixe enganar pelo seu gosto ácido. As frutas produzem quantidades saudáveis de oxigênio!

- sementes: além de todos os seus benefícios, são altamente alcalinizantes, como por exemplo as amêndoas.
- cereais integrais: o único cereal integral alcalinizante é o milho, todos os demais são ligeiramente acidificantes, porém muito saudáveis. Lembre-se que nossa alimentação ideal necessita de uma porcentagem de acidez (saudável). Todos os cereais devem ser consumidos cozidos.

- o mel é altamente alcalinizante.
- a clorofila das plantas (de qualquer planta) é altamente alcalinizante (sobretudo a aloe vera, mais conhecida como babosa). Um suco feito com babosa, um cactus chamado nopal, que no Brasil é conhecido por "palma", uma maçã, um limão inteiro e com casca, uma fatia de abacaxi também com casca e água faz um benefício imenso no controle de várias enfermidades: diabetes, pressão alta, colesterol e triglicerídeos altos.

“A desidratação crônica é o principal problema do corpo e a raiz da maior parte de todas as enfermidades degenerativas”, afirma o dr. Feydoon Batmanghelidj. O exercício oxigena todo teu organismo, o sedentarismo o desgasta. 

O doutor George W. Crile, de Cleverand, um dos cirurgiões mais importantes do mundo declara abertamente: todas as mortes mal chamadas "naturais", não são mais que o ponto terminal de uma saturação de ácidos no organismo. Como dito anteriormente, é totalmente impossível que um câncer prolifere em uma pessoa que libera seu corpo da acidez, nutrindo-se com alimentos que produzam reações metabólicas alcalinas e aumentando o consumo de água pura; e que por sua vez, evita os alimentos que produzem acidez, e se abstém de elementos tóxicos.


Em geral o câncer não se contrai nem se herda… O que se herda são os costumes alimentícios, ambientais e o estilo de vida.  Isto sim, é que produz o câncer.

Mencken escreveu: “a luta da vida é contra a retenção de ácido”. "O envelhecimento, a falta de energia, o cansaço, as dores de cabeça, enfermidades do coração, alergias, eczemas, urticária, asma, cálculos renais e arterioscleroses entre outros, não são nada mais que a acumulação de ácidos."
O Dr. Theodore A. Baroody disse em seu livro "Alkalize or Die" (Alcalinizar ou Morrer):
"Na realidade não importa o sem-número de nomes de enfermidades. O que importa sim, é que todas elas provém da mesma causa básica: muito lixo ácido no corpo!"

O Dr. Robert O. Young disse:
"O excesso de acidificação no organismo é a causa de todas as enfermidades degenerativas. Quando se rompe o equilíbrio e o organismo começa a produzir e armazenar mais acidez e lixo tóxico do que pode eliminar, então se manifestam diversas doenças."


E a quimioterapia?
A quimioterapia acidifica o organismo a tal extremo, que este recorre às reservas alcalinas do corpo de forma imediata para neutralizar tanta acidez, sacrificando assim bases minerais (Cálcio, Magnésio, Potássio) depositadas nos ossos, dentes, articulações, unhas e cabelos. É por esse motivo que se observa semelhante degradação nas pessoas que recebem este tratamento, e entre tantas outras coisas, se lhes cai a grande velocidade o cabelo. Para o organismo não significa nada ficar sem cabelo, porém um pH ácido significaria a morte.

Agora que você já sabe, o que você vai fazer a respeito?
A ignorância justifica, o saber condena.
"Que teu alimento seja teu remédio, que teu remédio seja teu alimento." Hipócrates

Créditos - http://forum.antinovaordemmundial.com/topico-causa-prim%c3%a1ria-e-preven%c3%a7%c3%a3o-do-c%c3%a2ncer-por-otto-h-warburg-ganhador-do-pr%c3%aamio-nobel
Imagens: Reprodução

segunda-feira, 2 de abril de 2012

Segredos de um bom bacalhau

Conhecido como um prato típico português, o bacalhau, para surpresa de muitos, vem da Noruega.

O famoso bacalhau do Porto recebe esse nome, pois a cidade é uma das que realizam o processo de salga e de secagem, que permite que o produto seja exportado sem estragar.

Na salga, o bacalhau é colocado em tanques de sal, onde permanece por cerca de quatro semanas. Primeiro, ele fica em salmoura. Depois, é armazenado em paletes e descansa no sal. Então, vai para a secagem em câmaras de ar, onde fica de dois a cinco dias. Finalmente, é embalado e exportado em containers resfriados.

Tentando superar a importação, os vendedores buscam emplacar a versão brasileira do bacalhau. O genérico se chama Abrótea e é da origem do bacalhau, mas de família diferente. Ele é semelhante ao bacalhau, mas precisa ser salgado. Se você optar por ele, tem de espalmar o peixe e colocar sal grosso. Depois, ele deve ficar exposto ao sol por três dias, até secar. Após esse processo, o peixe tem de ser dessalgado, assim como o bacalhau original.

O bacalhau é classificado por sua espessura e vendido em diversos formatos. O filé já vem limpo e com pouco espinho. O lombo é a peça mais cara, pois é o meio do pescado. As tiras são usadas para saladas e pequenas bacalhoadas. Para quem quer gastar pouco e sentir o gostinho do peixe, o bacalhau desfiado, feito com restos das lascas, pode ser usado em bolinhos e em recheios.

Tem alto teor proteico, possui ômega3, benéfico para o funcionamento do coração. É rico em ferro, zinco e vitamina E, que ajuda na parte neurológica do corpo humano.

Tome cuidado: não deve ser consumido frito, pois o teor de gordura ficará muito elevado. Se você for hipertenso, certifique-se de que o bacalhau é fresco e não seco.

Os tipos de bacalhau
Gadus morhua: habita as águas do norte do oceano Atlântico. É considerado o tipo mais nobre do bacalhau. Quando salgado e seco, tem coloração palha e uniforme. Quando cozido, desfaz-se em lascas. É mais carnudo e tem postas maiores. Vive em águas mais profundas, por isso é mais caro.
Gadus macrocephalus: habita o oceano Pacifico, na região do Alasca. Bem parecido com o Morhua, bem mais claro e é mais barato. O rabo e as barbatanas possuem uma espécie de bordado branco nas extremidades.
Os genéricos
Peixes salgados conhecidos como bacalhau:
Saithe: é um tipo mais escuro e de sabor mais forte. Pode ser usado em bolinhos, tortas, saladas e ensopados de bacalhau.
Ling: peixe claro e estreito, é bom para quem gosta de bacalhau grelhado.
Zarbo: pequeno e claro, é um dos tipos que mais rendem na hora de cozinhar.

O bacalhau do Brasil
Abrótea: encontrado no Sul e no Sudeste do Brasil, pertence à ordem Gadiforme, a mesma do Gadus morhua. É parente do legítimo bacalhau, mas de família diferente.

Como saber se você está sendo enganado?
A pele do bacalhau sempre sai facilmente, ao contrário da dos outros peixes.
O bacalhau verdadeiro sempre é vendido em quatro pedaços que, quando encaixados, formam o peixe completo.
Se o preço estiver muito abaixo do da concorrência, desconfie.

Deixe sua refeição mais completa e saborosa
Acompanhamentos: abobrinha, arroz branco, azeitona, batata, brócolis. Cenoura, massas, pimentão, repolho, tomate.
Bebidas: vinho branco, vinho verde (tradição portuguesa), vinho tinto suave.
Sobremesas: frutas, mouse de maracujá, compota de frutas.
Fique atento: não é recomendado o consumo de sobremesas muito gordurosas após consumir bacalhau, como o sorvete de massa e o chocolate.

Segredos do preparo
Como o bacalhau é extremamente salgado, é importante lembrar de dessalgá-lo antes de preparar. Deixe o bacalhau na água gelada de dois a três dias, dependendo da espessura da peça. 

Troque a água de três em três horas e mantenha o peixe na geladeira. Quem quiser o sabor mais acentuado não deve tirar a pele durante o processo. Nunca ferva o bacalhau. Se ferver, vai tirar a qualidade do produto. Coloque-o na panela e, quando ele atingir o ponto, vai criar uma espuma. Desligue o fogo e mantenha a água para cozer as batatas nela mesmo. Vai ficar uma delicia e nada vai perder o gosto.

Bacalhau á portuguesa
Ingredientes
400g de posta de bacalhau já dessalgada
6 ovos de codorna cozidos
2 batatas cozidas
1 tomate sem casca cortado em rodelas
½ pimentão verde cortado em rodelas
½ pimentão amarelo cortado em rodelas
1 cebola cortada em rodelas
5 azeitonas verdes
5 azeitonas pretas
100g de batata palha
2 pimentas dedo de moça cortadas ao meio
Sal a gosto
3 colheres de sopa de azeite
1 colher (sopa) de alho espremido
½ maço pequeno de cebolinha
3 galhos de salsinha

Modo de preparo
Coloque o azeite na frigideira para dourar a cebola e o alho. Acrescente os pimentões e o tomate. Em seguida, coloque as postas de bacalhau, as batatas, a azeitona, os ovos de codorna, a salsinha e a cebolinha. Deixe no cozimento por cinco minutos.
Montagem
Em um prato, disponha o tomate e os pimentões. Acrescente as postas de bacalhau e coloque a batata por cima e, se desejar, regue com azeite de oliva extra virgem. Decore com pimenta dedo de moça.

Por Gabriela Simionato e Alan de Faria
Chef Sinval Pereira dos Santos
Créditos: Revista daHora
Imagem: Reprodução

Postagens Relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...