segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Ação medicinal do alecrim

É a planta da alegria. Faz bem ao coração, estimulando todo o organismo.Também é símbolo de constância e confiança. O sábio povo da Grécia antiga costumava usar um raminho de alecrim atrás da orelha para melhorar a memória. 

Sua origem está nas antigas praias do Mediterrâneo que exalavam seu aroma, pois o alecrim nascia de forma espontânea em toda a orla marítima.Tanto que os romanos o batizaram de rosa do mar (ros marinus). 
No Brasil, o alecrim ou rosmarinho chegou pelas mãos dos viajantes portugueses no século 17.

O alecrim pode estar presente em quase todos os pratos da culinária ou na forma de chás para banhos, compressas ou simplesmente para tomar. Tonifica o coração e o estômago, combate gases, problemas renais, dores de cabeça, males do fígado e dos intestinos. É bom para tosse, asma, coqueluche, gripe, febres e contusões. Em banhos, alivia o reumatismo e rejuvenesce. Seu poder de cura também se estende aos quadros de depressão. Dizem que tomar 2 a 4 xícaras de chá de alecrim todos os dias, tira a exaustão mental e levanta o ânimo.

Banho de alecrim – ferver três xícaras de folhas em um litro de água por 5 minutos.Tampar, deixar descansar por mais três minutos e misturar na água da banheira. Em lugar das folhas, pode-se utilizar sete gotinhas de óleo essencial.
Contra dores reumáticas – misturar uma colher de café de óleo essencial em uma xícara de chá de azeite de oliva. Massagear a região dolorida.
Para melhorar a digestão – uma colher de chá de folhas em uma xícara de água mineral ou filtrada. Coloque ao fogo e quando for levantar fervura, apague e abafe a panela por três minutos. Coe e tome uma xícara a cada refeição.

Patê de abacate
Bata no liquidificador um abacate com um pouco de água e shoyu. Adicione limão, pimentão picado e alecrim. Passe com todo prazer em torradas, pãezinhos ou sirva com saladas de verduras diversas e picadas.


Créditos: Cynthia de Oliveira Frank- Revista vegetarianos

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

Pense nisso

O ditado “é melhor ser feliz do que ter razão” expressa um objetivo bem difícil de ser alcançado. Temos uma enorme necessidade de afirmar nosso valor, a nossa sabedoria. Somos inseguros, nos vemos pelos olhos dos outros e nos alimentamos do reconhecimento alheio. Abrir mão da necessidade de estar certo exige uma humildade que é quase utópica. 

Gilda Telles

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

Suco de folhas – farmácia verde


As folhas além de fornecerem os princípios ativos de cada planta, ainda são ricas em clorofila que tem ação antioxidante. 

Suco de folha-da-fortuna (Kalanchoe):  cinco folhas grandes batidas com 700 ml de água adoçado com mel. Este suco tem ação bactericida.
Suco de hortelã (Menta):  15 folhas para um litro de água. Combate vermes e doenças do sistema respiratório.
Suco de capim limão (Cymbopogon): picar 10 folhas da planta e bater com um litro de água. É utilizado para baixar a pressão.
Suco de guaco (Mikania): para 1 litro de água bater 8 folhas da planta, adoçar com mel. É recomendado para problemas do sistema respiratório e males do estômago.

Suco de folha e flor de laranjeira (Citrus): bater no liquidificador 10 folhas de laranjeira e 5 flores em 1 litro de água e adicionar mel. Este suco atua como calmante e ajuda o sistema respiratório.
Suco de folha de limão (Citrus):  10 folhas para 1 litro de água e adicionar mel a gosto. Rico em vitamina C e é eficaz para problemas respiratórios.
Suco de folhas de manga (Mangifera): bater 5 folhas sem a nervura central ou a folha picada para 700ml de água e adoçar a gosto. Combate vermes e ajuda o sistema respiratório.

Créditos: Engenheiro Agrônomo Marcelo Rigotti – Farmácia verde – A cura pelas plantas

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

Loucas por batom

Há cem anos, o primeiro batom em bastão, como é vendido até hoje, foi criado nos Estados Unidos. Desde então, a loucura das mulheres por ele só aumentou. 

A seguir, curiosidades, história e dicas sobre esse produto, que a cada estação chega em novos formatos e cores.

O primeiro batom inovador que surgiu foi o batom egípcio. Ele era composto por besouros carmins triturados (entre 2000 a.C e 100 d.C).

Os batons são anteriores à mesopotâmia, já usados como produto para colorir os lábios. No inicio, havia poucas cores, e a predominante era a vermelha.

Entre os séculos 18 e 19, ocorreu uma grande popularização do batom e começou a sua comercialização. Em 1880,os batons ainda eram aplicados com pincel.

Batom significa literalmente bastão, e esse formato foi comercializado a partir de 1915. Quem teve a idéia de colocar o batom em um cilindro de metal foi Maurice Levy, que na época trabalhava para uma empresa metalúrgica americana.

Dicas de como escolher a cor do batom para cada tipo de pele
Loiras: podem se alegrar, pois todos os tons de batom rosa, pink ou nude e com acabamento matte, combinam com o seu tipo de pele que é branca. Vale usar um gloss mais forte por cima. À noite, uma boa opção é o rosa chiclete ou aposte no vermelho.

Morenas: devem optar por tonalidades de rosa mais opaco, sem brilho e mais pastoso. Para dar mais cor e vida à pele, o pink chiclete também é ótimo. Outra tonalidade de batom que fica super charmoso, são os tons de laranja e acobreados, dourados e marrons.

Pele negra: a cor da moda é o rosa queimado,tonalidades sempre bem próximas para cor natural da boca, é o tom mais fácil de combinar, pode ser usado fazendo o contorno marrom claro, meio capuccino, que disfarça e aumenta ou diminui a boca. Outras tonalidades que combinam e favorecem a pele negra são os tons de uva e violeta , rosa bebê , vinho e lilás.

Créditos: Revista daHora – Apostila de maquiagem

terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

Os alimentos e suas funções

A seguir, você tem algumas informações sobre a função e composição nutricional dos alimentos, para que fique mais fácil escolher e preparar uma alimentação equilibrada, saudável e saborosa.

Abóbora
Componentes nutritivos: é rica em vitamina A. Também possui carboidratos, vitaminas do complexo B, vitamina C, ferro, cálcio, fósforo e fibras.
Funções:
Indispensável à visão.
Conserva a saúde da pele.
Auxilia o crescimento.
Participa da formação de ossos e dentes.
Pode ser consumida de diferentes formas, como saladas, cozidos, refogados, sopas, purê, pães, bolos e doces. As sementes podem ser torradas e consumidas como aperitivo.

Abobrinha
Componentes nutritivos: contém cálcio, fósforo, ferro, fibras e pequena quantidade de vitaminas A e do complexo B.
Funções:
Ajuda na formação dos ossos e dentes.
Evita a fadiga mental.
Favorece a visão e a pele.
Auxilia no bom funcionamento do intestino. Evite descascar a abobrinha. Ela pode ser preparada com a casca.


Agrião
Componentes nutritivos: é rico em vitamina C, além de conter vitaminas A e do complexo B, iodo, cálcio, fósforo, ferro, sódio e fibras.
Funções:
Importante para a visão e para manter a saúde da pele.
Ajuda na formação dos dentes e ossos.
Auxilia no processo de digestão dos alimentos.
Contribui para a produção dos glóbulos vermelhos do sangue. Pode ser usado cru em saladas, sozinho ou misturado com outras hortaliças, e em sucos com diversas frutas. Os talos podem ser usados em sopas, misturados ao arroz, como recheio de suflês e bolinhos.

Alface
Componentes nutritivos: possui boa quantidade de vitaminas A, C e do complexo B, além de cálcio, ferro, fósforo e fibras.
Funções:
Favorece o funcionamento normal do intestino.
Auxilia a boa visão. 
Combate o estresse e a insônia.
Atua na formação de ossos e dentes. Os tipos mais comuns de alface são: crespa, roxa, lisa e americana.

Alho
Componentes nutritivos: possui vitaminas C e do complexo B, cálcio, fósforo, ferro, sódio, iodo e potássio.
Funções:
Atua no sistema nervoso.
Ativa a circulação do sangue.
Aumenta a resistência imunológica do organismo.
Ajuda a controlar a pressão sanguínea e os níveis de colesterol.
É um ótimo tempero. Uma dica saudável é usar mais alho e menos sal nas preparações. Se armazenado com casca, em local fresco e arejado, conserva se por mais tempo. Se estiver descascado, o ideal é guardar na geladeira, embrulhado em saco plástico transparente. Durante o preparo, evitar torrar, queimar ou dourar demais para não perder as propriedades nutritivas.

Almeirão
Componentes nutritivos: possui vitaminas A, do complexo B, cálcio, fósforo, ferro, fibras e menor quantidade de potássio e vitamina C.
Funções:
Atua na formação dos ossos, dentes e sangue.
Alivia o cansaço.
Bom para a visão, pele e mucosas.
Essencial ao crescimento.
O almeirão possui poucas calorias, da mesma forma que todos os folhosos. É uma hortaliça consumida no preparo de saladas e pratos quentes, podendo substituir a couve, o espinafre e a chicória.

Dica: como comprar frutas e hortaliças
Escolher frutas e legumes frescos, firmes, reagindo a uma leve pressão dos dedos (sem apertar), de boa aparência, sem sinais de danificação por insetos, nas cores características, conforme o grau de maturação. Escolher as verduras de folhas limpas, viçosas, de cores brilhantes, sem marcas de pragas, com talos firmes.

Batata-Doce
Componentes nutritivos: é rica em carboidratos. Possui também vitaminas A, C e do complexo B, cálcio, fósforo e ferro.
Funções:
Boa fonte de energia para o organismo.
Ajuda no crescimento, na boa visão e conserva a saúde da pele.
É encontrada em diversas variedades, nas cores externas branca, amarela e roxa. Ao prepará-la, basta cozinhar com a casca em água fervente e com a panela tampada, para diminuir a perda de nutrientes.




Batata-Inglesa
Componentes nutritivos: é rica em carboidratos.
Também possui vitaminas do complexo B sódio, potássio, cálcio, fósforo e ferro.
Funções:
Boa fonte de energia para o organismo.
Ajuda na formação dos ossos e dentes.
Contribui para regular o sistema nervoso. É bom evitar comprar batatas com brotos ou com manchas esverdeadas, pois têm menor qualidade nutritiva.

Berinjela
Componentes nutritivos: possui vitaminas do complexo B, cálcio, fósforo, sódio e ferro. 
Funções:
Seu consumo é recomendado para pessoas com problemas de artrite, gota, reumatismo e inflamações da pele.
Sabedoria popular: seu suco é diurético e recomendado nos casos de inflamações dos rins, bexiga, uretra e controle de colesterol. As pessoas têm o hábito de mergulhar a berinjela em água e sal antes do preparo, mas esse procedimento anula o seu sabor e grande parte de suas propriedades nutritivas.

Beterraba
Componentes nutritivos: possui carboidratos, vitaminas C e do complexo B, cálcio, fósforo e pequena quantidade de ferro.
Funções:
Auxilia na prevenção da anemia, principalmente quando preparada em forma de suco, com laranja e limão.
O suco da beterraba é tônico, refrescante e diurético, com ligeiro efeito laxante.
Pode ser consumida de diversas maneiras: em saladas, cruas ou cozidas, em sopas, no feijão ou mesmo batida no liquidificador com laranja ou com leite.
Dica: As folhas e talos da beterraba são ricos em nutrientes e podem enriquecer os cardápios.

Brócolis
Componentes nutritivos: possui boa quantidade de ferro, fósforo, cálcio, vitaminas A, C e do complexo B.
Funções:
Auxilia a boa visão.
Atua na formação dos dentes e ossos.
Atua na prevenção da anemia.
Seu consumo frequente está associado à redução do risco de câncer. Deve ser comprado bem verdinho. Utilizam-se as folhas, as flores e os talos.

Dica: os vegetais como brócolis, repolho, couve, couve-flor e couve de Bruxelas devem ser cozidos no vapor ou refogados em panela destampada e com pouca água a fim de evitar cheiro e sabor forte e desagradável. Também é adequado cozinhar por pouco tempo para manter a cor.

Imagem: Dom Mercatto
Cará
Componentes nutritivos: é rico em carboidratos. Possui também vitaminas do complexo B, cálcio, fósforo, ferro e potássio.
Funções:
Tem grande poder energético (é essencial na alimentação daqueles que gastam muita energia).
Estimula o apetite, o crescimento e auxilia o processo de digestão.
Contribui para regular o sistema nervoso.
Combate o estresse.
Costuma ser confundido com o inhame, mas são duas raízes que pertencem a plantas de variedades diferentes.

Cebola
Componentes nutritivos: possui fósforo, ferro, cálcio, vitaminas C e do complexo B.
Funções:
Fortalece os ossos e dentes.
Contribui para regular o sistema nervoso.
É a base de todos os temperos, combina e oferece um sabor especial a quase todos os tipos de pratos. Atenção: Para quem tem problemas de formação de gases, a cebola crua não é recomendada.

Cenoura
Componentes nutritivos: é uma grande fonte de vitamina A. Também possui fósforo, cálcio, potássio, sódio, vitaminas C e do complexo B.
Funções:
Contribui para o bom funcionamento da visão, da pele, das mucosas e dos cabelos.
Ajuda na formação dos dentes e ossos.
Ajuda a regular o sistema nervoso.
Auxilia no processo de digestão dos alimentos.
Combina com vários alimentos e pode ser preparada com casca na forma de sopas, saladas (cruas ou cozidas), cremes e sufl ês.
Dica: As folhas da cenoura são ricas em vitamina A e podem ser preparadas em sopas ou refogados.

Chuchu
Componentes nutritivos: possui vitaminas do complexo B, vitamina C, sódio, potássio, cálcio, fósforo e ferro.
Funções:
Contribui para a saúde da pele.
Ajuda na formação dos ossos, dentes e sangue.
Estimula o apetite.
Pode ser preparado de várias formas: refogado, em sufl ês, omeletes, saladas e sopas. O chuchu pode ser preparado com casca (especialmente aqueles mais novos).

Couve
Componentes nutritivos: é um vegetal muito rico em ferro, cálcio, fósforo e fibras, além de conter boa quantidade de vitaminas A, C e do complexo B.
Funções:
Ajuda a prevenir e combater a anemia.
Ajuda na formação dos ossos e dentes.
Recomendada nos casos de prisão de ventre.
Dica: os talos da salsinha, por exemplo, possuem praticamente a mesma quantidade de vitamina C da laranja.

Couve-Flor
Componentes nutritivos: possui vitaminas A, C e do complexo B, cálcio, sódio, fósforo e ferro. 
Funções:
Colabora na formação de dentes e ossos.
Suas folhas verdes são muito eficazes no combate à anemia.

Espinafre
Componentes nutritivos: possui ferro, fósforo, magnésio, vitaminas A, C e do complexo B. 
Funções:
Combate o escorbuto (problema na gengiva).
Importante na regulação do sistema nervoso.
Estudos mostram que o ácido oxálico presente no espinafre pode interferir na absorção do cálcio presente no leite e seus derivados, por isso, o consumo cru deve ser moderado.

Imagem: Fitnesse Magazine
Inhame
Componentes nutritivos: rico em carboidratos; possui também cálcio, fósforo, sódio, ferro e vitaminas do complexo B.
Funções:
Contribui para a formação dos ossos, dentes e sangue.
Auxilia o crescimento e o desenvolvimento.
Bom para pele.
Facilita o processo de digestão dos alimentos.
Da mesma forma que o cará, o inhame é um alimento altamente energético. Pode ser preparado como a batata, podendo substituí-la em grande parte das receitas.

Mandioca
Componentes nutritivos: é muito rica em carboidratos. Possui também vitaminas do complexo B, cálcio, fósforo e ferro. A mandioca amarela tem ainda vitamina A.
Funções: é um alimento altamente energético.
Promove o crescimento saudável.
Conserva a saúde da pele.
Da mandioca se faz vários produtos (farinhas, polvilho, etc.). Conforme o tipo, a cor da polpa da mandioca deve apresentar cor branca ou amarelada uniforme, e a casca deve soltar com facilidade. Não comprar as que tiverem a polpa arroxeada ou com riscas pretas. Para conservar a mandioca por mais tempo, é bom descascar e guardar em vasilha destampada com água na geladeira.

Mandioquinha (ou batata baroa)
Componentes nutritivos: é rica em carboidratos. Também possui cálcio, sódio, potássio, fósforo e vitaminas A, C e do complexo B.
Funções:
Altamente energética.
Importante na formação dos ossos e dentes.
Auxilia no processo de digestão dos alimentos.
Evita problemas de pele e do sistema nervoso.
A mandioquinha é ideal para acompanhar todos os tipos de carne. Ou pode se transformar em um delicioso purê.

Quiabo
Componentes nutritivos: possui vitaminas A, C e do complexo B, cálcio, fósforo e pequena quantidade de ferro.
Funções:
Bom para a pele, mucosas e visão.
Ajuda no processo de crescimento.
Atua na formação dos ossos, dentes e sangue.
Não quebrar a pontinha do quiabo para testar sua qualidade, isso só aumenta o desperdício de alimentos.

Repolho
Componentes nutritivos: possui vitaminas C e do complexo B, ferro, cálcio, sódio, fósforo, potássio e fibras.
Funções: 
Pode ser utilizado no tratamento das anemias.
Ajuda na constituição dos ossos e dentes.
Recomendado contra as infecções e hemorragias.
Ajuda no funcionamento do intestino.
Pode ser usado em saladas, sopas, ensopados, suflês e refogados, além de outras opções, como o “charuto” da culinária árabe.

Imagem: Horticeres Sementes

Rúcula
Componentes nutritivos: possui vitaminas A e C, cálcio e ferro.
Funções:
Importante para a saúde da pele e da visão.
Fortalece o cabelo.
Auxilia no desenvolvimento de ossos e dentes. Possui sabor picante, embora seja mais forte e mais amargo. Pode ser preparada crua, em saladas, ou refogada. É também uma ótima opção de recheio para pizza.

Taioba
Componentes nutritivos: possui vitaminas C e do complexo B, potássio, ferro, fósforo, cálcio e fibras.
Funções:
Boa para a pele, cabelos e unhas.
Previne cãimbras.
Ajuda a fortalecer ossos e dentes.
Importante para o bom funcionamento do intestino. Os talos da taioba podem ser utilizados no preparo do arroz, farofas, sopas e refogados. Antes de picar, basta retirar a película dos talos com o auxílio de uma faca.

Tempero Verde (Salsa e Cebolinha)
Componentes nutritivos: ricos em vitaminas A, C e do complexo B, cálcio e fósforo. Possui também pequena quantidade de ferro.
Funções:
Excelente na formação de ossos e dentes.
Estimula o apetite.
Mantém a saúde da pele e promove o crescimento.
Os temperos verdes, ou simplesmente cheiro verde, combinam salsa e cebolinha na proporção ideal para deixar as receitas deliciosas. Eles também devem ser usados nas refeições para substituir parte do sal.
Dica: os talos da salsa são ricos em vitamina C e podem ser preparados em sopas, sucos, farofas, patês e em outras receitas.

Tomate
Componentes nutritivos: possui vitaminas A, C e do complexo B, fósforo, ferro, sódio, potássio, magnésio e cálcio.
Funções:
Auxilia a boa visão.
Dá resistência aos vasos sanguíneos.
Evita a fragilidade dos ossos. Combinam com várias receitas: saladas, refogados, molhos, sopas, picles e sucos. Os maduros possuem até quatro vezes mais vitamina A do que os verdes.

Vagem
Componentes nutritivos: possui ferro, sódio, fósforo, cálcio, fibras, vitaminas A, C e do complexo B.
Funções:
Colabora na formação dos ossos e dentes.
Ajuda nos casos de anemia.
Estimula as funções do intestino. Entre as vagens mais comuns estão a vagem-de-corda e a vagem-de-metro. Elas também são conhecidas como feijões-verdes.

Os temperos na culinária
Têm um caráter muito pessoal. Os aromáticos, como cebolinha, salsa, coentro, hortelã, manjericão, tomilho, orégano e louro, podem ser usados sozinhos ou combinados entre si. As especiarias são as partes secas de plantas aromáticas. As mais comuns são: açafrão, cominho, cravo, gengibre, gergelim, canela, noz-moscada e pimenta do reino. Tem ainda os condimentos usados para acentuar o sabor dos alimentos, como alho, cebola e vinagres.


Créditos: Dicionário dos Alimentos – Prefeitura Belo Horizonte - PHB - Segurança Alimentar e Nutricional

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

As 4 leis da espiritualidade ensinadas na Índia

“A pessoa que vem é a pessoa certa“.
Ninguém entra em nossas vidas por acaso. Todas as pessoas ao nosso redor, interagindo com a gente, têm algo para nos fazer aprender e avançar em cada situação.

“Aconteceu a única coisa que poderia ter acontecido“. Nada, absolutamente nada do que acontece em nossas vidas poderia ter sido de outra forma. Mesmo o menor detalhe. Não há nenhum “se eu tivesse feito tal coisa…” ou “aconteceu que um outro…”. Não. O que aconteceu foi tudo o que poderia ter acontecido, e foi para aprendermos a lição e seguirmos em frente. Todas e cada uma das situações que acontecem em nossas vidas são perfeitas.

“Toda vez que você iniciar é o momento certo“. Tudo começa na hora certa, nem antes nem depois. Quando estamos prontos para iniciar algo novo em nossas vidas, é que as coisas acontecem.
 “Quando algo termina, termina“. Simples assim. Se algo acabou em nossas vidas é para a nossa evolução. Por isso, é melhor sair, ir em frente e se enriquecer com a experiência. Não é por acaso que estamos lendo este texto agora. Se ele vem à nossa vida hoje, é porque estamos preparados para entender que nenhum floco de neve cai no lugar errado.
Créditos: Nowmaste

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Escalda pés – energia renovada

Por Sylvia de Seganttini
Os pés, responsáveis por nosso caminhar, nem sempre recebem a atenção necessária e acabam sendo esquecidos. Aliás, se observarmos bem, há dias que nem prestamos atenção a partir dos joelhos para baixo. Isso ocorre por que há uma tendência natural em mantermos o excesso de energia yang concentrada na cabeça. 

E, segundo a medicina tradicional chinesa baseada na polaridade yin e yang, o escalda-pés auxilia a distribuir essa energia yang (na cabeça) para a extremidade fria os pés (energia yin). Esse equilíbrio energético funciona muito bem quando se está literalmente de cabeça quente!

O escalda-pés é tratamento muito antigo, utilizado pelas nossas avós. Seu principal objetivo era aquecer os pés e tirar a friagem após uma caminhada pela neve, exposição na chuva, nas gripes e dores articulares. É importante não levar a expressão "escalda-pés" ao pé da letra! Na planta dos pés existem pontos que podem ser afetados e o uso de água quente ou fria em demasia não é recomendável.
Sempre que possível se entregue às delícias de receber os cuidados de um profissional especializado na região dos pés, pois de quebra, você ainda pode relaxar numa confortável cadeira reclinável, tomar um chá e finalizar com uma massagem como a reflexologia!
Anote minha receita infalível para depois de um dia exaustivo, pés doloridos e pernas pesadas.

Escalda pés relaxante
Temperatura adequada:  37ºC (verão) a  38ºC (inverno). 
Importante: verifique a temperatura da água com o auxílio de um termômetro, evitando queimaduras e respeite a sensibilidade da sua pele.
Use uma bacia funda ou balde largo para que seus pés fiquem confortáveis. Coloque no fundo da bacia pedras roladas de quartzos verdes e uma turmalina negra.

Material:
2 colheres de sopa de sal amargo. 
1 colher de sal grosso 
5 saches de chá de camomila 
3 rodelas de limão 
10 gotas de extrato de própolis 
1 jarra com água bem quente se desejar intensificar o tempo. 
1 jarra com água fria. 
1 vasilha tipo caneca ou jarra pequena para auxiliar a jogar água também a partir dos joelhos. 
1 escova para uso corporal com cerdas macias e firmes. 
1 toalha macia 
Creme hidratante especial para os pés.
Um par de meias de algodão.

Como fazer:
Deixe o ambiente preparado para facilitar a terapia. Tenha todos os ingredientes a mão, a chaleira com a água quente e a jarra com a água fria.
Inicie escovando a seco as pernas a partir dos joelhos até os dedos dos pés. A escovação a seco elimina as células mortas, as toxinas e ativa a circulação.
Verifique a temperatura e coloque todos os ingredientes. Mergulhe os pés com cuidado e relaxe de 15 a 20 minutos. De quando em quando, adicione mais água quente. Aproveite para  escovar também às unhas para limpeza.

Com auxílio de um recipiente pequeno, despeje um pouco da água quente da bacia a partir dos joelhos. Passe a planta dos pés sobre as pedras para massagear a região.
Termine jogando a água fria a partir dos joelhos. Seque bem os pés, dedos e unhas. Massageie os pés com um creme hidratante apropriado para a região. Vista as meias e deite-se.

Comentários importantes:
Sal amargo e o sal grosso são anti-sépticos e excelentes para eliminar dores e relaxar.
O extrato de própolis é anti-séptico, fungicida e anti-inflamatório.
A camomila é relaxante, alivia dores e também é antiinflamatória.
 limão possui ação clareadora de manchas e atuará nas manchas que são causadas pelos calçados.

As pedras de quartzos verdes facilitam a massagem na planta dos pés trazem energia de cura e bem-estar.
A turmalina negra emite delicadamente raios infravermelhos que auxiliam a tratar e desinflamar as regiões com danos por calçados apertados e outros ferimentos nos pés.
A ação da água fria cria uma ação inversa após a água quente e vai aquecer e relaxar os pés.
Dica: caso queira apenas renovar as energias, reparar as dores nos pés e pernas para depois ir a uma festa, faça o seguinte:
Depois de jogar a água fria, jogue mais um pouco de água quente (limpa) e irá refrescar os pés e energizar!

Precauções:
Para crianças o pedilúvio é indicado para casos de friagem e colocar apenas 1 colher de chá de sal marinho.
Para peles sensíveis diminuir a temperatura.
Para gestantes usar a temperatura de 36 a 37ºC.
A temperatura superior a 37ºC  é  contra-indicada para crianças, hipertensão, hipotensão, diabetes, problemas cardíacos e peles altamente sensíveis.


Créditos: Buddha Spa

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Máscara capilar de leite de linhaça


Trata cabelos secos, desvitalizados ou com muita química. Trata o couro cabeludo quanto a doenças de pele e dá tonicidade aos fios.

Ingredientes
1 colher de sopa de sementes de linhaça

1 xícara de chá de alecrim


Preparo: misture uma colher (chá) de alecrim seco a uma xícara de água quente; deixe em infusão por 10 minutos e coe. Deixe as sementes de linhaça de molho neste chá forte por toda a noite. Pela manhã, triture-as no liquidificador e coe com uma peneira fina e reserve. 

Aplique esta máscara de leite de linhaça em todo o couro cabeludo previamente limpo com um xampu neutro. Cubra com uma toalha úmida e deixe a máscara agir por cerca de 30-40 minutos. Enxágue com água abundante e aplique o condicionador de sua preferência somente nas pontas dos fios.



Créditos: Conceição Trucon – Livro “A importância da linhaça na saúde”

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

Alongamento. Devemos fazer antes ou depois dos exercícios?

Imagem: Reprodução VK
Quando devemos alongar? Antes ou depois dos exercícios? 
O alongamento previne ou aumenta o índice de lesões? 
O alongamento diminuiu a performance esportiva? 
Qual o tipo de alongamento que deve ser feito? Estático ou Dinâmico?

Foi realizada uma meta análise em mais de 4.000 publicações sobre alongamento, pois o assunto é tão controverso que a Sociedade Americana e a Sociedade Inglesa de Medicina Esportiva divergiam sobre a questão. Neste artigo foi analisado o alongamento Estático, ou seja, aquele em que deixamos a articulação parada com o músculo tensionado em determinada posição pelo período de até 30 segundos, 30 a 45 segundos e mais de 1 minuto. A análise estatística demonstrou que aqueles atletas que alongavam antes dos exercícios pelo tempo de até 45 segundos não tinham perda de força, potencia, velocidade ou na realização de suas atividades. 

Os atletas que alongavam por mais de 60 segundos tinham uma perda pequena e moderada na performance esportiva em termos de força, potência e velocidade aumentando o risco de lesões musculares. Agora vamos discutir um pouco a respeito desses achados. 

Qual seria o objetivo do alongamento pré‐atividade física? O de proporcionar que a sua musculatura alcance toda amplitude de movimento em um momento que antecede a atividade a que será submetida em instantes. Isso faz com que o ventre muscular estique suas fibras, aumente a circulação sanguínea, relaxe qualquer nódulo muscular contraturado ou faça o atleta perceber que há alguma coisa de errado até então. Faz também com que as camadas que compõem os tendões se lubrifiquem e sejam submetidas a uma força de tração e contra tração preparando‐os para o exercício a seguir. Esse alongamento não deve ser de forte intensidade e deve ser de curta duração, 30 a 45 segundos por músculo. 

E aqueles atletas que querem ganhar ou melhorar seu alongamento? Esse tipo de alongamento tem a intensão de esticar as fibras tendíneas, causando micro lesões nas mesmas, que com o passar do tempo e da constância das repetições, são regeneradas com um comprimento maior. Esse tipo deve ser executado em sessões de mais de 60 segundos por músculo de maneira constante e uniforme. 


Não devemos dar nenhum tranco e podemos alongar no limiar da dor. Deve e pode ser feito após as atividades físicas evitando‐se chegar ao extremo de dor ou em momentos em que você não vai praticar uma atividade física com o músculo recentemente alongado.
Porque não devemos realizar esse alongamento antes das atividades físicas? 

Pelo simples fato que ao esticarmos as fibras musculares ao seu limite, nós causamos micro lesões entre os filamentos de actina e miosina, entre as miofibrilas e entre a junção músculo tendínea. A fibra muscular consegue se alongar até 4 mm sem nenhum tipo de trauma, até 8mm pode sofrer uma lesão muscular e a partir de 8mm há grande chance de rompimento da fibra causando a famosa distensão. 

Os alongamentos dinâmicos, não devem ser executados antes das atividades físicas, pois dados preliminares demonstram que diminuem o torque, a força e a resistência muscular aumentando a chance de lesões durante a atividade. Isso se deve provavelmente às forças que o músculo é submetido sem controle de amplitude e duração, causando um numero maior de micro lesões musculares e tendíneas. 


Em resumo devemos fazer os seguintes alongamentos de acordo com o seu objetivo: 
‐  Pré Treino: alongar por no máximo 30 segundos cada músculo. Não forçar. Não esticar ao máximo. Fazer o alongamento estático, ou seja, manter o alongamento muscular constante e uniforme sem movimentos bruscos.  

‐ Ganhar alongamento: alongar cada grupo muscular por mais de 60 segundos acumulados. Deve ser constante e uniforme no limiar da dor. Deve ser feito em séries de 30 a 60 segundos cada e repetido novamente apos o término da série. Alongar por pelo menos 15 minutos, 3 a 4 vezes por semana para ter resultado satisfatório. 

‐ Alongamento pós treino: Pode ser executado por mais de 60 segundos acumulados. Não deve ser feito no limiar da dor. Tomar cuidado para não distender e pode ser feito pelo tempo necessário para relaxar a musculatura utilizada nos exercícios realizados.

Créditos: Dr. Leandro Gregorut Lima Especialista em Medicina Esportiva
Membro da Associação Brasileira de Medicina Desportiva
Membro do American College of Sports Medicine
Médico da Seleção Brasileira de Handebol - Movité

Postagens Relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...