sexta-feira, 31 de maio de 2013

Quibe assado com recheio de talos

Ingredientes
Para o quibe:

2 xícaras de trigo para quibe
2 xícaras de caldo de legumes morno
1/2 xícara de nozes picadas
1 colher (chá) de sal marinho
1 fio generoso de azeite
1 colher (chá) de pimenta-rosa moída
1 colher (sopa) de cebolinha picada

Para o recheio:
1 xícara de abobrinha cortada finamente
1 xícara de brócolis com os talos cortados em pedaços de 1 cm
2 xícaras de folhas e talos de espinafre (ou escarola) cortados finamente
1 xícara de alho-poró cortado finamente
1 xícara de abóbora japonesa com a casca, ralada
1/2 xícara de cenoura ralada finamente
1 xícara de erva-doce ou salsão picados finamente
200 g de tofu
1 colher (chá) de sal marinho
1/2 colher (chá) de pimenta-rosa
1/4 de xícara de talos de salsinha picados
1/4 de xícara de manjericão

Preparo
Quibe:
Lave o trigo em uma peneira fina, escorra e coloque em uma bacia. Acrescente o caldo de legumes e deixe repousar por 20 minutos. Acrescente as nozes, o sal, o azeite, a pimenta e a cebolinha. Misture o trigo hidratado com o caldo de legumes aos temperos e amasse com as mãos por 5 minutos. Reserve.

Recheio:
Misture todos os ingredientes e amasse gentilmente até ficar homogêneo.

Finalização:
Aqueça o forno a 200ºC. Distribua metade da massa de trigo em uma forma de vidro. Por cima, espalhe todo o recheio e finalize com o restante do trigo, apertando para que fique firme. Leve ao forno por aproximadamente 20 minutos.

Rendimento: 15 porções

Receita e foto: Folha.com

Créditos: Enviado por e-mail: cantinhovegetariano

Trate o cansaço, fadiga e esgotamento

São moléstias que impedem a pessoa de continuar trabalhando, devido a uma total carência de energia física e mental.

Os sintomas que apresentam são: desânimo, apatia, falta de vitalidade, depressão, tristeza e dor corporal.

As causas frequentes são: estresse, falta de sono, falta de alimentação e nutrição corretas, alguma infecção intestinal, diabetes, ou pelo vírus EBV (um tipo de herpes), por fungos (Candida albicans), por anemia, por hipoglicemia (falta de açúcar no sangue), por hipertireoidismo – mau funcionamento da tireoide e portanto do metabolismo que aproveita os alimentos para convertê-los em energia útil. Sem duvida, a nutrição correta desempenha um papel muito importante.

Tratamento:
  • Alimente-se adequadamente, incluindo: bastante carboidratos complexos (grãos integrais como a lentilha, o feijão e a ervilha), proteínas (na forma de pescado, leite e ovos) e gorduras (de preferência de peixes de águas frias como o atum e o azeite de oliva).
  • Tome complementos nutricionais como o pólen, misturas nutricionais (“Milk-shake”), vitaminas, minerais.
  • Faça exercícios: caminhe pelo menos 30 minutos por dia ou faça outro exercício qualquer.
  • Faça descansos frequentes, relaxe e distraia-se pelo menos 1 vez na semana, isto neutralizará o estresse.
  • Pense positivamente e não dê tanta atenção aos problemas cotidianos, isto impedirá que se produza estresse.

Atenção! Muitas enfermidades que necessitam de cuidado têm como um de seus sintomas a fadiga. Se sua fadiga continua depois de seguir as recomendações, consulte um médico.

Créditos: Livro “Saúde e Bem-Estar” – através de elementos naturais 

quarta-feira, 29 de maio de 2013

O Planeta Terra... É você! (Carlos Chavira)

Certamente um dos vídeos mais tocantes que você já assistiu. Tem um texto incrível que nos revela o óbvio. Emocionante!
Menos de 5 minutos para talvez mudar a sua vida.
Um vídeo criado pelo músico mexicano Carlos Chavira vem emocionando centenas e milhares de pessoas nas últimas semanas. Com apenas 4 minutos e 37 segundos, o filme tem como ponto forte seu texto, brilhantemente interpretado pelo próprio Carlos Chavira.



Créditos: enviado por e-mail (viSta-se)

segunda-feira, 27 de maio de 2013

Tratando a fibromialgia de modo natural


Por Dr. Rondó, dedicou-se especialmente à Medicina Preventiva Molecular. 

Existem diversas abordagens para o tratamento natural da fibromialgia. Aconselho que você converse com seu médico sobre essas formas e se informe.

Estimativas alertam que cerca de 4% da população seja afetada pela fibromialgia, sendo que em cada 10 casos acometidos 9 são em mulheres.

Os principais sintomas relatados por pacientes que sofrem com a fibromialgia são a sensação de sensibilidade, rigidez muscular (muitas vezes insuportável) e dores em várias partes do corpo. 


É comum também apresentarem cansaço, depressão e distúrbios gastrointestinais.
Mas, infelizmente, mesmo que os sintomas sejam aparentes, o diagnóstico da fibromialgia passa despercebido pelo fato da doença não apresentar sinais físicos que possam caracterizá-la.


1-   Eliminando a alergia alimentar:

Muitas pessoas com fibromialgia apresentam alergia alimentar e têm redução dos seus sintomas pela eliminação de um ou mais alimentos da sua dieta, como: milho, trigo, laticínios, cítricos, soja e nozes.
Um estudo mostrou que cerca de metade dos pacientes relataram significante melhora das dores cerca de duas semanas após deixarem de ingerir esses alimentos e mais de 75% relataram redução de outros sintomas como enxaqueca, cansaço e distensão abdominal.

2-   Identificando o seu tipo metabólico

Passando a se alimentar, de acordo com o seu tipo metabólico, você promoverá uma considerável melhora da fibromialgia. Ajustando a sua dieta para a sua bioquímica individual você estará gerando bem-estar e a sua nutrição correta.

3 – Tratando a ecologia intestinal

Existe uma correlação direta entre fibromialgia e crescimento de fungos (cândida) no trato digestivo. Os pacientes com essa patologia melhoram sensivelmente quando seguem uma alimentação anticândida e utilizam um protocolo direcionado para eliminar esse crescimento de fungos, o que inclui probióticos e medicações antifúngicas.
Segundo o Dr. Carol Jessup, que tratou mais de 1.000 pacientes com fibromialgia, com o uso dessa estratégia probiótica e antifúngicos quando necessária, cerca de 80% dos pacientes com fibromialgia apresentavam candidíase e a maioria deles se recuperou da fibromialgia ao eliminar a candidíase.

4 - Hormônio tireoidiano

Um dos componentes da fibromialgia é a disfunção da tireoide e segundo as pesquisas do Dr. John Lowe, especialista em tireoide, pode ser o hormônio tireoidiano o elemento que falta na abordagem terapêutica da fibromialgia e que frequentemente é ignorado.
Cerca de 40% da população apresenta função tireoidiana sub ótima, causando hipotireoidismo ou resistência ao hormônio da tireoide. Isso resulta em manifestações clínicas de fibromialgia, pois muitas vezes os testes laboratoriais para alteração do hormônio tireoidiano não são claros para o diagnóstico e não se correlacionam com outros métodos mais eficientes como a taxa metabólica basal.

5- Exercícios

Os estudos mostram que a combinação de exercício aeróbico e alongamentos podem melhorar, e muito, os sintomas de fibromialgia.
Pesquisadores de Harvard avaliaram que depois da prática de exercícios por 20 semanas, as mulheres apresentaram uma considerável melhora da resistência e da força muscular, havendo também uma atenuação dos sintomas da fibromialgia, tais como a dor, depressão, fadiga e rigidez muscular.

6- Acupuntura

Estudos tem mostrado que acupuntura age nos pontos de alívio de dor, cortando o fluxo sanguíneo nas áreas do cérebro responsáveis por esse sentimento, em segundos. Como consequência, a acupuntura fornece o alívio da fibromialgia por mais de 16 semanas.

7- Vitamina D

Aumentando os níveis de vitamina D você pode tratar, prevenir e até mesmo reverter uma quantidade enorme de doenças, inclusive Fibromialgia, segundo o Dr. Michael F. Holick, que publicou o livro sobre os benefícios da vitamina D.
The Vit. D Solution: A3 – Step Strategy to Cure our Most Common Health Problem.

8- Metais tóxicos

Talvez não tenhamos ainda muita noção, mas estamos absorvendo diariamente, seja pela água, pelo ar e por alimentos uma grande quantidade de metais tóxicos que podem induzir, gerar ou simular qualquer doença. Portanto, devemos investigar sempre os níveis dos seguintes metais em nossa alimentação:
- mercúrio
- chumbo
- alumínio
- cádmio
Muitas vezes, a sua desintoxicação promove a redução ou reversão do quadro clinico da fibromialgia.

9- Terapias nutricionais, contendo vitaminas do complexo B, vit. C, magnésio e cálcio trazem melhoras importantes para os pacientes com fibromialgia.

10- Lítio

Os sintomas de fibromialgia têm melhora significativa quando se associa lítio ao tratamento. Vale destacar que não há nenhum problema em associá-lo à medicação de tratamentos convencionais, que incluem tranquilizantes, antidepressivos e medicações anti-inflamatórias não esteroides (que só mascaram a dor).
Um estudo examinou três mulheres com fibromialgia, que não respondiam ao tratamento convencional. Quando os pesquisadores associaram lítio para o tratamento destas mulheres, as três apresentaram melhoras importantes nos seus sintomas.
Caso decida usar lítio, é importante que inclua o ômega 3 na sua dieta, pois esses ácidos graxos essenciais previnem contra a toxicidade do lítio.

11- Fitoterápicos

Os pacientes com fibromialgia não têm a resposta normal ao estresse. A glândula adrenal é o órgão primário de resposta ao estresse, sendo a córtex adrenal responsável por lidar com o estresse crônico. O córtex adrenal está sob o controle da glândula pituitária que, por sua vez, está sob o controle da parte do cérebro conhecida como hipotálamo.

Esse trio de resposta ao estresse é conhecido como eixo adrenal-pituitária-hipotalamino (HPA). Nos pacientes com fibromialgia, o eixo HPA funciona de forma anormal: o hipotálamo e a pituitária hiper-reagem, e a adrenal não responde como deveria. Isso causa a chamada exaustão de glândula adrenal.

Para normalizar isso, revigorando a glândula adrenal, uma das estratégias de tratamento visa a utilização dos fitoterápicos adaptogênicos. Alguns exemplos são: ginseng coreano (panax ginseng), ashwaganda (withania sommfera) e eleuthero (eleuthero coccus senticosus) que são tônicos e adaptogênicos que também melhoram a resposta do eixo HPA.

Outros sintomas que podem ser percebidos por conta da fibromialgia são a baixa concentração e a falta de memória, circulação anormal cerebral e a dificuldade para dormir.

O uso de Valeriana, ou erva de São João, pode melhorar a qualidade do sono, além de combater a depressão. Por sua vez, a Ginkgo Biloba melhora a circulação incluindo a circulação cerebral, memória e concentração.

Mas, muita atenção! Eu aconselho que você use esse tipo de suplementação fitoterápica somente se for por supervisão de um profissional médico especializado e familiarizado com esse tipo de terapia.

Não há cura mágica para a fibromialgia, mas a minha experiência me permite afirmar que esses tratamentos podem trazer benefícios em termos de suporte e alívio dos sintomas.
Esses tratamentos podem não ser a cura, mas é certo de que esta deve começar por algum lugar!

Créditos: Dr. Rondó, iniciou sua carreira como cirurgião vascular, tendo trabalhado como residente na Clinique du Mail La Rochelle, na França. Dedicou-se especialmente à Medicina Preventiva Molecular, especializando-se em Terapias Antioxidantes pelo The Robert W. Bradford Institute, nos EUA e no Regenerations Zentrum Dr. Kleanthous Embh (Heideberg) na Alemanha.
Graduado pela Faculdade de Santo Amaro em 1983. É membro e diplomado pelo American College of Advancement in Medicine.
Pertence ainda a diversas outras instituições no Brasil e no Exterior.
Possui vários artigos publicados em revistas médicas, além de livros com temas relacionados a nutrição, medicina preventiva e esportiva.

drrondo.com/fibromialgia-uma-dor-real

sexta-feira, 24 de maio de 2013

Oração a Jesus

Senhor Jesus...
Dai-nos a paz, dai a paz para nossas famílias, nossos amigos, nossos filhos, nossos irmãos. Dai a paz, principalmente aos nossos inimigos e que eles possam perdoar-nos por aquilo que lhes fizemos.

Perdoe, Jesus, nossas faltas. Pedimos para que possamos com elas aprender e crescer. Crescer na espiritualidade, em direção a Ti. Pedimos que não nos percamos em culpas inúteis, mas que possamos, simplesmente, não cometer os mesmos erros. E com isso, não precisarmos passar pelas mesmas provas.
 

Ajuda-nos, Senhor, para que possamos fazer sempre o bem, ajudar sempre ao próximo, sem com isso nos imiscuirmos no karma alheio. Ajuda-nos, Senhor, para que, sempre que ajudarmos alguém, possamos respeitar-lhe o livre arbítrio. Ajuda-nos, Senhor, para que não queiramos impor nossa vontade aos outros.

Esteja, Jesus, o Senhor e seus mensageiros sempre junto de nós, para que possamos sempre contar com o seu auxilio no nosso trabalho cotidiano, no nosso trabalho espiritual, na nossa vida.

Esperamos, Senhor, poder ser dignos da sua ajuda e da sua confiança e que não O decepcionemos nunca. Que estejamos, Senhor, sempre prontos quando precisares de nós.

Sendo assim, Jesus, que a nossa vida seja sempre pautada pela Sua lei e pelos Seus desígnios.

Obrigada, Senhor, por tudo que temos, por tudo de bom que recebemos e por todas as provas que nos permitem crescer.

Amém.

Créditos: Silvia Fávero é cromoterapeuta  
somostodosum.ig.com.br

Por dentro do cérebro

Recentemente, Dr. Paulo Niemeyer Filho – Neurocirurgião,  devolveu ao Maestro João Carlos Martins os movimentos no braço e mão esquerda através de cirurgia no cérebro, uma experiência inédita e magnífica. 

Relembra-nos dos cuidados que devemos ter para manter uma mente sã. Parte da entrevista da revista Poder ao neurocirurgião Paulo Niemeyer Filho. 


Revista Poder: O que fazer para melhorar o cérebro? 
PN: tem de tratar do espírito. Precisa estar feliz, de bem com a vida, fazer exercício. Se está deprimido, reclamando de tudo, com a autoestima baixa, a primeira coisa que acontece é a memória ir embora; 90% das queixas de falta de memória são por depressão, desencanto, desestímulo. 

Para o cérebro funcionar melhor, você tem de ter alegria. Acordar de manhã e ter desejo de fazer alguma coisa, ter prazer no que está fazendo e ter a auto estima no ponto.
Poder: Cabeça tem a ver com alma?  
PN: Eu acredito que a alma está na cabeça. Quando um doente está com morte cerebral, você tem a impressão de que ele já está sem alma... Isso não dá para explicar, o coração está batendo, mas ele não está mais vivo. Isto comprova que os sentimentos se originam no cérebro e não no coração.

Poder: Você acha que a vida moderna atrapalha? 
PN: Não, eu acho a vida moderna uma maravilha. A vida na Idade Média era um horror. As pessoas morriam de doenças que hoje são banais de ser tratadas. O sofrimento era muito maior. As pessoas morriam em casa com dor. Hoje existem remédios fortíssimos, ninguém mais tem dor.

Poder: Existe algum inimigo do bom funcionamento do cérebro? 
PN: Todo exagero. Na bebida, nas drogas, na comida, no mau humor, nas reclamações da vida, nos sonhos, na arrogância. O cérebro tem de ser bem tratado como o corpo. Uma coisa depende da outra. É muito difícil um cérebro muito bom num corpo muito maltratado, e vice-versa.

Poder: Qual a evolução que você imagina para a neurocirurgia? 
PN: Até agora a gente trata das deformidades que a doença causa, mas acho que vamos entrar numa fase de reparação do funcionamento cerebral, cirurgia genética, que serão cirurgias com introdução de cateter, colocação de partículas de nanotecnologia, em que você vai entrar na célula, com partículas que carregam dentro delas um remédio que vai matar aquela célula doente que te faz infeliz. Daqui a 50 anos ninguém mais vai precisar abrir a cabeça.

Poder: Você acha que nós somos a última geração que vai envelhecer? 
PN: Acho que vamos morrer igual, mas vamos envelhecer menos. As pessoas  irão bem até morrer. É isso que a gente espera. Ninguém quer a decadência da velhice. Se você puder ir bem mentalmente, com saúde e bom aspecto, até o dia da morte, será uma maravilha.

Poder: Hoje a gente lida com o tempo de uma forma completamente diferente. Você acha que isso muda o funcionamento cerebral das  pessoas? 
PN: O cérebro vai se adaptando aos estímulos que recebe, e às necessidades. Você vê pais reclamando que os filhos não saem da internet, mas eles têm de fazer isso porque o cérebro hoje vai  funcionar nessa rapidez. 

Ele tem de entrar nesse clique, porque senão  vai ficar para trás. Isso faz parte do mundo em que a gente vive e o cérebro vai correndo atrás, se adaptando.

Poder: Você acredita em Deus?  
PN: Geralmente depois de dez horas de cirurgia, aquele estresse, aquela  adrenalina toda, quando acabamos de operar, vamos até a família e dizemos: "Ele está salvo". Aí, a família olha pra você e diz: "Graças a Deus!".  Então, a gente acredita que não fomos apenas nós, que existe algo mais, independente de religião. 

Dr. Paulo Chefia hoje os Serviços de Neurocirurgia da Santa Casa do Rio de Janeiro e da Clínica São Vicente, onde opera e atende de segunda a sábado, quando não há uma emergência no domingo, e ainda encontra tempo para dar aulas no Curso de Pós Graduação em Neurocirurgia da PUC-Rio.

quarta-feira, 22 de maio de 2013

Alimentos que toda mulher deve comer

Alimentação adequada é uma das principais fontes de saúde. Por meio dela é possível garantir proteção contra doenças cardíacas, câncer, osteoporose, além de emagrecer.

Os laticínios são importante fonte de cálcio e essenciais para a saúde principalmente das mulheres. As alterações hormonais inerentes à menopausa levam a uma perda de 5% de massa óssea por ano. 

Um terço das mulheres acima dos 50 anos tem oesteoporose, segundo o Estudo Brasileiro de Osteoporose (Brazos). No entanto, a doença pode ser evitada com a alimentação adequada e principalmente com a ingestão suficiente de alimentos que contém cálcio.




Chia
Semente originária do México e da Colômbia, além de emagrecer ajuda no combate ao diabetes, a hipertensão e melhora a pele. É rica em cálcio, fósforo, ferro, magnésio, potássio, zinco, fibras e, principalmente, ômega 3, sendo a mais importante fonte vegetal desse nutriente. Duas colheres de sopa (30 gramas), quantidade diária indicada pelos nutricionistas, têm 29% de fibras (8,6g) e 16% de ômega 3 (4,8g).





Farinha de berinjela
Descoberta pela professora Glorimar Rosa, do Instituto de Nutrição Josué de Castro da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), a farinha ajuda a emagrecer e reduz os riscos cardíacos. De acordo com os estudos, quem consome o produto pode perder peso duas vezes mais rápido e eliminar a perigosa gordura abdominal.





Hibisco
O chá de hibisco pode ser uma arma contra o envelhecimento precoce, doenças cardiovasculares e até câncer. O "poder" dessa flor está na presença de antocianinas e vitamina C, que tem alto poder antioxidante. 

Mas às vésperas do verão, para quem procura ajuda extra para perder peso, ele se mostra ainda mais poderoso. De cor vermelha e sabor suave de framboesa, ele pode ser consumido quente ou frio. A sugestão de consumo é de três a quatro xícaras ao dia.


Azeite
Estudos já comprovaram que usar o azeite de oliva diariamente pode proteger o coração de doenças importantes como o AVC, o infarto, entre outras. 

Além dessas propriedades, esse ingrediente também pode ser eficiente no combate ao câncer. Pesquisadores da Universidade de Copenhagen, na Dinamarca, descobriram que o azeite de oliva extravirgem atua como antioxidante combatendo a doença e retardando o processo canceroso. 

O azeite também ajuda a reduzir o colesterol ruim e consequentemente diminuir o risco de desenvolver diabetes tipo 2.

Créditos: atelierdoazeite.com.br
Imagem: Chia e Hibiscus : reprodução

segunda-feira, 20 de maio de 2013

15 coisas que o teu médico vai te contar sobre LONGEVIDADE

Fazer exercícios, controlar o estresse, maneirar no sal- estas regras você já sabe ou deveria saber, de tanto que os médicos repetem. 

Conheça agora ensinamentos para viver mais que não passam pelos consultórios.


Por Emiliano Urbim
1. Nunca, nunca se aposente
Pesquisas que comparam trabalhadores e aposentados da mesma idade mostram: quem parou está pior. Claro, vai depender da sua rotina. Mas como sabemos que a poltrona é tentadora, fique esperto. Não precisa trabalhar muito, nem todo dia - ache um hobby, um curso, um compromisso regular. E, não, assistir TV não conta como hobby.

2. Passar fio dental faz bem - para o coração
O que uma coisa tem a ver com a outra? Acompanhe o raciocínio: se você não passar fio dental, vai acumular placa bacteriana, que vai causar gengivite, que vai provocar a liberação de substâncias conhecidas como químicos da inflamação, que são os vilões por trás de várias doenças cardíacas.

Mas se isso não for argumento suficiente pra você... Poxa, gengiva inflamada, dentes em falta e mau hálito não ajudam ninguém na terceira idade.

3.Otimismo faz mal à saúde
Enxergar apenas o lado bom das coisas tem seu lado ruim. Pois é:
pessoas otimistas tendem a subestimar riscos - um traço de personalidade
que pode levar de ultrapassagens ousadas a longas ausências no médico. 

Além disso, otimismo além da conta deixa você frustrado demais com as dificuldades da vida. Ou seja: com um pé atrás, você vai mais longe.

4. Socializar é a fonte da juventude
Quanto mais velhos, menos saímos de casa. Lute contra isso: a ciência garante
que conviver com outros é o gatilho de benefícios físicos e mentais que prolongam a vida.

5. Deus ajuda quem vai à igreja
Fato: quem comparece à missa, culto, centro espírita, sinagoga, terreiro... Em geral vive mais. Dilema: religiosos vivem mais porque rezam ou reza porque vivem mais? Os dados não permitem concluir se a saúde do ancião é beneficiada pela experiência ou se, na verdade, quem tem disposição para ritos religiosos são justamente os mais saudáveis. 

Moral da história: na dúvida, tenha fé em alguma coisa - nem que seja em Richard Dawkins.

6. Beba. E não precisa ser tacinha de vinho
Quando o assunto é álcool e longevidade, só se fala em vinho tinto. Preconceito: vinho
branco, cerveja, uísque e outro fermentados e destilado também podem fazer bem. Há
um índice menor de doenças cardiovasculares relacionado ao consumo diário de até duas doses - e de apenas uma para mulheres, ponto para os homens. 

Mas a ALFA e o Ministério da Saúde advertem: beba com moderação. Passou de duas doses, já vira problema.

7. Salvem vidas
Atividades que exercitam seu cérebro mantêm sua inteligência e prolongam sua lucidez. Opções não faltam: palavras cruzadas, xadrez, videogame, sudoku, qual-é-a-música. Detalhe: assim que estiver craque, troque de treino – seus neurônios só mantêm o frescor enfrentando novos desafios.

8. Mulher: o negócio é imitar
Elas vão mais ao médico, comem melhor, fumam menos, envolvem-se em menos acidentes e, assim, vivem mais. Então, deixe de frescura: seja mais feminino.

9. Não fique viúvo. Você não sabe se cuidar sozinho
Não bastasse haver cinco viúvas para cada viúvo no Brasil, elas ainda vivem muito mais depois de perder seus maridos do que nós após perdermos a esposa. A verdade é que, sozinhos, tendemos ao caos – o que aos 30 anos tem seu charme, mas em uma idade avançada é fatal. Então, não fique solteiro: sua saúde agradece.

10Pare de se incomodar com bobagem
Mágoa, rancor, ressentimento: se ao ler essa lista você já recorda de vários exemplos pessoais, calma. Não é por aí. Se cultivados. 

Esses sentimentos descambam na produção de cortisol, um hormônio que ataca seu coração, metabolismo e sistema imunológico. 

Diversos estudos relacionam uma alta taxa de cortisol a uma morte precoce.
Portanto, aprenda a perdoar, relevar, deixar pra lá. Como dizia o guru indiano Meher Baba: Doti': worry, be happy - pois é, também achava que vinha daquela música.

11. Não confie nos seus genes
"Meu avô viveu 90 anos, não preciso me preocupar." Precisa. 

Uma nova pesquisa concluiu que apenas 25% da duração da nossa vida podem ser atribuídos à herança genética; os outros 75% dependem de você. Se quiser chegar aos 90 como o seu avô, descubra como
ele fez para chegar lá.

12. Não tenha amigos legais. Tenha amigos saudáveis
OK, eles não são excludentes. Mas o ponto é: da mesma maneira que, para ganhar dinheiro, é melhor se cercar de ricos, e para emagrecer convém conviver com magros, para se ter saúde a receita é arranjar uma turma saudável – você.

13. Tenha filhos – ou algo parecido, como cachorros
Caso tenha se ofendido, por favor, volte ao item 10. Pronto. É o seguinte:
possuir uma conexão com alguém mais jovem que você (filho, enteado, sobrinho,neto) é algo que te mantém interessado pelo mundo à sua volta - e mais a fim de continuar vivendo nele. 

E, sim, cachorro e gato também contam: além de manter você conectado, curtir um animal de estimação libera ocitocina, o hormônio benéfico liberado na convivência pais e filhos.

14. Seja bom no que você faz. Ao menos tente
Quanto menos trabalho, melhor. Esse conselho, que parece vindo do personagem Macunaíma, de Mário de Andrade, foi durante muito tempo adotado pelos especialistas em longevidade. 

Acreditava-se que uma vida sem esforço seria uma vida longa. Mas os médicos observaram que parece haver uma relação entre longevidade e empenho profissional. 


Por incrível e justo que pareça, passar décadas se dedicando e evoluindo em algo que você valoriza, ou seja, ralando muito, pode lhe valer vários anos a mais. 

Ao menos, garantem os especialistas, em comparação com quem passar o mesmo
bocado de tempo trabalhando no que não gosta - essa sim é uma receita
garantida para viver menos e pior.

15. Ser um pouco hipocondríaco vale a pena
Você vai continuar sendo considerado chato pela maioria dos amigos, mas pesquisas apontam que quem desconfia mais da própria saúde vive mais.
No caso, é melhor prevenir e se remediar.

Postagens Relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...