segunda-feira, 25 de maio de 2015

Brotos de mostarda

Da semente ao broto:
Método de germinação: no vidro;
Período de molho: 6 horas;
Temperatura ambiental: 21°C;
Lavar/enxaguar: 2 vezes ao dia;
Colheita: após 2 dias;
Comprimento do broto: 3-4cm;
Rendimento: 2 colheres das de sopa de semente produzem 3 colheres de brotos.

Transformações pela germinação
As gorduras (30%) transformam-se em substâncias oleosas solúveis;
Os minerais tornam-se mais facilmente absorvíveis;
A quantidade de enzimas aumenta.

A semente de mostarda é picante, porém a germinação modifica seu sabor. Podem-se também obter brotos de mostarda deixando-os crescer sobre um pano úmido até atingirem o tamanho de pequenas plantinhas, e colhendo-os entre 6 e 12 dias. Devem ser molhados pelo menos 2 vezes ao dia. Servem para temperar molhos, sopas e saladas.

A mostarda tem ação depurativa, anti-séptica, tônica, eupéptica (facilita a digestão) e diurética. Purifica, fortalece, cura, regenera e desinfeta o organismo. Estimula a digestão, cura distúrbios intestinais e regenera a flora intestinal, principalmente após o uso de antibióticos.
Estimula os órgãos de eliminação (rins, pulmões, fígado, intestino), curando erupções da pele.

Cura da mostarda: as sementes devem ser ingeridas sem mastigar, inicialmente em pequena quantidade, que vai sendo aumentada gradativamente a cada dia. São finalmente eliminadas inteiras pelo organismo, mas promovem nele uma ação benéfica.

Dr. José Caribé
Dr. José Maria Campos

Créditos: livro “Plantas que ajudam o homem”

Um comentário:

A bondade em palavras cria confiança; a bondade em pensamento cria profundidade; a bondade em dádiva cria amor. Provérbio chinês

Postagens Relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...