quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

Cuidados ao manusear os limões

Sobre manchas e queimaduras
Tanto na casca como no suco do limão – em todas as variedades - existem substâncias que favorecem a formação de manchas na pele, e dependendo da quantidade e da forma como os limões foram manuseados, pode até ocorrer queimaduras de primeiro a terceiro grau.
A fitofotodermatose é uma inflamação da pele causada pelo contato com alguns alimentos crus durante a exposição ocupacional ou recreativa á luz solar. 

Essa resposta inflamatória é uma reação fototóxica aos compostos químicos, fotossensibilizantes presentes em frutas cítricas e vegetais tais como: limão, tangerina, laranja, lima, figo, manga e vegetais como aipo, coentro, cenoura, erva-doce, salsa e nabo.
Tais substâncias (no caso dos limões e tangerinas são os betacarptenos) são fotosensíveis, ou seja, reagem com a luz do sol e, quando em contato com a pele, podem causar manchas. Por este motivo, deve-se tomar os seguintes cuidados:
1. Evitar manusear limões estando no sol ou sabendo que irá pegar sol;
2. Após manusear poucos limões (3 a 5 unidades) lavar muito bem as mãos e local onde houve contato com o limão, antes de sair para o sol. De preferência, independente do manuseio de limões, sempre fazer uso de um filtro solar antes de sair ao sol.
3. Quando forem manuseados muitos limões – acima de 5 unidades – o ideal é usar um espremedor elétrico e luvas. O que acontece é que na casca dos limões existe um óleo que além de conter as substâncias fotosensíveis, também é um óleo muito fino, com a propriedade de ativar e penetrar rapidamente na circulação sanguínea. 

Portanto, quando forem muitos limões, não se deve espremê-los manualmente, pois a chance deste óleo penetrar na pele aumenta e de ocorrer queimaduras também.
Existe uma mensagem ilustrada com fotos circulando na internet, de um homem que após preparar litros de limonada e caipirinha, espremendo todos os limões manualmente (como ele mesmo diz: na ignorância), teve queimaduras graves nas mãos. 

Na mensagem fala-se que as mãos foram exaustivamente lavadas e que houve pouca (ou nenhuma) exposição ao sol, explicando o ocorrido pela reação do limão com o cloro da piscina. Isto não é verdade. 

O que de fato provocou tal grau e extensão de queimadura foi o explicado acima: excesso de limões espremidos manualmente, ainda por cima por um homem (que em geral tem muita força). 

A quantidade de óleo cítrico que penetrou nesta operação foi muitíssimo elevada e a queimadura teria ocorrido mesmo sem exposição ao sol ou contato com o cloro da piscina.
De qualquer forma, mesmo que as manchas ocorram, elas demoram um tempo para sair (4 a 6 semanas), mas o corpo acaba absorvendo os pigmentos e as manchas desaparecem.
Se houver queimadura, um acompanhamento médico precisa ser feito.

A ingestão de limão causa manchas? Ou tira manchas?
Existem pessoas que perguntam se o hábito de ingerir limões diariamente pode favorecer no aparecimento de manchas. A resposta é um grandioso NÃO, pois este fenômeno das manchas-clareamento depende do contato com a luz solar (foto = luz + sensível) e uma vez ingerido o suco, tal reação não tem a menor possibilidade de ocorrer. 

Tais substâncias, uma vez ingeridas, são metabolizadas, transformadas em nutrientes e deixam de ter exposição e sensibilidade à luz solar. 
Apesar do limão ter função anti-manchas, ou seja, de um clareador, este fenômeno só acontece com fórmulas naturais de uso tópico (diretamente sobre a pele). Portanto, a ingestão diária do limão, via sucos e alimentação, não irá interferir em tratamentos anti-manchas ou de clareamento da pele.
Uma informação interessante é que toda substância que causa manchas é um potente “redutor” de manchas. Assim sendo, clarear ou tirar manchas de roupas ou da pele com o limão, pode ser um tratamento natural e bastante eficaz. 

Entretanto, é sempre bom lembrar que durante qualquer tratamento anti-manchas, tomar sol é proibido e usar filtro solar FPS 30 é fundamental.
Outro cuidado importante: todo tratamento anti-manchas deve ser realizado somente durante o outono-inverno quando os raios solares estão mais brandos.
Existem receitas da cosmética natural onde o suco do limão é usado em receitas anti-manchas, esfoliante natural e até para tratar vitiligo.
O limão causa problemas nos dentes?
Alguns dentistas consideram o hábito de chupar limão ou tomar suco puro do limão,  uma possível agressão para o esmalte dos dentes. Alegam que o elevado teor de ácido cítrico do limão pode desmineralizar o esmalte e até causar sensibilidades.
Bem, tudo que é usado/praticado com exagero acaba mesmo por gerar problemas. Mas, na verdade, o principal papel do limão nesta questão é de ser um agente que detecta problemas no esmalte dos dentes. Ele não gera problemas, mas sinaliza rapidamente que algum problema existe.
De qualquer forma, chupar limão, principalmente com sal, não é saudável, nem a melhor forma de consumir esta fruta. E, quando na necessidade de consumir o seu suco puro, como no caso da Terapia do Limão, é prudente usar um canudinho grosso para evitar o contato direto do suco com os dentes.
Entretanto, o suco puro de limão, passado com o auxílio de um cotonete sobre aftas e gengivas feridas, pode agir como um excelente bactericida e cicatrizante.
E, os dentistas, assim como todos nós, devemos lembrar que pessoas que salivam bastante são mais otimistas, flexíveis e prontas para novos aprendizados. Fluem mais nos seus objetivos e conquistas.

Créditos: Conceição Trucon (é química, cientista, palestrante e escritora sobre temas voltados para alimentação natural, bem-estar e qualidade de vida) – Doce Limão

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nada de desgosto, nem de desânimo; se acabas de fracassar, recomeça. Marco Aurélio

Postagens Relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...