sábado, 28 de agosto de 2010

Somos o que comemos?

O ditado “somos o que comemos” é uma meia verdade, porque na realidade somos o que captamos através dos cinco sentidos: tato, olfato, visão e audição, além do paladar.

Está escrito em Vedas, escrituras indianas de mais cinco mil anos, que arde em nós um fogo digestivo. Quando esse fogo interior está forte, podemos comer veneno e metabolizá-lo como néctar. Quando está fraco, podemos comer néctar e metabolizá-lo como veneno. Alguns hábitos simples nos permitem fortalecer o fogo digestivo.

Todos os dias de manhã, em jejum, beba um copo de água morna com algumas gotas de limão. Durante a noite, toxinas ficam acumuladas em nosso canal gastrointestinal. Ao ingerirmos a água morna, essas toxinas se soltam e a partir daí são expelidas através da urina e das fezes. A cada dia as chamas ficarão mais fortes.

Vários tipos de fome
Sempre que possível, cuide com o maior cuidado do que você põe à mesa. Escolha produtos naturais, de preferência orgânicos e de estação, porque contêm maior quantidade de energia vital. Preste também atenção ao tipo de fome que você sente. 

Você já fez a digestão completa ou é apenas vontade de comer por comer? Se você perceber que está realmente com o estômago vazio, então coma. Caso contrário, tome novamente um copo de água morna com um pouquinho de mel para tapear. Essa atitude simples já minimiza muita a compulsão pela comida, que nada mais é do que comer quando nossa alma sente fome, esquecendo-nos de que essa fome não pode ser saciada com comida.


Quer aprender um jeito facílimo de ver quanta comida é suficiente? Una as suas mãos deixando-as abertas. Vê a concavidade que se forma? A quantidade de alimento que couber nesse espaço é o que você deve comer a cada refeição para ter saúde. Nem mais, nem menos. 

E não se esqueça, que toda a ação gera em nossas células em memória que por sua vez vai gerar o desejo de repetir a ação.
A partir daí, seu corpo assume naturalmente o hábito de comer pouco e de forma saudável. O peso ideal é parte da nossa filosofia de bem viver!


Créditos: revistagol.

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Queda de cabelo


Queda de cabelo é um assunto cercado de mitos. Veja algumas das idéias que mais circulam sobre esse assunto e confira o que é verdade e o que não é.

Lavar os cabelos todos os dias causa queda capilar.
Mito: Pelo contrário, uma boa higienização do couro cabeludo reduz a queda. Manter os cabelos sujos impede o crescimento e obstrui os poros. A lavagem apenas ajudará os fios que já estão soltos a se desprender com mais facilidade.

A limpeza do couro cabeludo diminui a caspa.
Verdade: A limpeza do couro cabeludo com xampus destinados a remover as escamas, oleosidade e fungos diminuem a seborreia. Para eliminá-la por completo, entretanto, o paciente também deverá eliminar os fatores agravantes e reguladores da doença.

Tinturas e descoloração fazem cair mais cabelos.
Mito: O uso das tintas não é bom para o cabelo (já que tem componentes como o amoníaco que danificam a estrutura capilar). Contudo, a tinta danifica apenas o cabelo, e não o couro cabeludo — portanto não influenciará a queda de cabelo.

Os cabelos crescem mais rápido no verão.
Verdade: O sol estimula o crescimento. Isso acontece porque ele estimula alguns hormônios que fazem com que os cabelos cresçam mais rápido.

Secador e chapinha causam queda.
Mito: O uso correto e moderado não prejudica; o abuso, sim, pode danificar os fios. O ideal é utilizar o secador à baixa temperatura e não aproximá-lo demais do cabelo para não danificar o couro cabeludo.

Cabelo muito oleoso e com caspa intensifica a queda.
Verdade: A oleosidade impede o crescimento saudável, causando queda. O aumento da oleosidade pode gerar caspa e descamação no couro cabeludo — e esses podem ser fatores que levam à queda de cabelo.


A alimentação influencia na queda de cabelo.
Verdade: Uma alimentação com vitaminas e minerais são essenciais para manter o cabelo bonito. De 60% a 90% da composição capilar é aminoácido. Portanto, uma alimentação rica em proteínas pode melhorar a qualidade dos fios e deixar os cabelos mais fortes.

No inverno há piora da caspa.
Verdade: O clima frio determina uma maior descamação do couro cabeludo, devido à maior velocidade no crescimento e maturação celular. Outro fator que incfluencia bastante são os banhos muito quentes, que pioram o estado seborréico.

O uso de condicionador pode causar queda de cabelo.
Mito: O condicionador não causa a queda de cabelos; o que ocorre é que os fios que já estão na fase de queda cairão com mais facilidade. Mas o ideal é que o condicionador seja utilizado apenas nos fios, e não diretamente no couro cabeludo, pois isso pode agravar a dermatite seborréica e favorecer a queda.

No outono os cabelos caem mais.
Verdade: A explicação para esse fato é que existem em nossa pele sensores de luminosidade, que recebem mais estímulos no verão, fazendo com que os cabelos cresçam mais e caiam menos nessa estação. Com a chegada do outono, os fios que não caíram começam a cair e dão a impressão de uma queda mais intensa.

Usar bonés e chapéus faz cair cabelo.
Mito: O uso do boné não faz cair os cabelos, mas pode em algumas pessoas (que não tiram o boné da cabeça o dia todo) agravar doenças como a dermatite seborreica — esta sim podendo contribuir para a queda.


O estado emocional e de estresse interferem na queda.
Verdade: Fatores emocionais já foram comprovados cientificamente como agravantes da queda em pacientes predispostos. O estresse provoca no corpo alterações que levam à perda dos fios e, mesmo que indiretamente, mudanças hormonais consequentes a esse estado podem também potencializar a queda.

Cortar as pontinhas dos fios ajuda no crescimento.
Mito: O fato de cortar o fio do cabelo não interfere em seu bulbo capilar, responsável por seu crescimento.

Alisamentos causam queda de cabelo.
Mito: O alisamento age nos fios e não na raiz dos cabelos. Quando o alisamento é feito corretamente e com intervalos, não há influência na queda. O que pode ocorrer é o enfraquecimento da haste dos cabelos, resultando fios mais fracos, ressecados, com pontas duplas e com tendência à quebra.

Alterações significativas na aparência dos cabelos podem impactar seriamente a auto-estima das pessoas. A queda de cabelos pode causar sérias consequências emocionais – tanto para homens como para mulheres.
Os cabelos não servem somente como um aliado estético, mas também funcionam como um isolante térmico, protegendo a cabeça das radiações solares.

O principal indicativo de cabelos saudáveis é quando a cutícula do cabelo tem um padrão regular. Isso faz com que as moléculas de água e de proteína mantenham-se no cabelo – mantendo-o maleável, com brilho, forte e macio.
Mas quando nosso cabelo começa a cair ou está com sua estrutura alterada, isso pode ser indício de doenças.

Causas Externas
As causas externas da queda de cabelo geralmente são provocadas por desgastes por produtos químicos, tais como:


Permanentes
Tinturas
Tração dos fios – como em sessões de alisamento ou por pressão provocada por penteados que puxam o cabelo para traz.

Acúmulo de resíduos de cremes no couro cabeludo.
Mas a causa da queda não necessariamente é de origem química. Entre as causas comuns de origem não-química estão exposição excessiva aos raios ultravioleta, uso de secadores e escovação brusca.

Em ambos os casos, ocorrem anomalias na disposição das cutículas e, conseqüentemente, na estrutura dos fios e do couro cabeludo, deixando-os danificados. Nesses casos, em que as escamas ficam abertas, provocando perda de brilho, umidade e resistência faz-se necessário um tratamento profundo e intensivo. Esse tratamento deve ser à base de cremes específicos para a recuperação dos fios. Além disso, deve-se parar completamente com o uso dos produtos químicos nos cabelos, até que eles estejam novamente revitalizados.

Quando os cabelos estão caindo em grande quantidade ou quando tornam-se mais finos e escassos, não se deve dispensar a consulta a um dermatologista para descobrir com precisão a causa.

Os especialistas na área irão avaliar o problema do paciente, buscando informações sobre sua dieta, uso de medicamentos, vitaminas tomadas nos últimos seis meses, histórico familiar e doenças recentes. No caso de mulheres que apresentam esta queixa, o médico deve perguntar sobre o ciclo menstrual, gravidez e menopausa.

A próxima etapa é fazer um exame do couro cabeludo, analisando os fios de cabelo ao microscópio. Testes laboratoriais mais específicos também podem ser indicados, como por exemplo, a biópsia do couro cabeludo.

Causas Internas
Má alimentação
Uma alimentação rica em vitaminas e proteínas é essencial para o fortalecimento dos fios. Por isso, para obter os nutrientes necessários, procure seguir uma dieta equilibrada que contenha:

Zinco, presente em alimentos como carne vermelha, frango e peixe;
Aminoácidos lisina, cisteína e prolina, presentes em carnes;
Beta-caroteno, presente em vegetais alaranjados como cenoura e folhas de cor verde-escura.

Vitaminas do complexo B, presentes em grãos, nozes, legumes, cereais integrais.
O ferro é um dos componentes mais importantes para a saúde do cabelo. A reserva de ferro no organismo deve estar alta. Algumas pessoas não ingerem ou não absorvem bem o ferro. 

Mulheres com o período menstrual muito longo ou com grande volume perdem muito ferro e ficam anêmicas. A detecção da redução do ferro no sangue é feita através de exames laboratoriais, podendo esta ser corrigida pelo uso de comprimidos ou medicações que contenham ferro.


Pós-parto
Geralmente após o parto, ocorrem casos de queda de cabelo em algumas mulheres. Porém, essa queda é perfeitamente normal, ocorrendo enquanto o organismo da mulher se recupera dos desequilíbrios hormonais da gravidez. 

Outro fator agravante é a amamentação, período em que a mãe dispõe de muitos nutrientes para o bebê através do leite.

A queda de cabelo normalmente inicia-se de 2 a 3 meses após o parto, normalizando-se naturalmente no prazo de 1 a 6 meses.

Durante este período, valem os conselhos habituais: evite banhos muito quentes, escovação exagerada e realize massagens no couro cabeludo com as pontas dos dedos. Não há restrições após o parto com relação ao uso de tinturas, tonalizantes e procedimentos químicos – como permanente e alisamento.

Micoses do couro cabeludo
Essa infecção é contagiosa e mais comum em crianças.
Inicialmente formam-se pequenas áreas de descamação que podem se estender e resultar em áreas de fios quebradiços, eritema (vermelhidão), edema (inchaço) e infiltração. O tratamento deve ser feito através de medicação oral. 

Uso das pílulas anticoncepcionais
Mulheres que apresentam queda de cabelos ao utilizarem pílulas anticoncepcionais geralmente já apresentam uma tendência prévia a terem menor quantidade de cabelos. 


Se a queda efetivamente ocorrer, a usuária deverá consultar seu ginecologista na tentativa de substituir o anticoncepcional usado.

Quando a mulher interrompe o uso do anticoncepcional, ela poderá perceber que a queda do cabelo inicia-se de 2 a 3 meses após esta interrupção, podendo permanecer até 6 meses.

Distúrbios da glândula tireóide
Com relação à produção dos hormônios da tireóide, tanto a diminuição (hipotireoidismo) como o aumento (hipertireoidismo) podem ser causas de queda de cabelo. Estas alterações podem ser diagnosticadas através de exames laboratoriais. O tratamento correto das doenças da tireóide pode corrigir efetivamente a perda capilar.                                     

Febre alta e infecções
Uma gripe forte pode levar a uma queda excessiva dos cabelos por algum tempo, cessando espontaneamente.

Tratamentos para câncer (quimioterapia e radioterapia)
Alguns tipos de tratamentos para câncer farão com que as células responsáveis pelo crescimento dos cabelos parem de se multiplicar. 

Os cabelos começam, então, a ficar finos e quebradiços. Isto ocorre cerca de 1 a 3 semanas após o início do tratamento. Pacientes podem chegar a perder mais de 90% dos seus cabelos. Depois de terminado o tratamento, o crescimento capilar reinicia-se normalmente.

Cirurgia e medicação intensa
Alguns medicamentos usados no tratamento de gota, artrite, depressão, problemas cardíacos, hipertensão arterial e anemia contribuem para o problema. O excesso de vitamina A também pode levar à queda.

Créditos: Beleza e Saúde

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Pele negra - sorte grande!

A pele negra, pela história evolutiva das sociedades africanas, está equipada para as intempéries da natureza e preparada para a luta, para sobreviver em ambientes adversos (o calor africano durante o dia, mais o vento e o frio durante a noite). Além disso, o corpo tem uma musculatura mais forte..

A origem da etnia explica também outras diferenças e define cuidados. Como possui muita melanina, a pele está mais protegida do sol e, por consequência, do envelhecimento das células da epiderme. 

Soma-se a isso um alto teor de colágeno, o que significa um grau de elasticidade superior a outras cores de pele. Estes dados justificam o fato de a pele escura permanecer conservada por tanto tempo.


Sorte grande
Além de ser bem mais fácil cuidar da pele, as mulheres negras ainda podem esnobar pelo fato de não terem celulite. Como a musculatura das pernas é mais firme, isso impede a formação daqueles desagradáveis furinhos. As costas também possuem músculos mais fortes. Resultado: a postura é melhor. Bolsa de Mulher



A pele negra tem tendência a extremos de oleosidade ou de secura.
Quando é seca, pode apresentar tonalidade acinzentada. 

Precisa de tratamentos suaves, pois produtos mais ativos como esfoliantes podem afetar o suprimento de melanina, provocando o aparecimento de diferentes tonalidades entre áreas do rosto, como maçãs mais claras.

Usar pela manhã um filtro solar nº 4 para o dia a dia e um filtro solar nº 15 para exposições mais prolongadas. Um bom hidratante diário que contenha vitamina C e componentes rejuvenescedores.
Aplicar sempre que puder, uma máscara regeneradora.

Bambamel Natural

Imagem: Reprodução

O azeite de oliva e a pele

A oliveira e o azeite de seu fruto têm sido parte da cultura mediterrânea desde suas origens. Além de ser utilizado na alimentação, servia como remédio e produto de beleza, entre outros. 
Há cinco mil anos, as mulheres egípcias descobriram os efeitos benéficos do azeite de oliva para sua pele e passaram a utilizá-lo como emoliente. A partir de então, criaram o primeiro sabonete, misturando azeite, essências e cinzas. Os gregos o utilizavam para massagens, confiando em seu poder para aumentar a beleza e a virilidade. 

Foi comprovado que o azeite de oliva é uma forma natural de manter a beleza da pele, das unhas e dos cabelos. 
Possui vitaminas A, D, K e E, e é um poderoso antioxidante, o que ajuda a retardar o
envelhecimento da pele. A oliveira é uma árvore capaz de regenerar e autoproteger.

Por todas as suas propriedades, ele se revelou como uma estrela da cosmética. Suas aplicações na área da estética e beleza são inumeráveis: funciona como anti-rugas, hidratante e suavizante para peles secas. 

É purificador, calmante, e serve para amolecer as impurezas da pele e tornar mais fácil a remoção. melhora a elasticidade da pele, dá brilho aos cabelos e é perfeito para banhos relaxantes e massagens.

Créditos: Portal Brasil 

Óleo de copaíba

Também conhecido como bálsamo de copaíba, o óleo de copaíba é obtido da copaibeira, árvore amazônica que chega a 45 metros de altura, por meio de uma incisão no tronco, do qual escorre em forma de resina.

Os primeiros a utilizarem o Óleo de Copaíba foram os índios da Amazônia que untavam o corpo depois dos combates e caças para aliviar lesões e curar feridas. 

Eles provavelmente aprenderam ao observar o comportamento de animais feridos que esfregavam-se nos troncos das copaibeiras.

Ação nos nove sistemas do organismo humano:
Sistema digestivo: eliminando toxinas facilitando a digestão, traz excelente resultado nos processos de gastrites, úlceras e neutraliza a formação de gases.

Sistema intestinal: ajuda a regular o intestino preso e os casos de prisão de ventre. Ativa a função peristáltica do intestino.

Sistema circulatório: limpa, regenera e desobstrui os vasos. É preventivo e eficaz em casos de varizes, derrames e ataques cardíacos. Excelente como auxílio para o equilíbrio do colesterol e triglicérides.

Sistema urinário: promove a limpeza dos uretes, previne e auxilia a eliminação de cálculos em geral e evita infecções.

Sistema respiratório: equilibra os canais respiratórios, excelente como expectorante e como auxiliar no tratamento de bronquites, pneumonias, asma, pigarro, sinusites e renite, pois desobstrui alvéolos pulmonares.

Sistema glandular: limpa e equilibra as trompas, útero e ovários, ajudando na eliminação de miomas e cistos, tem ainda propriedades de um forte tônico sexual, porque fortalece a próstata do homem e o sistema glandular da mulher.


Sistema nervoso: harmoniza e equilibra o sistema, minimiza alguns distúrbios nervosos como depressão, ansiedade, stress e insônia, evita que o sistema nervoso seja alimentado por toxinas.

Sistema estrutural: fortalece os ossos evitando a osteoporose e articulações, coluna, artrose e artrite.

Sistema imunológico: mais poderoso antibiótico já conhecido previne e elimina inflamações e infecções, ajudando a combater todas as doenças, fortalecendo o sistema de defesa do organismo.

Benefícios: Acne, espinha, aftas, estomatites, alcoolismo, alergia respiratória, amidalite, anemia, azia, má digestão, artrite, artrose, asma, aumento de força muscular, bronquite, bursite, câimbra, câncer, caspa e seborréia, celulite, ciática, cirrose, cistos, coceiras, colesterol, cólicas, depressão, derrame, desinteria, diabetes, distúrbios emocionais, doenças da próstata, dores, envelhecimento precoce, estrias, excesso de peso, febre, feridas, frieiras, furúnculos, gases, gengivite, gastrite, gota, hemorragias, herpes, hipertensão, hemorróidas, impotência sexual, infarto, inflamações em geral, intestino preso, insônia, leucorréia, mau hálito, mau odor dos pés, micoses em geral, mioma, náuseas, obesidade, pedras nos rins, psoríase, queda de cabelo, reumatismo, sintomas de menopausa, tensão pré-menstrual, tosses, tumores em geral, úlceras, varizes, vermes, verrugas, vitiligo, queimaduras.

Previne mais de 70 doenças porque elimina as impurezas e toxinas que prejudicam nosso organismo.

Via oral ou passar no local:
1ª semana: uma gota após o café da manhã
2ª semana: duas gotas após o café da manhã, duas gotas após o almoço
3ª semana: três gotas após o café da manhã, três gotas após o almoço, três gotas após o jantar.

Cuidado: hipertensos não devem fazer uso (parte dos hipertensos que tomaram, tiveram alteração na pressão arterial). 
Atenção: para ser tomado precisa ser prescrito por um médico especialista. Altas doses da planta podem ser toxicas.

Assista o vídeo e verifique os benefícios do óleo de copaíba:
http://youtu.be/U7b5XMfOQwI

Créditos: Reportagem do globo repórter exibida em 21/11/03.

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Como fazer o chá de sucupira

É o nome popular dado a várias espécies de árvores brasileiras sendo a mais comum a Pterodon emarginatus que ocorre no cerrado e sua transição para a floresta semidecídua da Mata Atlântica, nos estados de Minas Gerais, Mato Grosso, Tocantins, São Paulo, Goiás e Mato Grosso do Sul. 

É uma árvore de porte médio, de 8 a 16 metros, de copa piramidal rala. O tronco tem casca lisa branco-amarelada. As raízes formam às vezes expansões de reserva, as batatas-de-sucupira. (Fonte: Wikipedia)

Propriedades, indicações e benefícios:
A Sucupira possui ação anticancerígina, além de ser um ótimo tônico. A planta é utilizada no combate ao excesso de ácido úrico do corpo, amigdalite, artrite, asma, blenorragia, cistos ovarianos e no útero, debilidade orgânica, dermatoses, diabetes, dor de garganta, dores espasmódicas, feridas, hemorragias, inflamações, reumatismo, sífilis e vermes.

O óleo volátil retirado da casca e das sementes, além de ser aromático, é muito utilizado no tratamento de reumatismo. Os tubérculos ou nódulos da raiz, também conhecidos como Batatas-de-Sucupira, são utilizados no controle do diabetes. Um estudo publicado também concluiu que os óleos essenciais das sementes de sucupira são úteis no combate de tumores de próstata.

Estudos comprovaram que as sementes de Sucupira da espécie Pterodon emarginatus possuem flavonóides, cumarinas, saponinas, triterpenos, esteróides e óleo essencial. No óleo da semente é encontrado elementos como o beta-cariofileno, substância química com atividade anti-inflamatória antibiótica, antioxidante, anti-carcinogênico e anestésico local, o que comprova as propriedades medicinais da Sucupira.

Como fazer o chá de semente de sucupira
Há vários métodos de preparar o chá da semente de Sucupira. Na primeira delas, as sementes devem ser partidas em cerca de quatro pedaço. Após ferver um litro de água por cerca de dez minutos, cinco sementes de Sucupira devem ser mergulhadas por cerca de um minuto na água quente. Deixar as sementes fervendo por cerca de dois minutos fortalecerá o chá, o que o tornará recomendado para casos de dores persistentes. Após ferver as sementes com a água, o chá deve ser esfriado e conservado na geladeira para consumo.

Outro modo de preparar o chá de Sucupira consiste em ferver por cerca de 10 minutos em cerca de um litro de água alguns pedaços da semente ou casca de Sucupira.
O chá deve ser tomado com intervalos de algumas horas, intercalados com o consumo de água. A recomendação é de que o chá seja tomado preferencialmente fresco. O chá pode ser utilizado no tratamento de dores, vez que possui efeito analgésico e antiinflamatório.


Créditos: Unicamp
imagem: Reprodução

Células cancerosas... Hospital John Hopkins

Depois de anos dizendo às pessoas que a quimioterapia é a única forma de tentar (tentar é a palavra chave) eliminar o câncer, o Hospital John Hopkins está finalmente dizendo que existe um meio alternativo.

1- Cada pessoa tem células cancerosas no organismo. Estas células não aparecem nos testes normais antes de se terem multiplicado a alguns milhões. 

Quando os médicos dizem aos doentes que não há mais células cancerosas em seus corpos após o tratamento, isto significa apenas que os testes não são capazes de detectar as células cancerosas, porque elas não atingiram o tamanho detectável.

2- Células cancerosas ocorrem entre 6 a mais de 10 vezes na vida de uma pessoa.
3- Quando o sistema imunológico de uma pessoa é forte, as células cancerosas serão destruídas e impedidas de se multiplicarem para formar tumores.

4- Quando uma pessoa tem câncer, isso indica que a pessoa tem múltiplas deficiências nutricionais. Isto poderia ser devido a fatores genéticos, ambientais, alimentares e ao estilo de vida.

5- Para vencer as múltiplas deficiências nutricionais, mudar os hábitos alimentares e incluir suplementos na dieta. Isso reforçará o sistema imunológico.
6- A quimioterapia envolve o envenenamento das células cancerosas que crescem rapidamente e também destrói as células saudáveis da medula óssea, do trato gastrointestinal, etc, e podem causar danos em órgãos como fígado, rins, coração, pulmões, etc.

7- A radiação ao destruir as células cancerosas também queimam, ferem e danificam as células saudáveis, os tecidos e os órgãos.

8- O tratamento inicial com quimioterapia e radiação, freqüentemente reduzem o tamanho do tumor. Contudo, o uso prolongado da quimioterapia e radiação não resulta na destruição do tumor.

9- Quando o corpo tem muita carga tóxica proveniente da radiação e da quimioterapia e o sistema imunológico está comprometido ou destruído, a pessoa pode sucumbir a vários tipos de infecções e complicações.

10- A quimioterapia e a radiação podem transformar as células cancerosas e torná-las resistentes e difíceis de destruir. A cirurgia também pode provocar a disseminação de células cancerosas para outras partes do corpo.

11- Uma maneira eficaz de combater o câncer é matar de fome as células cancerosas, não as alimentando com os alimentos que elas necessitam para se multiplicarem.
12- A proteína da carne é difícil de digerir e requer muitas enzimas digestivas. A carne restante não digerida nos intestinos putrefaz-se e provoca maior acumulação tóxica.

13- As paredes celulares do câncer são cobertas por uma proteína dura. Ao abster-se de comer ou comendo menos carne, mais enzimas são liberadas para atacar as paredes de proteína dura das células cancerosas e permite que as células assassinas do corpo destruam as células cancerosas.

14- Alguns suplementos fortalecem o sistema imunológico (IP6, Flor-ssence, Essiac, anti-oxidantes, vitaminas, minerais, EFAs, etc.) para permitir que as células assassinas do corpo destruam as células cancerígenas. Outros suplementos como vitamina E, são conhecidos por causar opoptose, ou morte celular programada, que é o método normal do corpo eliminar as células danificadas, indesejáveis ou desnecessárias.

15- O câncer é uma doença da mente, do corpo e do espírito. Um espírito positivo e pró-ativo contribuirá para que o combatente do câncer seja um sobrevivente. Raiva, impiedade e amargura colocam o organismo em um ambiente estressante e ácido. Aprenda a ter um espírito amoroso e piedoso. Aprenda a relaxar e desfrutar a vida.

16- As células cancerosas não podem prosperar num ambiente oxigenado. Exercitar-se todo o dia e fazer exercícios respiratórios ajuda a obter mais oxigênio para atingir o nível das células. Oxigênio terapia é outro meio empregado para destruir células cancerígenas.

As células cancerosas alimentam-se de:
a- Açúcar: é um alimentador do câncer. Ao cortar o açúcar, corta-se um importante abastecimento alimentar para as células cancerosas. Os substitutos do açúcar, os adoçantes como NutraSweet, Equal, Spoonful, etc, são feitos com Aspartame que é nocivo. Os melhores substitutos naturais seriam o mel e o melado, mas apenas em quantidades muito pequenas. O sal tem um produto químico adicionado para torná-lo branco. A melhor alternativa é o sal marinho.

b- O leite faz com que o organismo produza muco, especialmente no trato gastrointestinal. O câncer alimenta-se do muco. Ao cortar o leite e substituí-lo por leite de soja sem açúcar as células cancerosas são mortas de fome.


c- Células cancerosas prosperam num ambiente ácido. A dieta a base de carne é ácida e é melhor comer peixe ou um pouco de frango. A carne também contém hormônios do crescimento e parasitas, que são todos nocivos, em especial para pessoas com câncer.

d- Uma dieta feita de 80% de legumes frescos e sumos, grãos, sementes, nozes e um pouco de frutas, ajuda a por o corpo em um ambiente alcalino. Cerca de 20% pode ser de alimentos cozidos inclusive feijão. 

Sucos de vegetais frescos fornecem enzimas vivas, que são facilmente absorvidos e atingem as células em 15 minutos para nutrir e aumentar o crescimento de células saudáveis. Para obter enzimas vivas, para construir células saudáveis experimente beber sucos de vegetais frescos e de brotos de feijão e comer alguns vegetais crus 2 ou 3 vezes por dia. 

As enzimas são destruídas a temperatura de 40 graus C. Portanto, mantenha os vegetais e os brotos de feijão em local fresco.

e- Evite café, chá e chocolate, que tem alta concentração de cafeína. Chá verde é uma alternativa melhor e tem a propriedade de combater o câncer. A água é melhor beber purificada ou filtrada, para evitar toxinas e metais pesados. Água destilada é ácida, evite-a.

Atualização de câncer do Hospital John Hopkins – EUA.
Nenhum recipiente de plástico no microondas.
Nada de garrafas de água no congelador.
Nada de revestimento plástico no microondas.

John Hopkins recentemente publicou esta comunicação no seu boletim informativo. Está sendo divulgada no Walter Reed Army Medical Center:
Dioxinas químicas provocam câncer sobretudo de mama. As dioxinas são altamente tóxicas para as células do nosso corpo. 

Não congele seus frascos plásticos com água, pois isto libera dioxinas do plástico. Recentemente o Dr. Edward Fujimoto, gerente do programa de bem-estar do Hospital Castle, foi a um programa de TV para explicar este risco à saúde. 

Ele falou sobre as dioxinas e como elas são para nós. Ele disse que não deveríamos aquecer nossos alimentos no microondas usando recipientes plásticos.
Isso se aplica especialmente aos alimentos que contem gordura. 

Ele disse que a combinação de gordura, calor alto e plásticos libera dioxina em alimentos e finalmente nas células do corpo. Ao invés disso, ele recomenda usar utensílios de vidro, como pirex ou de cerâmica e cobrir o alimento com uma toalha de papel.


Créditos: Slideshare
Imagem:  Reprodução

Chá verde

Original da China, o chá foi levado ao Japão através de monges que viajavam entre os dois países. Curiosamente, o chá verde foi o único que se popularizou no Japão, mas foi de maneira privilegiada, tornando-se a bebida mais consumida do país, superando refrigerantes e bebidas alcoólicas.

As folhas do chá verde vão para a secagem após a colheita, mas apenas passadas pelo calor, evitando, assim, a fermentação. 
Outras ervas são vendidas a título de chá verde, porém o verdadeiro é o feito a partir da folha do arbusto Camellia sinensis. 

É chamado de verde porque as folhas da erva sofrem pouca oxidação durante o processamento, o que não acontece com as folhas do chá preto.

A preparação do chá verde difere um pouco dos chás tradicionais. A água não deve estar fervendo, pois do contrário, as folhas acabam sendo cozidas e proporcionando gosto amargo à bebida. O tempo de infusão também não deve ser maior que 3 minutos.

Pesquisas
Estudos indicam que o chá verde é rico em substâncias antioxidantes, chamadas polifenóis, que evitam a ação destrutiva das moléculas de radicais livres que degeneram as células, auxiliando, por exemplo, no combate ao câncer e ao envelhecimento.

Doença de Parkinson é causada pela perda de neurônios produtores de dopamina, que controla os movimentos. Os antioxidantes do chá verde, ao reduzir a oxidação dos neurônios estariam contribuindo para a redução do avanço e prevenção da doença.


As mesmas substâncias que parecem prevenir o câncer no chá verde, evitam que se forme uma proteína que cria placas no cérebro e levam à demência chamada de doença de Alzheimer. Experimentos mostraram redução de 54% no acúmulo das placas no cérebro de roedores. 

Este efeito ocorre, pois compostos presentes no chá verde inibem a atividade de uma enzima que destrói a acetilcolina, uma importante substância encontrada nos neurônios.

O chá verde também é rico em tanino que faz diminuir as taxas do LDL (colesterol ruim) e fortalece as artérias e veias favorecendo a prevenção de doenças cardíacas e circulatórias. 

Possui bioflavonóides e catequinas: substâncias que bloqueiam as alterações celulares que dão origem aos tumores.
O American Journal of Clinical Nutrition, dos EUA, publicou um estudo mostrando que pessoas que consomem chá verde queimam mais calorias do que outras pessoas, devido ao aumento da taxa metabólica, sendo indicado para ser incluído em dietas para perda de peso.


Pesquisadores acreditam, ainda, que o hábito de beber chá em vez de café é um dos fatores responsáveis pelo menor índice de infarto em países do Oriente. E como se não bastasse, comprovou-se também que as substâncias presentes no chá verde ajudam a prevenir cáries, têm ação antiinflamatória e antigripal, ativam o sistema imunológico e regeneram a pele.

O chá verde também possui manganês, potássio, ácido fólico, vitamina C, vitamina K, vitamina B1 e a vitamina B2. Antes restrito às lojas de produtos naturais, o chá verde já é facilmente encontrado nos supermercados.

O consumo em excesso e o chá muito concentrado podem levar a gastrite, devido à cafeína. Nada em exagero traz benefício. O ideal é consumir a bebida em pequenas doses de 50 ml (copinho de café) ao longo dia.


Informações obtidas através de fornecedores

Chá das folhas de oliveira

As oliveiras, são árvores baixas de tronco retorcido nativas da parte oriental do Mar Mediterrâneo.
São ricas em ômega 3, ômega 6 e mais 16 ácidos graxos. 11 vitaminas, entre elas: A, E, C, B1, B2, B3 e B6.
12 sais minerais, entre eles: Cobre, potássio, magnésio, manganês, sódio, fósforo, zinco e selênio e 11 polifenóis.

Tem sido usado desde os tempos antigos com propósitos medicinais, e novas pesquisas mostram que tem propriedades antibacterianas, antiinflamatórias, antioxidantes, colesterol, hipertensão e radicais livres.

Proporciona bem estar e disposição nos momentos de tensão, estresse e ansiedade. Por conter princípios antioxidantes promove uma longevidade saudável e tranquila.
O chá auxilia em casos de estresse, ansiedade, depressão, insônia, resfriados, dores e inflamações em geral. Aliado a uma dieta saudável e exercícios físicos, o uso do chá auxilia no emagrecimento.

A alta concentração de fibras minimiza a prisão de ventre. Unhas e cabelos ficam mais fortes e brilhantes. A pele tem as marcas de expressão atenuadas, o que consequentemente previne o surgimento de rugas.

Os estudos mostram que tomando o chá de 2 a 3 meses é possível perder 10% da cintura, e em média 6 kg, desde que combinando com uma reeducação alimentar. 
O recomendado é que se tome o chá 4 vezes ao dia entre as refeições.

Ferva um litro de água em uma panela que não seja de alumínio.
Ao levantar fervura, despeje um punhado de folhas secas de oliveira.
Ferva mais um minuto, deixe esfriar e coe.
Você pode também diversificar o sabor do seu chá adicionando algumas folhas de hortelã ou cascas de abacaxi.

Pesquisa em livros e internet
Imagem: Reprodução

terça-feira, 24 de agosto de 2010

Clareador para os joelhos

Hidrate a pele das pernas todos os dias, após o banho. Concentre-se nos joelhos, aplicando o creme em massagens circulares.

Uma vez por semana, amacie e clareie a pele dos joelhos passando uma mistura de açúcar com limão (à noite), em partes iguais. 

Massageie bem, para que a mistura penetre e deixe por uns quinze minutos, depois enxágue e passe um hidratante.

Os joelhos bronzeiam e escurecem mais rápido que o resto do corpo. Evite que isso aconteça protegendo-os com uma dose extra de protetor solar.
Para manter os joelhos em forma e sem acúmulos de gordura, nade, ande de bicicleta e pule corda.
Hidratante clareador
Ingredientes:
1 colher de sopa de aveia bem fininha
3/4 de xícara de leite de soja
1 colher de sobremesa de mel
Modo de preparo:
Misture a aveia com o leite de soja e aqueça o fogo.
Acrescente o mel e mexa até obter a consistência de um marshmallow.
Aplique o creme sobre joelhos e cotovelos de maneira que fique uma camada grossa.
Proteja o local com película transparente e deixe agir por 20 minutos.
Tire o plástico e, em seguida, retire o creme que ficou com água morna.
Créditos: livro Beleza

Suco de beterraba reduz a pressão arterial

Para melhorar a qualidade da alimentação é preciso aproveitar os benefícios dos vegetais. As beterrabas, além de serem usadas em saladas, podem ser preparadas como suco. 

O suco de beterraba é altamente laxante e ajuda na recuperação de emoções fortes (pânico, medo, ira). É depurativo do sangue, fortalecendo o coração, fígado, vesícula biliar e as glândulas endócrinas; combate anemia, diabetes, obesidade e tumores em geral.

Você sofre de pressão arterial? 
Pesquisadores descobriram que o suco da beterraba reduz a pressão arterial dentro de 24 horas, diminuindo assim o risco de doenças cardíacas e acidentes vasculares cerebrais (AVC). 

Os cientistas concluíram que o nitrato encontrado naturalmente na beterraba é a causa do efeito benéfico.
Além disso, o suco de beterraba aumenta a resistência física e permite que atletas se exercitem por até 16% de tempo a mais. 


Segundo um estudo realizado pela Universidade de Exeter, na Grã-Bretanha o nitrato da beterraba ajuda a reduzir o consumo de oxigênio, aumentando o esforço necessário para que as pessoas cheguem à exaustão. 

O efeito de um copo de 500 ml do suco é maior que o de treinamento regular. A descoberta beneficia pessoas com doenças respiratórias e metabólicas, além de atletas de esportes de resistência.

Os cientistas ainda não sabem ao certo como o nitrato do suco de beterraba ajuda a aumentar a disposição física, mas eles suspeitam que a substância se transforma em óxido nítrico no corpo, reduzindo a quantidade de oxigênio consumida durante o exercício.

Outros sucos e benefícios:

Suco da juventude
Abacaxi – rico em vitamina C, é antioxidante, ajuda a dar firmeza nos tecidos.
Acerola – rico em vitamina C, é antioxidante, ajuda a aumentar o sistema imunológico.
Folhas de trigo – fonte de clorofila, previne o envelhecimento.
Alfafa – tônico em geral, rico em clorofila.
Iogurte – ótimo para o intestino, previne o envelhecimento.
Mel – é energético e antienvelhecedor.
Bater todos os ingredientes no liquidificador e tomar 1 copo, 2 vezes ao dia.

Suco da vida
Seiva de babosa – 1 colher de sopa – a babosa contem mais de 60 componentes: cálcio, potássio, magnésio, ferro, zinco, cobre, aminoácidos, enzimas cicatrizantes e antibactericidas.
Mel – 2 colheres – é energético e antienvelhecedor.
Couve – 1 folha – rico em vitamina C, ferro e clorofila.
Kiwi – 1 fruta – antienvelhecedor, rico em vitamina C, age contra os radicais livres.
Água – 1 copo

Bater todos os ingredientes juntos, no liquidificador, e tomar 1 copo, 2 vezes ao dia. Previne várias doenças crônicas do tipo: câncer, mioma, gastrite, herpes, úlcera, artrite, arteriosclerose, anemia. É indicado para mais de cem tipos de doenças.

Intestino – bom funcionamento
Para ter um bom funcionamento intestinal é fundamental para sua saúde, devemos evacuar 2 vezes ao dia.
Farelo de trigo – 1 colher de sopa
Azeite de oliva extra-virgem – 1 colher de sopa
Psilium – 1 colher de sobremesa
Mamão – 1 fatia
Laranja com bagaço – ½
Água – 200m


Bater todos os ingredientes juntos no liquidificador e tomar 1 copo toda a noite.

Coração
Suco antienvelhecimento e combate a pressão alta.
Uva vermelha – 1 cacho, com cascas
Abacaxi – 1 fatia
Pêra – ½
Gengibre – 1 rodela fina
Mel – a gosto

Bater os ingredientes juntos, no liquidificador e tomar 3 vezes ao dia sem coar.


Créditos: Beleza e Saude / Coleção - André Resende

Mel e canela - mistura que pode ajudar a curar doenças

A ciência afirma que embora o mel seja doce, se ingerido na dosagem certa, a título medicinal, ele não prejudica pacientes diabéticos. 

A revista canadense “Notícias Mundiais Semanais” publica uma lista de doenças que podem ser curadas com Mel e Canela, segundo cientistas ocidentais.


Doenças de coração:
Faça uma pasta de mel e pó de canela e aplique-a no pão, em vez de geleia, usando-a regularmente no café da manhã. Essa mistura reduz o colesterol nas artérias e evita o ataque cardíaco ou sua repetição.

O uso regular dessa pasta também alivia a perda da respiração e fortalece as batidas do coração. Na América e no Canadá, várias casas de assistência a idosos utilizam o método para proteção aos pacientes, notando-se que a canela revitaliza artérias e veias.


Mordidas de inseto:
Misture uma parte de mel a duas partes de água morna e acrescente uma colher de chá de pó de canela, fazendo uma pasta. Massageie o local picado, lentamente, e a dor cederá dentro de um ou dois minutos.

Artrite:
Os pacientes de artrite podem tomar diariamente, de manhã e à noite, uma xícara de água quente com duas colheres de mel e uma colher de chá de pó de canela. Se tomado regularmente, até a artrite crônica pode ser curada.

Em uma pesquisa recente, conduzida na Universidade de Copenhague, quando os doutores trataram os seus pacientes com uma mistura de uma de colher de sopa de mel e meia colher de chá de pó de canela, antes do café da manhã durante uma semana, das 200 pessoas selecionadas praticamente 73 obtiveram alívio total da dor, e em um mês a maior parte dos pacientes que não podia andar ou se movimentar devido à artrite voltou a se movimentar sem sentir dor.


Perda de cabelo:
Os que têm problemas de perda de cabelo, ou calvície, podem aplicar uma pasta feita com azeite quente, uma colher de sopa de mel e uma colher de chá de pó de canela antes do banho. Aguardar de 5 a 10 minutos e lavar o cabelo normalmente.


Infecções de bexiga:
Tome duas colheres de sopa de pó de canela e uma colher de chá de mel dissolvidas em um copo de água morna. A mistura destrói os germes na bexiga.


Dor de dentes:
Faça uma pasta de uma colher de chá de pó de canela e cinco colheres de chá de mel e aplique no dente dolorido. A aplicação pode ser feita 3 vezes por dia.


Colesterol:
Duas colheres de sopa de mel e três colheres de chá de canela, misturadas a meio copo de chá, são capazes de reduzir em 10% o nível de colesterol no sangue dentro de 2 horas. 

Como mencionado para pacientes artríticos, se tomado 3 vezes ao dia, ajuda a curar o colesterol crônico. Além disso, mel puro tomado com comida diariamente alivia reclamações de colesterol.


Calafrios: (Resfriado)
Os que sofrem de calafrios, comuns ou severos, devem tomar diariamente uma colher de sopa de mel morno com ¼ de colher de pó de canela durante 3 dias.


Estômago de pombo:
O Mel tomado com o pó de canela alivia dores de úlceras de estômago.


Gases:
Segundo estudos feitos na Índia e no Japão, se o mel for tomado com o pó de canela o estômago é aliviado de gases.


Sistema imune:
O uso de mel e pó de canela diariamente fortalece a imunização de nosso sistema protegendo o corpo de bactérias e ataques virais.

Os cientistas provaram que o mel tem várias vitaminas e grande concentração de ferro.
O uso constante do mel fortalece os corpúsculos de sangue brancos para lutar
contra bactérias e doenças virais.


Indisgestão:
O pó de canela, salpicado em duas colheres de sopa de mel e ingerido antes da comida, alivia a acidez e ajuda na digestão de refeições pesadas.


Influenza:
Um cientista na Espanha comprovou que o mel contém o ingrediente natural que mata os germes da”influenza” e protege o paciente contra seu ataque.


Longevidade:
Chá feito com mel e pó de canela, quando tomado regularmente, detém as devastações da idade. Ferva 3 xícaras de água para fazer um chá. Desligue o fogo, adicione 4 colheres de mel, 1 colher de pó de canela. Misture bem e tome em seguida.

Beba ¼ de xícara 3 a 4 vezes por dia. Serve para manter a pele fresca e suave além de permitir maior longevidade, fazendo com que você execute pequenas tarefas com muito mais facilidade.


Borbulhas ou pelos incravados:
Fazer uma pasta com três colheres de sopa de mel e uma colher de chá de canela em pó. Aplique-a nos pêlos encravados, antes de dormir, e lave-as na manhã seguinte com água morna. Se feito diariamente durante duas semanas, ela retira as borbulhas da raiz.


Infecções de pele:
Aplicação de mel e pó de canela em partes iguais sobre as partes afetadas curam eczema, tinha e todos os tipos de infecções de pele.


Câncer:
Pesquisa recente no Japão e Austrália revelou que o câncer do estômago e ossos foi curado com sucesso. Os pacientes que sofrem dessas espécies de câncer devem tomar diariamente aquela colher de sopa de mel com uma colher de chá de pó de canela, durante um mês, 3 vezes por dia.


Fadiga:
Os estudos recentes mostraram que o conteúdo de açúcar do mel é mais útil que nocivo à força do corpo. As pessoas idosas que recebem o mel e o poder da canela em partes iguais são mais vigilantes e flexíveis. 

Doutor Milton, o responsável pela pesquisa, afirma que aquele copo de água tomado com meia colher de sopa de mel salpicada com pó de canela, diariamente ao levantar e à tarde, aproximadamente às 15h, quando a vitalidade do corpo começa a diminuir, revigora a vitalidade do corpo dentro de uma semana.


Mau hálito:
A primeira coisa a fazer pela manhã é um gargarejo com uma colher de chá de mel e pó de canela, o pó misturado em água quente. Assim a respiração mantém-se fresca por todo o dia.


Perda de audição:
Fazer uso diário de mel e pó de canela, tomado em partes iguais.


Recebido por e-mail

Postagens Relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...