quinta-feira, 14 de julho de 2016

O poder dos óleos essenciais contra a gripe

Nos últimos anos, principalmente depois da pandemia da gripe (H1N1), inúmeros trabalhos científicos encontraram um potencial incrível para uso de diversos óleos essenciais contra o vírus influenza, causador da gripe. O influenza possui duas proteínas em sua membrana, a HA (hemaglutinina) e NA (neuraminidase) que são responsáveis pela entrada e saída do vírus das células. A inibição de alguma destas proteínas impacta na diminuição do crescimento e disseminação do vírus, podendo igualmente inativá-lo. 

Foi observado, pelo estudo abaixo, que vários óleos essenciais afetam a proteína HA do vírus da gripe, com exceção da canela que afeta as duas, NA e HA. Todos os óleos tiveram ação anti-viral  via vaporização em até 30 minutos, inativando completamente o vírus no ar. Os óleos de canela, eucalipto globulus, bergamota e tomilho foram eficientes em baixíssimas concentrações, tendo o óleo de bergamota exterminado o vírus por via aérea com apenas 10 minutos de exposição. Os demais levaram 30 minutos. 

O eugenol foi o componente mais potente de todos os estudados de forma isolada, seguido do citronelol (presente na citronela). A sálvia teve pouca eficácia e o cipreste nenhum efeito contra o vírus influenza. A inalação por vaporização contínua durante 30 minutos desses óleos pode resultar em completa inativação do vírus e foi considerada pelos cientistas do artigo como um meio muito útil na terapia contra a gripe sem ocasionar efeitos adversos às células epiteliais do pulmão.

Créditos: Professor de aromatologia Fabian Laszlo – Jornal de aromatologia Laszlo

Um comentário:

A bondade em palavras cria confiança; a bondade em pensamento cria profundidade; a bondade em dádiva cria amor. Provérbio chinês

Postagens Relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...