terça-feira, 22 de abril de 2014

Natural, óleo de cártamo inibe formação de rugas e celulite

Extraído da semente de uma plantinha asiática parente do girassol, o óleo de cártamo, assim como vários outros de origem vegetal, pode ser uma boa pedida para quem deseja dar adeus às celulites e prevenir o envelhecimento da pele de uma só vez. 
Isso porque, apesar de os estudos relacionados à eficácia do ativo ainda serem recentes, especialistas afirmam que ele contém propriedades anti-inflamatórias capazes de diminuir a incidência dos furinhos, além de ação antioxidante.

Dessa forma, ao ser consumido diariamente, passa a agir na raiz dos dois problemas estéticos, melhorando a aparência em frente ao espelho de forma rápida e eficaz. “Essa substância tem como diferencial a vitamina E, um dos principais responsáveis por proteger as células do organismo contra os danos causados pelos radicais livres, assim como o ácido linoleico, que ajuda a diminuir a retenção de líquido e inibir a inflamação na célula de gordura que dá origem à celulite”, explica Júlio Nogueira, dermatologista do W Spa, do Rio de Janeiro.

Multifuncional, o extrato também é composto por agentes hidratantes que fornecem à
cútis um brilho saudável, melhora a sua elasticidade e reduz o aparecimento de rugas em médio e longo prazo. Além disso, pode atuar em peles normais, sensíveis e ressecadas porque não possui contraindicações.

Já disponível no mercado, o óleo de cártamo, no entanto, deve ser usado de forma moderada. A recomendação geral é de que se consuma de duas a três cápsulas por dia dos produtos, que precisam ser devidamente registrados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), ou uma colher (de sopa) de sua versão in natura, meia hora antes ou depois das principais refeições.


Outros benefícios
Por também apresentar um grande volume de ômega 6 e 9, o óleo de cártamo atua, inclusive, como catalisador da queima de gordura e diminui a produção de cortisol, um dos hormônios responsáveis pelo armazenamento dos famosos pneuzinhos na região abdominal, ajudando a “chapar” a barriga e afinar a cintura. Além disso, aumenta a produção de leptina, hormônio que causa a sensação de saciedade, reduzindo o apetite. 

Contra-indicação
Apesar de não existirem relatos de efeitos colaterais decorrentes do uso do óleo, recomenda-se evitar seu consumo entre gestantes, mulheres que estejam amamentando, crianças e diabéticos. A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) classifica o óleo de cártamo como suplemento alimentar, e não como um produto emagrecedor. Mas, mesmo assim, não deve ser consumido sem a orientação de um médico e nutricionista. (Bambamel Natural)

Créditos: Beleza.Terra

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nada de desgosto, nem de desânimo; se acabas de fracassar, recomeça. Marco Aurélio

Postagens Relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...