quarta-feira, 3 de junho de 2015

Nossos amigos fiéis

O convívio com cães e gatos faz bem à saúde dos seres humanos. 

O amor incondicional, as lições de fidelidade, a alegria de brincar, a vitalidade para pular, correr e passear, o dengo na hora do afago, a gratidão pela comida... 

Tudo isso os torna criaturas especiais, capazes de proporcionar melhor qualidade de vida a seus donos – sejam adultos, sejam crianças.


Diversos estudos científicos mostram que ter animais de estimação por perto ajuda a prevenir vários males, e essa amizade pode ter participação importante no tratamento de certas doenças. 

Uma pesquisa recente feita pelo Instituto de Pesquisas Médica Baker, na Austrália, revelou que quem possui um pet é menos propenso a sofrer com estresse do que a pessoa que não tem. 

O trabalho, realizado durante três anos, apontou ainda que os animais contribuem para a redução da pressão sanguínea, bem como para a diminuição dos níveis de colesterol.

Outro levantamento, de cientistas da Universidade Warwick, na Grã-bretanha, indicou que crianças de 4 a 5 anos se recuperaram mais rápido de doenças de rotina quando têm animal de estimação em casa. 

Além desse, um estudo da Society for Companion Animal Studies, também na Grã-Bretanha, apontou que crianças que convivem com um pet apresentam melhor imunidade do que aquelas que não se relacionam com gatos ou cachorros.


Animais solidários
É comum o uso de cães e gatos em atividades de ajuda ao ser humano. Veja alguns exemplos.

Guia – não é de hoje que cachorros são treinados para conduzir portadores de deficiência visual.
Presídio – animais de rua são colocados em contato com detentos e têm ajudado na reintegração deles  à sociedade.
Hospitais – com protocolos rigorosos, hospitais buscam humanizar o ambiente com a presença de cachorros e gatos, que interagem com pacientes psiquiátricos, idosos e crianças.
Escolas – já existem métodos pedagógicos que utilizam animais para auxiliar as crianças a ler e escrever.
Catástrofes – além de ajudar no resgate de vitimas, os animais demonstram ter uma enorme capacidade de prever catástrofes naturais, como tsunamis e terremotos. Acredita-se que isso se deva a seus sentidos mais aguçados, principalmente olfato e audição.

Créditos: Revista Nestlé

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nada de desgosto, nem de desânimo; se acabas de fracassar, recomeça. Marco Aurélio

Postagens Relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...