sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Fórmula infalível de beleza

Para os teus lábios, usa a Verdade;
Para a tua voz, usa a Oração;
Para os teus olhos, usa a Simpatia;
Para as tuas mãos, usa a Caridade;
Para a tua atitude, usa o Perdão;
Para o teu coração, usa o Amor.

Tenha coragem em todas as dificuldades da vida. Por pior que lhe pareçam, tenha a certeza que pode superá-las. 

Deus está em cada um de nós, sempre pronto a dar-nos energia, vigor, ânimo e incentivo.  Acredite na força do bem e da oração!

Não desperdicemos as preciosidades que o Senhor nos revela. Não somente ouvir, não somente se maravilhar, não somente se empolgar: imprescindível é degustar e digerir tudo o que o Senhor nos diz, para depois colocá-lo em prática. Que possamos guardar tudo no coração, sempre unidos no único caminho que nos une: a oração, o perdão e o amor!
Boas Festas!

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Maria, a maior educadora da história

Educar é a tarefa intelectual mais fascinante e, ao mesmo tempo, a que mais revela nossa impotência. 

Se educar uma criança ou adolescente é uma incumbência dificílima, imagine educar a criança mais instigante que pisou nesta terra, o menino Jesus?

Que educador daria conta dessa missão? Desde pequeno ele era especialista em perguntar. Questionava, indagava, queria saber tudo. Quem estaria intelectualmente preparado para educar aquele que se tornaria o Mestre dos mestres? Que pais? Que universidade? Que teólogos? É tão fácil errar nessa área. 

É tão fácil transmitir nossos traumas, inseguranças, medos, manias para nossos filhos e alunos. Havia milhares de candidatos. Mas uma jovem destacou-se diante do olhar clínico apuradíssimo do Autor da existência. Seu nome: Maria. Maria é a forma helenizada do nome hebraico Miriã.

Mas é estranho. Maria aparentemente era frágil, muito jovem e inexperiente. O que ela tinha de tão especial do ponto de vista psiquiátrico, psicológico e psicopedagógico? E mais estranho ainda. Antes de iniciar sua arriscadíssima e dificílima missão, ela previamente recebeu a notícia de que se tornaria a mais elogiada mulher da História.

Receber o troféu antes de iniciar a corrida não contaminaria de orgulho o esportista? Não o distrairia da sua meta e frustraria sua jornada? Por que foi depositada nela tanta confiança? Sob o olhar da ciência é possível vislumbrar que muitas coisas no relacionamento de Maria com o Deus Altíssimo e com o menino Jesus romperam o cárcere da rotina. Foi inusitado.

Uma adolescente foi escolhida. Não era rica, não pertencia a uma linhagem de alta classe e ainda por cima morava numa região socialmente desprezada, a Galileia. 

Muitos cristãos não sabem que Maria é a única mulher exaltada no Alcorão, o texto sagrado do islamismo. Inúmeras pessoas exaltam Maria diariamente, mas não percebem que as áreas mais íntimas da sua personalidade permanecem desconhecidas. Raramente alguém saiu da esfera religiosa e procurou investigar seu intelecto.

Maria foi escolhida por elementos intelectuais ou espirituais? Muitos valorizam os aspectos espirituais, mas sem suas características intelectuais seria preterida.

Se fosse uma mulher frágil, assaltada pelo medo e pelo estresse, teria condições de educar o filho de Deus, cuja história foi pautada por frustrações e rejeições? Se fosse insegura e superprotetora, não teria ela afetado o território da emoção do menino? Se amasse o exibicionismo e não a discrição, seu processo educacional não seria um desastre?

É presumível que sob os olhos da pesquisa ela seja mais complexa, sábia, serena, intrigante e interessante do que muitos católicos, protestantes, bem como islamitas, jamais imaginaram.

Riscos e mais riscos era a palavra de ordem na biografia de Jesus. Se Maria tivesse medo dos eventos da vida, não estaria apta para educar o menino Jesus. Se ela, como muitos pais, fosse escrava do medo do futuro, seria despreparada para educar o homem que mais correria riscos na História.

Jesus não poderia ser educado por uma mãe que temesse a vida. Ele cresceu destemido, sem receio de dissecar a alma humana, expor suas hipocrisias, denunciar a maquiagem que cobria o moralismo religioso, um moralismo que não sabia perdoar, que excluía as pessoas, que parecia "sepulcros caiados", belos por fora, mas insensíveis e inumanos por dentro.

Alguns educadores são controlados pelo medo de falhar, preferem a omissão à ação. Maria preferia a ação. Bons educadores evitam surpresas, a jovem mãe do menino Jesus viveu uma vida pautada por fatos imprevisíveis. 

Maria tinha de ser muito mais que uma educadora sensata. Não sabia quais seriam os percalços do caminho, mas estava disposta a ir em frente. Educar é caminhar sem ter a certeza de onde se vai chegar.

Educadores que querem controlar tudo na educação dos seus filhos e alunos e até de seus colegas de trabalho, que têm temor de falhar, acabam transmitindo o que mais detestam: a insegurança e o medo. Muitos riscos rondam a educação dos jovens. 

Riscos de desenvolverem transtornos psíquicos, de usarem drogas, de não terem empregos satisfatórios, de serem infelizes em seus casamentos e muitos outros. O que fazer quando algo der errado com os jovens? Enfiar a cabeça na lama da culpa? Sucumbir no vale do desespero? Não! A culpa excessiva esmaga a lucidez e o desespero esfacela o prazer de viver. 

Devemos dar o melhor de nós na educação, mas devemos estar convictos de que não fabricamos a personalidade dos nossos filhos e alunos, apenas a influenciamos. Quem não quer correr riscos está inapto para educar.

Maria talvez quisesse controlar todos os fenômenos ao seu redor, mas sabia das suas limitações e da complexidade da existência. Sabia que não tinha controle sobre os fatos e as circunstâncias. Quem tem medo da vida nunca a desfrutará plenamente, muito menos extrairá suas riquezas. 

O medo é um ladrão da psique humana. Um dos maiores riscos que um ser humano corre é viver superficialmente sem se conhecer, sem entender o ladrão que sutilmente habita o secreto do seu ser, espreitando um momento para furtar os melhores dias de sua vida.

Desde que recebeu o convite para conceber o menino Jesus, o mundo da jovem Maria virou do avesso. Ela estava só. A não ser seu futuro marido, ninguém poderia oferecer-lhe o ombro para chorar. 

Tinha de usar suas lágrimas para irrigar a serenidade e se conhecer para não entrar em desespero. Tanto na sua biografia como principalmente na do seu filho foram gravadas em letras maiúsculas estas palavras: RISCOS E FATOS IMPREVISÍVEIS.


Créditos: Livro “Maria, a maior educadora da história” – Augusto Cury 

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014

Quais os óleos essenciais que ajudam a cuidar dos pés?

Unha encravada: cravo e lavanda. Limpar a área e aplicar uma gota direto no local.
Calo: melaleuca e lavanda. Aplique 1 gota direto no calo massageando-o.
Chulé: alecrim, gerânio e melaleuca. Coloque 2 gotas nos calçados. Massageie os pés com estes óleos diluídos em óleo vegetal.

Micose de unha e frieiras: melaleuca, tomilho, manjericão, cravo e limão. Aplique 1 ou 2 gotas no local.
Suor excessivo: melaleuca e cedro. Coloque 20 gotas de cada em 200ml de água. Borrife nos pés diariamente. De vez em quando, faça um escalda pés com estes óleos.
Rachaduras: babaçu, copaíba e patchouli. Em 60ml de babaçu, coloque 30 gotas de cada e massageie os pés com frequência.

Créditos: Phytoterápica

segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

Depois do exagero das festas, sucos desintoxicantes que ajudam a limpar o organismo

Nas festas do Natal e Ano Novo, as pessoas comem e bebem em excesso. Por isso, é comum aparecerem alguns sintomas como desconforto, dor de cabeça, estômago, náuseas e cansaço. A seguir, veja as dicas do fitoterapeuta  André Resende, para você ficar em forma e com energia .

Suco desintoxicante para prevenir o desconforto causado pelo consumo de bebidas e alimentos
Ingredientes
3 folhas de boldo fresco
6 folhas de hortelã fresca
1 colher (café) de dente-de-leão em pó
1 limão descascado e picado
1 copo de água
Gelo à gosto
Bater juntos,coar e tomar

Suco após a bebedeira (no dia  seguinte)
Ingredientes
2 limões com casca,lavados e picados
8 folhas de hortelã fresca
1 folha de couve com talo
1 folha de carqueja fresca
1 copo de água de coco
Gelo à gosto
Bater juntos,coar e tomar

Suco desintoxicante e energético “a todo vapor”
Ingredientes
1 colher (café) de guaraná em pó
1 colher (café) de ginseng em pó
1 kiwi picado
1 limão descascado e picado
1 colher de mel
1 colher (sopa) de couve farinha
1 copo de água de coco
Gelo à gosto
Bater juntos,coar e adoçar com mel .Tomar 1 copo ,1 a 2 vezes por dia .

Suco desintoxicante super detox para dar energia. Previne e combate obesidade nos exageros.
Ingredientes
½ colher (sopa) de farinha de couve
½ colher (sopa) de farinha de espinafre
½ colher (sopa) de farinha de batata yacon
1 colher (sopa) de fibra verde farinha
1 colher (sopa) de detox com óleo de romã
1 copo de suco de maçã
Bater juntos e tomar 1 copo, 3 vezes por dia. De manhã, 40 minutos antes do almoço e jantar.

Pasta emagrecedora para você ficar com muita energia. Previne e combate o
cansaço sem estresse.
Ingredientes
Farinha de maca pó -30 gramas
Farinha de gengibre pó -30 gramas
Guaraná pó -20 gramas
Ginseng pó -20 gramas
Marapuama pó -30 gramas
Mel - 500 ml
Misturar tudo até virar uma pasta, colocar em um recipiente de vidro limpo
e seco e tomar 1 colher (sopa) 2 vezes por dia .

Chá desintoxicante anti-gástrico, refluxo e dores de estômago
Ingredientes
Espinheira santa
Carqueja doce
Funcho
Louro folhas
Dente de leão
Anis estrelado
Água 1 litro
Colocar 1 litro de água para ferver, quando estiver fervendo colocar um
punhado de cada erva,deixar levantar fervura, desligar o fogo, tampar e após 20 minutos, coar e tomar 1 xícara de chá 5 vezes por dia .

Solução à base de extratos fluídos de ervas para combater gastrite, problemas no fígado, mau hálito estomacal e intestinal.
Ingredientes
Extrato fluído de zedoária -100 ml
Extrato fluído de espinheira santa -100 ml
Extrato fluído de pariparoba -100 ml
Extrato fluído de anis estrelado -100 ml
Extrato fluído de hortelã -100 ml
Misturar e tomar 1 colher (sopa) no suco de maçã ou chá de hortelã ou erva
doce,3 vezes por dia.

Créditos: André Resende- Fitoterapeuta/naturopata - 11-2976 2763 / 2975 2682

sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

Exercícios para perder gordura do tchauzinho

Comece pela alimentação: esse é o ponto principal, escolha sempre uma dieta equilibrada contendo todos os nutrientes necessários, mas sem exagero, dê preferência a frutas e verduras, as quais funcionam como reguladores do intestino melhorando seu bem-estar



Evite alimentos com alto índice glicêmico (massas, doces em geral e algumas frutas, manga, abacate, por exemplo). 

Esses alimentos movimentam a insulina, hormônio que estoca o excesso de açúcar na forma de gordura no corpo. Os carboidratos de baixo índice glicêmico estão liberados (frutas, hortaliças, leguminosas). 

Alimentos bons são alimentos verdes, amarelos, frutas cítricas, grãos integrais, tomate, cenoura, folhas em geral, leite, peixes os quais contêm antioxidantes, vitamina A, vitamina C, vitamina E, os carotenóides e o selênio. Não deixe de ingerir proteínas! A carne é a maior fonte de proteínas, mas você também pode encontrá-la em menor quantidade em cereais integrais, feijões e alguns legumes e folhas.

A seguir, uma sequência de 5 exercícios, que a personal trainer Débora Praxedes elaborou, utilizando um saco de arroz, feijão ou pesinhos na execução. Faça 3 vezes por semana!

Flexão de braço
Na posição de prancha, com as pernas juntas, os braços estendidos, apoiada nas palmas das mãos e nas pontas dos pés, flexione os cotovelos descendo o tronco. Volte à posição inicial e repita 3 séries de 12. Se não for possível sustentar o peso do corpo, apoie os joelhos no chão. 

Tríceps francês unilateral
De pé, com os pés paralelos, segure o peso com a mão esquerda elevando o braço estendido, a mão direita apoia o esquerdo, que faz uma flexão de cotovelo por trás da cabeça, formando um ângulo de 90°. Volte à posição inicial e repita 3 séries de 12. Alterne os braços!

Tríceps banco
De costas para um banco ou cadeira, com as mãos apoiadas no assento, desça o corpo flexionando os cotovelos. Volte a posição inicial e repita 3 séries de 12.

Tríceps testa
Deitada com os joelhos flexionados, segure o peso com as duas mãos com os braços estendidos na altura da cabeça. Flexione os cotovelos voltando à posição inicial e repita 3 séries de 12.

Tríceps coice
Com o tronco inclinado para a frente, paralelo ao solo, coluna reta, mão direita e cabeça apoiadas, mão esquerda segura o peso com o cotovelo flexionado. Estenda o braço ao longo do corpo e volte à posição inicial e repita 3 séries de 12. Alterne os braços!

Créditos: Bambamel Natural / Lar Natural

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Receitas econômicas, fáceis, saborosas e saudáveis para o Natal

Bons hábitos nutricionais podem manter os problemas de saúde bem longe, principalmente na época do Natal, período em que é comum, que as pessoas se alimentem de forma exagerada. 

Você vai aprender que os talos do agrião podem dar uma excelente salada refrescante, e que a casca de uma abóbora pode se transformar numa quiche muito gostosa. 

A equipe de nutricionistas do Sesc  preparou uma seleção de receitas testadas e aprovadas, para você aprender a fazer pratos que podem resultar numa bela ceia de Natal, ou num excelente almoço recheado de alimentos nutritivos, que além de saborosos, fazem muito bem à saúde. 

São receitas econômicas, fáceis de fazer e que evitam o desperdício, aproveitando as verduras, os legumes e as frutas integralmente.

Salada crua com molho de linhaça
Ingredientes
Salada
1 unidade de alface roxa
1 unidade de alface americana
1 unidade de alface crespa
15 tomates-cerejas
2 xícaras de lentilhas cozidas “al dente”
Molho
1/2 xícara de suco de limão
2 colheres de sobremesa de linhaça triturada
1/2 xícara de azeite extravirgem
1 colher de sopa de manjericão picado
1 dente de alho amassado ou espremido
1 colher de café de sal
Modo de Preparo - Salada
Rasgue todas as alfaces e arrume numa saladeira. Coloque as lentinhas no centro, corte os tomates-cerejas ao meio e distribua-os sobre as folhas e a lentilha.
Rendimento: 800 g – 10 poções 100 g
Modo de Preparo - Molho
Bata todos os ingredientes no liquidificador. Sirva para que cada pessoa tempere sua salada.
Rendimento: 1,2 Kg – 8 porções 150 g

Salada refrescante
Ingredientes
2 xícaras de chá de talos de salsão
2 xícaras de chá de talos de agrião
2 xícaras de chá de manga
1 xícara de chá de tomate picado
2 colheres de sopa de salsa
1 copo de iogurte natural
1 unidade de hortelã
Sal a gosto
Modo de Preparo
Corte os talos de salsão, os talos de agrião e a manga em pequenos pedaços. Acrescente o tomate picado, a salsa e o sal. Tempere com o molho de iogurte batido no liquidificador com um fio de azeite e sal. Sirva frio.
Rendimento: 12 porções

Salada de quinoa
Ingredientes
1 xícara de quinoa em grãos
2 tomates sem sementes em cubinhos
1 colher de chá de azeite ou a gosto
Suco de 1 limão
1 colher sopa de folhas de hortelã
(picadinhas)
Sal e pimenta do reino a gosto
1/2 unidade de alface roxa
1/2 unidade de alface crespa
1 pepino cortado em cubinhos
Modo de Preparo
Despeje os grãos da quinoa em duas xícaras de água fervendo, abaixe
o fogo e espere secar toda a água. Reserve e deixe esfriar. Em um
refratário coloque o azeite, o suco do limão, o sal e a pimenta do reino.
Misture bem e então acrescente o tomate e a hortelã. Rasgue as folhas
de alface roxa. Misture a quinoa por último e sirva com folhas verdes.
Observação: pode consumir na hora que fica muito bom, mas se puder fazer com antecedência ficará melhor ainda, pois o grão da quinoa “puxa” todo o tempero.
Rendimento: 10 porções de 100 g

Arroz alternativo
Ingredientes
1 1/2 xícara de arroz integral
longo e fino
1 1/2 xícara de chá verde pronto (sachê)
1 1/2 xícara de água filtrada
1/2 de molho de salsa
1 cebola grande
8 dentes de alho
2 colheres de chá de sal
1/2 xícara de castanhas cortadas em
lascas finas
1/2 repolho verde
2 cenouras
Um fio de azeite de oliva
Modo de Preparo
Deixe o arroz de molho por uma hora. Higienize as especiarias e prepare o chá verde (um sachê para 1 1/2 xícara de água, deixando-o em infusão até o momento de usar). 

Corte em rodelas a cebola e o alho e pique toda a salsa, inclusive os talos. Refogue a cebola e o sal em um pouco de óleo na panela até começar a dourar. Acrescente o alho e em seguida adicione o arroz. Após, refogue o arroz por aproximadamente cinco minutos, acrescente a água e o chá pronto. 

Tampe a panela. Quando a água estiver quase secando por completo, acrescente a salsa picada e o repolho. Misture. Em seguida, salpique a castanha por cima. Volte a tampar a panela até que a água seque por completo. Antes de um minuto para desligar o fogo, acrescente a cenoura ralada grossa.
Rendimento: 8 porções

Salpicão natalino
Ingredientes
2 batatas raladas e aferventadas
3 maçãs verdes em cubo
100 g de azeitonas verdes
500 g de frango desfiado
1 xícara de chá de cenoura ralada
1 xícara de chá de salsão
1 xícara de chá de iogurte natural
3 colheres de sopa de Castanhas do Pará moídas
3 colheres de sopa de creme de leite light
Sal e cheiro verde a gosto
Modo de Preparo
Misture todos os ingredientes e leve para gelar.
Rendimento: 12 porções
Pudim de bacalhau com brócolis
Ingredientes
500 g de bacalhau refogado com azeite
1 unidade de coentro picado
200 g de brócolis
5 colheres de sopa de azeite
50 g de azeitonas pretas picadas
1 cebola picada
100 g de queijo parmesão
3 colheres de sopa de farinha de trigo integral fina
3 colheres de sopa de farinha de trigo comum
800 ml de leite desnatado
3 ovos
2 colheres de sopa de margarina light
Modo de Preparo
Numa panela refogue a cebola no azeite junto com a margarina. Acrescente as farinhas e deixe fritar por três minutos. Adicione o leite sempre mexendo e junte as gemas batidas. Após cozido, acrescente os ingredientes restantes à clara batida em neve, mexa suavemente, coloque em uma fôrma com furo no meio, untada e enfarinhada. Polvilhe com queijo parmesão o restante e leve para assar por trinta e cinco minutos, ou até que esteja dourado.
Rendimento: 10 porções de 100 g

Torta colorida de bacalhau
Ingredientes
600 g de bacalhau
900 g de batata inglesa
Cascas de 3 beterrabas
1 cabeça de brócolis americano
2 cenouras com cascas
12 colheres de creme de  leite
3 colheres sopa de manteiga
3 dentes de alho
1 cebola média picada
1 molho de coentro
2 colheres sopa de azeite
150 g de queijo parmesão
Modo de Preparo
Dessalgue o bacalhau e reserve (guarde a água para o cozimento da batata). Numa panela doure o alho no azeite, junte a cebola e refogue rapidamente. Acrescente o bacalhau e refogue por cinco minutos. Junte o coentro picado, mexa e apague o fogo. Reserve.
Higienize as batatas, corte-as ao meio, separe em três porções de 300 g cada e leve para cozinhar com a água do bacalhau. 1ª porção de batatas mais as cascas de beterrabas. 2ª porção de batatas mais as duas cenouras. 3ª porção batatas mais o brócolis. Após o cozimento, amasse como purê separadamente e deixe esfriar.
Montagem da torta
Para cada porção de batata cozida e amassada, acrescente quatro colheres de sopa de creme de leite sem soro, 50 g queijo parmesão, uma colher de sopa de manteiga derretida e 200 g de bacalhau refogado. Misture tudo para que fique uma massa homogênea. 
Monte:
1ª camada com a massa amarela, 2ª camada com a massa verde e a 3ª camada de massa vermelha. Leve à geladeira até o momento de servir, ou se preferir, polvilhe queijo parmesão e leve ao forno para gratinar.
Rendimento: 2 kg – 12 porções 167 g

Fricassê natalino
Ingredientes
1 colher de sopa de azeite de oliva
2 kg de filé de peixe em cubos
1 cebola grande (picadinha)
3 dentes de alho (amassados ou picadinhos)
Sal e pimenta do reino a gosto
Suco de 1 limão para temperar o peixe
1 xícara de chá de ervilha cozida
1/2 xícara de chá de água
1 cx de creme de leite
1 colher sopa de coentro (picadinho)
1 xícara de chá de batata palha
100 g queijo parmesão ralado
Modo de Preparo
Aqueça na panela o azeite, doure o alho e a cebola. Acrescente a ervilha e o peixe. Adicione o sal, a pimenta e a água. Quando
estiver bem sequinho coloque o creme de leite ou o molho branco. Em um refratário coloque a preparação pronta, o coentro picadinho, o queijo parmesão e leve ao forno pré-aquecido a 180°C até dourar. Quando servir, coloque a batata palha por cima.
Rendimento: 12 porções de 100 g

Quiche cremosa de casca de abóbora
Ingredientes – massa
2 xícaras de creme de arroz
1 xícara de fécula de batata
1 ovo
120 g de margarina
1 colher de sobremesa de açúcar
1/2 xícara de polvilho doce
Sal a gosto
Ingredientes - recheio
500 g de cascas de abóbora
1 xícara de leite
2 ovos
100 g de queijo parmesão
Pimenta do reino branca a gosto
Sal a gosto
Modo de Preparo
Em uma bacia coloque todos os ingredientes da massa e misture até formar uma massa homogênea. Abra em uma fôrma de fundo falso e leve ao forno médio por quinze minutos. Reserve. Leve ao fogo as cascas de abóboras devidamente higienizadas para cozinhar. 

Após, escorra e triture no liquidificador com o leite e volte ao fogo baixo, mexendo para não grudar. Bata as claras em neve, acrescente as gemas, bata novamente e despeje na panela. 

Corrija o sal, tempere com a pimenta branca, acrescente parte do queijo parmesão, apague o fogo e deixe esfriar um pouco. Despeje na massa semi-assada, polvilhe com o queijo parmesão restante e leve ao forno médio para gratinar. Sirva quente ou frio.
Rendimento: 1,2 kg – 8 porções 150 g

Ponche de frutas
Ingredientes
Casca de 1 abacaxi picado e cozido
1 maçã picada
1 xícara de chá de manga picada
1 xícara de chá de uvas cortadas ao meio sem sementes
3 colheres sopa de uvas passas
1 xícara de chá de açúcar
1 xícara de chá de água
200 ml de suco de maracujá
400 ml de suco de laranja
1 litro de guaraná
Modo de Preparo
Cozinhe a casca do abacaxi com a água, o açúcar e coe. Deixe esfriar e misture os demais ingredientes. Sirva Gelado.
Rendimento: 3,2 litros – 16 porções 200 ml




Ponche tropical
Ingredientes
1 litro de suco de uva integral
1 abacaxi
2 maçãs
1/2 kg de uvas verdes
1 xícara de açúcar demerara
1 litro de suco de laranja
cubos de gelo

Modo de Preparo
Misture todos os ingredientes e leve-os à geladeira por vinte minutos antes de servir.
Rendimento: 13 copos de 200 ml





Terrine de cascas de frutas
Ingredientes
Cascas de 2 laranjas cortadas em tirinhas sem a parte branca
Cascas 2 mangas Tommy ou Palmer maduras
Cascas de 3 goiabas vermelhas maduras
Cascas de 2 maçãs
Cascas de 2 maçãs ácidas
200 g de uvas pretas
3 colheres de sopa de mel
1 litro de água
Raspas de duas laranjas
Raspas de 2 limões
20 folhas de hortelã
300 g de açúcar
36 g de gelatina sem sabor
Modo de Preparo
Leve ao fogo a água, o mel, o açúcar, as folhas de hortelã e as raspas de laranja e limão até levantar fervura e reduzir para cerca de 900 ml. Coe numa panela, dissolva a gelatina, misturando-a ao líquido. Deixe esfriar e reserve. Leve as cascas de laranjas para ferver em água por cinco minutos, coe e esfrie.
Montagem da Terrine
Apoie uma fôrma de pão grande numa bacia com água e gelo. Coloque uma parte do líquido na fôrma e deixe o outro na geladeira. Acrescente as cascas de laranjas cortadas em pequenos quadrados, espalhados uniformemente e junte mais um pouco do líquido. 

Faça uma camada de casca de maçã ácida e vá intercalando a mistura de gelatina com a casca seguinte; uma camada de casca de manga; uma camada de casca de maçã; uma camada de casca de goiaba; por último a uva preta e o restante do líquido. Cubra com filme plástico e leve à geladeira por quatro horas. Desenforme, fatie e sirva enfeitado com folhas de hortelã.
Rendimento: 1 kg = 10 porções 100 g

Receita do pão para rabanada
Ingredientes
1 1/2 xícara de creme de arroz
1/2 xícara de fécula de batata
1/2 xícara de amido de milho
1/2 colher de sopa de açúcar
1 colher de chá de sal
1 1/2 colher de chá de emustab - (é um emulsificador, ou seja, é usado para dobrar o volume da receita,  aumentando em até 30%. Ele incorpora ar durante o batimento da massa, e ela fica mais firme, não necessitando de tantos cuidados para não abaixar antes de ir ao forno.
2 claras de ovo
4 colheres de sopa de óleo
15 g de fermento biológico
1 1/2 de xícara de água morna
Modo de Preparo
Numa tigela coloque as farinhas, o sal, o açúcar, o emustab derretido, o óleo e as claras de ovo. Misture bem com as mãos, adicione o fermento e a água. Continue misturando com as mãos. Coloque numa fôrma para pão untada e cubra com um plástico e um pano de prato. Pré-aqueça o forno em temperatura média. Coloque a fôrma sobre uma tigela com água quente, para o pão crescer mais rápido. Deixe crescer por cerca de vinte minutos. Leve ao forno pré-aquecido e asse até dourar.
Rendimento: 1 unidade = 1 Kg

Rabanadas sem glúten
Ingredientes
1 kg de pão sem glúten
(vide receita anterior)
1 xícara de leite
1 xícara de leite de coco
2 colheres de açúcar
2 ovos
1 xícara de açúcar
1 colher de sopa de canela
Modo de Preparo
Corte o pão em fatias e umedeça com a mistura do leite, leite de coco e duas colheres de sopa de açúcar. Reserve. Bata as claras em neve, acrescente as gemas e bata novamente. Passe o pão umedecido e leve ao forno para dourar. Não se esqueça de virar as rabanadas para dourar dos dois lados. Misture uma xícara de açúcar com uma colher de sopa de canela, passe as rabanadas e sirva.
Rendimento: 1 kg = 16 porções com 62,5 g

Panetone sem glúten
Ingredientes
2 ovos
2 xícaras de creme de arroz
1 xícara de amido de milho
1/2 xícara de polvilho doce
1 pitada de sal
4 colheres de açúcar
1/2 xícara de leite em pó
1/2 xícara de fécula de batata
1 xícara de água morna
1 colher de sobremesa de emustab derretido
2 colheres sopa de margarina derretida
50 g de frutas cristalizadas
30 g de passas sem semente
15 g de fermento biológico
Raspas de 2 cascas de laranja
Modo de Preparo
Numa bacia, misture as farinhas com o leite e reserve. Em outro recipiente coloque o fermento, adicione uma colher de açúcar, mexa e reserve. Bata os ovos ligeiramente. Junte a margarina derretida, o emustab derretido e a água morna. Misture as farinhas, mexendo até que se forme uma massa homogênea. Adicione o fermento, mexa mais um pouco, acrescente as frutas cristalizadas, as passas e a raspa de casca de laranja. Misture tudo, coloque em uma fôrma apropriada, deixando descansar por vinte e cinco minutos. Leve ao forno pré-aquecido por aproximadamente quarenta minutos.
Rendimento: 1 panetone de 800 g = 8 fatias com 100 g
  
Pavê de panetone
Ingredientes
500 g de panetone cortado em fatias médias
1 abacaxi inteiro bem maduro, cortado em cubos pequenos
500 ml de creme de leite light gelado
1 colher de sopa (cheia) de adoçante para forno e fogão
200 g de amendoim ou sementes de abóbora torradas e trituradas.
Modo de Preparo
Bata o creme de leite com adoçante na batedeira ao ponto de chantilly e reserve. Depois, em um refratário, intercale as camadas de fatias de panetone, abacaxi picado, chantilly e amendoim (ou sementes de a bóbora). Repita as camadas e finalize com o amendoim. Sirva gelado.
Rendimento: 10 porções de 70 g 


Panetone de liquidificador
Ingredientes
3 ovos
3/4 de xícara de chá de suco de laranja
1/2 xícara de chá de leite desnatado
1/2 xícara de chá de margarina
2 xícaras de chá de açúcar
800 g de farinha de trigo
2 tabletes de fermento fresco de 15 g
1 colher de sobremesa de raspas de casca
de laranja
Cascas de 2 goiabas (150 g)
Cascas de 3 maçãs (100 g)
Cascas de 3 bananas de água (100 g)
Cascas de 2 mangas (150 g)
3 fôrmas para panetone
Modo de Preparo
Em uma bacia coloque a farinha e reserve. Bata no liquidificador os ovos, o suco, o leite, a margarina, o açúcar, a casca da laranja e por último, o fermento. Despeje em uma tigela e misture a farinha reservada aos poucos. Coloque as cascas e misture bem. Coloque para crescer nas fôrmas próprias para panetone por uma hora ou até dobrar de volume. Leve para assar por trinta e cinco minutos (mais ou menos).
Rendimento: 12 porções - 3 panetones

Bolo trufado de natal
Ingredientes
1 xícara de tofu picado
1/2 xícara de óleo
1/2 xícara de cacau
2 xícaras de leite de soja
3 xícaras de açúcar mascavo
4 xícaras de farinha de trigo integral
1 colher de sopa de canela
1 colher de café de cravo em pó
1 colher de sopa de fermento
2 colheres de sopa de raspas de laranja
1 barra de 500 g de chocolate meio amargo
1 caixa de morangos
50 g de coco ralado
1 lata de leite condensado de soja
250 g de ameixas secas
Modo de Preparo
Bata no liquidificador o tofu, o óleo, a água e as raspas da laranja.
Junte tudo aos ingredientes secos previamente misturados em uma tigela. Por último, acrescente o fermento dissolvido em meia xícara de água. Bata bem a massa e coloque em uma fôrma untada com óleo. Asse por trinta minutos em forno pré-aquecido a 180°C.
Recheio
Bata no liquidificador o leite condensado de soja e as ameixas. Depois que o bolo estiver assado, desenforme, parta-o ao meio e recheie.
Cobertura
Derreta o chocolate em banho-maria e cubra o bolo. Decore com os morangos e o coco ralado.
Rendimento: 16 fatias

Cheesecake de frutas vermelhas
Ingredientes – massa
200 g de biscoito de aveia (1 pacote)
200 g de manteiga sem sal
100 g de nozes trituradas
Ingredientes - recheio
250 g de ricota
2 xícaras de chá de leite desnatado
1 xícara de chá de açúcar demerara
2 colheres de sopa de mel
2 ovos
Ingredientes - cobertura
500 g de frutas vermelhas maduras
2 colheres de sopa de açúcar
Modo de preparo - massa
Triture no liquidificador o biscoito e reserve. Derreta a manteiga e misture fria ao biscoito e às nozes trituradas. Em seguida, forre a massa em uma fôrma de fundo falso, fure com garfo e leve ao forno pré-aquecido a 180°C.
Modo de preparo - recheio
Bata todos os ingredientes no liquidificador, exceto o ovo. Bata as claras em neve e reserve. Depois, envolva na mistura do liquidificador e distribua sobre a massa já pronta.
Modo de preparo - cobertura
Coloque as frutas vermelhas bem maduras em uma panela com um pouco de água e açúcar e deixe derreter até formar ponto de geleia. Em seguida deixe esfriar, derrame sobre a torta pronta e leve para gelar por duas horas.
Rendimento: 12 porções

Elaborado por nutricionistas do Sesc RJ:
Soraia Alvino, Renata Madeira, Luana Viegas, Layla Dardes,Giselle Longo, Claudia Brito, Cintia Melo.
Créditos: Sesc – Serviço Social do Comércio – Alimentação Integral 

Postagens Relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...