terça-feira, 20 de agosto de 2013

O valor de um "não"

"O filho sábio atende à instrução do pai; mas o escarnecedor não ouve a repreensão." (Provérbios 13:1)

Difícil esquecer uma história que minha mãe contava quando criança...

Um homem antes de ser enforcado pelos crimes cometidos teve um desejo atendido. Claro, queria dar um último beijo à sua querida mãe, que na fileira da frente, com muita dor, acompanhava o desfecho da carreira recheada de crimes do único filho. Chegando perto, seus braços a envolveram e abraçou-a dando-lhe uma mordida no rosto!

Foi chocante o seu comportamento agressivo!
A mãe, perplexa, por sua vez disse:
Como, porquê?
Minha querida e adorada mãe! Lembra quando era pequeno e roubei um carrinho de linha de costura?
Pois é, se tivesse me repreendido, hoje não estaria aqui!

É tão estranho um pai que não pretende ou não deseja que seu filho ouça suas palavras e as obedeça. Muitos pais ainda não entendem o valor de um "não". Será que o "sim" que você fala é para se livrar de um possível conflito? 
As conversas são diárias, assim como os ensinamentos, exemplos de conduta e valores, então, porque ceder? Sim, dá muito trabalho educar e ninguém até hoje, nos disse que seria fácil.

Um trecho do texto de Mário Fernandez sobre a educação:
... Vivemos um tempo em nossa sociedade em que pais estão terceirizando a educação dos filhos e não me refiro à escola. A tv ensina, os colegas ensinam, a rua ensina, a internet ensina, a igreja ensina. E o pai, ensina? Se o pai não ensinar, não instruir, não corrigir - temo que a geração seguinte não honrará seus pais por não ter sido ensinada a isso e a próxima depois desta, então...

Honrar aos pais envolve diretamente seguir direção em forma de obediência. Atender à instrução do pai é uma forma de honrá-lo, sem dúvida.
Se nossos filhos aprenderem a atender nossa instrução como pais, serão alunos melhores, funcionários melhores, empresários melhores, maridos/esposas melhores - e nos honrarão enquanto viverem.


Não por força nem por violência, mas pelo exemplo devemos ensinar a obediência.

Um comentário:

  1. Ser responsável por outro ser humano não é nada fácil!! mas acredito que o mais importante é procurar sempre fazer a nossa parte, ensinando bons princípios e acreditando no melhor. Mônika

    ResponderExcluir

Nada de desgosto, nem de desânimo; se acabas de fracassar, recomeça. Marco Aurélio

Postagens Relacionadas

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...