quarta-feira, 27 de maio de 2015

Para homens inteligentes

Ninguém é digno de construir um grande romance se não aprender a elogiar uma mulher. 

Os elogios nutrem a emoção, fomentam a coragem, inspiram a motivação.  O poder do elogio pode ser mais forte que o das armas, mais poderoso que o dinheiro, mais penetrante que a lâmina de um bisturi. 

Homens inteligentes fazem pelo menos um elogio por dia para a mulher que ama e seus filhos.

Um homem inteligente não gravita na própria órbita, não vive nas raias do individualismo, sabe promover uma mulher, incentiva sua caminhada, investe em seus sonhos, aplaude seu sucesso. 

Sabe que, ao lado ou na frente de um grande homem, há sempre uma mulher brilhante e realizada. Um amante se torna admirável não quando dá o mundo de fora para sua amada, mas quando dá seu próprio mundo para ela, e vice-versa.


Créditos: Augusto Cury – médico, psiquiatra, psicoterapeuta, cientista e escritor.

segunda-feira, 25 de maio de 2015

Brotos de mostarda

Da semente ao broto:
Método de germinação: no vidro;
Período de molho: 6 horas;
Temperatura ambiental: 21°C;
Lavar/enxaguar: 2 vezes ao dia;
Colheita: após 2 dias;
Comprimento do broto: 3-4cm;
Rendimento: 2 colheres das de sopa de semente produzem 3 colheres de brotos.

Transformações pela germinação
As gorduras (30%) transformam-se em substâncias oleosas solúveis;
Os minerais tornam-se mais facilmente absorvíveis;
A quantidade de enzimas aumenta.

A semente de mostarda é picante, porém a germinação modifica seu sabor. Podem-se também obter brotos de mostarda deixando-os crescer sobre um pano úmido até atingirem o tamanho de pequenas plantinhas, e colhendo-os entre 6 e 12 dias. Devem ser molhados pelo menos 2 vezes ao dia. Servem para temperar molhos, sopas e saladas.

A mostarda tem ação depurativa, anti-séptica, tônica, eupéptica (facilita a digestão) e diurética. Purifica, fortalece, cura, regenera e desinfeta o organismo. Estimula a digestão, cura distúrbios intestinais e regenera a flora intestinal, principalmente após o uso de antibióticos.
Estimula os órgãos de eliminação (rins, pulmões, fígado, intestino), curando erupções da pele.

Cura da mostarda: as sementes devem ser ingeridas sem mastigar, inicialmente em pequena quantidade, que vai sendo aumentada gradativamente a cada dia. São finalmente eliminadas inteiras pelo organismo, mas promovem nele uma ação benéfica.

Dr. José Caribé
Dr. José Maria Campos

Créditos: livro “Plantas que ajudam o homem”

sexta-feira, 22 de maio de 2015

Velho segredo chinês: o cubo de gelo no Feng Fu

Todos queremos viver mais, mas também quereremos viver melhor. Para conseguir isso, devemos comer bem, nos exercitar, manter a cabeça afiada e, ao que parece, colocar uma pedra de gelo na nuca! 

O ponto no meio da parte de trás do pescoço, perto do couro cabeludo, é chamado, na medicina chinesa, de Feng Fu, e é o ponto de pressão na base do crânio. 

Ao colocar um cubo de gelo neste ponto, você acordará as forças estabilizadoras do seu corpo e poderá até notar que os níveis de alegria e energia aumentaram. Continue lendo e aprenda sobre as vantagens deste método e como aplicá-lo.

Deite de barriga para baixo e coloque um cubo de gelo no ponto de pressão Feng Fu. Deixe-o no local por 20 minutos (use uma toalha para mantê-lo no lugar). Faça isso de estômago vazio, regularmente mas com um intervalo de 2 ou 3 dias, pela manhã e à noite. 

Em poucos dias você deve notar:
Uma elevação do seu humor
Alívio das dores de cabeça
Melhor respiração
Melhor qualidade de sono
Melhora na digestão
Alívio dos sintomas de resfriado
Alívio de dores de dente
Mais energia e atenção 
Alivio dos problemas da glândula paratireoide.

Sim, vai ser um pouco frio e desconfortável no início, mas após 30 segundos, você começará a sentir calor no local. Nos primeiros dias você se sentirá eufórico e feliz, pois haverá uma liberação de endorfinas no seu organismo.

De acordo com a medicina chinesa, o ponto Feng Fu não é um ponto de pressão para a cura, mas sim um ponto de pressão que retorna o corpo ao seu estágio fisiológico natural, de maneira que os fatores externos que influenciam nossa saúde e funções corporais possam ser neutralizados. 

A medicina moderna explica estes efeitos mostrando que o ponto Feng Fu fica muito perto do tronco cerebral, e por isso esta técnica não é recomendada à gestantes, pessoas que sofrem de esquizofrenia ou aqueles que possuem marca-passos.

 Créditos: Tudo por email

quarta-feira, 20 de maio de 2015

O que é o mel cru?

As abelhas recolhem o néctar das plantas e das árvores, e em seguida, o armazenam em seus favos de mel como fonte de alimento.  

Enquanto o néctar está no favo de mel ele evapora, e então amadurece, transformando-se em mel.  No favo, o mel contém vitaminas, minerais, aminoácidos, antioxidantes, e enzimas digestivas essenciais aos seres humanos.  

A maioria do mel encontrado em supermercados, no entanto, é aquecida, a fim de evitar a cristalização e para facilitar seu envasamento e embalagem.  O alto calor destrói parte das enzimas naturais e ativas do mel derivadas do néctar das plantas.  

O mel cru nunca é exposto ao calor elevado.  Isso preserva as propriedades medicinais naturais do mel e seu valor nutricional.

Como saber se o mel é cru?
Pode ter aparência dourada e clara por um período de tempo.  Mas como ele nunca é aquecido, também pode ter um aspecto leitoso. Depois de alguns meses, normalmente cristaliza e fica com uma consistência grossa e opaca.  A cristalização é natural, e é um sinal de que o mel é puro e não foi alterado.

A cor e o sabor do mel são determinados pela origem floral do néctar.  O mel é o produto de muitas floradas diferentes ao longo de um ano, como as do café, cajueiro, das frutas tropicais como a manga, goiaba, acerola e cajá, e outras espécies arbóreas nativas.

Os benefícios do mel cru
O puro néctar das plantas é rico em fitoquímicos, que são compostos naturais que protegem as plantas contra doenças.  Apesar de fitoquímicos como o beta-caroteno e licopeno não serem essenciais para a sobrevivência humana, eles podem nos proteger contra doenças e também são poderosos antioxidantes.  Contém amilase, uma enzima que ajuda os seres humanos a digerirem alimentos ricos em amido.  Também contém uma enzima que produz peróxido de hidrogênio, o que o torna um agente antimicrobiano.  Durante séculos, o mel tem sido utilizado para tratar feridas e queimaduras, e para prevenir cicatrizes.

Mel é semelhante ao vinho, cada espécie de planta confere um sabor único ao produto final e produz um espectro incrível de cores e consistências.


Créditos: informações do fornecedor – Bambamel Natural - Yguara ecológico

segunda-feira, 18 de maio de 2015

Padrão devastador de beleza

Se colocarmos na balança as mulheres que não têm anorexia ou outros transtornos alimentares, mas rejeitam uma área do corpo de maneira obsessiva e autopunitiva, o número será estratosférico. 

Talvez centenas de milhões ou muito mais de 1 bilhão. Entre as mulheres, 70% se vestem para as outras.
Não é o que elas pensam de si o que importa, mas como as outras as julgam. Em algumas sociedades desenvolvidas 3% das mulheres realmente se sentem belas.

Na época do nazismo, havia campos de concentração como Auschwitz, Treblinka, Belzec. Neles, as mulheres eram privadas dos filhos, maridos, cobertores, alimentos. Eram, violentadas de fora para dentro. Hoje, as mulheres são privadas da sua liberdade emocional, de homenagear seu patrimônio genético, de construir sua autoimagem e solidificar sua autoestima.

Mas quem é o carrasco das mulheres hoje? Não temos tirânicos visíveis como Hitler, os nazistas, o tirânico é o próprio sistema social. Mas quem é o sistema? Todos nós. Somos vitimas e construtores dele. No fundo, todos nós somos culpados... Em especial os homens, mas as mulheres, contaminadas  pela nossa loucura, têm apoiado o próprio padrão tirânico de beleza.

Do lado educacional, em todas as escolas de todas as nações os alunos deveriam ser ensinados a respeitar o próprio corpo, valorizar seu patrimônio genético e psíquico e entender que a beleza não pode ser padronizada, comprada ou vendida. Beleza está nos olhos de quem vê.

As mulheres da atualidade querem a qualquer custo vencer a lei da gravidade. Desculpem-me, mas elas se esquecem que com o passar do tempo tudo cai e se espalha um pouco. O que fazer? É possível fazer peelings, preenchimentos, laser, plástica e milhares de outros procedimentos estéticos, mas não é possível fazer uma plástica no cérebro, nem implantar um romance com a própria história e muito menos deletar os monstros arquivados no inconsciente.


Deveríamos repensar as bases do capitalismo. Ele não pode sobreviver pelo consumo sem limite e pelo “ter” a qualquer custo, pelo aumento das vendas a qualquer preço. 

Os agentes do capitalismo deveriam usar na indústria da moda, em vez das modelos, a imagem das mulheres com padrão “normal”, e isso também vale para a industria dos cosméticos, do mundo das jóias, bem como nos programas de TV, mídia eletrônica e impressa.


Mas será que as consumidoras não ficarão chocadas? Será que as vendas dos produtos não cairão? Alguns poderão perguntar. Talvez, na fase inicial, essa quebra de paradigma não atraía nem sequer mulheres “normais”, em razão das plataformas no inconsciente coletivo, mas aos poucos a saúde psíquica será promovida e as vendas retornarão.

Assim como as empresas que cuidarem do meio ambiente terão a preferência do consumidor, as empresas que cuidarem do meio ambiente emocional das mulheres conquistarão também sua preferência. 

Créditos: texto adaptado – Augusto Cury 

sexta-feira, 15 de maio de 2015

Garrafadas com ervas medicinais

Garrafada para bronquite: 1 garrafa de cachaça + 1 lasca de casca de angico + 3 pontas do ramo da macela. Colocar o angico e os ramos da marcela na cachaça, fechar bem e guardar em local protegido do sol por 3 dias, pode enterrar se quiser. Tomar 3 colheres (sopa) ao dia.

Garrafada para hemorroida: 1 garrafa de cachaça de alambique + 3 pedaços médios de nó de pinho picados;  1 colher (sopa) de folhas picadas de erva de bicho, outra de eucalipto, outra de rubim.  Juntar todas as ervas, colocar na cachaça e deixar por 2 dias, coar e tomar uma colher (sopa) em jejum. 

Garrafada para vermes: 1 garrafa de vinho branco + 9 dentes de alho;  1 colher (sopa) da erva de santa maria + 1 colher (sopa) de hortelã;  1 colher (sopa) da flor de mamão macho + 1 colher (sopa) de babosa;  9 sementes de abóbora + 6 pontas de folha amarela de mamão;  40 sementes de limão, secas e amassadas.  Colocar tudo num recipiente que possa fechar bem, deixar por 8 dias, mexendo diariamente, depois coar e tomar em jejum por 3 dias, parar 3 dias e depois repetir novamente. Crianças, 1 colher (sopa) e adultos, 1 xícara (cafezinho). 

Garrafada para menopausa: 2 garrafas de vinho tinto;  1 colher (sopa) rasa de cada uma dessas plantas:  agoniada; erva cidreira; açoita cavalo; calêndula; maracujá; erva moura; margarida branca; parreirinha do mato; parreira; trapoeraba; sálvia; pariparoba; mentruz; louro; erva tostão; hortelã; melissa. Deixar todas as ervas no vinho por 4 dias, depois filtrar. Tomar 2 colheres (sopa) em jejum e a noite, durante 3 meses.

Garrafada para hepatite: 5 litros de água; 1 colher (sopa) de cada erva abaixo, picada:  alcachofra;  alfazema;  azedinha;  cabelo de milho;  carqueja;  cipó mil-homens; dente de leão;  erva cidreira;  erva tostão;  hortelã;  guanxuma;  jurubeba;  losna;  marcela;  pariparoba; raiz de picão preto;  raiz de salsa;  folha de ameixa; rosa vermelha;  espinafre.  Juntar todas as ervas, colocar na água para ferver por 5 minutos, depois deixar repousar por 5 minutos, coar e acrescentar 1 copo de açúcar mascavo (ou se não tiver pode ser o cristal) para cada litro de chá. Ferver até ponto de xarope. Tomar 3 colheres (sopa) ao dia, antes das refeições. 

Garrafada para infecção: 1,5 litro de água; 1 colher (sopa) das seguintes ervas:  açoita cavalo;  artemísia;  camomila;  cipó mil homens;  calêndula;  cavalinha;  canela;  noz-moscada ralada;  hortelã;  malva;  semente de urucum;  tansagem.  Juntar todas as ervas à água e deixar ferver por 5 minutos, depois deixar descansar por 10 minutos. Coar e acrescentar 1 copo de açúcar mascavo (cristal) e ferver por mais 10 minutos. Guardar em geladeira e acrescentar o suco de 2 limões. Tomar 3 colheres (sopa) ao dia, antes das refeições.

 “Todas as garrafadas têm atividades farmacêuticas, elas devem ser encaradas como medicamentos. Tomadas na hora certa, na quantidade certa, elas vão ajudar a curar vários tipos de doenças. É o que aponta o professor, farmacêutico e especialista em Botânica Ivan Coelho Dantas, que pesquisa a ação das garrafadas e aponta a eficiência dos compostos. (Rádio liberdade 96FM)
Créditos: Angelo L.Robertina Eng. Agrônomo Emater-Pr. 
Imagem: Garrafas com raiz 

quarta-feira, 13 de maio de 2015

Fotos raras mostram Marilyn Monroe no melhor estilo “gente como a gente”

Maquiagem perfeita, vestidos com cortes ousados, a luz certa e uma pose impecável: atributos assim compõem a maioria das fotos que conhecemos da atriz Marilyn Monroe. Estas imagens ajudaram a construir o mito e a tornar suprema a beleza de Marilyn. No entanto, mesmo quando se deixou fotografar em poses descuidadas e em momentos descontraídos, a atriz encanta.

Nessa série de fotos, clicada em diversos momentos pela fotógrafa Eve Arnoldé curioso observar o tipo físico de Marylin que, embora magra, passa longe do padrão de corpo que vemos hoje nas passarelas, filmes e novelas. E, claro, outro ponto que salta aos olhos é a ausência do Photoshop – ou você acha mesmo que aquele braço “cheinho” estendido na cama e o queixo duplo iam passar ilesos nos dias de hoje?















Créditos: hypeness

segunda-feira, 11 de maio de 2015

Perfume de mulher

Muito além da roupa, do sapato e da maquiagem o perfume de uma mulher faz toda a diferença na hora da produção. 

Isso porque uma boa fragrância é um acessório (quase uma jóia!) poderoso – e aliado fundamental naquela história de construir a tal imagem que a gente deseja passar para os outros, além de claro, alimentar a nossa autoestima. Afinal, que mulher não tem uma fragrância para chamar de sua?

Dizem que a fabricação de perfume teve suas raízes no Oriente (Egito, Arábias) e no leste europeu (a Hungria foi o primeiro país europeu a produzir algo parecido com o nosso conceito moderno de perfume), mas foi na França há cerca de 300 anos, durante o reinado de Catarina de Médici, que ele ganhou fama. 

As essências florais, produzidas graças ao mix de óleos essenciais e álcool, inicialmente eram utilizadas para perfumar luvas femininas, mas logo migraram para o uso no corpo. Nascia assim, o perfume como conhecemos hoje. 

Da Renascença para o século seguinte, o uso do perfume foi se tornando mais habitual (embora naquela época fosse acessível somente aos nobres e ricos), ganhando proeminência na corte de Luis XV onde, para disfarçar a falta de banho diário, o perfume era empregado por toda parte, até mesmo nos móveis.

Ao final do século XVIII, perfumarias como Houbigant, Lubin, Roger & Gallet e Guerlain já tinham lojas em Paris

Enquanto isso, a indústria de perfumaria propriamente dita se estabelecia na ensolarada região de Grasse, não longe de Cannes, devido ao clima ameno e bastante propício ao cultivo de flores como rosas, jasmins, lavanda, iris e mimosa

Os óleos essenciais extraídos a partir da maceração dessas flores eram combinados com fixadores (como o âmbar) e solução de álcool para produzir fragrâncias únicas e distintas.

Desde o século XIV, com o cultivo de flores e o aprimoramento da arte da perfumaria, a França firmou sua fama no ramo da perfumaria. 

Até hoje o país é ocentro de pesquisas e produção de perfumes na Europa

Em Versalhes está uma das mais tradicionais escolas de perfumistas, onde – quem tem um nariz talentoso, claro – pode aprender a reconhecer aproximadamente três mil matérias-primas e as 500 fragrâncias mais conhecidas e consagradas do mercado. 

É com elas e com muita imaginação que são criadas essências que lembram momentos, despertam sentimentos e acentuam a personalidade.

Cheiro de pele cuidada
Marilyn Monroe dormia com cinco gotas de Chanel N°5 – apenas. Bom, se você gosta de se sentir perfumada, mas não é tão extravagante assim, os hidratantes podem fazer muito por você – e sua pele. Além de terem uma fragrância mais delicada, fresca e até mesmo mais sensual, trazem ativos que tratam a pele. Uma boa loção hidratante deixa a pele macia e perfumada: perfeita para o dia, ideal para a noite.

Créditos: Dicas da Hora

sexta-feira, 8 de maio de 2015

De uma mãe

Eu lhe dei a vida, mas não posso vivê-la por você.
Eu posso mostrar-lhe caminhos, mas não posso estar neles para liderar você.

Eu posso levá-lo à igreja, mas não posso fazer com que tenha fé.
Eu posso mostrar-lhe a diferença entre o certo e o errado, mas não posso sempre decidir por você.

Eu posso lhe comprar roupas bonitas, mas não posso fazê-lo bonito por dentro.
Eu posso lhe dar conselho, mas não posso segui-lo por você.

Eu posso lhe dar amor, mas não posso impô-lo a você.
Eu posso ensiná-lo a compartilhar, mas não posso fazê-lo generoso.
Eu posso ensinar-lhe o respeito, mas não posso forçá-lo a ser respeitoso.
Eu posso aconselhá-lo sobre amigos, mas não posso escolhê-los por você.

Eu posso falar-lhe sobre o sucesso, mas não posso alcançá-lo por você.
Eu posso ensiná-lo sobre a gentileza, mas não posso forçá-lo a ser gentil.
Eu posso orar por você, mas não posso impor-lhe Deus.

Eu posso falar-lhe da vida, mas não posso dar-lhe vida eterna.
Eu posso dar-lhe amor incondicional por toda a minha existência... E isso eu farei!!!
Parece-me fácil viver sem ódio, coisa que nunca tive, mas viver sem amor...

Créditos: recebido por e-mail (Planeta Mais)

quarta-feira, 6 de maio de 2015

Bolo com chá branco, limão e mel

Ingredientes:
1 xícara de farinha de castanha caju
2 ovos orgânicos
1 e  ½  xícara de farinha de trigo branca
½  xícara de farinha integral
1 xícara de açúcar demerara orgânico
1 xícara de leite de coco
1 colher sobremesa fermento em pó
1 colher sopa cheia de chá branco
2 limões
mel
Modo de fazer: bata no liquidificador por um minuto, o leite de coco, o chá, o açúcar e os ovos. Em outro recipiente misture todos os ingredientes secos e as raspas do limão.
Derrame sobre eles a massa batida no liquidificador e bata muito bem com uma colher de pau. Coloque a massa em forma para bolo untada. Asse a 170 graus por 20 minutos.
Para fazer a calda: esprema o suco dos limões e acrescente 5 colheres de sopa de mel, misture bem e coloque sobre o bolo.

Preparo do chá: coloque a água para ferver e, antes de surgirem as primeiras bolhas, apague o fogo. Acrescente a erva (1 colher de sopa rasa para 1 xícara). Abafe por cinco minutos e coe. Não guarde o que sobrar, pois o ar destrói parte dos componentes ativos do chá. Aproveite para degustar, seu sabor é delicado e adocicado.


O chá branco é a infusão de chá com folhas jovens (novos botões que cresceram) e que não sofreram efeitos de oxidação. Os botões podem estar protegidos da luz do sol para prevenir a formação de clorofila. Contém  propriedades que ultrapassam o chá verde na prevenção do câncer do cólon e maior quantidade de antioxidantes que outros chás. 

Entre todos os chás, o branco é o que apresenta maior concentração de polifenóis, entre outros antioxidantes. Essas substâncias ajudam a neutralizar os radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento celular.  Possui vitamina B, C, K, cafeína, antioxidantes, manganês, potássio e ácido fólico. A partir desses nutrientes pode acelerar o metabolismo, desinchar o organismo, queimar gorduras, diminuir o colesterol ruim. 


Créditos do bolo: Revista do Tatuapé – Informações sobre o chá branco: Chá e Cia.

segunda-feira, 4 de maio de 2015

Plantas medicinais que combatem a depressão

Não é uma simples tristeza, é uma doença, uma patologia, um dos piores sofrimentos que a mente humana pode suportar. 

Pode ter várias causas, existe a depressão endógena, que vem da própria pessoa, a depressão reativa, consequência de algum trauma, desilusão, solidão... 

As plantas medicinais agem também neste problema ajudando a melhorar a qualidade de vida e dar aquela sensação de bem-estar.




 Banana: 30% de carboidratos, potássio, sódio, fósforo, magnésio, cloro, cálcio, enxofre e vitaminas A, B1, B2, niacina e C. 

Existe uma substância adstringente que acalma os intestinos e está contida na polpa do fruto. É indicada também para os casos de úlcera e gastrite. Suas propriedades medicinais são: antisséptica, cicatrizante, emoliente, nutritiva, remineralizante. 

O uso da banana na dieta diária aumenta os índices de serotonina no sistema nervoso.  As bananas contêm um aminoácido chamado triptofano, que se transforma em serotonina ao ser metabolizado.

Hipérico (erva-de-são-joão): com ação cicatrizante, analgésica, antibiótica e vermífuga, possui óleos essenciais (que aparecem como pequenas manchas nas folhas). 

Além de curar  asma e inflamações do aparelho respiratório e digestivo, trata feridas, úlceras, reumatismo e dores ciáticas. 

Em 2002, por causa dos efeitos colaterais (pressão alta e outros), o Ministério da Saúde obrigou que as formulações de laboratório feitas com esta planta só sejam vendidas com receita carbonada retida na farmácia, como acontece com remédios antidepressivos alopáticos.  
Os tratamentos com esta planta exigem acompanhamento médico.

Receita à base de hipérico (antidepressivo): ferva 1 colher de (sopa) de folhas picadas em 1 xícara (chá) de água, por 2 minutos. Tampe e deixe esfriar. Tome pela manhã e á noite.

Kava-kava: tonifica o sistema nervoso, capaz de aliviar inflamações, tônico geral e efeito seguro contra a depressão. Pesquisas mostraram que o extrato de kava atua numa área do cérebro chamada sistema límbico, principalmente na amígdala, responsável pelas emoções. O tratamento deve ser acompanhado por médico.
Efeitos colaterais: o uso continuado do chá pode provocar descoloração da pele, aumento da pressão e problemas estomacais. Não pode ser usada por mulheres grávidas ou pessoas com depressão endógena (de origem biológica e não proveniente de traumas emocionais). Não se pode usar com outras substâncias que agem no sistema nervoso central, como álcool, barbitúricos e psicotrópicos como calmantes e antidepressivos.

Receita à base de kava (antidepressivo): despeje 1 xícara (chá) de água fervente em 1 folha média de kava e deixe amornar tampado. Tome 3 vezes ao dia, depois do almoço , no fim da tarde e na hora de deitar.

Créditos: Kátia Schmidt Rodrigues – Bióloga (especialista em plantas medicinais).

Postagens Relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...