quarta-feira, 19 de fevereiro de 2014

Quão grande são os nossos problemas?!

Quando passamos por problemas e dificuldades, sabemos que precisamos caminhar pela nossa fé. 

Mas, por vezes, a nossa tendência natural é lamentar, reclamar, entrar em descontrole. 

Reclamamos em nosso dia a dia, do calor que sufoca, do frio, da comida que não está boa, de alcançar uma vida melhor possuindo coisas, de ganhar dinheiro. 

Fechamos os olhos para não ver, que ao nosso lado, há pessoas que estão lutando pela sobrevivência, que enfrentam problemas maiores do que os nossos, contudo, nos dão uma lição de renovação de sentimentos, de mentalidades... O desapego e a vontade de viver somente com o que se precisa.

Quem nunca se deparou com a triste realidade de pessoas que se alimentam de lixo?
Buscam a sobrevivência nos restos que descartamos para se alimentarem. É muito triste ver pessoas revolvendo o lixo, alimentando-se em meio ao mau cheiro, acabando com a sua saúde. Não pedem, de porta em porta, talvez por vergonha de serem rejeitados.

Ninguém pode sentir-se feliz sozinho e nem viver a própria experiência humana se esquecendo dos outros.

Vivemos em uma situação de constante insegurança, por conta do aumento dos níveis de criminalidade. Sentimo-nos acuados em ser solidários com estranhos, mas sabemos que temos que nos adaptar a essa situação, mudando nossas posturas, atitudes.

Assim, quando alguém faminto bater na porta de sua casa e pedir um prato de comida, siga sua intuição. Se abrir a porta, sirva o alimento no melhor prato, que seja grande (não esqueça que está com fome), o melhor talher, com direito a guardanapo e um copo grande com água filtrada. Não vai se importar se fizer sua refeição, sentado na calçada envolto a tanto carinho.

E não pense que irá se acostumar. Se voltar, é porque sentiu em sua bondade, a solução para saciar sua fome. Dê-lhe novamente com um sorriso nos lábios, um prato saboroso, como se fosse para um dos seus e capriche na decoração. Você terá prazer em doar o melhor, afinal sem querer você o adotou.

4 comentários:

  1. "Ninguém pode sentir-se feliz sozinho e nem viver a própria experiência humana se esquecendo dos outros"... Um grande verdade amiga...lindo texto, reclamamos tanto da vida e temos as vezes muito mas do que precisamos...um bjo

    ResponderExcluir
  2. Deus remove a tristeza daquele que remove a tristeza dos outros. Compaixão é a raiz da bondade. Da compaixão surge o cuidado. Uma pessoa compassiva não suporta ver os outros sofrerem. Assim como a mãe esquece de si para cuidar de seus filhos, uma pessoa com compaixão, serve com o coração esquecendo suas próprias questões. Torne sua atividade tão maravilhosa e útil ao mundo que a atenção de Deus se volte para você.
    * Dadi Janki

    ✦ Brahma Kumaris ✦

    Om Shanti Om
    Consciência Cósmica

    ResponderExcluir

A bondade em palavras cria confiança; a bondade em pensamento cria profundidade; a bondade em dádiva cria amor. Provérbio chinês

Postagens Relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...