segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Desvendando o mistério dos rótulos

Levante a mão quem tem o hábito de ler antes de comer.
Como os produtos que encontramos nas prateleiras do mercado convencional podem durar tanto, mantendo inalterados o sabor, a crocância, a cor? 

Não existe milagre. No mundo dos alimentos industrializados a durabilidade é garantida por uma extensa lista de aditivos químicos.

A seguir, um artigo “Aditivos e seus efeitos no organismo”, publicado pelo médico naturalista Marcio Bontempo.

Os principais aditivos alimentares
Aromatizantes: ou flavorizantes. Substâncias ou compostos usados para intensificar o paladar e o aroma dos alimentos, ou conferir-lhes um sabor que não possuem.
Corantes: para dar ou realçar a cor, com o propósito de atrair a atenção. Não possuem qualquer princípio nutritivo.

Conservantes: usados para manter os alimentos íntegros, manter-lhes o sabor e o aspecto.
Edulcorantes ou adoçantes: a este grupo de produtos químicos pertencem as substâncias de sabor doce mas que não sejam glicídicas. Sendo assim, não determinam modificações químicas e fermentações específicas produzidas pelos adoçantes açucarados ou que contenham glicose, frutose, dextrose. Os mais usados são quase todos sintéticos, como a sacarina e o ciclamato de sódio.

Antioxidantes: para evitar alterações provocadas pela oxidação, como a rancificação das gorduras , escurecimento das frutas, descoloração das carnes, deteriorização dos sucos de frutas cítricas, modificação da cor de frituras em saquinhos plásticos.
Estabilizantese: para manter a densidade ou aumentar a viscosidade do alimento.

Efeitos colaterais
Antioxidantes
Ácido fosfórico (H.III) – aumento da ocorrência de cálculos renais.
Ácido nordihidroguairético (A. IV) - interferência nas enzimas do metabolismo das gorduras.

Butil-hidroxianisol - BHA - (A.V.); Butil-hidroxitolueno BHT-(A. VI) - ação tóxica sobre o fígado, interfere na reprodução de cobaias de laboratório.
Fosfolipídios - (A.VIII) - Acréscimo do colesterol sanguíneo.
Gelato de propila ou de octila (A.IX) - reações alérgicas, interfere na reprodução de animais de laboratório.
Etilenodiaminotetetracetato de cálcio e dissódico - EDTA - (A.XII)- descalcificação e redução da absorção de ferro.

Antiumectantes
 Ferrocianeto de sódio, cálcio ou potássio (AU. VI) - intoxicação nos rins.
Acidulantes
Ácido acético em geral - cirrose hepática, descalcificação dos dentes e dos ossos.

Corantes
Todos - (CI) (CII) - reações alérgicas: alguns possuem ações tóxicas sobre o feto ou são teratogênicos, ou seja, podem fazer nascer crianças-monstro; anemia hemolítica; o caramelo, quando preparado de modo inadequado, pode conter substâncias capazes de causar convulsões.

Conservadores
Ácido benzóico (PI) - alergia, distúrbios gastrointestinais.
Ésteresdoácido hidroxibenzóico (P III) - dermatite; redução de atividade motora.
Dióxido de enxofre e derivados (PV) - redução do nível de vitaminas B¹ nos alimentos; aumenta a frequência de mutações genéticas em animais de laboratório.
Antibióticos (oxitetraciclina cloretetraciclina e outros) (PVI) - desenvolvimento de raças de bactérias resistentes aos antibióticos; reação de hipersensibilidade.

Nitratos, Nitritos (P VII) (PVIII) - ao combinarem-se com as aminas de várias fontes alimentares, originam as nitrosaminas, que podem causar câncer gástrico e do esôfago.
Éster dietilpirocarbônico (PX) - formação de uretanos (carbonato de etilo, solúvel em água), que são cancerígenos.
Edulcorantes - sacarina (DI) - causa câncer na bexiga de animais de laboratório.
Espessantes - irritação da mucosa intestinal; ação laxante.
Estabilizantes - Polifosfatos (ET XV ET XI XVIII) - elevação da ocorrência de cálculos renais; distúrbios gastrointestinais.
Aromatizantes – alergia; retardam o crescimento e produzem câncer em animais de laboratório.

Umectantes
Dioctilsulfossuccinato de sódio (U III) – distúrbios gastrointestinais circulação pulmonar.

Créditos: Boletim Informativo da Teia de Educação Ambiental da Mata Atlântica (Dom Pedro de Alcântara – Mampituba – Morrinhos do Sul – Três Cachoeiras – Torres)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A coisa mais difícil de ver é precisamente o que está diante dos seus olhos. Goethe

Postagens Relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...