segunda-feira, 29 de abril de 2013

Chá para combater as hemorroidas

As hemorroidas são veias dilatadas na região final do intestino, que geralmente inflamam causando dor e muito desconforto.


Um ótimo chá para combater as hemorroidas internas e externas é o chá de castanha-da-índia.
Ingredientes:
1 punhado de castanha-da-índia.
2 punhados de erva-do-bicho.
2 copos de água.
Modo de preparo:
Coloque todos os ingredientes numa panela e deixe ferver por 3 minutos. Deixe amornar, coe e beba 1 xícara, três vezes ao dia, longe das refeições.
castanha-da-índia possui propriedades vasoconstritoras e anti-inflamatórias, que ajudam a desinflamar a região e a diminuir o tamanho da hemorroida, e a erva do bicho possui propriedades cicatrizantes.

Juntas, estas 2 plantas medicinais ajudam a combater as hemorroidas por diminuir o tamanho da veia varicosa, desinflamar a região e facilitar a cicatrização dos tecidos lesionados.
Atenção: Este chá é contra indicado durante a gravidez. Um excelente remédio natural para hemorroidas é o banho de assento morno com hamamélis.
Coloque algumas folhas de hamamélis numa panela, juntamente com 1.5 L de água e deixe ferver, coe e quando esfriar coloque numa bacia e faça um banho de assento por 20 minutos, diariamente.
Quando uma hemorroida causa dor, ela pode ser tratada com banhos de assento mornos, pomadas anestésicas ou até mesmo com compressas de hamamélis. Para as compressas basta amassar algumas folhas de hamamélis adicionar um fio de óleo mineral e colocar numa gaze. Deve-se aplicar a gaze juntamente com as folhas na região e deixar atuar por 30 minutos.
A dor e o inchaço normalmente diminuem e as hemorroidas tendem a desaparecer. Diminui as chances dela voltar a aparecer.
Seguir medidas gerais como:
Beber bastante água.
Mantenha-se ativo, realize atividade física, evite ficar sentado por muito tempo.
Comer alimentos ricos em fibras como, pão com cereais, linhaça e gérmen de trigo.
Não fazer esforços e não fazer muita força para evacuar.
Com o consumo das fibras o intestino funcionará melhor e não será tão difícil evacuar, o que diminui o risco de dor, sangramento e o agravamento do grau da hemorroida.

Evitar comer doces e alimentos fonte de carboidratos como arroz, batata ou massas.
Consulte seu médico caso os sintomas das hemorroidas não melhorem com o tratamento caseiro. 

Créditos: texto adaptado (tuasaude.com)

sexta-feira, 26 de abril de 2013

Truques caseiros para deter a queda de cabelo

Recuperar o seu cabelo, para ter uma cabeleira abundante, não é uma missão impossível, se você levar à prática alguns conselhos e truques caseiros, especialmente recomendados para a queda de cabelo, que não apenas evitarão a perda dos seus cabelos, mas também te ajudarão a recuperar o cabelo perdido.

Veja algumas dicas para acelerar o crescimento dos cabelos:

Batida para o cabelo crescer mais rápido e mais forte
Ingredientes:
1 Iogurte natural
1 colher de sopa de levedo de cerveja (graças à sua composição rica em vitaminas, proteínas e sais minerais, é um item de luxo para o seu cabelo).
1 colher de sopa de gérmen de trigo (ótimo para o cabelo porque a sua vitamina E, dá-lhe propriedades antioxidantes).
1 colher de sopa de lecitina de soja (as suas isoflavonas agem no cabelo dando-lhe vitalidade e brilho).
1 colher de sopa de mel (com ótimas propriedades para os cabelos fracos se tornarem fortes).

Preparação:
Misture todos os ingredientes.
Beber um copo por dia por algumas semanas, de preferência antes do café da manhã.

Vitaminas para deter a queda de cabelo:
O grupo essencial de vitaminas que colabora com a saúde do cabelo, a sua fortidão e que evita a queda são as B5 e H. Consumir alimentos que as contenham, por exemplo, levedura de cerveja, gérmen de grão, geleia real, cereais ou legumes verdes.

A vitamina A também é importantíssima para fortalecer o seu cabelo e serve como estimulante do crescimento normal do mesmo. 


É comum encontrar em alimentos como peixes, ovos e também em legumes de cor verde escuro, vermelhos ou cor-de-laranja.
Os óleos vegetais com alto conteúdo de vitamina E ou também a soja, os legumes de folhas verdes ou nozes podem ajudar-lhe neste fator.

Dicas para o crescimento do cabelo:
Evite o estresse.
Não use escova de cerdas de plástico ou de metal, em vez disso, apenas escovas de cerdas naturais que não danificam seu cabelo.

Cada manhã estimule a circulação no seu couro cabeludo, com pelo menos 50 escovadas, feitas com o mesmo movimento, desde a raiz até as pontas de seu cabelo.

À noite, ative a circulação capilar com 10 minutos de massagens, feito com as palmas e os dedos das duas mãos no couro cabeludo.
Uma vez por mês ou a cada dois meses, corte as pontas enfraquecidas, para permitir que o seu cabelo cresça mais forte, mais bonito.


Crédito: resumo de informações: br.innatia.com/c-beleza/a-dicas-para-acelerar-o-crescimento-do-cabelo-5968.html

quinta-feira, 25 de abril de 2013

Assegure um futuro maravilhoso!

Você quer assegurar um futuro maravilhoso? É simples: viva o presente de maneira maravilhosa.

Muito certo, porque aquilo que você semeia hoje colhe amanhã.
Nada há de incerto no futuro. Ele é a resposta do seu presente.

Não viva se torturando, pois. Arregace as mangas e comece a semear as sementes positivas e construtivas que se tornarão árvores gigantescas e inquebráveis no seu futuro. 

Entusiasme-se desde já por aquilo que está fazendo.
Plante, plante sem cessar, hoje. Mas, escolha as sementes positivas. Plante sucesso e colherá sucesso.
Se agora você está curtindo alguma adversidade, acalme-se, sorria, e, diga para si mesmo que todas as adversidades carregam em si a semente de um benefício maior.

O que interessa para você, portanto, é o presente, porque o futuro é a resposta do presente. Viva o presente. E viva-o intensamente. Com fé e confiança total.
Se hoje você vai bem, no futuro irá melhor.

Se hoje você acredita em si, seu futuro será um sucesso. Se hoje, e cada dia, você se programa para ser feliz, saudável, seguro, agradável, próspero, tudo isso começa a acontecer agora e você colherá no futuro.

Não cultive problemas. Tire-os da mente e eles desaparecerão. Esqueça-os e eles ficarão para trás. Negue-os e eles se evaporarão.

Defina o que você quer da vida e siga por essa estrada. Você chega lá com absoluta certeza. A mente subconsciente responde de forma infalível ao que for programado.
“Não andeis, pois, solícitos pelo dia de amanhã. O dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia a sua lida.” (Mt, 6,34)

Dê crédito a essas palavras, pois foram proferidas pelo grande Mestre Jesus.

Crédito: Livro “O poder Infinito da Sua Mente” de Lauro Trevisan

quarta-feira, 24 de abril de 2013

Um bumbum mais durinho

Mudar os hábitos do dia a dia, como trocar o elevador pelas escadas, sentar e levantar com frequência, ajuda a enrijecer os músculos da região.

Combater a flacidez, a celulite e as estrias são o principal desafio para manter um bumbum lindo, mas, a principal maneira de alcançar o objetivo ainda é a prática de exercícios. 


Tanto os aeróbicos — corrida, natação e caminhada, quanto os anaeróbicos — musculação e ginástica localizada, contribuem para enrijecer os glúteos e a musculatura da região, segundo o fisioterapeuta Bruno Andrade Costa.

No entanto, mudar alguns hábitos diários e fazer alguns exercícios simples em casa mesmo também podem ajudar bastante a conquistar um bumbum perfeito. 
Veja as dicas do fisioterapeuta:
Faça atividades físicas regularmente.
Tenha uma alimentação saudável, cuidando com os excessos, principalmente as gorduras, açúcares e carboidratos. As mulheres têm tendência a acumular gorduras nos quadris.

Troque sempre o elevador pelas escadas. Este exercício é uma ótima opção para quem deseja enrijecer os glúteos.
Sente e levante-se com frequência. Além de fortalecer os músculos das pernas e dos glúteos, o exercício melhora a circulação e as varizes.

Deitada no chão, com os joelhos um pouco flexionados e os pés afastados na mesma largura do quadril, eleve o quadril e mantenha-o parado na altura dos joelhos e retorne a posição inicial. Repita este movimento por um minuto. Faça de três a quatro séries.
Com os cotovelos e os joelhos apoiados no chão, eleve uma das pernas para trás. Faça quatro séries de 10 vezes, trocando as pernas entre as séries. Se você preferir, coloque caneleiras com pesos nos tornozelos.

Trabalhe também os músculos que ficam na parte de trás das coxas, eles são os responsáveis pela sustentação do bumbum.
Faça semanalmente uma esfoliação na região do bumbum, que pode ser feita à base de limão e açúcar cristal, e passe creme diariamente para evitar o aparecimento da celulite e estrias.

Créditos: kabbalah.art.br/movimente-se/79-veja-oito-dicas-para-deixar-o-bumbum-durinho-ate-o-verao

segunda-feira, 22 de abril de 2013

Arroz! Paixão nacional

Com uma grande variedade de produtos disponíveis – alguns com apelo gourmet, outros com importantes propriedades nutricionais – é preciso conhecer as características de cada tipo de arroz para aproveitar seus benefícios e fazer a escolha certa. Abaixo, a nutricionista Marília Soares cita as propriedades existentes nos principais tipos existentes no mercado.



Parboilizado: a palavra significa “parcialmente fervido” e, atualmente, o Brasil detém a tecnologia mais avançada do mundo. 

Devido a esse processo, os grãos ficam mais compactos e os minerais penetram em seu interior. Graças a isso, possui mais vitaminas que o arroz branco.
Integral: aparentemente, a única diferença entre o arroz integral e o arroz branco é uma fina casca. 

Mas, para o organismo, esse detalhe é fonte de inúmeros benefícios, que vão da redução de gordura abdominal até o controle do diabetes. 


Rico em fibras favorece o sistema digestivo, faz bem ao coração, possui vitaminas do complexo B e é importante fonte de fósforo, potássio, ferro e vitaminas.

Basmati: ao pé da letra, significa “a rainha da fragrância” ou “a pérola dos aromas”. Sofisticado, esse tipo de arroz, de estrutura longa e fina, é ideal para deixar as receitas atraentes e com suave perfume de nozes.

A textura delicada é outra característica peculiar do grão, que tradicionalmente é cultivado no sopé dos Himalaias Indianos. Possui boa quantidade de micronutrientes, além de fibras e proteína.

Carnaroli: possui grãos grandes, largos e perolados que, à medida que vão cozinhando absorvem água e o sabor dos temperos, liberando, ao mesmo tempo, uma pequena porção de amido, responsável pela cremosidade típica dos risotos. 

Apesar da liberação dos amidos, os grãos permanecem soltos, sem grudarem uns nos outros, com aspecto amanteigado e AL dente. É o arroz ideal para preparação dos tradicionais risotos italianos. Como o arroz integral, é rico em vitaminas e proteínas, pois mantém o gérmen.

Preto: com sabor que lembra o da castanha, é muito saboroso e conhecido como “Arroz Proibido”, pois antigamente na China, só o Imperador podia consumi-lo. 

Sua coloração se desprende na água e ele fica com tom lilás. É rico em flavonoide, um antioxidante que auxilia na prevenção do envelhecimento precoce e protege o coração.

Jasmine: parecido com o arroz branco, possui aroma suave e é ótimo acompanhamento para peixes e aves. 

Rico em amido e ótima fonte de energia, esse tipo de arroz é refinado, o que mantém seus grãos mais soltos após o preparo. Ideal para ser cozido no vapor, é o preferido da culinária tailandesa.

Selvagem: repleto de sofisticação, ele encanta pela aparência, sabor e aroma. Conhecido como o “caviar dos grãos”, o arroz negro selvagem dá um toque requintado aos pratos com peixes. 

O diferencial dele está em seu formato (grãos longos, em forma de agulha), na textura (com contraste entre a parte externa, escura e mais firme, e a parte central branca e macia) e no sabor suave de avelãs, que colabora por um aroma marcante. É rico em proteínas e fibras e boa fonte de potássio e fósforo.

Japonês: o diferencial deste arroz está no frescor, no sabor delicado e neutro, na textura úmida e nos grãos unidos e macios, que podem ser modelados durante o preparo. 

Graças a essas características, ele, que é rico em amido, é usado no preparo de sushis. Deve ser consumido com moderação, pois possui a maior quantidade de carboidrato entre todos os tipos de arroz.


Tabule de arroz Integral
Ingredientes:
1 colher (sopa) de óleo de canola
2 cebolas grandes picadas
1 dente de alho pequeno
1 e ½ xícara de Arroz  Integral
4 tomates grandes picados sem pele e sem sementes
Folhas de um maço de hortelã lavadas e picadas
1 pepino cortado em cubos
Suco de 1 limão médio
Sal a gosto

Modo de preparo:
Aqueça o óleo por 2 minutos e frite ½ cebola com o alho picado até dourar. Junte o arroz e refogue por mais 3 minutos. Adicione 2 xícaras (chá) de água quente, tempere com sal e cozinhe em fogo alto até ferver. Reduza a chama, tampe a panela e cozinhe por mais 15 minutos ou até que a água seque. Retire do fogo e deixe na panela abafada por 5 minutos. Transfira para um refratário e, quando o arroz estiver bem frio, junte a cebola restante, os tomates, as folhas de hortelã, o pepino e o suco de limão. Misture tudo e tempere com sal. Sirva como entrada sobre cama de alface americana.
Rendimento 8 porções.


Arroz Preto com peras assadas
Ingredientes:
1 xicara (chá) de arroz preto
1 colher (chá) de sal
1 pera madura em fatias grossas
5 colheres (sopa) de azeite
2 talos de alho-poró cortados em fatias
½ xícara (chá) de damascos picados
2 ramos de tomilho
2 ramos picados de salsinha
5 folhas de sálvia picadas
Sal e pimenta-do-reino moída na hora
½ xícara (chá) nozes picadas
Raspas de casca de laranja

Modo de preparo:
Leve ao fogo 3 xícaras (chá) de água fria (600ml) junto com o arroz preto e o sal. Deixe ferver, abaixe bem o fogo e mantenha a panela tampada por cerca de 35 minutos ou até secar. Enquanto isso, regue as fatias de pera com 2 colheres de (sopa) de azeite e asse em forno médio (200°C) por cerca de 20 minutos. Aqueça o restante do azeite em uma panela média. Refogue o alho-poró, os damascos, e tempere com as ervas, o sal e a pimenta. Misture o arroz já cozido, as nozes, e retire do fogo. Polvilhe as fatias de pera com as raspas de laranja e sirva junto com o arroz.
Rende 3 a 4 porções.
Uma delícia!

Créditos: revista Plena
Receita (Tabule de Arroz Integral) e foto:  bolsademulher.com/gourmet/tabule-de-arroz-integral/
Receita (arroz Preto com peras assadas) e foto: josapar.com.br/?post_type=receitas&p=1285

sexta-feira, 19 de abril de 2013

Lábios sedutores

Os lábios garantem sensualidade e beleza ao rosto, por isso, é muito importante que eles estejam bonitos, com um aspecto saudável e hidratado.

A cada quinze dias, faça um peeling labial, usando mel e açúcar cristal, fazendo movimentos circulares com uma escova de dentes, desta forma a pele morta será removida.

Note, que fissuras e ressecamentos nos lábios, alertam para a falta de hidratação. Por isso, beba muita água, invista nos vegetais de folha verde escura como a rúcula, a couve verde, salsa, hortelã, entre outras, que são ricas em vitamina B2.

A ginástica labial é maravilhosa para manter os lábios firmes e muito fácil de fazer: faça um biquinho, segure a posição por alguns segundos e relaxe. Com a boca bem aberta pronuncie as letras O e A. Repita a sequência todo dia, quantas vezes quiser ou for necessário.

Neste clima seco e frio temos o vicio de puxar “pelinhas” com os dentes. 

Existe uma solução contra esse ressecamento e que melhora muito a aparência dos lábios. São os hidratantes enriquecidos com manteiga de cacau e karité, já que possuem agentes altamente hidratantes e que você pode fazer em casa.  

Ingredientes:
3 colheres de sopa de manteiga de cacau
1 colher de sopa de cera de abelha

Preparo:
Coloque numa panela pequena para derreter a manteiga de cacau e a cera de abelha. Passe logo para um pote de vidro e deixe esfriar. Depois, basta aplicar em seus lábios à noite, antes de dormir.

quinta-feira, 18 de abril de 2013

Faça como o cavalo

Um fazendeiro, que lutava com muitas dificuldades, possuía alguns cavalos para ajudar nos trabalhos em sua pequena fazenda.

Um dia, seu capataz lhe deu a notícia de que um dos cavalos havia caído num velho poço abandonado.

O poço era muito profundo e seria extremamente difícil tirar o cavalo de lá.

O fazendeiro foi, rapidamente, até o local do acidente, avaliou a situação, certificando-se que o animal não havia se machucado.

Mas, pela dificuldade e alto custo para retirá-lo do fundo do poço, achou que não valia a pena investir na operação de resgate.
Tomou, então, a difícil decisão: determinou ao capataz que sacrificasse o animal, jogando terra no poço até enterrá-lo.

E assim foi feito.
Os empregados, comandados pelo capataz, começaram a jogar terra para dentro do buraco de forma a cobrir o cavalo.
Mas, à medida que a terra caía em seu dorso, o animal a sacudia e ela ia se acumulando no fundo do poço, possibilitando ao cavalo ir subindo.

Logo os homens perceberam que o cavalo não se deixava enterrar, pelo contrário, estava subindo à medida que a terra enchia o poço, até que finalmente, conseguiu sair!

Se você estiver "lá embaixo", sentindo-se pouco valorizado, quando, certos de seu "desaparecimento", os outros jogarem sobre você a terra da incompreensão, da falta de oportunidade e de apoio, lembre-se do cavalo desta história.

Faça como o Cavalo!
Não aceite a terra que jogaram sobre você, sacuda-a e suba sobre ela.

E saiba que, quanto mais jogarem, mais você vai subir, subir e subir....
Nunca perca de vista a saída que você deseja alcançar e esforce-se para não se deixar vencer pelos tropeços do caminho.

Créditos: planetamais.com.br

quarta-feira, 17 de abril de 2013

Hipoglicemia – Baixo nível de açúcar no sangue

Quando existe pouca quantidade de açúcar (glicose) no sangue.
Os sintomas são: uma forte necessidade de comer açúcar, fome constante, fadiga, debilidade, dor nos olhos, dor de cabeça, desordem mental, nervosismo, insônia.

A superprodução de insulina pelo pâncreas produz a hipoglicemia. A herança genética associada a uma inadequada alimentação, são causas principais deste mal. 

Isto provoca um grande consumo de carboidratos e açúcar pelo organismo e como consequência produz uma quantidade extra de insulina, causando desta maneira uma anormalidade no sistema, que se caracteriza por uma forte necessidade do organismo ingerir açúcar.

O tratamento:
Os hipoglicêmicos necessitam de uma dieta rica em proteínas e pobre em carboidratos refinados, além de pouca gordura. Entre uma refeição e outra é que se acentuam os sintomas. Por essa razão se deve comer algum alimento energizante e que contenha alto conteúdo de proteína como nozes e os abacates, além de nutrientes que contenham vitaminas e minerais. A vitamina E melhora a energia corporal e a circulação.

Descobriu-se que o picolinato de cromo estimula o trabalho eficiente da insulina que existe no sangue, fazendo com que a pessoa tenha a energia suficiente e não precise ingerir grandes quantidades de açúcar para suprir essa energia.

Atenção! Uma queda de açúcar repentina pode causar um desmaio e uma descompensação metabólica. Coma um pouco de alimento ao sentir os primeiros sintomas. Alimente-se de três em três horas. Procure seu médico, para que possa orientá-lo (a).

Créditos: Livro "Saúde e Bem-Estar" (através de elementos naturais)

segunda-feira, 15 de abril de 2013

A cura pelo óleo de Girassol

Ela foi elaborada por um médico bacteriologista russo, Dr. Karach, e divulgada em 1991, num encontro da Associação de Oncologistas e Bacteriologistas da Ucrânia. Lembrando que a Rússia é o maior produtor de sementes de girassol do mundo e tem usado tal plantio, com sucesso, para neutralizar a radiotividade gerada durante o acidente nuclear de Chernobyl.

Segundo ele, o procedimento é muito simples; basta bochecharmos este óleo, sem engoli-lo. Desta forma estaremos promovendo dentro de nosso organismo, um verdadeiro processo de cura, onde é possível, de acordo com Karach, curar simultaneamente células, tecidos e órgãos de nosso corpo evitando a destruição da microflora. Imagine: se esta planta pode absorver tanta radiotividade negativa, o que não fará com as energias maléficas do nosso organismo?

Esta terapia atua, ao mesmo tempo, em todo o organismo de maneira preventiva, aumentando o nosso equilíbrio e curando-o energeticamente.
Esta prática é indicada para tratar problemas como dores de cabeça, bronquite, dor de dente, problemas de gengivas (incluso dentes moles), formação de tártaro, tromboses, artroses, eczemas, úlcera de estômago, problemas intestinais, cardíacos, renais, encefalite e diversas doenças da mulher. É possível também tonificar o sistema circulatório, nervoso, digestivo e respiratório, prevenindo doenças crônicas.

Como praticar?
É necessário que o óleo vegetal utilizado, seja obtido por compressão a frio.

A medida correta é no máximo uma colher de sopa e no mínimo uma colher de chá.

Deve-se bochechar muito bem, fazendo com que o óleo se movimente por toda a boca, durante quinze a vinte minutos. Depois devemos cuspi-lo! Jamais engoli-lo.

No início, ao colocarmos o óleo na boca ele é grosso, mas conforme vamos bochechando-o, vai se tornando cada vez mais fluído. É nesse momento então, que devemos cuspi-lo.

O líquido cuspido deve estar branco como um leite. Se ainda estiver amarelo, é sinal de que não bochechamos tempo suficiente.

Depois de cuspir o óleo, precisamos bochechar diversas vezes com água e limpar bem os dentes com a escova.

Como o líquido cuspido é venenoso, (no líquido cuspido encontra-se grande quantidade energias de doença, de germes patogênicos e outras substâncias nocivas) precisamos limpar muito bem a pia!

Quando estamos bochechando com o óleo na boca, nosso metabolismo se intensifica e nosso estado de saúde fica mais estável. Em relação aos dentes, ficam mais brancos e firmes e desaparecem sangramentos de gengiva. Ou seja, é um excelente tratamento para problemas de gengiva, língua e boca. Ah! Também para os ouvidos, incluso zumbidos!

Frequência
É melhor bochechar com óleo de girassol de manhã cedo, antes do desjejum. Para acelerar o processo de cura este método pode ser repetido mais 2 vezes ao dia, antes das refeições, com o estômago vazio. Total: 3 vezes/dia.

É preciso continuar este tratamento até o organismo recuperar a sua força, sua vitalidade e um sono tranquilo. Na hora de acordar não deve haver cansaço ou bolsas debaixo dos olhos. É preciso recuperar apetite sadio, sono profundo e boa memória.

Às vezes, é possível que ocorra aparente piora naquele doente que sofre de várias moléstias. Esta sensação de agravamento ocorre principalmente quando um foco de infecção começa a se desfazer, ou a influir no foco que no futuro provocaria doença grave.

Por isso, não há motivo para interromper o processo de cura, mesmo aparecendo febre. A piora é sinal de que o organismo está reagindo e se recuperando. A cura ocorre durante o bochecho com óleo, sendo que cada um deve sentir quantas vezes precisa repeti-lo. Problemas agudos costumam sarar em 2 a 4 dias, problemas crônicos precisam às vezes de um ano inteiro. Os resultados desse método provocam surpresas e dúvidas, mas cada um de nós pode conferir a veracidade e o efeito em seu próprio organismo.

Os resultados obtidos mostram claramente que a terapia dos bochechos com óleo de girassol melhora os pro­blemas na cabeça, boca, nariz, ouvidos, garganta e nos brônquios — mesmo quando crôni­cos. Quando não houve cura, ocorreu nítida melhora na defesa contra inflamações e infecções. Além disso, houve melhora de doenças reumáticas, da pele e problemas neurológicos como neuralgias, depressões e insônia.


Por Conceição Trucom - docelimao.com.br/site/terapias/950-a-cura-pelo-oleo-de-girassol

sexta-feira, 12 de abril de 2013

Congelamento de ervas em azeite

Sabemos que o grande segredo na hora de preparar um prato é o tempero. Ervas frescas sempre dão um toque muito especial e pessoal ao prato.

Aproveite as dicas maravilhosas abaixo e aventure-se no uso dos temperos dos seus alimentos.

Escolha ervas frescas, de preferência da feira ou do seu próprio jardim.
Se quiser você pode picá-las bem, ou deixá-las em ramos e folhas maiores.

Na foto, as ervas foram finamente picadas.
Coloque em 
bandejas de cubos de gelo (cerca de 2/3 cheio de ervas).
Você pode 
misturar as ervas (sálvia, tomilho, alecrim).
Coloque azeite extra-virgem de oliva sobre as ervas.
Cubra com 
filme plástico e congele.
Remova os cubos congelados e armazene em recipientes ou sacos pequenos de congelamento.
Não esqueça de etiquetar cada embalagem informando qual é o tipo de erva dos cubos!
Usar em assados, batatas cozidas...





Créditos: Dicas e foto: clickgratis.com.br/receita/dicas-cozinha/congelamento-de-ervas-em-azeite/#ixzz2QBZkcFdW

quarta-feira, 10 de abril de 2013

Máscara de pólen e azeite para a pele

Misturar 1 colher de pólen em pó (se necessário, triturar em liquidificador a partir do pólen granulado comum), 1 colher de sopa de azeite de oliva extra virgem com 1 gema de ovo. 

Aplicar a máscara no rosto e pescoço com uma ligeira massagem e manter durante meia hora. Lavar somente com água. 

Ideal para peles secas. No caso de pele oleosa, substituir o ovo por suco de limão. 

O pólen é rico em nutrientes como carboidratos, lipídios, sais minerais, oligoelementos, vitaminas, enzimas e outras substâncias, que agem como vitalizantes da pele. 

O pólen também é lipoequilibrante e, segundo alguns autores, composto em cremes e máscaras é útil contra acne e, se ingerido oralmente, age contra queda de cabelo. Junto com a ação emoliente e hidratante do azeite de oliva, tem-se um excelente produto natural e caseiro para a saúde da pele.


Créditos: Dr. Márcio Bontempo – É médico homeopata, especialista em saúde pública.

terça-feira, 9 de abril de 2013

Dieta de Alimentos Crus

A dieta de alimentos crus, também conhecido como crudista é assunto corrente entre os vegetarianos. 

É uma alimentação composta de frutas e vegetais crus, sem conservantes, não fermentados e, especialmente, sem cozimento, mantendo intactas as propriedades físico-químicas e nutricionais dos alimentos.


Propõe a perda de 1k por semana de maneira saudável, proposta de The Raw Food Detox Diet (A Dieta Desintoxicante dos Alimentos Crus), desenvolvida pela nutricionista americana Natalia Rose e que vem fazendo a cabeça das celebridades de Hollywood.

Uma pesquisa americana constatou que os indivíduos que consomem muitos alimentos crus pesam, em média, quase 12 kg a menos do que os adeptos dos pratos que vão ao fogo. Achou interessante? Pois existe até uma linha de alimentação chamada crudivorismo em que os praticantes ingerem única e exclusivamente vegetais crus.

Mas você não tem de se submeter a uma mudança tão radical para usufruir os benefícios dos crus. 

Pode-se preparar alimentos no liquidificador de maneira a entrar nessa onda dos alimentos crus, usando também uma faca e um picador de legumes. Você pode preparar sopas para tomar à noite e adicionar a elas hortaliças picadas sem deixar que cozinhem. 

Invente sucos diferentes batendo frutas e folhas no liquidificador com o caldo da laranja ou água. Porém, só não use espinafre: ele deve ser sempre cozido, pois contém elementos tóxicos.

A dieta de alimentos crus inclui nozes e sementes germinadas, leite pasteurizado, longa vida, natural da vaca e ovos frescos.

Principais argumentos que sustentam a dieta com alimentos crus:
- Cozinhar o alimento faz com que ele perca algumas de suas proteínas, açúcares, gorduras, sais minerais e vitaminas.
- As enzimas que são necessárias para a digestão, são perdidas durante o cozimento.
- A água do alimento evapora, deixando-o sem a parte necessária de líquidos.
- Os minerais contidos nos alimentos se alteram o seu estado natural.
- Cozinhar legumes elimina de 40 a 50% suas vitaminas.
- Comer alimentos cozidos força o sistema imunológico (leucocitose digestiva).

Existe uma variante da Dieta dos Alimentos Crus chamada Dieta de Frutas ou fruitarian, que consiste em comer apenas frutas cruas.

Características da dieta alimentos crus:
É uma dieta que inclui alimentos naturais da estação. Ajuda a perder peso e desintoxicar o corpo. É prática, economizando tempo e trabalho por não ter que descascar, cortar ou cozinhar.
Os seguidores dessa dieta vivem em harmonia consigo mesmos, com a natureza e com o meio ambiente. Eles acreditam firmemente que o corpo humano está bem preparado para digerir e absorver os alimentos crus.

Cardápio para emagrecer 1,5 kg por semana:
Este cardápio é ideal para quem quer entrar de cabeça na Dieta dos Alimentos Crus. Cerca de 85% dos alimentos são consumidos em estado natural ou depois de cozidos rapidamente em baixa temperatura:

Café-da-manhã
3 xícaras de frutas variadas picadas
Almoço
Salada de hortaliças cruas variadas à vontade + 1/4 de xícara de nozes, amêndoas ou castanhas + 2 colheres (sopa) de azeite extravirgem

Jantar (escolha uma das opções):
-1 filé de salmão grelhado + 8 aspargos frescos cozidos no vapor + 1 tomate picado levemente refogado em 1 colher (sopa) de azeite extravirgem, 1/2 dente de alho e suco de limão
-1 filé de peito de frango pequeno grelhado + 1 xícara de cogumelos levemente refogados em 1/2 colher (sopa) de tomilho e 1 colher (sopa) de azeite extravirgem + 1 xícara de pepino temperado com 1 colher (sopa) de vinagre

Lanche (faça dois lanches ao dia) – Escolha uma das opções:
-1/2 xícara de frutas secas
-1/4 de xícara de nozes ou castanhas
-1 barrinha de cereal
-3/4 de xícara de ervilha-torta cozida no vapor
-1 copo de leite de soja
-1/2 abacate com 1 colher (sopa) de azeite extravirgem e suco de limão ou
-2 copos de suco de laranja.

Créditos: dietasehabitos.com.br/dieta-de-alimentos-crus/

Postagens Relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...