segunda-feira, 30 de março de 2015

Qualidade de vida começa no intestino

Créditos: Dra. Francis Moura - Nutricionista
Dieta não saudável: com a perda das bactérias saudáveis e outros fatores de proteção, bactérias não saudáveis, fungos, parasitas e toxinas podem acumular e danificar a parede intestinal produzindo uma saúde intestinal podre.

Dieta saudável: bactérias saudáveis que revestem e protegem a parede intestinal, além de outros fatores obtidos dos alimentos e das secreções naturais do intestino, inibem bactérias não saudáveis e contribuem para a manutenção do equilíbrio bacteriano e otimizam a saúde intestinal.




Exemplo de bons alimentos:
Amêndoas, nozes, semente de linhaça, aveia, granola, rabanete, pepino, tomate, frutas. Se possível, todas com a casca, e com bagaço.
Água, muita água – é emoliente para o intestino.
Caso você tenha pretensão de emagrecer, invista em fibras.

A microbiota intestinal proporciona:
Proteção (resistência à colonização);
Imunidade (resposta imune equilibrada);
Benefícios nutricionais (vitaminas e substratos energéticos);


A importância dos pré-bióticos:
Carboidratos não digeríveis que, após serem consumidos pelas bactérias benéficas do intestino, geram condições favoráveis ao crescimento de bactérias não patogênicas como Bifidobacterium e lactobacilo e promovem aumento da absorção intestinal de sais minerais, os pré-bióticos fruto oligossacarídeos e inulina, devem ser ingeridos diariamente, e estão presentes em vários alimentos como: (fruto oligossacarídeos): tomate, banana, ervilha, e caqui, (inulina: maçã e pera), estes compostos também favorecem a absorção de cálcio um mineral de suma importância na saúde e vitalidade dos ossos, além de prevenir câncer de cólon de intestinos).

Créditos: Dra. Alessandra Carneiro – Nutricionista – Nayra Fitness

Um comentário:

Nada de desgosto, nem de desânimo; se acabas de fracassar, recomeça. Marco Aurélio

Postagens Relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...