sexta-feira, 29 de agosto de 2014

O vaso e o oleiro

Em seu coração o homem planeja o seu caminho, mas o senhor determina os seus passos (Pv 16.9).

Todos nós queremos ter o controle da nossa vida, executar aquilo que planejamos e fazer o que pensamos ser o melhor. 

Mas e quando os nossos planos não são os mesmos de Deus? Nesses casos, podemos fazer valer a nossa vontade ou a Dele. 

E adivinhe de qual dessas escolhas nós mais gostamos? Até oramos “Seja feita a Tua vontade” (Mt 6.10b), mas na verdade fazemos de tudo para que aquilo que queremos aconteça primeiro. 

Porém, é preciso entender que nem sempre o que quero é o melhor para mim. Eis o motivo porque muitas vezes Deus não permite que nossos desejos e sonhos se realizem – para nosso próprio bem. Temos dificuldade para confiar em que a vontade de Deus seja perfeita e trará benefícios. 

Ela é o melhor caminho, mas preferimos seguir pelo trajeto que nós mesmos traçamos para nossa vida. Por causa disso, às vezes precisamos ser quebrantados para aprender a confiar mais no Senhor e para que Ele nos transforme no que devemos ser. 

A comparação do vaso de barro e do oleiro nos ajuda a entender por que tantas vezes Deus deixa que passemos por momentos difíceis. Deus é o oleiro e nós somos o barro. Isso quer dizer que Ele é quem tem o controle sobre nós e fará uma maravilhosa obra em nossa vida. 

Enquanto é moldado, nem sempre o vaso sai como o oleiro quer. Mesmo assim ele não desiste de sua obra. Para deixá-lo mais perto da perfeição, pode precisar quebrar o vaso para fazer um novo.

Somos como um vaso que talvez precise quebrar para ser transformado por Deus. Ele sabe do que realmente precisamos e o que é o melhor para nossa vida. Quando nos desviamos de seu perfeito plano para nós, Deus nos quebranta por meio de alguma situação. É a sua maneira de chamar a nossa atenção para o maravilhoso propósito que ele tem para cada um de nós!


Créditos: Livro “Pão Diário” – Rádio Trans Mundial
Foto: Seara News

quarta-feira, 27 de agosto de 2014

Pensar em tudo ao mesmo tempo faz mal à saúde

Diariamente somos bombardeados por uma avalanche de informações. Pela internet, smartphone, iPad e dispositivos móveis em geral, novidades nos alcançam em qualquer lugar ou momento. 

Ficar conectado o tempo todo parece cada vez mais normal. 

Mas, cuidado, essa aceleração da vida pode trazer prejuízos à saúde. Usar em excesso a mente, e pensar em mil coisas ao mesmo tempo, pode potencializar um antigo problema: a ansiedade.

Sintomas como a insônia, irritação, dificuldade de concentração e de memorização podem indicar que você está adoecendo de um mal que ganhou o nome de Síndrome do Pensamento Acelerado. Uma doença moderna, típica de grandes centros urbanos. 

A pessoa com essa síndrome, por pensar excessivamente, perde energia do córtex cerebral, parte mais evoluída do cérebro (tem papel central em funções complexas, como memória, atenção, perpecção e pensamento). Dessa área vem o combustível para órgãos do corpo, como a musculatura e, o cansaço físico extremado, segundo o psiquiatra Augusto Cury, que tratou do tema em seu livro “Ansiedade – Como Enfrentar o Mal do Século” (Editora Saraiva).

É um velho problema com uma cara nova. Para identificar se o uso do pensamento está exagerado a psicóloga Ana Cássia Maturano da USP, sugere uma comparação. É como zapear a programação da TV, sem assistir nada de fato. 

A mente é igual. É como buscar algo que não se sabe o que é, não há foco. O problema é provocado por um estimulo exagerado ao consumo de informação de que precisamos estar antenados a tudo e saber o que acontece no mundo todo.

Crianças também já sofrem os impactos dessa aceleração. Na obsessão de preparar os filhos para serem campeões em tudo, estabelecemos rotinas estressantes, como excessos de cursos e atividades, muitos em vez de brincar, estudam mandarim.

Ocorre algo como uma “ingestão mental”, provocada pela sensação de não conseguir absorver tudo. São sentimentos de urgência e de necessidade, que nunca são satisfeitos, a pessoa não quer perder nada, mas sente que sempre faltou algo.

Alguns sintomas da mente acelerada:
Falta de energia: cansaço físico exagerado e sem explicação torna difícil tarefas simples como levantar da cama.
Alteração de humor: o mundo ao redor se torna extremamente irritante e insuportável.
Concentração prejudicada: ler ou acompanhar o noticiário é quase impossível, uma vez que a cabeça continua a mil.
Perturbação do sono: a sensação de que é difícil “desligar” se torna cada vez mais frequente.
Déficit de memória: consome todo o tipo de informação, mas sente que maior parte escapa logo em seguida.

Calma!
Para quem percebeu que está acelerado, desacelere. Busque contato com a natureza, realize tarefas apenas por prazer. Brinque, dance, apele para o lúdico. Medite, respire fundo, esvazie a mente. Reserve tempo para não fazer nada. Pratique atividades físicas por prazer, para não cair em um padrão também de compulsão e aceleração.

Créditos: metro jornal – Página 24 – Saúde – 08/08/2014

segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Frutas frescas – Frutas secas (segredos culinários)

Lave os morangos sempre antes de tirar os talinhos, para que não percam o suco.

Coloque os morangos por alguns minutos numa solução de água e vinagre. Assim eles ficarão limpos e com uma aparência mais saudável.

Quando você cortar um limão e não usar uma das partes, guarde na geladeira a parte cortada virada para baixo. Assim, o limão ficará mais conservado.
Não estrague um limão inteiro se você for usar apenas algumas gotas. Faça um furinho com um palito, use o que precisar e tampe com o mesmo palito.
Quando você ralar a casca de um limão, nunca chegue até a parte branca, pois ela é amarga e pode prejudicar o doce.

O melão, quando cortado, absorve odores de outros alimentos. Para que isso não aconteça, envolva-o em papel alumino e guarde em recipiente de plástico na geladeira.
Os melões ficarão mais saborosos se forem servidos bem gelados. Por isso, deixe-os na geladeira durante dois dias antes de servir.

Cozinhe cascas de maçã com alguns cravos-da-índia, pedaços de canela em pau e com uma colher de mel. Depois bata no liquidificador. Você terá um delicioso molho para cobrir pudins e panquecas.
Com cascas de maçã você poderá preparar um agradável chá e também um saboroso refresco.
Corte as maçãs ao meio, retire o centro e as sementes. Coloque numa panela e cubra com água. Depois de dez minutos, as cascas estarão soltas, podendo ser removias facilmente com a ponta de uma faca.

Nunca lave uma fruta para ser guardada na geladeira. Lave somente na hora de comer, assim ela se conservará por mais tempo.
Para conservar por mais tempo as frutas, guarde-as na geladeira. Mas, antes, embrulhe uma por uma em papel alumínio.

Para que o caqui amadureça mais depressa, pingue uma gota de vinagre no lugar onde estava o cabo e embrulhe em um jornal.

Antes de fritar, passe as bananas em farinha de trigo. Assim, elas não ficarão encharcadas de gordura.
A banana na salada de frutas não ficará escura se você cobrir com suco de limão e açúcar.

Para fazer doce, deixe as laranjas mergulhadas em água quente durante cinco minutos, antes de descascar. A pele branca sairá facilmente junto com a casca.

Uma maneira bem fácil de moer o amendoim torrado para fazer cajuzinho ou paçoca: bata-o aos poucos no liquidificador. Você verá que é muito mais prático do que usar a máquina de moer carne.

Para o mamão amadurecer mais rápido, faça riscos com uma faca em volta da fruta, no sentido do comprimento, e embrulhe com um jornal.

Se você colocar a polpa do maracujá dentro do liquidificador e ligar e desligar rapidamente várias vezes, as sementes se soltarão da polpa. Depois, é só coar.

Faça um suco de abacaxi diferente: coloque as cascas da fruta de molho em um litro de água. Deixe de um dia para o outro na geladeira. Depois coe e adoce a gosto.

Frutas secas
Deixe as passas numa peneira sobre o vapor da água fervente por cinco minutos. Elas ficarão mais macias e saborosas.
Polvilhe as passas com farinha de trigo antes de colocar na massa do bolo. Elas ficarão concentradas no fundo da forma.

Deixe as nozes por uma noite inteira dentro do congelador. Quebre enquanto elas ainda estiverem geladas. As nozes sairão inteiras das cascas.

Coloque os pinhões num recipiente com água e deixe ferver. Escorra, coloque água fria e deixe cozinhar. Não coloque sal, senão os pinhões endurecem. Depois de quarenta minutos, eles estarão cozidos e abertos.

Cozinhe as castanhas numa panela de pressão. Quando estiverem prontas, escorra a água quente e deixe as castanhas em água gelada por algum tempo. As cascas se soltarão facilmente.


Créditos: Edição especial  - “500 segredos culinários”

sexta-feira, 22 de agosto de 2014

O misterioso e exótico hidromel

Segundo Dr. Marcio Bontempo, 
Hidromel é uma bebida alcoólica fermentada à base de mel e água. É considerada a bebida alcoólica mais antiga do mundo, anterior mesmo ao vinho e à cerveja, consumida desde a Antiguidade. 

Os dados históricos mostram que o homem do período neolítico já fabricava o hidromel.  

Tanto Aristóteles quanto Heródoto e outros gregos relatam que o hidromel era o precioso “néctar dos deuses”. O hidromel aparece também em outras culturas antigas como a dos celtas, saxões e vikings. Assim como na mitologia grega. Também os maias, incas e astecas produziam uma bebida com mel fermentado, que era muito apreciada e ingerida principalmente em rituais religiosos.

Receita clássica de hidromel
Nesse caso, não é bem o vinho de mel, mas a cerveja de mel, que também é chamada de hidromel.
O vinho requer uma elaboração mais longa e muito delicada. Quem quiser produzir o charmoso hidromel deve saber que essa bebida oferece um grau de dificuldade relativa, mas os resultados são geralmente compensadores.

Algumas regras são essenciais para a produção de um bom hidromel: usar somente mel de muito boa qualidade, não fermentado e não cristalizado; utilizar uma água de excelente qualidade e grande grau de pureza, preferencialmente uma água mineral não ácida. Evitar a água de torneira clorada comum e a água de poço comum ou artesiano; usar leveduras (fermentos) apropriados ao hidromel, que pode ser o conhecido fermento biológico Fleishmann (o químico, pó Royal, não serve). Cuidado, pois fermento utilizado em demasia deixa gosto no hidromel.

A seguir, uma receita fácil:
Hidromel
Ingredientes:
Mel puro (de preferência retirado de favos)
Água
Fermento biológico

Preparo: primeiramente, é preciso preparar o mosto, que é uma mistura composta 80% por água e 20% por mel. Essa mistura deve ser fervida até surgir espuma na superfície, que deve ser retirada com escumadeira ou artefato similar. Depois, desligar o fogo e deixar esfriar. Enquanto isso, preparar uma mistura de água, mel e fermento, na proporção de 5 gramas de fermento por litro de mosto, que deve ser misturada a ele enquanto estiver morno (evitar acrescentar ao mosto quente). Depois, o produto deve ser engarrafado para fermentar, quando o açúcar será transformado em gás carbônico e álcool.

É preciso ter cuidado, pois o gás carbônico deve sair, mas o oxigênio deve ser impedido de entrar no recipiente. O recurso é confeccionar uma válvula, fazendo um furo na tampa do recipiente e passando por este uma pequena mangueira, tubo plástico ou similar, bem vedado. Uma das pontas da válvula fica dentro da garrafa, e a outra, tapada com algodão, ou colocada num recipiente com água e sal.

Deixar fermentar por aproximadamente uma semana, cuidando para ver se o algodão permanece no local, uma vez que o gradiente de pressão é grande. Se o algodão sair, será necessário colocar outro. No caso de utilizar novamente o recipiente com água, deve-se ter cuidado de evitar contaminação e presença de insetos. Depois disso, o produto deve ser peneirado e, novamente engarrafado, dessa vez bem tapado, e para conservar por mais tempo, colocado na geladeira. Esse produto já é o hidromel, que deve, a essa altura, ter um teor alcoólico em torno de 12 graus, segundo a quantidade de fermento e do tempo de fermentação.

Hidromel suave sem álcool
Ingredientes:
1 litro de água mineral
1 xícara de mel puro
1 limão fatiado
Suco de meio limão
½ colher de chá de noz-moscada em pó
Uma pitada de sal

Preparo: colocar para ferver a água, o mel, o limão fatiado e a noz-moscada. Quando iniciar a fervura, baixar o fogo e, com uma colher de pau, ir retirando a espuma ou nata que for surgindo. Quando não houver mais formação da espuma, acrescentar uma pitada de sal e o suco de limão. Coar e deixar esfriar. Guardar na geladeira e servir gelado.

Referência bibliográfica:
BONTEMPO, Marcio. Mel/Uma vida doce e saudável. São Paulo: Alaúde Editorial, 2007. 
Livro “Mel” – Dr. Marcio Bontempo – Páginas de 43 à 47. 

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

A grande viagem do espírito

(Apenas alguns toques para dizer que vale a pena viver... E aprender)!

A vida não espera. 
Por onde você for, o tempo não pára, mesmo que você queira. 
O que ficou, ficou...
O que se foi, passou...
É a vida em movimento. Somos viajantes eternos em suas trilhas.

Parece que somos passageiros na eternidade, mas a verdade é outra: somos eternos dentro do temporário. Ou seja, somos o eterno no movimento da vida que segue...
Na natureza, tudo passa! O traço característico da existência é a impermanência. 


As coisas mudam, sim, mesmo que você não queira. Pessoas e situações vão e vêm em nossas vidas, entram e saem na esfera de ação do nosso viver. Isso é assim mesmo! 
Há um tempo para tudo: o amanhecer, o meio-dia e o anoitecer. Da mesma forma, há um tempo para semear e colher; nascer, viver, partir, renascer e seguir...

Tudo passa! O que marca é a experiência adquirida.
As culpas e mágoas também passam! 
No rio da vida, as águas do tempo curam tudo, pois diluem no eterno as coisas passageiras.


As coisas estranhas que aconteceram, os dramas que rolaram e as palavras que feriram também passam... Se você permitir. Sim, se você se permitir notar que o tempo leva tudo, e que a vida segue... Mesmo que você esteja emburrado agora.


Aquele ranço antigo ou aquelas emoções apagadas que, vez por outra, bloqueiam a sua alegria, fazem parte do que é temporário, mas você é eterno. 
Essas emoções passam por você, mas que tal virar o jogo? 

Que tal passar por elas, sem se deter, apenas tirando a experiência e seguindo na vida?
Sim, tudo passa mesmo! As estações se sucedem no tempo certo: primavera, verão, outono e inverno. Isso não é bom ou ruim; é apenas natural. Como é natural o espírito imperecível entrar e sair dos corpos perecíveis ao longo da cadeia reencarnatória. Como é natural seguir para frente, pois o tempo não pára e a vida segue...


E, do centro da Consciência Cósmica, o Grande Arquiteto Do Universo, o Supremo Comandante de todas as vidas e de todos os tempos sorri e diz a todos:
 “Tudo passa, menos o Meu Amor por todos”.

As experiências vão, mas o aprendizado fica.
É impossível deixar de existir, pois a evolução é inevitável!



Todos estão destinados à Consciência Cósmica, mesmo que não entendam isso agora. Porém, se o desentendimento é passageiro, a felicidade advinda do processo de evoluir continuamente será imperecível.
Tudo a seu tempo! 
Enquanto evoluem e aprendem a arte de viver, passem e vivam... e não se detenham até alcançar a meta!
“O Amor é o que vale"!



Autor: Wagner Borges é pesquisador, conferencista e instrutor de cursos de Projeciologia e autor dos livros Viagem Espiritual 1, 2 e 3 entre outros. 

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Tratamento para clarear manchas nas costas

Durante o banho, friccione energicamente a pele com uma bucha vegetal e sabonete de própolis, para tonificar os músculos e reativar a circulação do sangue. 

Faça o mesmo nas costas, com uma escova de cabo comprido.

Firme os tecidos, com o chuveirinho manual, dirija seu jato de água fria, fazendo movimentos circulares por todo o corpo, inclusive nas costas.

Para finalizar, enxague o corpo com chá morno de alfazema. É relaxante e suavemente perfumado. Tem propriedades anti-sépticas.

Prepare o chá de alfazema: coloque 1 colher de sopa de erva para 1 litro de água. Ferva a água, junte a erva e deixe levantar fervura. Desligue o fogo e abafe por dez minutos.
Agora sim, sua pele está preparada para receber o tratamento.

Preparado para clarear manchas
Ingredientes:
1 latinha de creme nívea (azul)
1 ampola de vitamina A (pode ser em gotas - frasco)
1 tubo de hipoglós
½ tampinha de bepantol líquido (use a própria tampa do frasco para medir)
5 gotas de óleo de semente de uva.

Modo de preparo: misturar todos os ingredientes em um potinho com tampa. Usar antes de dormir.
Este preparado pode ser passado também nos joelhos, cotovelos, pés, inclusive no rosto em peles secas e com manchas do sol. Tenha persistência! A maioria dos ativos precisa pelo menos três meses para apresentar um efeito visível.

quinta-feira, 14 de agosto de 2014

Revolução do Amor

O amor é paciente,
mesmo quando você sente o forte desejo de se expressar com rancor.

O amor é benigno,
mesmo quando você tem o desejo de retaliar fisicamente ou destruir outra pessoa com suas palavras.

O amor não é ciumento,
especialmente quando você está ciente de que os outros são mais notados que você.

O amor não se vangloria,
mesmo quando você tem vontade de contar ao mundo as suas realizações.

O amor não é arrogante,
mesmo quando você pensa que está com a razão e que os outros estão errados.

O amor não age inconvenientemente,
ainda que ser orgulhoso, rude ou autoritário, atraia a atenção ou permita fazer tudo a seu modo.

O amor não busca o próprio interesse,
mesmo quando você sente vontade de se apropriar de muito ou tem oportunidade para fazê-lo.

O amor não se irrita,
mesmo quando outros procuram provocá-lo ou você se sente tentado a perder o controle com alguém ou com alguma coisa.

O amor não leva em conta o mal sofrido,
ainda que todos pareçam estar contra você ou que as pessoas o ataquem abertamente.

O amor não se alegra com a injustiça,
mesmo que a outra pessoa pareça merecê-la.

O amor alegra-se com a verdade,
mesmo que mentir possa ser mais fácil e resulte em maior proveito material.

O amor tudo sofre,
mesmo quando os desapontamentos parecem ser esmagadores.

O amor tudo crê,
ainda que outros ajam de modo ambíguo e você tenha vontade de não acreditar em mais ninguém.

O amor tudo espera,
mesmo que nada pareça dar certo.

O amor tudo suporta,
especialmente quando você pensa que não pode mais suportar certas pessoas ou circunstâncias da sua vida.

O amor nunca falha,
mesmo que se sinta arrasado e a situação pareça perdida.

(Amor de Deus citado na Bíblia - I Coríntios Cap. 13:4 ao 8)
Amemo-nos uns aos outros, porque o amor é de Deus; e qualquer que ama é nascido de Deus e conhece a Deus. Aquele que não ama não conhece a Deus; porque Deus é amor. (I João 4:7-8)

Créditos: Igreja Betel

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Fibras – Uma vassoura dentro do corpo

Elas limpam o sangue e facilitam o trabalho do organismo. Além disso, se consumidas adequadamente, favorecem emagrecimento. Veja outros benefícios:

Gera saciedade: fibras solúveis absorvem água e formam um gel, permanecendo mais tempo no estômago. Com isso a sensação de saciedade é mais duradoura.

Reduz o colesterol: diversos estudos indicam que, quando combinadas com uma dieta pobre em gorduras, as fibras ajudam a reduzir a taxa de LDL (o colesterol de baixa densidade, prejudicial ao organismo). 

No trato intestinal, as fibras absorvem as moléculas de gordura e produzem compostos que normalizam a síntese de colesterol pelo fígado.

Controla a glicose: fibras promovem a liberação mais lenta e constante de glicose, ajudando a regular os níveis de açúcar no sangue. Esse efeito é particularmente benéfico para os diabéticos, e para prevenir essa doença.

Facilita  a digestão: refeições ricas em fibras exigem melhor mastigação, o que torna a digestão mais fácil. Por outro lado, o processo digestivo como um todo fica mais lento e, por isso, os nutrientes são melhor aproveitados.

Faz o intestino funcionar melhor: fibras aceleram a passagem do bolo fecal pelo intestino, evitando a prisão de ventre e outras doenças. Essa aceleração também previne câncer. Em alguns casos, as fibras destroem as bactérias nocivas alojadas no intestino grosso.

Combate mau hálito: fibras de certos alimentos ajudam a limpar a cavidade bucal, impedindo a formação de uma crosta sobre a língua, chamada saburro, principal responsável pelo mau hálito.

Alimentos ricos em fibras: aveia, feijão, milho, pipoca, grão-de-bico, goiaba, beterraba, alface, couve-manteiga, pão integral, caqui chocolate, arroz integral, ameixa crua, macarrão integral, pera, lentinha, brócolis, ervilha, amêndoas, cevada, farelo de trigo, tangerina com bagaço, laranja com bagaço, semente de abóbora, figo seco, agrião, repolho, manga, kiwi, linhaça.


Créditos: “O poder curativo das plantas” – Coleção André Resende - Fitoterapeuta

segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Mel do Melato da Bracatinga - Mel para diabéticos

A Bracatinga (Mimosa Scabrella Benth) é uma árvore de médio porte, nativa e abundante na região serrana de Santa Catarina, a única ocorrência no mundo. 

Seu florescimento se dá nos meses de Julho a Setembro, apresentando flores pequenas e amarelas com acentuado perfume, fornecendo abundante quantidade de néctar e pólen. 

Neste período de inverno, é a única flor que as geadas não queimam, tendo-se portanto, a certeza de que o mel obtido é exclusivamente oriundo desta flor.

É um mel amargoso de cristalização pastosa, coloração parda, com aroma e sabor característico, não sendo muito agradável ao paladar, mas considerado como o mel mais forte, nutritivo e medicinal que se tem notícia.  Difere do mel floral em vários aspectos: por exemplo, o mel de melato possui menor teor de glicose, razão pela qual usualmente não cristaliza e também apresenta menor teor de frutose.

Pesquisas e exames realizados em laboratórios da Alemanha e Países Árabes acusaram a presença de três componentes adicionais, não identificados porém de comprovado valor terapêutico, atestado pela considerável quantidade que estes países importam do Brasil e utilizam para fins medicinais. 

É um mel muito próprio para adoçar o café, por quem aboliu o uso de açúcar, uma vez que o amargo dele é absorvido pelo amargo do café, sem alterar o sabor deste. Também para fazer aperitivos, batidas, caipirinhas. É muito usado, justamente por causa do seu amargor, ajudando a despertar o apetite e facilitar a digestão.

Em resumo, trata-se de um produto sui-generis de comprovado valor terapêutico, disputado por povos que já tomaram consciência de suas virtudes. O único país a possuí-lo é o Brasil. Altamente valorizado no mercado europeu, sendo assim um dos méis mais bem pagos pela sua já falada exclusividade e qualidade.

Pessoas portadoras de diabete ou hipoglicemia conseguiram rapidamente equilibrar o teor da glicose no sangue, motivo por que se recomenda a quem sofre desses males, o que não acontece com o mel convencional, que apenas não é contra indicado, porém não recomendado.

Outros benefícios 
Com a elevada riqueza nutritiva pelos seus elementos componentes, vitaminas, aminoácidos (essenciais ao organismo) e sais minerais, o mel proporciona ao organismo humano:
Fonte imediata de energia, fortalece e regula as funções intestinais, fortalece os ossos, estimula a atividade cerebral, melhora a memória, fortifica o organismo em geral criando resistência contra gripes e resfriados.


Tem ação bactericida e antibiótica, facilita o equilíbrio biológico do corpo humano tornando a vida mais saudável.

Créditos: Dr. Marcio Bontempo (beijafloralimentos) – Bambamel Natural

sexta-feira, 8 de agosto de 2014

Os 3 Às do namoro

Atração
Sejamos sinceros: sem atração não rola. Esse é o “A” mais óbvio, mas, estranhamente, nem sempre levado em consideração por alguns. 

Se não há atração evidente, algo corporal mesmo, aquele frio na barriga ao ver o outro, a relação tem pouca chance de vingar ou será muito sem graça. 

E essa atração é algo físico e específico de cada pessoa. Não tem nenhuma relação com padrões estéticos estabelecidos pela cultura ou pela sociedade atual. 

É a tal da “química” inexplicável, que temos com um e com outro não. É a dimensão eros do amor (categoria grega do amor). É querer tocar, beijar, abraçar. É querer que o corpo do outro esteja conectado ao seu.

Alinhamento
Com a palavra alinhamento eu quero dizer duas coisas. A primeira é uma proximidade nas dimensões cultural, social, intelectual e espiritual. Para existir uma boa relação é preciso haver as condições para um diálogo rico sobre a vida e mundo, em um nível de conhecimento e capacidade de troca suficientemente interessante. 

Não quero dizer que um namoro só vai dar certo se ambos tiverem no mesmo nível socioeconômico ou com a mesma quantidade de títulos acadêmicos. Quero dizer que é preciso haver aquela potencialidade de conversas significativas com o outro a ponto de ser desafiado e motivado, com diálogos e compartilhamento de ideias que produzam respeito e crescimento mútuo.

E alinhamento também tem a ver com ter objetivos de vida em direções próximas e um conjunto mínimo de valores e posturas em comum. Se eu tenho valores muito diferentes da outra pessoa ou se temos metas para a vida em áreas que não se sobrepõe, a chance do namoro dar certo é muito pequena. 

Quando os valores e metas de vida estão próximos e alinhados num mesmo sentido, a caminhada no relacionamento se torna muito mais leve e natural. Estar alinhado com alguém é caminhar junto, aproveitando a caminhada.

Admiração
Talvez esse seja o menos óbvio, mas extremamente relevante. Para mim, é o diferencial em relação aos outros dois. Com admiração eu quero dizer um profundo reconhecimento pelo outro, por quem ele é, representa e faz. 

Sem admiração, o relacionamento pode ser apenas uma atração física que pode ter data de validade e/ ou uma relação com uma pessoa com quem dialogo bem, mas não necessariamente alguém que não possa apenas ser um amigo. 

Admiração é aquele encantamento pela pessoa, por ouvi-la falar, agir e pensar. Admiração é poder ouvir a pessoa contar a mesma história sem se cansar. É querer fazer parte da história do outro e poder servi-lo, simplesmente por acha-lo sensacional.

Não levei em consideração nesse texto outros aspectos pessoais importantes como idade, maturidade, momento de vida, que são também relevantes. Mas se há por ambas as partes essas condições pessoais “resolvidas”, talvez a perspectiva dos 3 Ás possa ser útil para a avaliação da combinação ou não do casal.

Autor: Thiago Faria

quarta-feira, 6 de agosto de 2014

Receitas deliciosas que vão te ajudar a perder os quilos extras e ficar em dia com a saúde

A fruta é o mais perfeito alimento, gasta uma quantidade mínima de energia para ser digerida e dá ao seu corpo o máximo em retorno. O único alimento que faz seu cérebro trabalhar é a glicose.

Suco
Ingredientes:
1 maçã picada com casca e sem semente;
1 pepino médio;
3 folhas de couve ou quantidade equivalente de outra hortaliça rica em clorofila (agrião, rúcula, hortelã).

Preparo: bater em centrífuga ou liquidificador (sem água) 1 maçã e as folhas verdes socando com o pepino;
Coar com uma rede de filó. Tomar em jejum.

Biscoito
Ingredientes:
½ xícara de margarina amolecida
1 xícara de açúcar mascavo
2 ovos
2 colheres de chá de fermento
1 xícara de farinha de trigo integral
2 xícaras de aveia em flocos finos
1 colher de baunilha
1 xícara de uvas passas sem caroço
½ xícara de linhaça
1 xícara de castanha-do-pará picadas
1 colher de sopa de mel

Preparo: bater na batedeira o açúcar com os ovos, colocar a manteiga derretida, a baunilha, o mel e em seguida o resto dos ingredientes secos. Por último, as passas, a castanha picada e as sementes de linhaça. Untar uma assadeira com margarina e polvilhar farinha de trigo. 

Em seguida fazer os biscoitos tirando as colheradas da massa já pronta e colocando em fileira afastando uns dos outros. Assar em forno pré-aquecido até ficarem moreninhos mais ou menos uns 40 minutos. Quando colocar a massa na assadeira espalhe um pouco com a colher, se ele ficar alto não ficará muito crocante.

Bolo antioxidante
Ingredientes:
½ xícara de óleo de girassol
1 colher sopa de margarina light
1 xícara de açúcar mascavo
1 xícara de aveia
1 xícara de semente de linhaça dourada triturada
2 ovos
1 colher de fermento
1 xícara de nozes
½ xícara de leite desnatado
1 copo de uvas passas
1 maçã picada em pedacinhos

Preparo: bata todos os ingredientes no liquidificador exceto a maçã. Acrescente por último. Unte uma forma e despeje a mistura. Leve ao forno médio (alto) por 25 a 30 minutos.

Dicas para você ficar maravilhosa
Se não puder tomar todos os dias o suco na receita acima, tome um copo de limonada com mel e agrião em jejum (200ml). 
Tome um copo de leite com baixo teor de lactose e chocolate com dois biscoitos de água e sal e requeijão cremoso ou manteiga no café da manhã. 

Suco de abacaxi natural no almoço (200ml) e salada verde, legumes e grelhado;
Suco de soja com maçã no lanche da tarde (200ml) e barrinha de cereal;

Suco de abacaxi natural no jantar (200ml) e um sanduíche de queijo branco e peito de peru com requeijão ou manteiga ou patê de ricota e folas verdes.
Suco de uva natural (200ml) na ceia e barrinha de cereal ou dois biscoitos com requeijão.

Tome uma taça de vinho no jantar;
Beba no mínimo, um litro de água mineral por dia;
Faça uma hora de caminhada diariamente;
Coma um pedaço de pequeno chocolate meio amargo às 9h e às 21h;
Use filtro solar diariamente;
Use sabonete neutro durante o banho e hidrate diariamente a pele.

Créditos: Revista “SOS Saúde”

segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Pólen: corpo são, mente sã

O pólen, além de garantir melhoria da saúde, possui também propriedades terapêuticas como regulação do funcionamento intestinal, aumento da taxa de glóbulos vermelhos do sangue, em função da concentração de ferro e vitamina B12 e age também sobre o estado de fadiga, produzindo efeito eufórico, de 10 a 20 dias após o início de seu consumo, aumentando a capacidade física e mental.

O produto possui ainda ação protetora do sistema vascular com atuação dos flavonóides no sistema circulatório, o que fortalece as veias e artérias, ação na regularização hormonal e também no metabolismo celular devido à presença da grande quantidade de aminoácidos, oligo-elementos e vitaminas que são responsáveis pela síntese das proteínas. Uma nutrição com pólen permite a qualquer ser humano viver mais anos e com melhor qualidade de vida.

Confira os benefícios:
Cuida da visão: a vitamina A tem papel importante na visão noturna, na regeneração das mucosas e da pele, no crescimento e reprodução, tendo efeito igualmente benéfico sobre o cansaço ocular. Como o pólen das flores contem B-carotenos ou pró-vitaminas A, ele é também considerado um alimento de alto valor nutritivo e de fundamental importância na dieta humana.

Previne o envelhecimento cerebral: fornece os aminoácidos necessários e indispensáveis à fabricação da beta-endosphine, que é um neuro-hormônio fabricado na glândula hipófise do cérebro. Este neuro-hormônio controla a dor e aumenta a capacidade da pessoa idosa se adaptar ao estresse, sendo que a sua diminuição no organismo tem consequências nefastas nas capacidades amnésicas (perdas da memória).

Trata a anemia: o pólen é rico em ferro, em vitaminas do grupo B (particularmente B12). Essas substâncias ajudam na regeneração do sangue e dos tecidos.

Cuida do aparelho cardiovascular: o sistema circulatório é exposto às agressões internas e externas, sendo que toda anomalia ou agressão vai ocasionar desordens e perturbações do funcionamento do nosso organismo. Logo, o pólen contem substâncias denominadas flavonoides, os quais são produtos do metabolismo de certas partes aéreas dos vegetais que nosso organismo não sintetiza. Esses flavonoides são utilizados na medicina devido à sua ação anti-inflamatória, antibiótica e antioxidante.

Auxilia no aparelho urinário (Prostatismo): o adenoma prostático é um tumor benigno que afeta uma média de 60% dos homens que já passaram dos 60 anos. O desenvolvimento do tumor provoca alterações no sistema urinário com aumento de micções (urinar várias vezes durante a noite), bem como atraso do aparecimento do jato e diminuição do volume de urina. 

Necessidades contínuas de urinar, dores na micção, sensações pesadas ano-retais e perinais. Nestes casos um exame clínico e o diagnóstico de um médico especialista são indispensáveis. Milhares de homens, na Europa, beneficiaram-se do tratamento de doenças da próstata, utilizando a dose de 1 a 2 colheres de sopa de pólen por dia.

Como consumir:
Atletas: duas colheres de sopa (rasa) ao dia;
Adultos: uma colher de sopa (rasa) ao dia;
Crianças: (6 a 12 anos) uma colher de sobremesa (rasa) ao dia;
Crianças: (3 a 5 anos) uma colher de café (rasa) ao dia.
Deve ser preferencialmente consumido ao natural, em jejum, ou entre as refeições. Pode ser mastigado (bem mastigado para não provocar dores estomacais) ou misturado com mel (engolido) ou no alimento.

Créditos: Bambamel Natural – AGR Ecológico 

sexta-feira, 1 de agosto de 2014

Máscara capilar rejuvenescedora

Esta máscara possui ativos regeneradores que permanecem nos fios e prolongam os benefícios do tratamento. Realçam o brilho e leveza, reestruturam fios danificados, quebradiços, ressecados, tingidos.

Máscara capilar rejuvenescedora
Ingredientes:
2 colheres de sopa de máscara para cabelo
10 gotas de óleo de açaí
10 gotas de óleo essencial de lavanda
10 gotas de óleo essencial de palmarosa
10 gotas de óleo essencial de óleo de sálvia

Preparo: umedeça o cabelo e espalhe a máscara. Deixe agir por uma hora, não é necessário usar touca térmica. A eficiente penetração do produto facilita a chegada dos ingredientes ao interior da fibra capilar e restaura os fios de dentro para fora. 

Depois, lave normalmente o cabelo. 
Repita o procedimento de quinze em quinze dias. 


Loção para queda de cabelo e coceira no couro cabeludo
Num recipiente de plástico com bico dosador, coloque um pouco de água filtrada ou mineral, adicione 10 gotas de óleo essencial de alecrim, 5 gotas de óleo essencial de cedro e 5 gotas de óleo essencial de cipreste. Misture bem. Aplique no couro cabeludo após lavar o cabelo e deixe secar. 

Seus benefícios se iniciam na raiz capilar, ativando a circulação no folículo piloso, estimulando a renovação celular, rejuvenescendo o cabelo e tornando o couro cabeludo mais saudável. Repita esse procedimento duas vezes por semana.

Natural & Bela - Phytoterápica

Postagens Relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...