sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Óleo de menta

Por Alexandre Pimentel – Naturopata, escritor e empresário.

Os óleos vegetais são, por excelência, depósitos de energia. Precisei, entretanto, experimentar o poder do óleo de menta para conseguir falar com esse entusiasmo! 

Dificilmente um complemento alimentar atua em tantas áreas diferentes. Para fabricarmos 10ml deste óleo essencial é necessário uma imensa quantidade de folhas de “avensis mint”. Então é muito difícil o produzirmos em casa sem a tecnologia adequada.

 O óleo essencial de menta tem sido utilizado em massagens com sucesso para alívio de dores, principalmente na coluna vertebral. Sua ação anestésica é praticamente imediata. Os óleos essenciais são produzidos com os hormônios das plantas, ou seja, da força vital de uma planta que não pode ser vista ou tocada.

 Como todo óleo essencial, o óleo de menta deve ser usado com moderação, mais em casos de reais necessidades. Minha experiência familiar tem demonstrado a eficiência deste alimento especial em casos como:

Mau-hálito
Apenas uma gota torna o hálito agradável. O óleo de menta substitui qualquer creme dental à altura, bastando pingar duas gotas sobre a escova cuidando para que não escorra. Você sentirá um grande conforto, economizará em creme dental e ficará livre do flúor contido na grande maioria deles.

Problemas de estômago e intestino
Tanto para dores abdominais quanto azia, má digestão, enjôo, flatulência e desconforto gástrico o óleo de menta funciona maravilhosamente desde que não misturado com outros produtos. 

É sempre recomendável, em caso de problemas intestinais, salvo orientação profissional diferenciada, utilizar recursos individualmente, ou seja, não misturar fitoterápicos ou remédio. 

No caso de vômitos pode-se tomar uma gota após, o que causa grande conforto. O óleo de menta funciona como bom digestivo, principalmente para pessoas que tem hábito de consumir carnes e outros produtos de origem animal.

Prisão de ventre
O óleo de menta atua com laxante natural se tomado em jejum misturado em um copo de água cheio. No caso de adultos duas ou três gotas são suficientes. 

Crianças não devem passar de uma gota. Massagear a região abdominal com óleo de menta, em movimentos circulares no sentido horário também ajuda muito nos casos de constipação.

Dor de cabeça
Em caso de dores de cabeça, ingerir uma gota diluída um copo de água e, com as pontas do dedos, sempre tendo muito cuidado com os olhos, massagear o ponto principal da dor utilizando o óleo de menta. Leve em consideração que a dor de cabeça é um problema que pode ter inúmeras causas. Se a sua for persistente e cíclica, procure um bom profissional de saúde o mais rápido possível.

Dor de dente
Nas dores de dente pode-se pingar uma gota diretamente na cárie. Em caso de dores não associadas à cárie apenas ingerir uma ou duas gotas e massagear a região do dente pelo lado de fora da boca. Lembre que essa medida é paliativa e que o dentista tem que ser procurado o mais rápido possível já que a dor de dente não tratada pode ter consequências graves.

Coceiras e Picadas de Insetos
A experiência mostra que as coceiras, mesmo as fortes, e as picadas de insetos que causam irritação, são imediatamente aliviadas com o óleo de menta. Basta aplicar duas ou três gotas sobre a coceira e massagear até que o óleo espalhe bem.

Repelir Insetos
O óleo de menta é tão eficiente quanto a citronela e a andiroba para repelir pernilongos, mosquitos e outros insetos. Quando pingado pela cozinha repele baratas e formigas. É excelente para acampamentos, áreas rurais e quando suavemente espalhado no pelo de cães e gatos, ajuda a repelir e prevenir pulgas e carrapatos.

Tensão Nervosa e Insônia
Uma gota de óleo de menta diluída em um copo de água, tomada meia hora antes de dormir, ajuda muito no relaxamento. O óleo de menta também deve ser esfregado com as mãos e inalado em forma de concha. Esta atitude amplia o potencial respiratório, acalma os nervos, estimula o relax e provoca o sono.

Gripe, nariz entupido, resfriado, sinusite 
Em estados gripais e resfriados o óleo de menta é coadjuvante e causa grande conforto. Inalado conforme a  explicação anterior e esfregado delicadamente pela região externa do nariz, bem como nas faces, ajuda a desentupir e aliviar a sinusite. 

O óleo de menta pode ser pingado dentro de chás desde que a temperatura destes seja morna ou fria. Tomado na proporção de duas gotas para um copo de água, funciona como expectorante. Não utilizá-lo em caso de asmas e bronquites já que estes pacientes devem se afastar de cheiros fortes.

Chulé
O óleo de menta substitui os talcos contra odores nos pés. Duas gotas pingadas dentro do sapato ou do tênis ajudam a neutralizar o cheiro forte e dão sensação refrescante aos pés. Você também pode esfregá-lo aos pés, pois, colocado entre os dedos, ajuda a prevenir frieiras. Aplicado sobre os calos dos pés o óleo de menta torna a remoção mais fácil.

Veja outras maneiras de utilizar o óleo de menta:
Uso Interno
De 1 a 3 gotas em ½ copo de água, dependendo da necessidade.
Banhos
Coloque 5 a 15 gotas de óleo essencial de menta na água de uma banheira.
Compressas
Misture 10 gotas do óleo essencial de menta em 100 ml de água quente. Em seguida, mergulhe uma toalha sobre o corpo. As compressas são utilizadas para cólicas menstruais, contusões, distensões, dores, ferimentos abertos, nevralgias, problemas na pele e tensão muscular.
Inalação
Molhe um lenço com cerca de 10 gotas de óleo essencial de menta e, em seguida, leve-o às narinas ou coloque-o sobre o travesseiro. Ou dilua 10 gotas de óleo essencial de menta em 100 ml de água quente e inspire o vapor profundamente, até sentir o cheiro do produto.

Massagens
Misture 15 a 20 gotas de óleo essencial de menta,1 colher de chá de óleo vegetal de gérmen de trigo, 1 colher de óleo vegetal de abacate, depois escolha entre os óleos vegetais de sementes de uva, sementes de girassol, amêndoas doce ou oliva e complete a mistura até atingir 50 ml. Massageie o corpo com a mistura. 

Nos aparelhos de sauna a vapor que apresentam duto de saída do vapor voltado para baixo, coloque em uma caneca contendo óleo essencial de menta sobre essa saída, enquanto que nos aparelhos com dosador de essência acoplado, siga as instruções do fabricante. No caso de sauna seca despeje o óleo essencial de menta puro ou misture com água sobre as pedras quentes. 

Um comentário:

  1. Que bom ste óleo de menta, muito interessante..., bjo amiga, bom final de semana, fique com Deus!

    ResponderExcluir

A coisa mais difícil de ver é precisamente o que está diante dos seus olhos. Goethe

Postagens Relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...