quarta-feira, 8 de abril de 2015

Alimentos que comprometem a saúde do cérebro

Procure fugir de alimentos que causam picos glicêmicos – eles aumentam a taxa de glicose no sangue e no cérebro, como o açúcar (principalmente o refinado), as massas e os cereais refinados, a batata-inglesa e os doces em geral.

 Eles aumentam a produção de insulina e de ácido aracdônico, grandes responsáveis pelos processos inflamatórios, que aceleram o envelhecimento e a morte das células cerebrais.

Do ponto de vista metabólico, sabe-se que logo após os picos glicêmicos gerados pelo consumo excessivo de açúcar e amidos, são inevitáveis os quadros de hipoglicemia, que é a queda vertiginosa do teor de glicose no sangue. 

Essa situação desarticula todas as funções sensoriais do cérebro, assim como a sua produtividade, o seu poder de comunicação interna e a capacidade de armazenar dados. Tanto isso é verdade que a reação natural de um cérebro em estado de hipoglicemia é o sono , ou seja, tudo entra em ritmo lento. 

Evite também as drogas, que geram produção massiva de radicais livres (como é o caso do cigarro e do álcool), o café e os alimentos muito processados e aditivados. Os radicais livres são especialistas em destruir neurônios e outras células do organismo.

Por último, evite as frituras e as gorduras de origem animal, que tornam as membranas celulares rígidas e pouco porosas, inviabilizando a fluidez e a qualidade das trocas químicas e eletroquímicas, tanto relacionadas à nutrição, como à limpeza orgânica, à desintoxicação e à comunicação celular/neuronal.

Créditos: Texto do livro Mente e cérebro Poderosos, de Conceição Trucom - Jornalalternativo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A coisa mais difícil de ver é precisamente o que está diante dos seus olhos. Goethe

Postagens Relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...