sexta-feira, 10 de abril de 2015

O que é vinho?

É uma bebida resultante da fermentação do suco ou mosto extraído de frutas.
Exemplo: uva – prensado – mosto – fermentação = vinho.

Os vinhos de acordo com a origem
Velho mundo: Alemanha, Espanha, França, Grécia, Itália, Portugal.
Novo mundo: África do Sul, Argentina, Austrália, Brasil, Chile, Estados Unidos, Uruguai, Nova Zelândia.

Classificação dos vinhos de acordo com a cor:
Branco => Blanc Du Blans
               Blanc Du Noirs
Rosê
Tinto

Tipos de vinhos:
1. Vinhos de mesa
2. Vinhos espumantes
3. Vinhos fortificados
4. Vinhos compostos
Cada tipo de uva dá a origem a um tipo específico de vinho. Porém, nem todos os tipos de uva são adequadas para se fazer vinho.
As uvas propícias ao preparo de vinhos de boa qualidade são da espécie vitis-viníferas.
Os tipos de uvas são chamados de casta ou cepas. Ex: Cabernet Sauvignon, Shiraz, Chardonnay.
As características de cada casta como, intensidade de aroma, cor e sabor estão intimamente ligadas ao terroir da região em que a uva é produzida.
Terroir é o conjunto de características físicas da região em que a uva é plantada, como tipo de solo, clima, umidade e luminosidade.

Classificação dos vinhos de acordo com a elaboração:
Monovarietal: quando fabricado com o mosto de uma única cepa.
Varietal: quando a composição do vinho há maior porcentagem da cepa descrita no rótulo. Tal porcentagem varia de país para país.
Assemblage,corte ou lote: quando fabricado com vários vinhos de diferentes cepas. Isto não quer dizer que necessariamente estes vinhos tenham qualidade inferior ou superior.
Exemplos: Vinhos seleção e Châteauneuv-du-Pape.

Classificação dos vinhos de acordo com o teor de açúcar:
Seco: vinho com teor de açúcar menor do que 5 gramas por litro de vinho.
Demi-sec (Semi-seco ou meio-seco): vinho com teor de açúcar entre 5 e 20g/l de vinho.
Suave (doce): vinho com teor de açúcar maior do que 20g/l.

Classificação dos vinhos de acordo com a qualidade:
Finos: vinhos elaborados a partir de uvas vitis-viníferas.
Especiais: elaborados com uvas viníferas em corte com cepas americanas.
Comuns: elaborados com uvas de cepas americanas.

Principais cepas brancas empregadas na elaboração dos vinhos  Brancos Blanc Du Blancs:

Principais cepas brancas empregadas na elaboração dos vinhos brancos Blanc Du Noir:

Principais cepas brancas empregadas na elaboração dos vinhos tintos:

O vinho espumante: é o resultante da segunda fermentação de vinhos brancos, tintos ou rosês, na qual ocorre a presença natural de dióxido de carbono.

Principais cepas brancas empregadas na elaboração dos vinhos espumantes:

Vinhos espumantes -  denominação quanto à origem
Champagne - Champagne / França
Cava - Penedes / Espanha
Sekt – Alemanha
Asti - Piemonte / Itália

Champagne
Castas permitidas à elaboração:
Chardonnay: Fornece aromas florais, frutados, amanteigados e finesse aromático.
Pinot Noir: Responsável pela estrutura, cor dourada e aromas de frutos maduros.
Pinot Meunier: Fornece também estrutura ao vinho. Esta cepa é a menos importante entre as demais.
Vinhos fortificados: é o vinho que recebe aguardente vínica, tornando-se mais alcoólico. Portanto, mais “forte” ou fortificado.
Tipos de Vinhos: Porto,  Jerez, Xeres ou Sherry,  Marsala, Madeira, Setúbal.

Vinhos compostos
Vermutes: cerca de 200 tipos de ervas e/ou substâncias aromáticas adicionadas a um vinho de baixa qualidade, como, absinto, casca de laranja, quinino, camomila, pétalas de rosas, canela, angostura, gengibre, noz moscada, açafrão...
Os tipos e suas proporções são mantidos em segredo pelos fabricantes.
Acredita-se ter sido “inventado” por Hipócrates que utilizou macerado de flores de absinto, que deu à bebida o nome de “Vinho Hipocrático” ou Vinum Absinthianum”.

Profissionais do Vinho
Enólogo: profissional especializado em fazer vinhos. Capacitado a determinar o estilo dos vinhos que a vinícola deseja produzir e comercializar.
Sommelier, Escanção ou Descanção: profissional especializado em vinhos. Capacitado a comprar, dar manutenção, sugerir, servir e harmonizar vinhos com alimentos.

Enófilo: eno – vinho; filo – amor (amantes do vinho)

Critérios para a sequência do serviço de vinhos:
1. Dos secos para os doces
2. Dos brancos para os tintos
3. Dos mais jovens e menos encorpados para os mais evoluídos e mais encorpados.
Harmonização entre Vinhos e Alimentos
Cor da Carne => Cor do Vinho
Molhos e recheios leves => Vinhos leves
Molhos e recheios fortes => Vinhos encorpados
Molhos e recheios com acidez elevada => Vinhos com acidez elevada
Sobremesas => Vinhos doces
Champagne a bebida para todos os pratos

A arte de degustar
Como degustar um vinho:
1. Exame visual – Limpidez, Translucidez (Técnica do relógio), Cor e intensidade.
2. Exame olfativo   
3. Exame gustativo - Análise dos  4 As:  Açúcar, Acidez, Amargor, Álcool.
4. Exame tátil – corpo.

Cores e tonalidades dos Vinhos Brancos

Cores e tonalidades dos Vinhos Tintos


Créditos: Azevinhos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A coisa mais difícil de ver é precisamente o que está diante dos seus olhos. Goethe

Postagens Relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...