quarta-feira, 29 de abril de 2015

Você sabe como aplicar a maquiagem?

Prepare a pele antes da maquiagem, para que fique bem protegida e hidratada. Higienize a face, pescoço e colo com sabonete neutro. 

Em seguida, aplique a loção tônica. Dê leves batidinhas com a ponta dos dedos, até que a pele absorva o produto por completo. Passe o hidratante.

Agora que a pele está preparada, confira as dicas de maquiagem:


Base facial: para espalhar melhor a base, use uma esponja umedecida em água. Aplique uma base mais clara que sua pele na testa, laterais do nariz, da boca e do queixo, para suavizar os traços e "iluminar" o rosto.


Corretivos: para disfarçar olheiras, use um corretivo mais claro que o tom da base. Corretivos de tom levemente verde corrigem melhor olheiras e espinhas.


Pó facial: a função do pó facial é de uniformizar a pele , especialmente depois de usar corretivo  e ajudar na fixação da maquiagem. A aplicação é bem simples. Use aquele pincel mais grosso ou, no caso do pó compacto, a esponjinha.

Sombra: sombras escuras diminuem os olhos; sombras claras aumentam os olhos.
A sombra deve ser aplicada com o tom mais forte nos cantos externos, bem perto dos cílios, e o tom mais claro na parte de cima, bem próxima à raiz das sobrancelhas.

Delineador: se você quiser um traço bem fino, use somente a pontinha do pincel ou do lápis. Já existem aplicadores cujo pincel é rígido e com a ponta bem fininha. 

Rímel: para alongar os cílios, aplique o rímel em pelo menos duas camadas. Use-o apenas nos cílios superiores, para deixar o olhar natural. Para não sujar, seque os cílios com secador.
Mantenha os olhos fechados para não irritá-los.

Blush: aplica-se com pincel uma pequena camada de Blush nas maçãs do rosto, com leves pinceladas. O Blush deve ser usado em quantidades moderadas para não dar um aspecto artificial. Os excessos devem ser retirados com uma esponja contendo pó compacto.

Batom: para aumentar seus lábios, desenhe o contorno natural deles com um lápis um pouco mais escuro que o batom, do lado de fora dos lábios, esfumace o traço com um pincel e aplique o batom. Use um tom mais claro e cintilante na parte central dos lábios inferiores. Use e abuse do gloss e brilho.


Créditos: Texto e imagens:Jéssica Daiane Espósito / Bambamel Natural

segunda-feira, 27 de abril de 2015

6 escudos para blindar seu casamento contra a infidelidade

Muitos acreditam que o compromisso realizado no dia do casamento é suficiente para edificar uma muralha forte o suficiente contra a armadilha da traição.

No entanto, é preciso usar uma proteção pessoal, escudos que ajudarão você a ser o melhor cônjuge.

Este é o segredo: concentrar sua mente e seu coração em seu casamento – esta é sua melhor armadura.

O psicólogo Dr. Phil McGraw conta quais são os principais escudos que marido e mulher podem usar para blindar seu casamento contra a infidelidade:

Seu amor e ninguém mais
O cônjuge deve ser o melhor amigo e confidente. Assim, mesmo nos momentos de desentendimentos, conseguirão falar sobre os problemas e seus sentimentos. Compartilhar suas inseguranças e preocupações com outra pessoa nunca trará a solução e pode trazer mais problemas.

Seja o melhor para seu cônjuge e ele será o mesmo para você
Não se preocupe em moldar seu companheiro. Tenha em mente você e se entregue na aventura de amar. Dedique-se 100% e nunca abra as portas do seu coração para outra pessoa.

Um bom casamento precisa de dedicação diária
Nada é mais importante do que a felicidade em seu casamento. Assim, planeje seu dia como se fosse o último e reserve tempo para curtir a dois e fazer o cônjuge se sentir ainda mais amado. Ame-o mais a cada novo amanhecer.

Fuja da rotina
Ela é sua grande vilã. E não é complicado demais evitá-la. Você deve apenas ter em mente o seguinte: O que vamos fazer hoje para aproveitar o dia? Comprometa-se em não deixar um único dia sem novas descobertas, novas risadas, novos abraços e beijos apaixonados.

A grama do vizinho nunca é mais verde
Nunca deseje para si a felicidade de outra pessoa. Você não convive com ela 24h por dia para realmente dizer com certeza que o casamento dela é melhor que o seu. Achar que outra pessoa é melhor que seu amado é um grande engano.

A beleza da jornada de um casamento é aprender a se adaptar às mudanças da vida. Quando se sentir confusa, não fuja. Encare seus medos e angústias de mãos dadas com seu companheiro.

Cuide do seu bem-estar
Cuide de você, tanto física, como mental e emocional. Quando você se torna autoconfiante, irradia alegria e otimismo. Isso contagia seu lar e você se torna uma inspiração para todos a sua volta.

A semente da infidelidade começa a germinar quando o casamento perde a graça, quando os corações começam a se distanciar e um não encontrar mais no outro a razão para alegrias e amor. 

Não permita que essa semente seja sequer plantada e muito menos deixe germiná-la. Cultive em seu casamento as melhores coisas, os melhores sentimentos e os melhores sonhos. Faça seu melhor todos os dias e receberá esse reconhecimento. Será sempre o centro das atenções para o seu amor.

Créditos: Família

sexta-feira, 24 de abril de 2015

Fica comigo, Senhor! (Oração de São Padre Pio de Pietrelcina)

Papa Paulo VI: "Veja que fama ele alcançou! Que clientela mundial reuniu em torno de si! Mas por quê? Por que era um filósofo? 

Por que era um sábio? Por que dispunha de meios? Não, mas porque rezava a missa humildemente, confessava de manhã à noite; era, difícil de dizer, representante estampado dos estigmas de Jesus. 

Era um homem de oração e de sofrimento." (20 de fevereiro de 1971).

Fica Senhor comigo, pois preciso da tua presença para não te esquecer. Sabes quão facilmente posso te abandonar.
Fica Senhor comigo, porque sou fraco e preciso da tua força para não cair.
Fica Senhor comigo, porque és minha vida, e sem ti perco o fervor.
Fica Senhor comigo, porque és minha luz, e sem ti reina a escuridão.

Fica Senhor comigo, para me mostrar tua vontade.
Fica Senhor comigo, para que ouça tua voz e te siga.
Fica Senhor comigo, pois desejo amar-te e permanecer sempre em tua companhia.
Fica Senhor comigo, se queres que te seja fiel.
Fica Senhor comigo, porque, por mais pobre que seja minha alma, quero que se transforme num lugar de consolação para ti, um ninho de amor.

Fica comigo, Jesus, pois se faz tarde e o dia chega ao fim; a vida passa, e a morte, o julgamento e a eternidade se aproximam. Preciso de ti para renovar minhas energias e não parar no caminho. Está ficando tarde, a morte avança e eu tenho medo da escuridão, das tentações, da falta de fé, da cruz, das tristezas. Oh, quanto preciso de ti, meu Jesus, nesta noite de exílio.

Fica comigo nesta noite, Jesus, pois ao longo da vida, com todos os seus perigos, eu preciso de ti. Faze, Senhor, que te reconheça como te reconheceram teus discípulos ao partir do pão, a fim de que a Comunhão Eucarística seja a luz a dissipar a escuridão, a força a me sustentar, a única alegria do meu coração.

Fica comigo, Senhor, porque na hora da morte quero estar unido a ti, se não pela Comunhão, ao menos pela graça e pelo amor.
Fica comigo, Jesus. Não peço consolações divinas, porque não às mereço, mas apenas o presente da tua presença, ah, isso sim te suplico!

Fica Senhor comigo, pois é só a ti que procuro teu amor, tua graça, tua vontade, teu coração, teu Espírito, porque te amo, e a única recompensa que te peço é poder amar-te sempre mais. Como este amor resoluto desejo amar-te de todo o coração enquanto estiver na terra, para continuar a te amar perfeitamente por toda a eternidade. Amém.


quarta-feira, 22 de abril de 2015

Escova de dentes ou microzoológico?

Alguma vez você já imaginou que sua escova de dentes pode parecer um zoológico? 

Mesmo que seja um de miniatura: milhares de vírus e bactérias, invisíveis aos nossos olhos, se proliferam em suas cerdas… e é uma sorte que não possamos vê-los, pois seria muito desagradável! 

De qualquer maneira, é importante saber disso para tomar as devidas precauções, como desinfetar a escova regularmente e trocá-la a cada três meses. Conheça o que pode ser encontrado em escovas.

Umidade: é aconselhável tentar evitar isso, pois a umidade na escova aumenta a probabilidade de proliferação de bactérias, vírus e fungos, de modo que nós devemos tentar mantê-la o mais seco possível. 

Como conseguir isso? Você pode ter duas escovas, alternando-as diariamente, permitindo que a que não está em uso possa secar adequadamente. Nós também podemos evitar deixá-las tampadas ou em lugar com pouca ventilação.

Vírus de papiloma humano (HPV): o vírus está relacionado com o câncer cervical, de esôfago e também o oral. Para evitar sua proliferação, é importante deixar a escova secar completamente, pois desta forma o vírus morre.

Herpes: o responsável pelas famosas feridas labiais. Vale esclarecer que o herpes é um vírus e não uma bactéria. A principal diferença é que ele encontra-se em cápsulas e tecnicamente não está vivo. O que aumenta a sua proliferação é sua reprodução com nossas células. 

Pseudomonas e Lactobacilos: ambas as bactérias estão associadas com pneumonia e podem ser encontradas principalmente em hospitais. 

Os lactobacilos são vistos como bons, porque os associamos com a cura de algumas doenças, mas eles também são a causa do desconforto dental e mau hálito. 

Pseudomonas podem causar infecções oculares, principalmente quando as lentes de contato são usados mal higienizadas.

Staphylococcus Aureus: é uma bactéria que vive na pele e na garganta, e pode causar a fasciite necrosante, uma doença causada por bactérias que se alimentam da pele. A bactéria entra através de uma ferida aberta, infectando o corpo. Normalmente ataca pessoas com sistema imunológico enfraquecido, mas é recomendado ter cuidado. 

E.Coli: esta bactéria, associada com fezes, também pode estar em sua escova de dentes porque elas compartilham o mesmo espaço: o banheiro. Esse microorganismo pode transcorrer até dois metros de distância e pode causar doenças gastrointestinais. 

Esta é uma das razões para mudar a escova de dentes a cada três meses, pois as bactérias podem tornar-se mais resistentes aos ativos antimicrobianos existentes nos anti-sépticos bucais, cremes dentais e até mesmo antibióticos. 

Sangue: vem de suas gengivas, mais comumente quando há casos de gengivite, que flui das feridas para a escova. Mesmo que você a limpe com água corrente, pequenas partículas caem frequentemente entre as cerdas.

Restos de comida: as sobras de comida são um ótimo alimento para as bactérias que vivem em sua escova de dentes. Para evitar isso, recomenda-se o uso de fio dental antes da escovação para reduzir ao mínimo os resíduos que ficam na escova.

Créditos: Saúde Bucal

sexta-feira, 17 de abril de 2015

Lanches especiais

Utilizar em substituição ao almoço e jantar caso houver necessidade de uma refeição mais rápida e prática.

Sanduíche de frutas: 
2 fatias de pão integral light 
1 porção de fruta da estação em fatias (Ex: banana, abacaxi,...) 
3 colheres de sopa de ricota amassada
 Pitadas de canela 
Toste o pão. Faça o sanduíche colocando a fruta e o queijo entre as fatias. Salpique com canela.

Tostada de queijo: 
2 fatias de pão integral light 
3 colheres de sopa de queijo cottage ou ricota amassada 
Pitada de canela 
Misture o queijo com os ingredientes e passe no pão. Leve ao forno até o queijo borbulhar. Salpique mais canela, se desejar.

Lanche natural: 
2 fatias de pão integral light 
1 colher (sopa rasa) de cream cheese light 
Ricota 
3 fatias de carpaccio 
Folhas de rúcula 
Molho de mostarda 
Alcaparras


Sanduíche de atum: 
2 fatias de pão integral light 
2 colheres (sopa) de atum light 
2 colhes (sopa) de queijo cottage 
2 folhas de alface 
4 rodelas finas de tomate 
Em uma vasilha pequena, usando um garfo, amasse o atum com o queijo. Espalhe sobre as fatias de pão e cubra com alface e tomate.

Créditos: Abrale (Associação Brasileira de Linfoma e Leucemia) – Receitas saudáveis e funcionais

quarta-feira, 15 de abril de 2015

Dieta antiinflamatória para prevenir e acabar com a celulite

Uma dieta com baixo poder inflamatório deve ter: alimentos ricos em ômega 3, alimentos folhosos verde-escuro e algas marinhas,
frutas e vegetais. 

Consumir cereais integrais e carboidratos complexos (se convertem em glicose mais lentamente, tornando-nos capazes de aproveitar mais a energia fornecida ao longo do nosso dia).

Evitar alimentos ricos em AA (carnes vermelhas, ovos, leites integral e derivados), a ingestão de bebidas alcoólicas, de gorduras saturadas e trans.

Alimentos com baixo poder inflamatório
Peixes: salmão, sardinha, truta, arenque, cavala, atum, bacalhau;
Óleos: óleo de linhaça, azeite de oliva extra-virgem, óleo de peixe;
Ervas e fitoterápicos: gengibre; cúrcuma, alho, cebola, pimenta vermelha, manjericão, alecrim;
Bebidas: chá Verde, vinho tinto (moderadamente), café (moderadamente), sucos de frutas vermelhas (amora e framboesa)
Outros alimentos: folhosos verdes, maçã, pera, nozes, castanha-do-Brasil, alcachofra, feijão, aveia, arroz integral, algas marinhas, outros.


As depressões aparentes, causadas pela celulite tem como causa a retração da pele através dos septos fibrosos subcutâneos e as áreas levantadas são projeções de gordura subcutânea.

Alimentos com alto poder inflamatório: (evitar durante o tratamento)
Proteínas: carnes (frango, boi, porco, peru, cordeiro), leite e derivados Integrais;
Óleos: óleo de milho, girassol, algodão e soja;
Carboidratos: pão francês, farinha de trigo refinada, bolos, doces, chocolates, batata inglesa, banana;
Bebidas: álcool em excesso;
Embutidos e enlatados: salsicha, salame, milho, ervilha, outros.

Fitoterapia
Hibiscus sabdariffa: diurético, auxiliando na melhora dos edemas e da microcirculação. 
Cavalinha: age como diurético e é fonte de silício. Ginkgo biloba: diminui a permeabilidade vascular e melhora o tônus da parede vascular, melhorando a microcirculação. Castanha da Índia: antiinflamatória e diminuição a formação de edema. 
Centella asiática: antiinflamatório e melhora a circulação sanguínea.  

Modo de Preparo: no dia anterior coloque a água de coco em forminhas de gelo e leve ao congelador. Bata a água de coco, a couve e a salsinha. Acrescente o abacaxi, gotas de suco de limão e a hortelã. Bata até que fique homogêneo. 

Créditos: Dra. Francis Moura – Nutricionista - Graduada em Nutrição pela UNIME -  Pós-graduada em Nutrição Clínica Funciona pela VP/UNICSUL

segunda-feira, 13 de abril de 2015

Grãos e cereais

Amaranto: alimento da moda, o amaranto é a semente de uma flor originária dos Andes. É rico em proteínas e boa fonte de cálcio e ferro. 

Auxilia na saúde do coração reduzindo os níveis de colesterol e triglicérides, além de conter boa quantidade de aminoácidos essenciais, aqueles que o organismo não produz. É indicado a portadores de doença celíaca, pois não tem glúten.
Modo de consumo:  pode ser saboreado como uma “micropipoca”, utilizando frigideira Tefal pré-aquecida. Outra opção é cozinhá-lo por cinco a dez minutos e acrescentá-lo à salada. Na versão farinha, pode ser utilizado em massas e panquecas, entre outras preparações.

Amendoim: pouca gente sabe, mas o amendoim é uma leguminosa, fonte de carboidrato e proteína. Por ser gorduroso, amplia a sensação de saciedade. É preciso ficar atento apenas ao excesso de sal. A sugestão é comprar o amendoim na casca (vagem) e consumi-lo puro.
Modo de consumo: além de aperitivo saboroso, pode ser ingrediente de diversos pratos, como frango e arroz. Uma sugestão é utilizá-lo moído para empanar peixes e frangos, para deixá-los crocantes.

Aveia: faz jus à fama de cereal sinônimo de saúde. Possui grande quantidade de betaglucanas – fibras solúveis importantes para o funcionamento do intestino e a regulagem dos níveis de colesterol no sangue, o que previne complicações cardiovasculares.
Modo de consumo: sua forma mais comum, podem ser adicionados a frutas, vitaminas, iogurtes, massas de pães, bolos e mingaus. O farelo vai bem em saladas, sopas e caldos.

Cevada: cereal integral saboroso e rico em vitaminas do complexo B, cuja carência pode ocasionar problemas nas conexões nervosas, fadiga, dores reumáticas e paralisia, além de
problemas de visão. 

Possui minerais como o magnésio, que alivia os sintomas da tensão pré-menstrual e ajuda na contração muscular, importante na prática de atividades físicas. Pode ser boa fonte de vitaminas B1 e B6 para fumantes, que costumam apresentar carência desses nutrientes. Também é rica em cálcio e ferro.
Modo de consumo: basta cozinhar em água e adicionar a cevada para enriquecer saladas,
sopas e outros pratos. É a principal responsável por conferir sabor ao arroz “7 grãos”, ou “7 cereais”. O malte da cevada também é usado na produção da maioria das cervejas.

Gergelim: ajuda a regular o intestino pelo alto teor de fibras. Também é fonte de proteínas de boa qualidade nutricional com o perfil de aminoácidos essenciais ao organismo. Além de conter ferro, magnésio, cálcio, zinco, selênio e vitaminas E e vitaminas do complexo B.
Modo de consumo: comumente usado para temperar e enriquecer saladas, pães, massas,
legumes, arroz e tortas.

Linhaça: escura ou dourada, a semente do linho é uma das principais fontes de Ômega 3 e 6, importantes na prevenção de doenças cardiovasculares. Isso porque controlam os níveis de colesterol e triglicérides, dificultando a formação de coágulos nas artérias. 

Fornece bastante potássio e contém vitamina E, um antioxidante natural, entre outras vitaminas e minerais. Seu consumo reforça as defesas e melhora o funcionamento do organismo.
Modo de consumo: para que o organismo absorva melhor os nutrientes, o ideal é moer as sementes no liquidificador antes de consumir. A linhaça é muito utilizada no preparo de pães, bolos e biscoitos (duas colheres de sopa por quilo de massa) ou ainda misturada a cereais
matinais, sucos, vitaminas, saladas, molhos e iogurtes.

Semente de girassol:  possui boa quantidade de minerais, como cálcio, e
de ácido graxo Ômega 6.
Modo de consumo: pode ser degustada pura, como aperitivo, ou ser adicionada a saladas,
pães e outros pratos salgados.




Soja: o alimento é rico em antioxidantes que ajudam na prevenção do envelhecimento e no reforço das defesas do organismo. Contém isoflavonas, fitoestrógenos de estrutura semelhante à do hormônio sexual feminino. Por isso, é indicado para reposição hormonal durante a menopausa.
Modo de consumo: na alimentação, substitui o feijão, além de ser bom ingrediente para
saladas. Seus grãos ainda podem ser torrados e consumidos como petisco.


Milho: base da alimentação de muitos países da América, o milho é um cereal integral de excelente qualidade, bom para o funcionamento do intestino, e com nutrientes, como a vitamina A, fundamental para a saúde dos olhos.
Modo de consumo: extremamente versátil, pode ser consumido in natura ou mesmo
utilizado nas mais variadas preparações doces e salgadas, como bolos, panquecas e cremes.








Semente de abóbora: quem tem o hábito de consumir a semente não sofre com ausência
de zinco, mineral pouco presente no solo brasileiro e que ajuda na formação dos espermatozoides. Outra vantagem de incluir semente de abóbora na alimentação é o
combate às verminoses.
Modo de consumo: boa opção de tira-gosto de baixa caloria e rica em fibras quando
consumida com a casca. Para servir em casa, basta lavar as sementes e levá-las ao forno com um pouco de água e sal (sem exagero).

Quinua: cultivada há milhares de anos nos Andes, ficou mais conhecida fora daquela região
após a Nasa incluí-la na alimentação de seus astronautas. Isso não ocorreu por acaso, já que a quinua ou quinoa possui grande concentração de proteínas, zinco e ferro. 

Tem ação cicatrizante, analgésica e anti-inflamatória e ainda traz boa quantidade de fibras que prolongam a sensação de saciedade, o que contribui para o emagrecimento.
Modo de consumo: por ser rica em proteínas, é ótima substituta da carne, sendo bastante
recomendada aos vegetarianos. Os grãos podem ser incorporados a saladas, cuscuz,
bolinhos ou ser consumidos como uma espécie de arroz (após cozidos). Já a versão em flocos cai bem com sopas, mingaus e vitaminas. Por não conter glúten, é indicado aos celíacos.

Trigo: cereal rico em ferro, indicado na prevenção e no tratamento da anemia. É fonte de
fibras, que ajudam o intestino a funcionar, e de proteínas, importantes para músculos, pele e unhas.
Modo de consumo: além de matéria-prima para o preparo de pães e massas, costuma ser consumido como substituto do arroz ou para enriquecer as saladas. É ingrediente fundamental no preparo de pratos da culinária árabe, como quibe e tabule. Há no mercado, inclusive, a
versão “trigo para quibe”.

As informações sobre amaranto, amendoim, cevada, milho, sementes de abóbora e girassol são da nutricionista Andrea Esquivel, da consultoria Gastronomia Nutritiva. Os dados sobre aveia, soja e trigo têm como fonte Gabriela Cunha, nutricionista do departamento científico da Mãe Terra. Já os detalhes a respeito de gergelim, linhaça e quinua foram informados pela Jasmine Alimentos.

Créditos: Fernando Salles – Manual de grãos e cereais

sexta-feira, 10 de abril de 2015

O que é vinho?

É uma bebida resultante da fermentação do suco ou mosto extraído de frutas.
Exemplo: uva – prensado – mosto – fermentação = vinho.

Os vinhos de acordo com a origem
Velho mundo: Alemanha, Espanha, França, Grécia, Itália, Portugal.
Novo mundo: África do Sul, Argentina, Austrália, Brasil, Chile, Estados Unidos, Uruguai, Nova Zelândia.

Classificação dos vinhos de acordo com a cor:
Branco => Blanc Du Blans
               Blanc Du Noirs
Rosê
Tinto

Tipos de vinhos:
1. Vinhos de mesa
2. Vinhos espumantes
3. Vinhos fortificados
4. Vinhos compostos
Cada tipo de uva dá a origem a um tipo específico de vinho. Porém, nem todos os tipos de uva são adequadas para se fazer vinho.
As uvas propícias ao preparo de vinhos de boa qualidade são da espécie vitis-viníferas.
Os tipos de uvas são chamados de casta ou cepas. Ex: Cabernet Sauvignon, Shiraz, Chardonnay.
As características de cada casta como, intensidade de aroma, cor e sabor estão intimamente ligadas ao terroir da região em que a uva é produzida.
Terroir é o conjunto de características físicas da região em que a uva é plantada, como tipo de solo, clima, umidade e luminosidade.

Classificação dos vinhos de acordo com a elaboração:
Monovarietal: quando fabricado com o mosto de uma única cepa.
Varietal: quando a composição do vinho há maior porcentagem da cepa descrita no rótulo. Tal porcentagem varia de país para país.
Assemblage,corte ou lote: quando fabricado com vários vinhos de diferentes cepas. Isto não quer dizer que necessariamente estes vinhos tenham qualidade inferior ou superior.
Exemplos: Vinhos seleção e Châteauneuv-du-Pape.

Classificação dos vinhos de acordo com o teor de açúcar:
Seco: vinho com teor de açúcar menor do que 5 gramas por litro de vinho.
Demi-sec (Semi-seco ou meio-seco): vinho com teor de açúcar entre 5 e 20g/l de vinho.
Suave (doce): vinho com teor de açúcar maior do que 20g/l.

Classificação dos vinhos de acordo com a qualidade:
Finos: vinhos elaborados a partir de uvas vitis-viníferas.
Especiais: elaborados com uvas viníferas em corte com cepas americanas.
Comuns: elaborados com uvas de cepas americanas.

Principais cepas brancas empregadas na elaboração dos vinhos  Brancos Blanc Du Blancs:

Principais cepas brancas empregadas na elaboração dos vinhos brancos Blanc Du Noir:

Principais cepas brancas empregadas na elaboração dos vinhos tintos:

O vinho espumante: é o resultante da segunda fermentação de vinhos brancos, tintos ou rosês, na qual ocorre a presença natural de dióxido de carbono.

Principais cepas brancas empregadas na elaboração dos vinhos espumantes:

Vinhos espumantes -  denominação quanto à origem
Champagne - Champagne / França
Cava - Penedes / Espanha
Sekt – Alemanha
Asti - Piemonte / Itália

Champagne
Castas permitidas à elaboração:
Chardonnay: Fornece aromas florais, frutados, amanteigados e finesse aromático.
Pinot Noir: Responsável pela estrutura, cor dourada e aromas de frutos maduros.
Pinot Meunier: Fornece também estrutura ao vinho. Esta cepa é a menos importante entre as demais.
Vinhos fortificados: é o vinho que recebe aguardente vínica, tornando-se mais alcoólico. Portanto, mais “forte” ou fortificado.
Tipos de Vinhos: Porto,  Jerez, Xeres ou Sherry,  Marsala, Madeira, Setúbal.

Vinhos compostos
Vermutes: cerca de 200 tipos de ervas e/ou substâncias aromáticas adicionadas a um vinho de baixa qualidade, como, absinto, casca de laranja, quinino, camomila, pétalas de rosas, canela, angostura, gengibre, noz moscada, açafrão...
Os tipos e suas proporções são mantidos em segredo pelos fabricantes.
Acredita-se ter sido “inventado” por Hipócrates que utilizou macerado de flores de absinto, que deu à bebida o nome de “Vinho Hipocrático” ou Vinum Absinthianum”.

Profissionais do Vinho
Enólogo: profissional especializado em fazer vinhos. Capacitado a determinar o estilo dos vinhos que a vinícola deseja produzir e comercializar.
Sommelier, Escanção ou Descanção: profissional especializado em vinhos. Capacitado a comprar, dar manutenção, sugerir, servir e harmonizar vinhos com alimentos.

Enófilo: eno – vinho; filo – amor (amantes do vinho)

Critérios para a sequência do serviço de vinhos:
1. Dos secos para os doces
2. Dos brancos para os tintos
3. Dos mais jovens e menos encorpados para os mais evoluídos e mais encorpados.
Harmonização entre Vinhos e Alimentos
Cor da Carne => Cor do Vinho
Molhos e recheios leves => Vinhos leves
Molhos e recheios fortes => Vinhos encorpados
Molhos e recheios com acidez elevada => Vinhos com acidez elevada
Sobremesas => Vinhos doces
Champagne a bebida para todos os pratos

A arte de degustar
Como degustar um vinho:
1. Exame visual – Limpidez, Translucidez (Técnica do relógio), Cor e intensidade.
2. Exame olfativo   
3. Exame gustativo - Análise dos  4 As:  Açúcar, Acidez, Amargor, Álcool.
4. Exame tátil – corpo.

Cores e tonalidades dos Vinhos Brancos

Cores e tonalidades dos Vinhos Tintos


Créditos: Azevinhos

quarta-feira, 8 de abril de 2015

Alimentos que comprometem a saúde do cérebro

Procure fugir de alimentos que causam picos glicêmicos – eles aumentam a taxa de glicose no sangue e no cérebro, como o açúcar (principalmente o refinado), as massas e os cereais refinados, a batata-inglesa e os doces em geral.

 Eles aumentam a produção de insulina e de ácido aracdônico, grandes responsáveis pelos processos inflamatórios, que aceleram o envelhecimento e a morte das células cerebrais.

Do ponto de vista metabólico, sabe-se que logo após os picos glicêmicos gerados pelo consumo excessivo de açúcar e amidos, são inevitáveis os quadros de hipoglicemia, que é a queda vertiginosa do teor de glicose no sangue. 

Essa situação desarticula todas as funções sensoriais do cérebro, assim como a sua produtividade, o seu poder de comunicação interna e a capacidade de armazenar dados. Tanto isso é verdade que a reação natural de um cérebro em estado de hipoglicemia é o sono , ou seja, tudo entra em ritmo lento. 

Evite também as drogas, que geram produção massiva de radicais livres (como é o caso do cigarro e do álcool), o café e os alimentos muito processados e aditivados. Os radicais livres são especialistas em destruir neurônios e outras células do organismo.

Por último, evite as frituras e as gorduras de origem animal, que tornam as membranas celulares rígidas e pouco porosas, inviabilizando a fluidez e a qualidade das trocas químicas e eletroquímicas, tanto relacionadas à nutrição, como à limpeza orgânica, à desintoxicação e à comunicação celular/neuronal.

Créditos: Texto do livro Mente e cérebro Poderosos, de Conceição Trucom - Jornalalternativo

segunda-feira, 6 de abril de 2015

A elegância do andar feminino

O andar feminino pode ser definido como uma dança: uma dança da mente. Centrada e relaxada, a mulher caminha no ritmo. 

O movimento dá vida à sua postura. Se vestir roupas que favorecem seu físico e sabe valorizar seu andar, a mulher mais velha parecerá mais jovem e a mulher mais jovem terá presença marcante. 

A primeira etapa consistirá em disciplinar o corpo. Depois, virá a liberdade: os movimentos deixarão fluir as características individuais. 

A mulher deve tornar-se mais confiante e observadora, assimilando o melhor das outras pessoas, tanto no plano externo quanto no interno.

A energia é captada pelo alto da cabeça e concentrada no peito. Depois, para compor uma bela forma, várias partes do corpo articulam-se em separado: na metade inferior, as pernas e os pés; na metade superior, o tronco e os braços, o pescoço e a cabeça. 

Do pescoço até a cintura há uma linha central, e da cintura para baixo são as pernas que definem a figura. Cabe a nós tomar consciência do potencial de cada parte do corpo para compor uma bela imagem, além de usá-la com esse intuito.

Ao contrário do homem, que deve exibir uma postura mais disciplinada, a mulher pode ter mais flexibilidade. Se o corpo dela se move por completo, o resultado é uma aura de feminilidade. Se apenas os quadris se movem, corre o risco de cair na vulgaridade. 

Se, no entanto, os quadris movem-se um pouco mais que o resto corpo, isso não é ruim. O balanço comedido dos ombros ou dos braços também completa o movimento, conferindo-lhe uma característica peculiar.

Tenha sempre em mente que a postura deve ser firme, porém relaxada. Imagine que um gancho invisível mantém sua cabeça e seu pescoço ereto. Cada caso é um caso e não existem fórmulas prontas para proporcionar uma boa aparência. Mas, em linhas gerais, o andar elegante pode ser obtido da seguinte maneira:

Mantenha o corpo ereto e relaxe;
Encolha levemente as nádegas e a barriga para tornar sua linha mais elegante;
Se a sua constituição física permitir, vire a ponta dos pés ligeiramente para fora;
Comece a andar. Os quadris então são projetados levemente para frente, alongando tanto o tronco quanto as pernas. Gingam com naturalidade, como em dança imaginária, mas sem exageros;

Caminhe com o tronco centrado no eixo do corpo, transmitindo assim uma imagem de segurança, determinação e firmeza.
O andar não deve ser nem lento e nem rápido demais.
O uso de sapatos de saltos médio ou alto alonga as pernas e compõe uma linha mais esbelta e bem torneada.

No dia-a-dia, o ideal é utilizar saltos de 4 a 6 centímetros;

O uso de sapatos sem saltos requer passos menores para alongar o talhe;
Depois de treinar o andar e disciplinar o corpo, você pode começar a se soltar: o leve balançar dos braços e dos ombros complementa o movimento.

Postagens Relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...