segunda-feira, 12 de março de 2018

O que sua imagem diz sobre você?

Se a “primeira impressão é a que fica”, então, o cuidado com a aparência não deve ser deixado de lado. Seja no ambiente profissional, seja na esfera pessoal, é preciso lembrar que o seu visual e a sua postura diante dos outros dizem muito sobre você.
Isso mesmo. Quantas vezes você olha para uma pessoa e já imagina como ela deve ser apenas pela forma como ela se veste ou como ela se comporta?
Como somos seres julgadores, precisamos levar em conta que nosso cérebro é metade razão e metade emoção. Uma parte (esquerda) raciocina de um jeito lógico, enquanto o lado direito do cérebro compreende a intuição, as emoções, a criatividade (imagens, formas, cores, códigos não verbais) e toda forma de arte. 

Dessa maneira, podemos acreditar que o que vemos pode sim afetar o que pensamos a respeito de uma pessoa. Com base nisso, é preciso cuidar da nossa imagem. E, como se diz, você nunca terá uma segunda chance de causar uma boa primeira impressão.
Muito se fala atualmente sobre autenticidade, sobre sermos nós mesmos, respeitarmos as diferenças de gênero, de escolha sexual, enfim. 

Todas as reflexões e discussões são, como um avanço positivo na nossa sociedade, mas é preciso considerar que, ainda nos tempos de hoje, as grandes corporações, bem como algumas categorias profissionais (advogados, juízes, banqueiros, médicos para citar alguns) demandam um código de vestir e de agir bastante específico. Cabe, a cada um de nós, refletir e decidir qual caminho queremos trilhar.
Em texto publicado no blog da escritora Cristiane Cardoso, a palestrante Evelyn Higginbotham lembra o quanto mudou depois que passou a dar importância ao aspecto visual. 

“Eu passei a falar o que o meu espírito sempre quis dizer através do ato de investir tempo e esforço na minha aparência. Minha linguagem corporal mudou, minhas opiniões foram mais valorizadas e não porque eu fosse mais bonita, mas porque eu estava comunicando meu próprio valor”, explica.
Você não deve se vestir para os outros ou se arrumar para agradar alguém. Mas é indispensável pensar na impressão que quer e deseja passar. 

“Nós falamos através de nossa aparência e comportamento e, embora não possamos fazer nada acerca do DNA que herdamos de nossos pais, há muito o que fazer para que consigamos comunicar o que queremos através da nossa linguagem corporal, dos nossos olhares e de nossas palavras. 

E não é apenas o que dizemos aos outros que importa, mas sim o que dizemos a nós mesmas”, completa Evelyn.
Créditos: Sara Oliveira e Flávia Machado - é publicitária e hoje atua como Consultora de Estilo e Imagem Pessoal.

3 comentários:

  1. Uau..... muito bom o texto San!
    "Você não deve se vestir para os outros ou se arrumar para agradar alguém".
    Com certeza!!!! Devemos estar sempre bem consigo mesma, o resto é reflexo!!!
    Um grande beijo!!!

    ResponderExcluir
  2. Muito Legal!!! Adorei a ruiva da foto :-) bjo amiga

    ResponderExcluir
  3. Ana Alice amei Amiga AO Ler Senti uma PAZ Dento de mim um CALOR Equelibrio EMOCIONAL ;Beijos saudade

    ResponderExcluir