sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Chá de cavalinha e ameixa seca


A sua composição química (cavalinha) é formulada por grande quantidade de silício e quantidades menores de cálcio, ferro, magnésio, tanino, sódio, entre outros. 

Considera-se que esta planta exista a mais de 300 milhões de anos, sendo considerada uma das formas de vida vegetal mais antigas do reino vegetal. 

Por ter propriedades diuréticas e adstringentes, auxiliam no tratamento da gonorreia, infecções renais e da bexiga, estimula a consolidação de estruturas ósseas, age sobre fibras elásticas das artérias, atua nos casos da inflamação e inchaço da próstata. 

Acelera o metabolismo cutâneo, estimulando a cicatrização e aumentando a elasticidade das peles secas. É usada como hidratante profundo, evitando varizes e estrias. Limpa a pele, fortalece as unhas, dá brilho aos cabelos e auxilia no tratamento da celulite.

Minha receita:

Pela manhã, coloque numa jarra ou garrafa de vidro, um punhado de dedo de cavalinha, a mesma quantidade de chá verde, 2 ameixas secas. Adicione 500ml de água filtrada ou mineral. Deixe descansar durante o dia. Duas horas antes de dormir, coe, e beba o chá pronto. Se quiser tomar pela manhã em jejum, apronte a mistura a noite. Depois de coado, acrescente uma colher de sopa de colágeno em pó hidrolisado (10g) e esprema meio limão.

A ameixa seca é mais concentrada, por isso é energética, fornecendo uma grande quantidade de calorias, para as pessoas com grande atividade física. 

Deve ser ingerida após as refeições, porque ajuda na absorção de ferro, pelo seu alto teor de vitamina c. 

Auxilia no funcionamento dos intestinos, é antioxidante e previne fraturas e osteoporose.
É fonte de vitamina C, vitamina B2, potássio. Possui mais fibra que qualquer outro fruto, hortaliça ou legume.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

A bondade em palavras cria confiança; a bondade em pensamento cria profundidade; a bondade em dádiva cria amor. Provérbio chinês

Postagens Relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...