quarta-feira, 30 de abril de 2014

Aprenda a fazer em casa a massagem facial que rejuvenesce


Ótima notícia para quem quer suavizar ou prevenir as marcas de expressão da face, sem gastar dinheiro. Basta fazer por cinco minutos. Grande aliada nessa missão, desobstrui os poros, deixa a pele hidratada e mais delicada. Atua sobre as células mortas, apressando sua eliminação, estimula a circulação sanguínea ocorrendo hiperemia local (é um processo ativo pelo qual uma maior quantidade de sangue necessária à uma área é levada até ela).

Para auxiliar na melhoria do aspecto e saúde da face, é amplamente utilizada a massagem estética facial. Tem por objetivo a atenuação de rugas e sinais de expressão e diminuição da flacidez. 

Para obterem-se os resultados é necessário que sejam realizadas pela manhã, após limpar, tonificar e hidratar e à noite depois de passar o creme nutritivo ou anti-idade. A massagem na face deve ser realizada de forma leve e suave, sempre considerando o sentido das manobras em função da disposição das fibras musculares. A utilização de cosméticos é uma forte aliada à massagem na busca pelo reequilíbrio das propriedades naturais da pele.

Muito fácil de fazer, veja:

1 - Deslize os dedos (indicador e polegar) no colo de dentro para fora, assim como mostra a imagem. Repita cinco vezes em cada seta, para toda a região demarcada.

2 - Deslize de baixo para cima no pescoço.

3 - Em seguida, na região abaixo da linha da mandíbula (papada), fazem-se deslizamentos do centro para as laterais.

4 - Na face realizam-se os deslizamentos em todo o rosto, de dentro para fora, baixo para cima, assim como indicam as setas.

5 – Finaliza-se a sessão com movimentos tonificantes faciais, pequenos tapinhas são dados principalmente na região da “papada” e pinçamentos (beliscadas) suaves podem ser feitos em toda a face. Essas últimas manobras irão aumentar consideravelmente o aporte sanguíneo local gerando uma acentuada melhoria de nutrição celular, tendo ação também sobre as fibras musculares agindo pois, como tonificante facial.

Créditos: Pesquisa na Apostila Principal de massagem Estética  com a Profª. Roberta Merino Masina e Profª Keli Steffler
Minha experiência, por mais ou menos dez anos.

segunda-feira, 28 de abril de 2014

Tratamento caseiro para caspa


É a conhecida descamação do couro cabeludo, com a produção de escamas de cor esbranquiçada, normalmente secas; se gordurosas tem o nome de seborreia. 

A caspa e a seborreia podem ter diversas causas, incluindo reações alérgicas ao leite e seus derivados, alterações no metabolismo das gorduras. 

Crianças pequenas também podem apresentar descamações, chamadas crostas lácteas. É necessário evitar os laticínios e os alimentos gordurosos em geral, substituindo-os por frutas frescas, saladas cruas, verduras e legumes crus, cereais integrais e água pura e fresca em abundância. Nos casos insistentes, procurar um dermatologista.

Recomendações:
• Fazer lavagens com chá concentrado de alecrim - ½ xícara das folhas secas para 1 litro de água. Ferver por 5 minutos e lavar a cabeça à noite, ao deitar, sem enxaguar.
• Aplicar vinagre de maçã de boa qualidade em fricções leves no couro cabeludo e só lavar após 2 horas. Fazer uma vez ao dia.
• Picar 2 folhas carnudas de babosa, passar no liquidificador com ½ copo de água, peneirar. Fazer fricções no couro cabeludo 1 vez ao dia.

Observação: as três recomendações podem ser feitas simultaneamente, nos horários recomendados.

• Para tratar a crosta láctea dos bebês, misture uma colher de sopa de flores de camomila a uma xícara de café de azeite de oliva e leve ao fogo, em banho-maria, por três horas. Coe num pano e esprema a massa de flores. Massageie gentilmente a cabeça da criança com o produto morno.

Créditos: Movimento Brasileiro de Ecovilas

sexta-feira, 25 de abril de 2014

Cinco alertas importantes para quem consome chá de folhas de oliva

1- Rastreabilidade
Exija rastreabilidade do produto - Algumas firmas de chá estão vendendo chá de folhas de oliva a granel, ou em potes sem procedência e que podem ser de qualquer lugar, e principalmente a inexistência de um controle fitossanitário efetivo. 

Existem também os que estão encapsulando até chá verde como folhas de oliva e o vendem bem baratinho, o problema é que isso é fraude! 

2 - Secagem
Dependendo da forma com que as folhas são secas, todas as propriedades se perdem.

3 – Agrotóxico
Orgânico é a única opção de segurança - As folhas de oliva são facilmente impregnadas com venenos de agrotóxicos e eles são utilizados maciçamente neste tipo de cultura aqui no Brasil ou Argentina, os venenos são depositados e ao longo do tempo trarão problemas no fígado, rins e neurológicos.

4 – Liberação dos princípios ativos
As folhas, mesmo com secagem dentro dos padrões de qualidade não liberam 5% dos seus 
princípios ativos, é preciso micronização de forma industrial. Essa transformação em pó e em varias granulométricas (medidas do pó) é o que vai garantir a liberação de todos os princípios ativos das folhas de oliva. Comprar folha a granel é ilusão, pois elas não funcionarão.

5 – Folhas de Oliva Verde
Não deve ser consumida é irritativa do sistema gástrico intestinal.

Os riscos da comercialização sem um conhecimento mais profundo das folhas de oliveira, estão induzindo o consumo sem cuidados, o que pode vir a ser prejudicial a sua saúde, antes dos benéficos maravilhosos que as folhas de oliveira podem proporcionar.

Créditos: Cosminho F. Pacetta – Pesquisador e Mestrando em Engenharia de Alimentos pela USP. Muitas outras informações estão publicadas em seu livro “Oliveira - A Árvore da Vida” (Editora Corpo e Mente, 2007). No trabalho publicado, Cosmo mostra que as folhas de oliveira micronizadas são ativos extremamente ricas em vários ativos, mas especialmente em Vitamina B6, Manganês, Zinco e vários outros minerais!

quarta-feira, 23 de abril de 2014

Refogar X Fritar: Qual a diferença?

A diferença está na quantidade de óleo utilizada, sendo maior nas frituras. Quando refogamos, adicionamos pequena quantidade de gordura, pois parte do cozimento será feita pela água que se solta do próprio alimento quando aquecido. 

É como se o alimento ficasse com calor e começasse a suar. O líquido que o alimento solta ajuda a cozinhá-lo, diminuindo a quantidade de gordura necessária e deixando a comida mais saudável.


Não tem como negar que a gordura usada para o preparo dos alimentos permite a obtenção de pratos deliciosos, porém é preciso tomar cuidado com a quantidade de gordura adicionada e com a frequência com que é consumida. Nunca se devem repetir comidas fritas em um mesmo cardápio ou em um mesmo dia. Ademais, o consumo excessivo de alimentos gordurosos colabora para o aparecimento da obesidade.

Se colocar um alimento para fritar e o óleo ainda não estiver quente o suficiente, a quantidade de gordura absorvida pelo alimento é maior. Assim, o alimento fica menos saudável, além de não ficar crocante por fora. Após a fritura os alimentos devem ser colocados sobre papel absorvente para que seja eliminado o excesso de gordura da cocção.

Qual a melhor gordura para utilizar?
As gorduras podem estragar-se com relativa facilidade. Quando elas são aquecidas excessivamente, como quando os óleos de frituras são reaproveitados várias vezes, são produzidas substâncias prejudiciais à saúde que irritam o intestino. 

O óleo de soja (milho, canola, girassol), é o mais indicado para frituras porque é mais resistente ao calor que a margarina e o azeite de oliva, por exemplo. Além disso, o azeite de oliva pode se transformar em uma gordura ruim quando o esquentamos devendo então ser consumido em temperatura ambiente. 

Lembre-se que qualquer tipo de gordura deve ser consumida com moderação. A manteiga, por ser rica em gordura saturada e em colesterol, deve ser consumida com mais cautela. A maioria das margarinas, por seu conteúdo elevado de gordura trans, que eleva o colesterol ruim e diminui o bom, também deve ter seu consumo bem controlado.

É muito importante estar atento ao uso de óleo quente na cozinha, pois ele é causa frequente de queimaduras. Para diminuir a chance de acontecer algum acidente com óleo quente lembre-se que:

  • O cabo das panelas nunca deve estar voltado para fora do fogão;
  • Nunca utilizar utensílios com cabo de metal, pois aquecem facilmente;
  • Sempre que possível tampar a panela de fritura para evitar os respingos na pele; 
  • Nunca colocar líquidos frios sobre o óleo quente, pois isso pode provocar um tipo de “explosão” pela diferença de temperatura e espirrar óleo quente.


Créditos: Escola Profuncionário - Cardápios saudáveis

terça-feira, 22 de abril de 2014

Natural, óleo de cártamo inibe formação de rugas e celulite

Extraído da semente de uma plantinha asiática parente do girassol, o óleo de cártamo, assim como vários outros de origem vegetal, pode ser uma boa pedida para quem deseja dar adeus às celulites e prevenir o envelhecimento da pele de uma só vez. 
Isso porque, apesar de os estudos relacionados à eficácia do ativo ainda serem recentes, especialistas afirmam que ele contém propriedades anti-inflamatórias capazes de diminuir a incidência dos furinhos, além de ação antioxidante.

Dessa forma, ao ser consumido diariamente, passa a agir na raiz dos dois problemas estéticos, melhorando a aparência em frente ao espelho de forma rápida e eficaz. “Essa substância tem como diferencial a vitamina E, um dos principais responsáveis por proteger as células do organismo contra os danos causados pelos radicais livres, assim como o ácido linoleico, que ajuda a diminuir a retenção de líquido e inibir a inflamação na célula de gordura que dá origem à celulite”, explica Júlio Nogueira, dermatologista do W Spa, do Rio de Janeiro.

Multifuncional, o extrato também é composto por agentes hidratantes que fornecem à
cútis um brilho saudável, melhora a sua elasticidade e reduz o aparecimento de rugas em médio e longo prazo. Além disso, pode atuar em peles normais, sensíveis e ressecadas porque não possui contraindicações.

Já disponível no mercado, o óleo de cártamo, no entanto, deve ser usado de forma moderada. A recomendação geral é de que se consuma de duas a três cápsulas por dia dos produtos, que precisam ser devidamente registrados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), ou uma colher (de sopa) de sua versão in natura, meia hora antes ou depois das principais refeições.


Outros benefícios
Por também apresentar um grande volume de ômega 6 e 9, o óleo de cártamo atua, inclusive, como catalisador da queima de gordura e diminui a produção de cortisol, um dos hormônios responsáveis pelo armazenamento dos famosos pneuzinhos na região abdominal, ajudando a “chapar” a barriga e afinar a cintura. Além disso, aumenta a produção de leptina, hormônio que causa a sensação de saciedade, reduzindo o apetite. 

Contra-indicação
Apesar de não existirem relatos de efeitos colaterais decorrentes do uso do óleo, recomenda-se evitar seu consumo entre gestantes, mulheres que estejam amamentando, crianças e diabéticos. A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) classifica o óleo de cártamo como suplemento alimentar, e não como um produto emagrecedor. Mas, mesmo assim, não deve ser consumido sem a orientação de um médico e nutricionista. (Bambamel Natural)

Créditos: Beleza.Terra

quinta-feira, 17 de abril de 2014

Sonhe! Não desista!


Um dia uma criança chegou diante de um pensador e perguntou-lhe: "Que tamanho tem o universo?" Acariciando a cabeça da criança, ele olhou para o infinito e respondeu: "O universo tem o tamanho do seu mundo". Perturbada, ela novamente indagou: "Que tamanho tem meu mundo?" O pensador respondeu: "Tem o tamanho dos seus sonhos".

Se seus sonhos são pequenos, sua visão será pequena, suas metas serão limitadas, seus alvos serão diminutos, sua estrada será estreita, sua capacidade de suportar as tormentas será frágil. 


Os sonhos regam a existência com sentido. Se seus sonhos são frágeis, sua comida não terá sabor, suas primaveras não terão flores, suas manhãs não terão orvalho, sua emoção não terá romances. A presença dos sonhos transforma os miseráveis em reis, faz dos idosos, jovens, e a ausência deles transforma milionários em mendigos faz dos jovens idosos. Os sonhos trazem saúde para a emoção, equipam o frágil para ser autor da sua história, fazem os tímidos terem golpes de ousadia e os derrotados serem construtores de oportunidades.

Sonhe!

Autor: Augusto Cury

terça-feira, 15 de abril de 2014

Ervas que protegem o fígado

O fígado tem papel importantíssimo na digestão, pois tudo o que comemos ou bebemos passa por ele. 

Portanto, o principal desafio é evitar sobrecarregá-lo – isso é essencial para a saúde geral e o bem-estar. 

Um fígado congestionado permite o acúmulo de toxinas que poderiam ter sido removidas do corpo, mas que voltam a circular no sangue, causando danos aos tecidos e aos sistemas corporais.

Sinais de fígado congestionado: dores de cabeça; perturbações digestivas; insônia; sensação de cansaço pela manhã; pele amarelada. Para dar um descanso ao fígado, deve-se cortar carne, gordura, alimentos refinados, açúcar branco, farináceos e álcool. Outra forma de desintoxicar o fígado é beber em jejum suco fresco de meio limão misturado com meio copo de água morna; ou suco de cenoura, aipo, salsa e maçã.

Algumas ervas usadas na proteção do fígado e da vesícula.
Silimarina (milk thistle) – É usada para problemas do fígado e da vesícula, inclusive hepatite e cirrose, uma vez que aumenta a secreção e o fluxo da bile, chegando até a curar o fígado de danos tóxicos. 

Seu nome em inglês significa “erva do leite”, pois promove a secreção do leite e pode ser usada por quem está amamentando. No Brasil, o Legalon tem em sua fórmula 70% ou 140% de silimarina; também se pode mandar manipular a erva em farmácias homeopáticas, na forma de tintura a 70%.

Semente de coentroPara limpeza do fígado, coloque um punhado de semente de coentro lavada em um litro de água fervente. Deixe amornar e tome durante o dia, por 30 dias. Faça isso pelo menos duas vezes por ano. Essa limpeza não é recomendada no período de gravidez e amamentação.

Dente-de-leão – Aumenta o fluxo da bile e ativa a transformação e o transporte dos nutrientes. Serve para tratar doenças do fígado, artrite e gota.
 Outras ervas que protegem o fígado: abutua, acariçoba, agrião, alcaçuz, alfazema, artemísia, bardana, beldroega, borragem, carqueja, erva-tostão, fedegoso, jurubeba, losna, mulungu, carqueja, pariparoba e picão.



Créditos: Livro – Cura pela Natureza – Solange Lutibergue

segunda-feira, 14 de abril de 2014

Você é leal?

Aprofundar esta palavra, buscando em seu conteúdo os elementos com que sua raiz se nutre, é penetrar no profundo sentido e alcance da lei que rege a vida e a força dela.

As palavras são como as pedras preciosas: nas mãos das crianças, são simplesmente pedras vistosas, ou apenas pedras; nas mãos dos mais velhos, têm elas um valor, são apreciadas, e até se anela possuí-las pelo que brilham e pelo que valem; nas mãos dos especialistas, adquirem valor ainda maior: eles as examinam e sabem de imediato quantos quilates têm e seu grau de pureza.

Como as pedras preciosas, as palavras possuem também seus quilates e seu grau de pureza. Na palavra lealdade, os quilates podem ser calculados proporcionalmente à confiança que consegue inspirar quando encarna no homem que faz dela um culto; sua pureza se mostra na bondade das intenções daquele em cuja vida ela se manifesta sem ser desvirtuada.

Tudo quanto se pode apreciar no homem em seu grau mais legítimo está encerrado nesta palavra. Pode-se dizer que ela é, em síntese, a expressão de todo o verdadeiro e sadio que existe na natureza moral e psicológica.
Sem lealdade não é possível conceber a amizade entre as pessoas, nem tampouco tornar viável uma convivência de caráter permanente e sincero.

Os sentimentos humanos existem como manifestação do sensível e puro que se aninha no íntimo de cada um. Ser leal aos próprios sentimentos é ser fiel à própria consciência. Quando se desvirtua o caráter daqueles, esta se desnaturaliza. Diríamos mais: se é certo que pode morrer algo daquilo que forma o conjunto das condições humanas, a lealdade deveria ser a última a desaparecer como qualidade que pertence ao ser.

A lealdade se caracteriza pela consciência do dever. É profissão de fé consciente que o ser faz ao sentimento que, nascido de uma amizade ou de um afeto sincero e puro, converte-se em parte de si mesmo. E, sendo assim, não poderia esse sentimento ser menosprezado sem ferir profundamente a própria vida.

As grandes almas sempre compreenderam isso; por tal motivo, foram leais a seus princípios, a suas convicções e a seus profundos afetos.
Onde a lealdade existe, reina a harmonia, a união e a ordem; o contrário de tudo isso sucede ali onde ela deixa de se manifestar.


Autor: Carlos Bernardo González Pecotche (Raumsol)
Trechos extraídos de artigo da Coletânea da Revista Logosofia Tomo 2 p.189

sexta-feira, 11 de abril de 2014

Bolo de chia, aveia e nozes

Foto ilustrativa
Essa receita além de deliciosa tem um ingrediente poderoso, rico em ômega 3, proteínas, fibras, que traz inúmeros benefícios para o nosso organismo.

Massa – Ingredientes:
1 ¼ xícara de água fervendo.
1 xícara aveia flocos médio.
2 colheres (de sopa) de Chia.
60g de margarina culinária.
1 xícara de açúcar branco.
1 xícara de açúcar mascavo.
2 ovos.
1 xícara de farinha de trigo.
½ xícara de farinha integral.
1 pitada de sal.
1 colher (de sopa) de fermento em pó.
1 colher (de chá) de baunilha.
½ xícara de nozes ou castanhas moídas.

Modo de preparo:
Despeje a água fervendo sobre a aveia e a Chia. Acrescente a margarina, misture e deixe descansar 20 minutos. Adicione o açúcar branco, o mascavo e os ovos. Junte a farinha de trigo, o sal, o fermento, a baunilha e, por último, as nozes. Misture bem, despeje em uma forma untada e leve ao forno por 45 minutos.

Cobertura – Ingredientes:
1 xícara de açúcar mascavo.
4 colheres (de sopa) de margarina.
1 xícara de coco ralado.
½ xícara de nozes ou castanhas moídas.
½ xícara de creme de leite.

Modo de preparo:
Misture bem e passe por cima do bolo, depois de assado, e leve ao forno por mais cinco minutos. Você pode acrescentar uma pitada de canela se desejar.



Créditos: Relva Verde 

quarta-feira, 9 de abril de 2014

Máscaras naturais de beleza

Verdadeiras poções de vitaminas e minerais, essas máscaras devem fazer parte de seu ritual de beleza pelo menos uma vez por semana. O resultado do investimento é uma pele linda, macia e sedosa para qualquer idade.



Máscara de morango
Ilumina todos os tipos de pele. A fruta é rica em vitamina C e ácido salicílico que elimina as células mortas.
Ingredientes:
6 morangos maduros
1 clara de ovo
Preparo: misture a clara e os morangos já triturados. Aplique no rosto. Enxague após 20 minutos.

Máscara de ameixa
Equilibra qualquer tipo de pele, possui fósforo, vitaminas B e C e potássio.
Ingredientes:
6 ameixas maduras
½ colher de sopa de vinagre branco
½ xícara de chá de água mineral
2 colheres de sopa de maisena
Preparo: triture as ameixas sem caroço. Junte o vinagre, a água e a maisena. Passe no rosto e deixe agir por 10 a 15 minutos. Retire com água fria.

Máscara de abacate com banana
Hidrata a pele seca. O abacate contém vitaminas A e E, enquanto a banana possui potássio e vitamina A.
Ingredientes:
½ abacate pequeno maduro
½ banana madura amassada
Preparo: misture as frutas até formar um purê homogêneo. Espalhe a pasta no rosto e retire com água fria, depois de quinze minutos.

Observação: limpe o rosto, coloque cinco gotas de óleo de calêndula nas mãos, friccione-as e, em seguida, pressione as palmas em toda a extensão do rosto em leves toques. Aplique a máscara de abacate com um pincel.

Máscara de leite em pó com mel
Aumenta a firmeza em todos os tipos de pele. O leite combina cobre, fósforo, manganês, magnésio, vitaminas A, B e C.
Ingredientes:
1 clara de ovo
½ colher de sopa de mel
½ colher de sopa de leite em pó
Preparo: bata os ingredientes, aplique no rosto e deixe agir por 20 minutos. Enxague com água fria.

Créditos: Faetec - Fundação de Apoio À Escola Técnica  – Rio de Janeiro – Apostila de imagem pessoal

segunda-feira, 7 de abril de 2014

Vale a pena incluir o pepino em sua dieta

O pepino é o quarto vegetal mais cultivado no mundo e é conhecido por ser um dos melhores alimentos para a saúde do seu corpo. 

Suas propriedades podem, definitivamente, tratar e prevenir diversos problemas que ocorrem no dia a dia.


Fonte de vitaminas do complexo B que são as maiores responsáveis pela manutenção da saúde emocional e mental do ser humano, além de ajudar a manter a saúde dos nervos, pele, olhos, cabelos, fígado e boca.
Hidrata o corpo e repõe vitaminas diárias: pepinos contém cerca de 95% de água, isto colabora para hidratar e eliminar as toxinas presentes no corpo.

Luta contra o câncer: o pepino é conhecido por conter lignanas. Esta substância fenólica tem um histórico de pesquisas que a relaciona com a redução do risco de vários tipos de câncer, incluindo câncer de mama, ovário, útero e próstata.

Alivia o mau hálito: pegue uma fatia de pepino e pressione-a contra o céu da boca com a língua por 30 segundos. Isto vai matar as bactérias responsáveis por causar o mau hálito.

Cura da ressaca: para evitar uma ressaca ou dor de cabeça pela manhã, coma algumas fatias de pepino pouco antes de ir para a cama. Pepinos contém bastante açúcar, vitaminas A, B e eletrólitos que repõe muitos nutrientes essenciais perdidos com a bebedeira.

Auxilia na perda de peso: devido ao seu baixo teor calórico e grande quantidade de água, o pepino é uma dieta ideal para as pessoas que estão em busca do corpo perfeito.
Eficaz no processo de digestão: o alto teor de água e fibra dietética presente no pepino ajuda na digestão dos alimentos. O consumo diário de pepino pode ser considerado como um remédio para a prisão de ventre.

Diabetes: o suco do pepino contém um hormônio que é utilizado pelas células do pâncreas para produzir insulina. Portanto, o pepino também pode ser benéfico para pacientes com diabetes.

Reduz o colesterol: pesquisadores descobriram que um composto chamado esteróis que está presente nos pepinos, pode ajudar a reduzir os níveis de colesterol.

Promove a saúde das articulações e alivia a dor da artrite: pepino é uma excelente fonte de sílica, que é conhecido por ajudar a promover a saúde das articulações, fortalecendo os tecidos conjuntivos. Quando misturado com suco de cenoura, eles podem aliviar a dor da artrite, diminuindo os níveis de ácido úrico.

Créditos: Libero

sexta-feira, 4 de abril de 2014

Onde buscamos a nossa alegria?

Todos, de alguma forma, estão em busca da alegria. Pelo menos foi essa a conclusão do psiquiatra Cloninger, pesquisador da Universidade de Oxford, em seu livro  – “Sentir-se bem: a ciência do bem-estar”. 

Após pesquisa com mais de uma centena de pacientes, sua conclusão foi a de que todos estão em busca da alegria e a compreendem basicamente como uma sensação de bem-estar. 

Segundo ele, é nessa busca que muitas pessoas se machucam, pois se por um lado todos buscam a alegria, a maioria não sabe onde encontrá-la e muitos nem conseguem sequer defini-la. 

Essa constatação também tem sido alvo de estudos, em particular do pesquisador E. Diener, que escreveu a obra: “Very happy people” (Pessoas muito felizes) com base em pesquisa realizada com estudantes universitários que, questionados sobre a definição e a fonte da alegria, simplesmente não souberam responder.

Desde a época do filósofo grego Epicuro, a alegria tem sido compreendida como a manifestação e a vivência do prazer. Foi ele próprio quem disse que “o prazer é o principio e o fim do viver feliz” (Marleine Cohen em a História da Felicidade). Mas será isso mesmo?

Na pratica, será o prazer a palavra final em termos de alegria? Fazendo uma análise bem prática e totalmente empírica, podemos dizer que nem sempre o prazer gera alegria. Pelo contrário. Muitas pessoas, em busca do prazer, encontraram destruição e tristeza. 

Quantas histórias você já conhece de pessoas que saíram em busca do prazer e destruíram a si mesmas, suas famílias e até a sociedade? É preciso rediscutir a fonte da alegria.

O salmista, em um momento de reflexão declarou que Deus encheu seu coração de alegria. “Encheste o meu coração de alegria, alegria maior do a daqueles que têm fartura de trigo e de vinho”. Salmo 4.7

Não apenas nesse texto na Bíblia, mas em outros 358 versos. Há mais de 2000 frases que relacionam a alegria a Deus. O Criador do ser humano, que concebeu as emoções e sensações próprias da humanidade, deixou claro em Sua Palavra, que a alegria está relacionada a Ele. É uma busca, uma experiência espiritual! Ninguém, longe de Deus, conseguirá ser feliz. 

A concepção da alegria está em um relacionamento com Deus na perspectiva de que somente Nele o homem encontrará a verdadeira felicidade.
Ainda que o ser humano busque alegria e pague caro por ela, não será no prazer - em qualquer forma – que a encontrará. 

O prazer por si mesmo nem pode significar alegria. A verdadeira alegria é mais do que prazer. É mais do que uma sensação passageira de bem-estar ou realização. Alegria é uma experiência em que Deus preenche nosso coração com Sua poderosa presença, e isso gera em nós algo muito mais forte e completo do que qualquer pessoa ou coisa poderá dar.

Créditos: Guilherme de Amorim Ávilla Gimenez

quarta-feira, 2 de abril de 2014

Tratamento natural que previne e diminui a celulite

Inicialmente a má impermeabilidade das veias menores pode permitir o escape da água do sangue, que acaba por se infiltrar nos tecidos, formando edemas. Em seguida, por causa do desequilíbrio do metabolismo local, as fibras do tecido conjuntivo começam a reter água, sal e gordura, etapa em que se forma a celulite, tornando-se dolorosa. Aparece principalmente na parte externa das coxas, nádegas, joelhos, braços e ventre.

Origina-se de desequilíbrios hormonais, hipófise, problemas nervosos,
alimentação em excesso, ingestão de refrigerantes e doces, além de uso de roupas muito justas, prejudicando a circulação.

Uma das boas receitas para ajudar a diminuir a celulite é fazer óleo de hera e aplicá-lo na forma de massagem.

Como fazer o óleo: coloque num vidro vazio (como os de palmito), 400g de folhas maceradas de hera. Complete com óleo de amêndoas. Coloque em banho-maria por duas horas. Aplicar massageando as áreas, três vezes por semana, sempre no sentido de baixo para cima (princípio da drenagem linfática).

Chá para celulite
10g de cavalinha
10g de hera
10g de dente-de-leão
1 copo de água
Modo de preparo: fazer o chá da hera, cavalinha e do dente-de-leão, por
infusão.
Dose recomendada: três vezes ao dia, após as refeições.
Propriedades terapêuticas
Hera: tem propriedades adstringentes e diminui inflamações.
Dente-de-leão: depurativo do sangue, tem efeito laxante e depurativo, fazendo desta planta, uma arma no combate à celulite.
Cavalinha: contém esteróides, é diurética potente, fortalece os ossos e os tecidos, combate a celulite.

Não esqueça de praticar exercícios físicos, ter uma alimentação saudável e consultar sempre um especialista.


Créditos: Professor Lobo Franco

Postagens Relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...