quarta-feira, 27 de março de 2013

A vida é feita de escolhas...

Por Rosana Braga

E o amor é uma delas.
Acredito piamente que a vida de cada um de nós é composta por uma sucessão ininterrupta de escolhas. Fazemos escolhas todo tempo, desde as mais simples e “automáticas”, até as mais complexas, elaboradas e planejadas. 

Quanto mais maduros e conscientes nos tornamos, melhores e mais acertadas são as nossas escolhas. 

Assim também é com o amor. Podemos escolher entre amar e não amar. Afinal de contas, o amor é um risco, um grande e incontrolável risco. Incontrolável porque jamais poderemos obter garantias ou certezas em relação ao que sentimos e muito menos ao que sentem por nós. E grande porque o amor é um sentimento intenso, profundo e, portanto, o risco de sofrermos se torna obviamente maior! 
Por isso mesmo, admiro e procuro aprender, a cada dia, com os corajosos, aqueles que se arriscam a amar e apostam o melhor de si num relacionamento, apesar das possíveis perdas. Descubro que o amor é um dom que deve vir acompanhado de coragem, determinação e ética. 

Não basta desejarmos estar ao lado de alguém, precisamos merecer. Precisamos exercitar nossa honestidade e superar nossos instintos mais primitivos. É num relacionamento íntimo e baseado num sentimento tão complexo quanto o amor que temos a oportunidade de averiguar nossa maturidade.

Quanto conseguimos ser verdadeiros com o outro e com a gente mesmo sem desrespeitar a pessoa amada? Quanto conseguimos nos colocar no lugar dela e perceber a dimensão da sua dor? Quanto somos capazes de resistir aos nossos impulsos em nome de algo superior, mais importante e mais maduro?

Amar é, definitivamente, uma escolha que pede responsabilidade. É verdade que todos nós cometemos erros. Mas quando o amor é o elo que une duas pessoas, independentemente de compatibilidade sanguínea, família ou obrigações sociais, é preciso tomar muito cuidado, levar muito o outro em conta para evitar estragos permanentes, quebras dolorosas demais.

O fato é que todos nós nos questionamos, em muitos momentos, se realmente vale a pena correr tantos riscos. Sim, porque toda pessoa que ama corre o risco de perder a pessoa amada, de não ser correspondida, de ser traída, de ser enganada, enfim, de sofrer mais do que imagina que poderia suportar. Então, apenas os fortes escolhem amar!

Não são os medos que mudam, mas as atitudes que cada um toma perante os medos. Novamente voltamos ao ponto: a vida é feita de escolhas. Todos nós podemos mentir, trair, enganar e ferir o outro. Mas também todos nós podemos não mentir, não trair, não enganar e não ferir o outro. 

Cada qual com o seu melhor, nas suas possibilidades e na sua maturidade, consciente ou não de seus objetivos, faz as suas próprias escolhas. E depois, arca com as inevitáveis consequências destas.

Sugiro que você se empenhe em ser forte a fim de poder usufruir os ganhos do amor e, sobretudo, evitar as dolorosas perdas. Mas se perceber que ainda não está pronto, seja honesto, seja humilde e ao invés de jogar no chão um coração que está em suas mãos, apenas deixe-o, apenas admita que não está conseguindo retribuir, compartilhar…
E então você, talvez, consiga compreender de fato a frase escrita por Antoine de Saint Exupéry, em seu best seller O Pequeno Príncipe: “Você se torna eternamente responsável por aquilo que cativa”.

Porque muito mais difícil do que ficar ao lado de alguém para sempre é ficar por inteiro, é fazer com que seja absolutamente verdadeiro… Ou então partir, inteira e verdadeiramente também! E é exatamente isso que significa sermos responsáveis por aquilo que cativamos…

segunda-feira, 25 de março de 2013

Plantas medicinais para o mau hálito

A saúde é um direito de todos. É o que devemos ter de mais precioso em nossa vida, e Deus colocou na natureza uma infinidade de plantas capaz de cura para cada uma das doenças que existem, bastando para isso, apenas o nosso conhecimento, a nossa vontade e o uso de forma correta. Mas, antes não devemos esquecer que “a orientação médica é fundamental e a fitoterapia é apenas mais uma forma de tratamento”.

Deus é o melhor médico e a natureza é a melhor farmácia.

Aromáticas diversas: mascar algumas folhas.
Erva-Doce: chá, fazer gargarejos e bochechos.
Eucalipto: chá, fazer bochechos e gargarejos.
Gengibre: chá, tomar e fazer gargarejos, mascar um pedacinho.
Guaçatonga: chá por decoto, tomar 3 xícaras (chá) ao dia, ou 15 gotas da tintura em 1 copo e água.
Hortelã / menta: chá, tomar e fazer gargarejos e bochechos.
Nós-moscada: chá, tomar e fazer gargarejos e bochechos.
Sálvia: mascar uma folha, gargarejo do chá.
Tansagem: gargarejo do chá por infusão das folhas e sementes, bem forte.

Créditos : “Plantas Medicinais” (Eng. Agrônomo Angelo Robertina Robertina)

sexta-feira, 22 de março de 2013

Suco diurético, que evita a formação de pedras nos rins, ajudando a eliminá-las.

Ingredientes:
1 colher de sopa de folhas de trigo-sarraceno
2 ramos de quebra-pedra
1 colher de sopa de brotos de alfafa
1 folha de couve
2 folhas de repolho
½ cenoura
1 copo de água

Modo de preparo: 
Preparar o suco, passando as cenouras, a alfafa, a
couve e o repolho pela centrífuga. Em seguida, faça o chá por infusão das folhas de trigo e quebra- pedra, com 2 copos de água fervente. Abafe por 10 minutos e deixe esfriar. Misturar, então, ao suco.
Dose recomendada: tomar 5 a 6 copos ao dia, longe das refeições.

Principais elementos terapêuticos

Trigo-sarraceno: combate o excesso de colesterol e contém vitaminas A,
E e B, é rico em ácidos graxos insaturados (linoléico).
Alfafa, repolho e couve: têm ação sobre a formação de cálculos ou
pedras nos rins.
Cenoura: além de possuir betacaroteno, possui também magnésio, que reduz a absorção de cálcio e vitamina C, e ajuda a acidificar a urina. A maioria dos cálculos não se forma com urinas ácidas. Ela também tem o poder de proteger as mucosas.
Quebra-pedra: como seu nome já diz, ajuda a dissolver areias e cálculos
renais. Pesquisas feitas pela Escola Paulista de Medicina confirmam esta
propriedade.

Créditos: Professor Lelington Lobo franco. Diplomou-se como bacharel em química pela Universidade Federal do Paraná. Atualmente é colaborador da revista saúde e vida e consultor de Saúde é Vital, entre outras.

quarta-feira, 20 de março de 2013

O leão e o rato

Era uma tarde tranquila na floresta. O leão, senhor todo poderoso dos animais, estava descansando à sombra de uma árvore.
Passado algum tempo, foi acordado por um rato que passou correndo sobre seu rosto. 

O leão acordou assustado e furioso e com um salto ágil capturou o rato. O pequeno animal ficou preso, pelo rabo, entre as suas afiadas garras.

Devido ao susto e seu estado de humor o leão estava pronto para matá-lo, quando o rato suplicou:
Se o senhor poupasse minha vida, tenho certeza que poderia um dia retribuir sua bondade. 

O leão deu uma gargalhada de desprezo e respondeu:
O que você está pedindo? Então você pensa que algum dia eu, o leão, rei dos animais, irei precisar de um mísero e insignificante rato? Jamais! Mas como estou bem alimentado vou fazer uma caridade e deixarei você ir, e nunca mais repita o que fez. 

Assim o leão soltou o rato. 

Alguns dias depois o leão passeava na floresta, quando por descuido caiu em uma armadilha preparada por caçadores e acabou pendurado em uma árvore, envolto por uma rede. Por mais que urrasse e se debatesse não conseguia se livrar das cordas.

Nisso, ali perto passava o rato e reconhecendo o rugido do leão, se aproximou, subiu na árvore, roeu a corda da armadilha, e libertou-o dizendo:
O senhor achou ridícula a ideia de que algum dia eu pudesse ajudá-lo, nunca esperava receber de mim qualquer compensação pelo seu favor. Mas agora sabe que é possível, mesmo a um pequeno rato conceder um favor a um poderoso leão.

Cuidado!
Na vida você nunca sabe quando vai ser rato ou leão!

Créditos: planetamais.com.br

Velaterapia, queima as pontas e faz o cabelo crescer mais forte e bonito

Um procedimento diferente para tratar os cabelos vem conquistando muitas mulheres. É a velaterapia que, literalmente, queima as pontas duplas, cauterizando o fio e fazendo com que o cabelo cresça mais forte e encorpado.

A técnica é antiga, mas só agora está conquistando mais adeptas, especialmente porque as mulheres que antes tinham receio estão entendendo melhor como funciona. 

“A pessoa procura o salão e, depois de uma avaliação, é definido se há necessidade do procedimento. Normalmente é recomendado para quem está com o cabelo muito ressecado, com pontas duplas, poroso e com dificuldade para crescer”, explica a cabeleireira Sabrina Dias, do salão Laces and Hair, em São Paulo.
O procedimento é feito no cabelo seco, antes de ser lavado, e dura de 30 a 40 minutos, dependendo da quantidade de fios, que são separados em mechas e torcidos para receber a chama da vela. Em seguida, é feito o chamado ‘bordado’, com a tesoura e, para finalizar, são aplicados produtos específicos para devolver a vitalidade, já que o cabelo está mais preparado para absorver melhor os nutrientes. A cada três, meses pode ser feito novamente.

A cabeleireira explica que o maior diferencial da velaterapia é que realmente elimina as pontas danificadas, ao contrário das hidratações tradicionais, que têm um efeito de maquiagem, resolvem o problema na hora, mas depois de lavar, vai saindo.
Apesar de parecer um procedimento simples, a velaterapia nunca deve ser feita em casa. “Como a técnica é muito antiga, isso até ocorria no tempo das nossas avós e bisavós, mas eram pessoas que conheciam, sabiam como fazer e passavam esse conhecimento. O recomendável é que sempre seja procurado um profissional, para não correr o risco de realmente queimar o cabelo”, diz.

Créditos: texto e foto: bolsademulher.com/cabelos/velaterapia-queima-as-pontas-e-faz-cabelo-crescer-mais-forte-e-bonito/

segunda-feira, 18 de março de 2013

A vitamina D e a exposição ao sol

(Compilado por Mike Adams, com base em uma entrevista com o Dr. Michael Holick, autor do livro “The UV Advantage)

A vitamina D evita a depressão, osteoporose, câncer da próstata, câncer da mama e, até mesmo efeitos do diabetes e obesidade. A vitamina D é talvez o nutriente mais subestimado no mundo da nutrição. 

Isso é provavelmente porque é “gratuita”: seu corpo a produz quando a luz solar atinge a sua pele. As empresas farmacêuticas não podem lhe vender a luz solar, por isso não há promoção dos seus benefícios à saúde.

A maioria das pessoas não sabe destes fatos verdadeiros sobre a vitamina D:
1. A vitamina D é produzida pela pele em resposta à exposição e radiação ultravioleta da luz solar natural.

2. Os saudáveis raios de luz solar natural que geram a vitamina D em sua pele não atravessam o vidro e, por isto, seu organismo não produz vitamina D quando você esta no carro, escritório ou em sua casa.

3. É quase impossível conseguir quantidades adequadas de vitamina D a partir da dieta. A exposição à luz solar é a única maneira confiável para seu corpo dispor de vitamina D.

4. Seria necessária a ingestão diária de dez copos grandes de leite enriquecido com vitamina D para obter os níveis mínimos necessários de vitamina D.

5. Quanto maior a distância da linha do equador e o lugar onde você vive, maior será a exposição ao sol necessária para gerar vitamina D, pois depende do ângulo de incidência dos raios solares. Canadá, Reino Unido, a maior parte dos EUA estão longe do equador e maior parte do Brasil está perto do equador.

6. Pessoas com a pigmentação escura da pele podem precisar de 20-30 vezes mais exposição à luz solar do que pessoas de pele clara para gerar a mesma quantidade de vitamina D. Por isto, também, o câncer de próstata é muito frequente entre homens negros - é a simples deficiência generalizada de luz solar.

7. Níveis suficientes de vitamina D são essenciais para a absorção de cálcio nos intestinos. Sem vitamina D suficiente, seu corpo não pode absorver o cálcio, tornando os suplementos de cálcio inúteis.

8. A deficiência crônica de vitamina D não pode ser revertida rapidamente. São necessários meses de suplementação de vitamina D e de exposição à luz solar para “reconstruir” os ossos e o sistema nervoso.

9. Mesmo filtros solares fracos (FPS = 8) bloqueiam em 95% a capacidade do seu corpo de gerar vitamina D. É por isto que o uso constante de protetores solares provocam deficiência crítica de vitamina D.

10. A exposição à luz solar não gera a produção excessiva de vitamina D em seu corpo, porque ele se auto-regula e produz apenas a quantidade que necessita.

11. Se a pressão firme do seu osso esterno dói, você pode estar sofrendo de deficiência crônica de vitamina D.

12. A vitamina D é “ativada” pelos rins e fígado, antes de ser usada pelo organismo e, por isto, doenças renais ou hepáticas podem prejudicar muito a ativação da vitamina D circulante.

13. A indústria de protetores solares não quer que você saiba da necessidade de exposição ao sol, porque esta revelação significaria a queda nas vendas de seus produtos.

14. A vitamina D é um poderoso “remédio” que o seu próprio corpo produz inteiramente de graça e sem necessidade de prescrição médica!

15. Algumas substâncias denominadas “antioxidantes” aceleram muito a capacidade do organismo para lidar com luz solar, sem que ela nos provoque danos, também permitem que você fique exposto ao sol duas vezes mais tempo sem danos. 

Um exemplo de tais antioxidantes é a astaxantina, poderoso “filtro solar interno”. Outras fontes de antioxidantes similares são algumas frutas (açaí, romã, mirtilo), algumas algas e alguns crustáceos do mar (camarão, “krill”)

Doenças e condições causadas pela deficiência de vitamina D:
A osteoporose é geralmente causada por falta de vitamina D que provoca deficiência na absorção de cálcio.

A deficiência de vitamina D na infância causa o raquitismo, falta de calcificação dos ossos.
Pode agravar o diabetes tipo 2 e prejudicar a produção de insulina pelo pâncreas.

Bebês que recebem a suplementação de vitamina D (2.000 unidades por dia) têm um risco 80% menor de desenvolver diabetes tipo 1 durante os próximos vinte anos.

A obesidade prejudica a utilização da vitamina D no organismo e obesos precisam de duas vezes mais vitamina D.

A depressão, a esquizofrenia e os cânceres de próstata, de mama ovário e de cólon são frequentes em pessoas com deficiência de vitamina D. Portanto, níveis normais de vitamina D previnem estas doenças.

O risco de desenvolver doenças graves como diabetes e câncer é reduzido de 50% a 80% através da exposição simples, à luz solar natural 2 a 3 vezes por semana.

A depressão sazonal de inverno, muito comum nos países de clima temperado, é causada por um desequilíbrio da melatonina, devido à menor exposição ao sol.

A vitamina D é utilizada no tratamento da psoríase, doença inflamatória crônica da pele.

Deficiência crônica de vitamina D é muitas vezes diagnosticada erradamente como fibromialgia, porque seus sintomas são muito semelhantes: fraqueza muscular e dores.

São deficientes em vitamina D:
40% da população dos EUA,
32% dos médicos e estudantes de medicina,
42% das mulheres afro-americanas em idade fértil,
48% das meninas de 9 a 11 anos,
até 60% dos pacientes de hospitais,
até 80% dos pacientes do lar de idosos,
76% das mulheres grávidas e
81% das crianças delas nascidas, as quais terão, mais tarde na vida, maior predisposição ao diabete tipo 1, à artrite, à esclerose múltipla e à esquizofrenia.

sexta-feira, 15 de março de 2013

Óleo de peixe

Ajuda no tratamento de doenças cardíacas, colesterol elevado, depressão, ansiedade,TDAHI, baixa imunidade, câncer, diabetes, inflamação, artrite, doença inflamatória intestinal, SIDA, doença de Alzheimer, desordens oculares, degeneração macular e úlceras. 

Também na perda de peso, na gravidez, na fertilidade e cuidados da pele (principalmente para doenças tais como a psoríase, acne).

A maioria destes benefícios para a saúde pode ser atribuído à presença de Ômega 3, ácidos gordos essenciais tais como ácido docosahexaenóico(DHA) e ácido eicosapentaenóico (EPA). Outros ácidos graxos essenciais incluem alfa-linolénico ou ALA e ácido gama-linolênico ou GLA.

Os vários tipos de peixe que podem ser uma boa fonte de óleo de peixe são: cavala, truta arco-íris, a truta do lago, alabote, o arenque, robalo, sardinha, peixe espada, ostras, atum, atum de barbatana azul, atum de barbatana amarela, pregado, sardinhas, anchova e salmão. Os nomes mais comuns entre estes para a obtenção de óleo de peixe são atum, arenque, cavala, sardinha, truta do lago e salmão. 




Os benefícios para a saúde:

Doença cardíaca: De acordo com a Associação Americana de Doenças do Coração, os ensaios clínicos demonstraram que o ômega 3 é eficaz na redução da incidência de doenças cardiovasculares (DCV). 


Ele reduz os níveis de colesterol LDL, que é o colesterol ruim e aumenta os níveis de HDL, que é o colesterol bom. Previne acúmulo de triglicérides e reduz ainda mais os níveis de triglicérides em excesso. A pesquisa preliminar também mostrou que o óleo de peixe pode ser usado para prevenir a aterosclerose em pacientes com coronárias.

Perda de peso: investigação conduzida pelo Professor Peter Howe na Universidade do Sul da Austrália mostrou que o óleo de peixe melhora a eficácia do exercício na redução de peso. Voluntários que receberam dieta com óleo, apresentaram maior perda de peso em comparação com aqueles que não consumiram a dieta com o mesmo.

A circulação de sangue: acredita-se que tem a capacidade de melhorar a circulação sanguínea, juntamente com a redução de triglicéridos e de colesterol sérico.

Diabetes: pacientes diabéticos tipo II são mais propensos a doenças cardio-vasculares, tais como doença cardíaca coronariana, aterosclerose, e derrame. A pesquisa conduzida na Universidade de Oxford, Reino Unido, revelou que o óleo é útil na redução dos níveis de triglicéridos no diabetes também.

Cuidados com o Cabelo: 
ajuda a manter um bom brilho do cabelo. Ômega 3 tem para o cabelo propriedades de crescimento uma vez que fornece alimentação para os folículos. E, por conseguinte, ajuda na rápido desenvolvimento de cabelo e prevenção de perda. Uma boa fonte de proteínas é também necessário para o crescimento do cabelo, e a maioria de variedades de peixes são ricos em proteína.

Créditos: indicedesaude.com/artigos_ver.php?id=216
Fotos: Photl

quarta-feira, 13 de março de 2013

Saiba como evitar os sintomas da TPM

A Tensão Pré-Menstrual (TPM) é uma fase de alguns dias em que, por questões hormonais, algumas mulheres ficam em um estado de irritabilidade e ansiedade acentuado. 

O problema é tão comum e pode ser tão grave em algumas mulheres que a TPM é usada por alguns advogados para tentar diminuir a pena de mulheres que cometem crimes.

Além dos problemas mais conhecidos, a TPM é capaz, inclusive, de desencadear sintomas graves de depressão.

Um estudo publicado nesta terça-feira (26), realizado pela Universidade de Harvard e pela Universidade de Massachusetts e publicado no site Science Daily, demonstrou que mulheres que consomem vegetais ricos em ferro tendem a ter os sintomas da TPM abrandados ou até ficarem livres deles.

O estudo acompanhou mais de 3.000 mulheres por 10 anos e concluiu que mulheres que usam suplementação de ferro indicada por médicos também têm os mesmos benefícios que aquelas que consomem vegetais ricos em ferro. 

No entanto, o excesso de ferro no organismo, normalmente ocasionado por automedicação, pode ser muito arriscado. Portanto, não suplemente ferro por conta própria em hipótese alguma.

Nada de carne: o ferro que ajuda neste caso é o não-heme, de origem vegetal. “Descobrimos que as mulheres que consumiram mais ferro não-heme, a forma encontrada principalmente em alimentos de origem vegetal e em suplementos, tinham um risco 30 a 40 por cento menor de desenvolver TPM do que as mulheres que consumiram a menor quantidade de ferro não-heme.” – Bertone-Johnson, uma das responsáveis pelo estudo.

O que comer para evitar os sintomas da TPM
A tabela abaixo foi elaborada pela nutricionista vegana Astrid Pfeiffer, autora do livro “A cozinha vegetariana de Astrid Pfeiffer”. Ela mostra os alimentos de origem vegetal que mais contém ferro.











Créditos: Vista-Se

segunda-feira, 11 de março de 2013

Compulsão – comportamento que domina a pessoa

Entenda o problema
A compulsão ocorre quando a pessoa perde o controle de determinado comportamento.
Ela sente um forte desejo de fazer o que lhe dá  prazer ou de afastar um mal-estar.

Essa perda de controle geralmente causa problemas no dia a dia e na vida da pessoa (perda de dinheiro, problemas emocionais e até doenças).

Pode ser relacionado ao uso de substâncias químicas, como drogas lícitas ou ilícitas (cigarro, álcool, maconha ou cocaína).

Também pode estar ligado a situações prazerosas, como fazer compras, comer, ficar horas no computador, fazer sexo, jogar.

Causas
Pode ser causado por fatores genéticos, psicológicos ou do ambiente em que a pessoa vive.

Homens x mulheres
Algumas compulsões, como a sexual, ocorrem mais em homens. Já a compulsão por compras e a afetiva é mais presente em mulheres.

Compulsões múltiplas
Muitas vezes, um jogador compulsivo ou viciado em sexo também desenvolve dependência por drogas licitas ou ilícitas. Um comportamento compulsivo pode abrir portas para outras dependências.

Alguns tipos de compulsão
Dependência de internet
A pessoa não se controlar ao usar internet e acaba ficando em frente ao computador de forma excessiva.
Compulsão por jogos
Apostas a dinheiro começam baixas, mas ficam maiores e viram dívidas. O processo fica doentio e causa danos ao portador do problema e à família dele.
Compulsão sexual
A pessoa tem um comportamento sexual excessivo e não consegue se controlar em relação a isso.

Compras compulsivas
Preocupação excessiva e perda de controle sobre o ato de comprar.
Amor patológico
Ocorre quando o amor deixa de ser saudável e fica sem controle, passando a ser prioritário ao indivíduo.

Ciúme excessivo
O ciúme torna-se doentio quando passa a causar angústia e prejuízo significativo, tanto à pessoa amada quanto ao indivíduo ciumento.

Diagnóstico
Cada caso deve ser avaliado individualmente, mas a sensação de perda de liberdade ou de controle diante de um comportamento são indícios de que a pessoa precisa de ajuda. Tal comportamento causa prejuízo e atrapalha a vida da pessoa ou quem convive com ela.

Sinais
Fique atento se você pensa “vou beber só um pouco”, mas não fica sem se embriagar, ou “vou jogar um pouco”, mas se endivida.
Quando a pessoa passa a ser criticada por familiares ou amigos por determinado comportamento sem controle, isso pode ser um sinal.

Tratamento
São recomendados a terapia com um psicólogo especializado em dependência e/ou tratamento com um psiquiatra e medicação.
Buscar atividades esportistas ou voluntárias, algo que lhe dê prazer, ou a ajuda de grupos (Alcoólicos Anônimos, por exemplo) podem ajudar.

Créditos: Aderbal Vieira Junior, psiquiatra responsável pelo Ambulatório de Dependência de Comportamento do Programa de Orientação e Atendimento a Dependentes da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo)
Jornal Agora "Viva Bem"

domingo, 3 de março de 2013

Uma pausa... Natural & Bela

“O poder da oração tem vencido a força do fogo e dos raios; refreado a fúria dos leões; tem feito desaparecer a anarquia e abolido guerras; tem acalmado os elementos em fúria e expelido demônios; tem partido os grilhões da morte e alargado as portas do céu; tem aliviado as enfermidades e repelido as fraudes; tem livrado da destruição cidades inteiras.
A oração é uma arma toda suficiente, um tesouro inesgotável, uma mina que nunca acaba, um firmamento jamais obscurecido por nuvens, um céu nunca perturbado pela tempestade. É raiz, a fonte, a mãe de mil bênçãos.”  (Crisóstomo – Filósofo)

Se puder grite bem alto, se não, escreva 1.000 vezes: “Nasci para ser feliz!”, mas por favor, comece aonde você está e com aquilo que você tem.


Texto da oração, extraído do livro “Orações” de José dos Reis de Macedo

sexta-feira, 1 de março de 2013

O tempo e nossas colheitas

Por Saul Brandalise Jr.

Existem dois dias, em uma vida, que nada poderemos fazer… O Ontem e o Amanhã.
O ontem está carimbado como passado. O Amanhã como futuro.


Existe, também, uma dualidade que as religiões insistem em querer manter viva para que prendam os seus fiéis, que é o bem e o mal.
O mal é força de um malvado que vem nos dominar e o bem de um super-herói que tudo sabe e tudo cria.


Na realidade, a dualidade se faz real para manter as pessoas presas e cativas às instituições que são cada vez mais fortes e mais rentáveis.

O mal e o bem estão em nós e em nossas posturas. Ninguém, no universo, tem poder para interferir em nosso Livre-Arbítrio.
Ora, quem acorda de manhã? Quem come? Quem anda? Que decide ir aqui ou acolá? Quem fala? Quem se cala?


Você, eu, não é verdade?  Portanto, cabe exclusivamente a nós o destino de nossas vidas.Uma das pessoas que eu mais admiro, não pelo que foi, mas pelo que fez, foi o Papa Gregório XIII. Nasceu em Bolonha, Itália, em janeiro de 1502. 

Quando percebeu que os místicos ganhavam terreno com sua postura Cósmica Universal, e perdia fiéis para a instituição que defendia, Gregório alterou o Calendário que atualmente usamos no Ocidente e também em vários países do Oriente.


Mudou o dia do início do Ano. Saiu de primeiro de abril para primeiro de janeiro. Primeiro de abril, portanto, virou o dia da mentira. É mentira que o ano novo começa… Alterou o nascimento de Jesus de 7 de março para 25 de dezembro. Era um dia de festa e troca de presentes. Mas convenientemente fez a correção do ano solar.

Em agosto, que é o mês para que todos nós estejamos ao nosso gosto (independência de postura e religião não quer isso) passou a determinar que é um período de muita atenção e cuidado… Aqui, no Brasil, absurdamente é o mês do cachorro louco.


Acabou com o encanto do mês de março. Na realidade, março é um marco para que tomemos boas atitudes e possamos começar o ano novo, primeiro de abril, com boas e adequadas energias.

Agora você sabe…
Escrevi tudo isso para lhe dar uma boa explicação e razões de que este é o seu, o meu, o nosso mês para TOMARMOS ATITUDES.


Devemos analisar adequadamente o que somos, se gostamos ou não de nossas colheitas e, porque elas acontecem, ou não.
Março é o marco para novas posturas e novos pensamentos. Mudar é o ponto. Fazer algo novo é o momento adequado.

Em primeiro de abril, começa um novo ciclo Cósmico de sete anos e a maneira que você começar, terá forte tendência de continuar assim pelo período. Mudar durante um ciclo é mais complicado e vai exigir muito mais esforço.


Tá ruim? Faça um favor a si mesmo… Mude. Mas mude com consciência de que você tem o leme de sua vida. Faça uma análise de seus valores. Procure entender como foi educado e tenha presente que normalmente família é resgate cármico.
Se você não decide é porque alguém lhe tolheu a iniciativa. Isso se chama adestramento e não educação.


Analise fortemente o meio em que vive e com quem convive. Se o que prevalece é a postura ou o dinheiro. Se você olha para dentro ou continua preocupado exclusivamente com a aparência.


Quais seus hábitos? Quais seus vícios?
Noventa e nove por cento das pessoas se tornam reféns de hábitos. Tem medo de mudar. Mesmo
que esteja ruim é melhor assim do que buscar o desafio do novo. Afinal, para ficar como está não se precisa fazer nada.

Tenha consciência que vida é Causa e Efeito e que se você fala dos outros é bem provável que muitos falem de você… Se brinca com a vida, ela, nada mais será do que uma constante brincadeira.


Muita piada, muita mentira, muita fofoca…
Conviver com isso e querer que a vida seja algo sério é, no mínimo, falta de conhecimento sobre o que somos e porque estamos vivendo uma vida neste planeta.

Quero colo! Ótimo e quando você vai entender que a vida é uma jornada individual?
Alguém me ajude! Sim e como você vai crescer e aprender a superar obstáculos?
Estamos verdadeiramente no TEMPO de um MARCO em nossas vidas. Março é o mês de nossas grandes decisões. Porém, precisamos ter consciência que as decisões maiores são as que brotam de dentro para fora e não da mão para o bolso.


Ou seja, são de valores e não de coisas materiais. Para termos um externo lindo é preciso, antes, aprimorar o interno…
E, decisão sem ação, é melhor nem decidir…
Ainda dá tempo. É só querer. Mãos à obra, portanto.

Autor: Saul Brandalise Jr., autor do livro: O Despertar da Consciência da editora Theus, onde mostra através das narrativas de suas experiências como extrair lições de vida e entusiasmo de cada obstáculo que se encontra ao longo de uma vida.
Créditos: portalangels.com/artigos/licoes-de-vida/o-tempo-e-nossas-colheitas.html

Postagens Relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...