segunda-feira, 2 de março de 2015

Devemos ingerir as frutas de estômago vazio?

Nutricionista alerta que a ingestão de frutas não deve ser feita com o estômago vazio.

A fruta gasta mais energia para ser digerida que um sorvete, mesmo tendo valor calórico igual. 

Por exemplo, uma maçã e uma bola pequena de sorvete de frutas: ambos têm em torno de 50 calorias, porém, o saldo calórico da maçã é menor, porque gasta muito mais para ser digerida e não é totalmente absorvida por causa da pectina, ao passo que o sorvete facilmente passa pelo estômago e logo é 100% absorvido. 
Portanto, a maçã engorda menos que o sorvete, mesmo contendo as mesmas 50 calorias, justamente por gastar mais energia na digestão, além de conter vitaminas e minerais (graças a Deus e ao seu conteúdo de pectina e outras fibras que retardam o esvaziamento do estômago, permitindo assim que os diabéticos possam comê-las sem que haja um aumento na glicemia – teor de açúcar no sangue).
A frutose não se transforma rapidamente em glicose. Se assim fosse, os diabéticos estariam proibidos de comer frutas. Além do mais, a frutose (o açúcar das frutas) é absorvida mais lentamente que a glicose, e não precisa de insulina para ser metabolizada. Ela é considerada um monossacarídeo (açúcar simples) que também alimenta o cérebro sem precisar ser convertida.
A melhor absorção do Ferro se faz através da Vitamina C, ou seja, para evitar uma anemia, é preciso comer frutas cítricas após o almoço (que geralmente é a refeição com maior conteúdo de Ferro) – para que ele possa ser absorvido.
 As frutas não passam rapidamente pelo estômago. Justamente pelo seu teor de fibras, demoram mais no estômago, especialmente quando ingeridas com casca, bagaço e sementes, o que é muito bom para as pessoas que precisam emagrecer. 

Já está comprovado cientificamente que por conta disto as frutas promovem maior saciedade e são excelentes coadjuvantes no emagrecimento.
O intestino delgado apenas finaliza a digestão de partículas muito pequenas de alimentos. É o estômago grande responsável pela digestão de todos os alimentos.
No estômago ocorre a mistura dos alimentos formando o bolo alimentar, onde não se distingue mais o que é fruta ou carne ou batata, e sim o que é carboidrato, proteína, gordura e fibra. 

E é justamente o teor de fibra deste bolo alimentar que irá determinar a liberação do “açúcar” ou da gordura. Quanto mais fibra tiver, ou seja, se a fibra for comida juntamente ou logo após as batatas ou carnes, ela impedirá que o excesso de gordura ou de carboidratos seja absorvido.
Por isso a recomendação dos órgãos internacionais de que as refeições devem conter pelo menos uma fruta.
É desejável que haja fermentação das fibras no intestino grosso (para que as bactérias benéficas produzam substâncias que irão proteger o coração), ou seja, para não haver fermentação de açúcar, é necessário comer fibras. Elas diminuem o risco de câncer e várias outras doenças de alergia no intestino.
As fibras são encontradas em vários alimentos, não só em frutas: vegetais, cereais integrais, por exemplo.
Nem todas as frutas podem ser comidas em jejum. Depende muito de cada caso. É errado generalizar. Se o paciente sofrer de gastrite ou úlcera ou tiver hérnia de hiato ou diverticulite ou síndrome do intestino curto não poderá comer fruta em jejum, principalmente as mais ácidas, como abacaxi, maracujá, acerola, manga.
Estimular a compra de uma centrífuga também não é conveniente. É um produto caríssimo e nem todos tem acesso. Além do mais, o suco aumenta muito mais a glicemia do que a fruta, não sendo recomendado, à vontade para diabéticos, obesos, cardíacos, nem para pacientes com síndrome metabólica.
Café e pão branco com manteiga não levam o dia inteiro para serem digeridos.
Os trabalhos científicos revelam que esta composição de refeição pode levar em torno de 2 horas para ser digerido, deixar o estômago, ser absorvidos no intestino e chegar ao sangue. 


É uma boa fonte de energia para pessoas com baixa condição financeira, por exemplo. O que não anula a importância dos pães integrais e acréscimo de frutas no café da manhã.
É difícil manter um cardápio só de frutas. Haja vista porque a “Dieta do abacaxi” (e de outras frutas) fracassou!
Os chineses e os japoneses têm hábitos alimentares saudáveis, comem alimentos funcionais e praticam atividade física. Tem baixos índices de doenças do coração, mas por conta do uso dos chás quentes, é a população com maior índice de câncer de esôfago e estômago.
Cada vez mais os cientistas do mundo inteiro, inclusive os do Brasil, descobrem os benefícios dos diferentes chás da natureza. Mas cuidado com temperaturas extremas, elas podem dar câncer.
Bebidas geladas não solidificam a gordura!
O estômago tem função de igualar a temperatura dos alimentos e formar o bolo alimentar. Tanto faz a temperatura, pois o estômago vai fazer este papel. É bem verdade que alimentos mais mornos do que frios facilitam a digestão.
Texto adaptado. Autora: Professora. Dra. Fernanda Beraldo Michelazzo formada em Nutrição pela Faculdade de Ciências Farmacêuticas da Universidade de São Paulo e atua ministrando vários cursos dentro da “Ciência da Nutrição”.

2 comentários:

  1. Mto interessante esse texto, sabia da importância da fruta para uma alimentação saudável, mas sua função para a digestão e outras informações foram mto legais! Obrigada pelas novas informações! :)

    ResponderExcluir

Nada de desgosto, nem de desânimo; se acabas de fracassar, recomeça. Marco Aurélio

Postagens Relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...